Saltar para o conteúdo

Hoje é um dia feliz

19 Fevereiro, 2008
by

O regime do ditador há mais tempo em funções no mundo (50 anos) [corrigido] está prestes a colapsar. Ainda ontem chegaram a Espanha vários presos políticos (doentes, mas sem o tratamento que o tirano tem auferido) que o regime comunista libertou em troca de alguns favores internacionais.

Como costuma acontecer com os regimes despóticos (Coreia do Norte, Síria), o regime que resta quer-se transformar numa caricatura de monarquia. Embora candidatos a herdeiros não lhe faltem por este mundo fora. Mas não acredito que o regime cubano aguente muito tempo sem a sua figura carismática.
Para os cubanos e para todos os que prezam a liberdade, este é um dia que começa bem.

Anúncios
11 comentários leave one →
  1. Anónimo permalink
    19 Fevereiro, 2008 10:40

    Nao é só Fidel que se retira hoje e Cuba que começa a mudança.

    Musharraf perdeu as eleiçoes. O Paquistao também já nao é o mesmo.

    Gostar

  2. Luís permalink
    19 Fevereiro, 2008 12:00

    Então o Musharraf vai deixar de ser presidente? Caramba, estava mesmo por fora…

    Gostar

  3. Fernando S permalink
    19 Fevereiro, 2008 13:29

    Pelo menos uma diferença importante entre Fidel e Musharraf : Fidel passa simplesmente e formalmente o poder absoluto ao irmão ; Musharraf perde democraticamente eleições !!

    Por sinal, tanto quanto percebi, Musharraf apenas deixaria de ser presidente se a oposição conseguisse no parlamento os 2/3 dos lugares necessarios para o destituir.

    Gostar

  4. Anónimo permalink
    19 Fevereiro, 2008 13:47

    Queres dizer que Musharraf perde as eleições e continua democráticamente tudo na mesma?

    Gostar

  5. Fernando S permalink
    19 Fevereiro, 2008 14:25

    “Queres dizer que Musharraf perde as eleições e continua democráticamente tudo na mesma?”

    Eu não disse nem quero dizer isso !
    Não sei o que vai acontecer. Vamos ver. Varios cenarios são imaginaveis e possiveis.
    Um primeiro é Musharraf fazer um novo golpe de Estado militar e anular o resultado das eleições. Mas, por varis razões, não creio que desta vez tal venha a acontecer.
    Outro cenario, talvez mais provavel, é o de uma coexistencia institucional entre Musharraf presidente e Nawaz Sharif chefe do governo. Não seria uma situação simples e tranquila e, sobretudo, não seria certamente o “tudo na mesma”.
    Ha quem diga que a oposição, não tendo os 2/3 para destituir o presidente, poderia ainda tentar que o Parlamento decida anular as recentes eleições presidenciais que deram a vitoria a Musharraf. Mas neste caso a probalidade de um impasse institucional e de uma confusão ainda maior aumentariam.

    De qualquer modo, o que eu quiz principalmente dizer é que me parece que o que acontece no Paquistão não deve ser posto no mesmo plano do que acontece em Cuba.

    Gostar

  6. 19 Fevereiro, 2008 15:47

    E agora o que vamos nós fazer, sem o comandante, sem a sua
    eficaz política política, sem a tortura subterrânea, sem a náusea dos discursos intermináveis, sem as ruinas das casas de Havana (Lisboa e Porto estão a parecer~se a olhos vistos), a par com os palacetes e privilégios exclusivos da oligarquia no poder, sem a perseguição aos turistas mais ousados, sem o mercado negro na busca de moeda forte (PCC ou Euro), sem a oferta dos serviços pelas meninas junto aos hotéis, sem os 12 euros de salario mensal, sem o tráfico, a corrupção, a economia paralela de todo o tipo, a prestação paga aos quadros do partido para se arranjar um emprego, sem as eternas bichas para o pão e o leite….Eu, intelectual de esquerda assumido já nem me lembro desde quando, não sei como vou passar sem aquele cromo, sem tal sistema em vias de desmoronamento, esta recordação de lenine, esta ditadura proletária que inunda os meus sonhos e faz delirar as minhas entranhas.

    Gostar

  7. revoltado permalink
    19 Fevereiro, 2008 17:13

    O regime continua firme como nunca, talvez ainda mais. A transmissão do poder já está completa, agora só falta o enterro do presunto. Depois virá mais uma falsa abertura seguida do influxo de muitos capitais, até da indústria petrolífera. Já anda a Petrobrás a fazer prospecção na porção cubana do Mar do Caribe. Mas os mesmos continuarão no poder. E agora, os seus amiguinhos estão no poder em quase toda a América Latina.
    E os liberais a comemorar a vitória do capitalismo…

    Gostar

  8. Luis Rainha permalink
    19 Fevereiro, 2008 21:58

    Mas… e a China, agora já não é ditadura? Parece-me que o PCC está no poder há mais uns anos que o Castro. Isto sem mencionar coisas como a Arábia Saudita, etc.

    Gostar

  9. 19 Fevereiro, 2008 22:50

    …”A mais antiga ditadura do Mundo” !? Caramba, vocês a branquear são mais eficazes que o nosso Bloco Central. Com que então hã, vocês também têm negócios com a China democrática?

    Gostar

  10. 20 Fevereiro, 2008 09:32

    Luís Raínha e Abrilista,

    Realmente a posta tem um lapso formal: era o ditador em funções mais antigo e não o regime ditatorial.

    Gostar

  11. 20 Fevereiro, 2008 09:36

    Já corrigido.
    Mas era mesmo isso que queria dizer, tal como escrevi, quase ao mesmo tempo, aqui:
    http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=278597&idselect=93&idCanal=93&p=200

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: