Saltar para o conteúdo

Descubra as diferenças

3 Novembro, 2021

Tribunal “chumba” alunos de Famalicão por faltas a “Cidadania”, pais recorrem: «Em causa estão dois alunos que terminaram o 7.º e o 9.º anos de escolaridade, respetivamente, com média de cinco mas com o “averbamento final” que dá conta de que não transitam, por não terem frequentado a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento. O pai dos alunos acusa a escola e o Ministério da Educação de “obsessão na tentativa de impor, nem que seja à força”, a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, que classifica como uma espécie de “religião do Estado»

Dentro de algum tempo, quando estes proselitismos e seus devotos estiverem na mó de baixo não faltarão testemunhos de pessoas que, dirão então com ar sofredor, discordavam do conteúdo destas aulas, mas agora assobiam para o lado. Os dirigentes políticos descobrirão então que a família Mesquita Guimaraẽs foi alvo de perseguição pelo Estado… Mas por agora nada. Ou quase.

Para variar deste estado manhosos de coisas recomendo que se tente perceber o que esteve por trás da derrota do Partido Democrata na Virgínia. Mais precisamente essa derrota começou no dia em que gente que sempre votou nos Democratas percebeu que os seus filhos iam ter uma escolaridade da treta e ser objecto de propaganda e sessões de vitimização à conta das teorias raciais e identitárias que as autoridades escolares estavam a impor. Resultado: os Democratas perderam a Virginia. Hoje os jprnais falam de revés para Biden mas o que está a acontecer vai além disso.

24 comentários leave one →
  1. lucklucky permalink
    3 Novembro, 2021 10:31

    “sessões de vitimização”

    Não, sessões racistas feitas a partir de livros racistas saídos da pena da extrema esquerda que está nas universidades e media.

    Gostar

    • 3 Novembro, 2021 15:36

      Diz que é a “extrema esquerda”…. Como é que chama mesmo o partido do Boris Johnson que governa no Reino Unido ?

      Gostar

      • lucklucky permalink
        3 Novembro, 2021 18:33

        O que se chama é irrelevante, é um Partido Conservador que não conserva nada.

        Gostar

      • Albano Silva permalink
        3 Novembro, 2021 19:14

        Se não colocassem a foto, a coisa até poderia passar porquanto “psychologic harm” também pode atingir brancos/as, mas a mensagem parece ter estes como alvo.
        Com esta percepção, parece-me é que os britânicos querem aliviar a consciência por aquilo a que submeteram grande parte da população africana no passado, tal como a instituição do apartheid, de facto, na sua colónia Africa do Sul, e meio encapotado nas restantes.
        Entendem que é mais fácil fazê-lo com o Twitter do que na prática pessoal.

        Gostar

      • 3 Novembro, 2021 21:07

        As designações só são relevantes quando servem para continuar a ludibriar papalvos e mantê-los dentro dos rebanhosinhos, não é lucky ?

        E já que falou nas universidades e nos média, a sério diga-nos quem é que verdadeiramente as controla ?

        Gostar

    • 3 Novembro, 2021 20:56

      Se ao menos tivessemos assim um partido “anti religião do Estado” , anti-bloquistas & apaneleirados Lmt, um partido 577% pro capitalismo. Um partido “anti extrema-esquerda comunoide” Não aqueles partido liberal faz de conta que se chama Iniciativa Liberal.

      Gostar

      • Francisco Miguel Colaço permalink
        3 Novembro, 2021 21:49

        Se abrirem as fronteiras, os atravessamentos ilegais serão zero.

        As ilegalidades virão depois, sob as tétricas formas de violência e crime pelos que atravessaram legalmente, mesmo se à socapa.

        Gostar

  2. Weltenbummler permalink
    3 Novembro, 2021 10:42

    A sua geração assistiu à transfiguração imparável de um mundo milenar. O magistério do bispo de Hipona teve lugar nos anos de mais acentuado declínio do império romano, e foi à geração que atravessou estes tempos conturbados que o bispo pregou. Ele próprio, culturalmente gerado em Roma, não deixaria de sentir a mesma perplexidade queos homens do seu tempo.
    Por um lado, era cada vez mais visível a presença de povos estrangeiros no interior do império, desde o início do séc. IV convocados a renovar as fileiras do exército e a povoar as terras. O caso de Estilicão é um exemplo da política ‘filobárbara’ de Teodósio, que
    parecia encaminhar-se para uma ‘fusão de raças’ no império. Filho de uma romana e de um vândalo, chegou a comandar os exércitos das duas partes do império e foi designado tutor dos jovens ‘imperadores’; no entanto, não sobreviveu à resistência romana a esta miscigenação, vista como uma ameaça para Roma.2
    Introdução / Santo Agostinho; Sermões

    Liked by 1 person

  3. Expatriado permalink
    3 Novembro, 2021 11:17

    Por cá, ontem já era tarde

    https://www.foxnews.com/media/virginia-parents-send-message-democrats

    Liked by 1 person

  4. LTR permalink
    3 Novembro, 2021 11:33

    Tiveram azar. Não pertencem a nenhuma máquina do sistema nem souberam criar uma teia de amigos. Se pertencessem talvez pudessem ingressar no superior sem completar os estudos anteriores. Agora sem as aulas de cidadania e notas máximas é que não.

    Gostar

  5. 3 Novembro, 2021 13:51

    Quando Trump voltar a ser presidente é que esses filhos vão ter uma escolaridade de luxo…

    Gostar

    • chipamanine permalink
      3 Novembro, 2021 14:57

      Duvido. A burrice e o analfabrutismo (até na sua resposta) instalado já tem gerações de dialéctica da ignorância.
      Afinal os pais votam contrário por causa dos curriculos doutrinários e vc lê que eles são todos trumpistas.
      Deve ter sido assim que alguém criou e doutrinou os seus filhos e mesmo vc, tornando-se um belo representante desse analfabrutismo.

      Gostar

      • 3 Novembro, 2021 18:37

        É, de facto, uma violência que os filhos aprendem que devem acatar as leis da Republica, conduzindo pela direita, não estacionando encima do passeio, atravessando só nas passadeiras para peões, não dando o golpe na fila do autocarro, dando o lugar em que se sentou a pessoas mais fracas, como anciãos, crianças, grávidas. E que deve pagar a horas e a tempos a sua quota-parte nas despesas do condomínio, para que não sejam os outros a suportar os custos que lhe pertencem.
        Claro que os pais que só pagam o condomínio quando são postos em tribunal, que deixam o carro encima do passeio, atirando aquela senhora com um carrinho de bebé para cima do alcatrão, etc. Esses acham uma violência as aulas de cidadania.
        Quando Trump chegar e puser as escolas a ensinar a Lei do Mais Forte, vão ver que aos 18 anos os filhos vão-lhes à carteira, roubam as chaves do carro, etc. e se o paizinho refilar leva dois berros, se não for dois tabefes…

        Gostar

      • chipamanine permalink
        3 Novembro, 2021 19:52

        O palhacito acha que tem graça. No seu superior intelecto (por ele mesmo considerado) mas pobrezinho de raciocínio adora misturar alhos com bugalhos para ver se dá razão a si próprio.
        Ele daquela raça superior da república do social e da ordem …a dele claro.
        De tal maneira que quem porventura se possa atrever a discordar mostrando-lhe literalmente a cueca suja. responde do seu pedestal de superioridade auto-assumida dos esclarecidos e iluminados pela sua própria idiotice manifestando todo o seu desprezo pelos cidadãos de 2ª classe, a ralé. Tudo é ralé que não seja como ele.
        Esta classe de gente já fez historia na humanidade entre jacobinos nazis e marxianos há-os de toda a espécie. Promovem os seus contrários e depois queixam-se das barbáries, nunca percebendo que eles é que são os bárbaros.
        E como o raciocínio de um bronco nunca sai do mesmo lugar volta ao mesmo. Os votantes democratas de anos sucessivos votaram contra a barbárie dos galvões lá Virginia e ele próprio ainda não percebeu isso achando que esses votantes são trumpianos pois o seu cérebro só funciona com um dos hemisférios onde inclui apenas a religião do estado chamado por ele república. Ele acha que o código da estrada é um escrito moralista ( ou um tratado sociológico?) e por aí se vê o nível da desconexão com o outro hemisfério cerebral há muito apagado.
        É desta dissonância cognitiva que a turba vive hoje. São os narciso de hoje. Sorriem-se a si próprios pela iluminação de que se jugam portadores quiçá abençoados.
        Uma raça superior ao nível de um bom charro de melhor qualidade que lhes proporciona a tal viagem orgasmica “intelectual”

        Gostar

      • 4 Novembro, 2021 09:16

        Quando a mensagem não agrada, em vez de contrapor discurso contraditório, insulta-se o mensageiro!

        Gostar

    • lucklucky permalink
      3 Novembro, 2021 18:35

      Pelo menos não vão aprender que uma raça é inferior às outras como o oavlag parece querer…

      Gostar

      • 3 Novembro, 2021 21:24

        A não ser que o Oavlag seja um membro da tribo étnica do Talmude, não é Lucky ?

        Gostar

  6. chipamanine permalink
    3 Novembro, 2021 15:01

    Nem com as evidências de que as pessoas que tradicionalmente sempre votaram Democratas e por protesto vigoroso contra o estado da educação em que introduziram a religião do estado como obrigatória esta gente percebe que são eles os criadores de robôs repetitivos do que eles querem e sobretudo criadores de correntes contrárias que um dia os penduram no pau da roupa..

    Gostar

  7. 3 Novembro, 2021 19:02

    «Os Portugueses vivem em permanente representação, tão obsessivo é neles o sentimento de fragilidade íntima inconsciente e a correspondente vontade de a compensar com o desejo de fazer boa figura, a título pessoal ou colectivo. A reserva e a modéstia que parecem constituir a nossa segunda natureza escondem na maioria de nós uma vontade de exibição que toca as raias da paranoia, exibição trágica, não aquela desinibida que é característica de sociedades em que o abismo entre o que se é e o que se deve parecer não atinge o grau patológico que existe entre nós.»
    Eduardo Lourenço, um pensador já falecido

    Gostar

  8. 3 Novembro, 2021 20:35

    Pois desta vez não foi tido em atenção o superior interesse da criança.
    Os filhos não devem sofrer pelas ideias dos pais.
    Normalmente resolvesse sempre de forma a não prejudicar.
    Por exemplo o aluno pertence a uma cultura em que fazer exercício físico por parte das meninas é mal visto por parte da cultura dos pais. O aluno falta a Educação Física.
    A situação e resolvida de forma a não prejudicar o percurso escolar do aluno.
    Mas neste caso há um fator que se sobrepõe ao superior interesse da criança.
    O SUPERIOR INTERESSE DO PARTIDO SOCIALISTA

    Gostar

  9. Francisco Miguel Colaço permalink
    3 Novembro, 2021 21:55

    A Nova Jérsia também está a tirar o sono aos democrápulas.

    A vitória dos Demo-crátas apenas depende do factor Dominion.

    Gostar

  10. 3 Novembro, 2021 22:03

    A tal “Religião de Estado” referida, é a mesma que a dona Helena e a direitatoina daqui segue com muito afinco e cujo corolário se expressa naquilo que agora protestam muito.Só que, quando vos interessa à barriguinha, então a “Religião do estado” já deve impor a sua doutrina incessantemente e implacavelmente nas escolas, perseguir ou até mesmo mandar para a prisão. E a “Religião do Estado” já pode contar com a vosso silêncio e colaboração.

    Descubra lá estas diferenças dona Helena

    w ww.pbs.org/newshour/politics/trump-signs-order-against-boycotts-on-college-campuses-directed-against-israel
    w ww.nbcnews.com/politics/donald-trump/trump-sign-executive-order-targeting-college-anti-semitism-israel-boycotts-n1099601

    Gostar

    • 3 Novembro, 2021 22:19

      Onde é que a dona Helena e os direitêlhos filosemitas daqui andavam quando “politicas identitárias” e leis de “reparação histórica” andavam a ser aprovadas no parlamento com a aprovação da direitêlha .

      Moshe Cantor, presidente do CJE, que representa comunidades judaicas em toda a Europa, elogia a lei aprovada em 2013 por unanimidade pelo parlamento e que significou a “REPARAÇÂO HISTÓRICA” da expulsão dos judeus de Portugal no século XV.”

      Depois de contestação da comunidade israelita, de partidos de direita e de dirigentes históricos do PS, em 19 de maio, os socialistas mudaram a sua proposta, deixando de “obrigar” os descendentes de judeus sefarditas a residir dois anos em Portugal para conseguir a nacionalidade, mas mantêm “outros critérios de ligação atual e efetiva” ao país.
      https://observador.pt/2020/07/01/judeus-europeus-pedem-a-ar-para-nao-por-em-causa-o-essencial-da-lei-dos-sefarditas/

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: