Skip to content

A culpa é do PSD (II)

25 Março, 2011
by

Ontem, ao ouvir António Costa na Quadratura, dei comigo a pensar como as Agências de Rating deixaram repentinamente de ser aquelas instituições pérfidas e incompetentes que não souberam prever a crise. Agora constituem armas de arremesso contra o PSD e Passos Coelho…

About these ads
12 Comentários leave one →
  1. 25 Março, 2011 11:40

    E convém sempre lembrar as notações, excelentes, que as “agências de ratos” davam ao Lehman Brothers ou à AIG em 2008. Já não posso com estes “iluminados do rating” que tantas vezes servem sobretudo interesses próprios.

  2. 25 Março, 2011 11:46

    É como a Alemanha, que à pouco tempo atrás era a má da fita. Agora é amiga, com uma excelente Chanceler à frente. Mudam-se os tempos…

  3. balde-de-cal permalink
    25 Março, 2011 11:50

    com a perna alçada a ministra também acusou o psd.
    vamos ficar encharcados em merda vinda do largo dos ratos.
    eles ‘comeram tudo’

  4. 25 Março, 2011 11:57

    Eu gostava de ver em gráfico as variações das agências nos ultimos dois anos.
    De forma a podermos relacionar em que momentos aconteceram as maiores variações. E assim calar de vez esta politiquice dos mesmos de sempre.

    http://ofiascodoaborto.blogspot.com/

  5. 25 Março, 2011 11:59

    António Costa: acena com o papão dos mercados. Fundamenta que a crise politica tem impacto directo nos mercados. Até parece que os mercados antes da crise estavam a reagir bem. Todos nos lembramos do célebre tecto dos 7% de Teixeira dos Santos. Onde estavam as taxas antes da crise? Penso que por volta dos 8%… É ridículo!
    Este PS faz-me lembrar o PCP de outros tempos. Ou seja o da cassete. Quem viu as noticias e as intervenções dos dirigentes socialistas durante o dia de ontem, reparou que todos dizem o mesmo. Frases feitas.

    http://ofiascodoaborto.blogspot.com/

  6. Murphy permalink
    25 Março, 2011 12:08

    Dívida directa do Estado (Fonte IGCP: http://www.igcp.pt/fotos/editor2/2011/Estatisticas/02_stock_divida_valores_mensais_debt_stock_monthly_figures.xls)

    31-Mar-2005, 92.761 Milhões Euros;
    31-Dez-2010, 151.775 Milhões Euros
    (mais 64% de dívida, 60.000.000.000,00 €)

    O legado de Sócrates é este e SÓ ELE é o responsável (já agora a dívida em 1995 era aproximadamente 30.000 Milhões €). As suas opções implicaram um endividamento brutal do País e, apesar disso, um desenvolvimento praticamente inexistente.

    Deixem-se de merdas como aqueles discursos do “todos são culpados” ou “são todos iguais“, não são! Alguém – NÓS – terá de pagar a conta, não tenhamos ilusões.
    Se o Passos Coelho os “tem no sítio” e poderá dar conta do recado, não sei. Mas neste momento não há outro e estou farto de aldrabões e impostores de toda a espécie, que não assumem as suas responsabilidades ou então, na prática, colaboram com quem nos colocou nesta situação, numa atitude de permanente cobardia e “chico-espertice”, empurrando a culpa para o vizinho do lado.

    Em 2005 a comunicação social “vendeu-nos” a ideia que em 3 meses Santana Lopes (o trapalhão) tinha arrasado o País e apresentou-nos o Eng. como “a” alternativa credível. Como é possível que agora, em face dos resultados (desemprego, dívida, crescimento nulo) de 6 anos de governação e de tudo o que rodeia o carácter da personagem, a mesma comunicação social ainda transmita a ideia que talvez fosse do interesse nacional manter Sócrates?! Limitem-se a informar os cidadãos. É tão urgente reformar a política como o jornalismo que de faz em Portugal!

    Portugal está nas “mãos dos mercados”, é verdade. Mas confiar que Sócrates é o homem que nos pode tirar do buraco seria como por o Dias Loureiro a governador do Banco de Portugal ou o Bibi como provedor da Casa Pia.

    Se nós, como sociedade, não formos capazes de responsabilizar, penalizar, este político pelos erros que cometeu, como poderemos exigir no futuro responsabilidade a alguém sobre o que quer que seja?

  7. João Santos permalink
    25 Março, 2011 12:51

    É tudo a alçar os pézinhos para o rodízio do alterne! Mas Portugal não sairá do buraco com o polvo do centrão. Que venha o FMI para já e, mais tarde, um governo europeu para este país, com um ministro das finanças alemão, um holandês para o comércio e um húngaro para os assuntos sociais. O resto resolve-se com a lata da casa e o corta-fitas de turno.

  8. Qlido permalink
    25 Março, 2011 13:12

    A dívida americana chegou aos 96.3%do PIB em Fevereiro. E isto não inclui as dívidas estaduais e locais. Mas nesses as agências de rating não dão porrada.

  9. JCA permalink
    25 Março, 2011 14:30

    .
    Mais dados fóra da luta partidária:
    .
    The Crisis in Portugal??

    Everyone knew that Portugal would have to roll over and accept a bailout at some point. It was inevitable that this has happened. The lines crossed some time ago. Portugal has too much short-term debt. The cost of rolling it over (if possible at all) would be too high. Debt service at free market rates would kill the country. So there is no sense in keeping up the charade any longer. It was Portugal’s dependence on ST debt that did them in. This chart shows how the maturity schedule of existing debt simply overwhelmed their capacity to refinance.

    What would you call this? ‘Mismanagement’ comes to mind. The Portuguese Treasury put the country at risk. Rather than point fingers it would be ‘nicer’ to conclude that Portugal had no option but to borrow short-term. It would be fair to blame the economic leaders of the EU. They knew for years that Portugal’s ST debt was a time bomb. The lessons of Greece and Ireland and their dependence on money with a short string are fresh in their minds
    .
    Quadro actualizado da DividaExterna da ‘Portuguese Republic’ usado pelos Mercados Internacionais e Agencias de Rating:
    .

    http://brucekrasting.blogspot.com/2011/03/crisis-in-portugal.html

  10. Arlindo da Costa permalink
    25 Março, 2011 17:16

    Não se esqueçam que segundo a «Fitch» o rating do PSD passou para «lixo»….

  11. lucklucky permalink
    25 Março, 2011 17:56

    Portugal já é Lixo Soci@list@ há muito. Sem o BCE não haveria ordenados da função publica.

  12. Arlindo da Costa permalink
    25 Março, 2011 18:00

    Talvez fosse a melhor maneira da gente chegar a déficit zero.
    Vou já dizer ao BCE para não pagar mais ordenados da função pública.

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 34.864 outros seguidores

%d bloggers like this: