Skip to content

A terrível especulação

27 Junho, 2008

Penalizar os especuladores no mercado de futuros (do petróleo), como defende aqui Vital Moreira, tem duas consequências. Por um lado, a escassez futura de petróleo poderá deixar de se fazer sentir no presente, o que quebra a capacidade das sociedades se adaptarem a um mundo sem petróleo. Por outro, transfere poder dos mercados internacionais para meia dúzia de ditadores que controlam as reservas de petróleo. É que a especulação que não for feita nos mercados financeiros, será feita pelos produtores.

Anúncios
74 comentários leave one →
  1. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 09:30

    O petroleo devia ser comprado apenas por quem precisa de o usar. Nao quem precisa apenas dos papeis e de comprar para vender.

    Gostar

  2. 27 Junho, 2008 09:35

    este tema é “very” sedutor em termos analiticos intelectuais…

    Não o poderá desenvolver mais “melhor”, ao nível de um “policia”?, semi – brincando…

    De qualquer modo é interessante o facto referido, da tomada de posição americana sobre o mercado dos futuros,

    consequentemente interferir com expectativas sobre os niveis de preços e da própria produção, e da especulação sobre eles.

    Abraço

    Gostar

  3. 27 Junho, 2008 09:47

    “O petroleo devia ser comprado apenas por quem precisa de o usar. Nao quem precisa apenas dos papeis e de comprar para vender.”

    Defende que o merceeiro da esquina seja “exterminado”? Vamos todos comprar as batatas ao agricultor?

    Gostar

  4. 27 Junho, 2008 09:50

    Ninguém aponta o dedo aos Bancos Centrais (suportados intelectualmente por economistas que gostavam de trabalhar lá).

    A massa monetária nos EUA (MZM) subiu 100% desde 2000. O dobro do dinheiro em circulação dá o dobro da riqueza? Não.

    Dá inflação de preços, que começa em qualquer lado. E a história é sempre a mesma, começa-se por culpar os especuladores e o mercado.

    Gostar

  5. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 09:54

    O merceeiro da esquina é como o gasolineiro que vende gasolina e nao petroleo.
    No mercado de petroleo tem de acabar quem açambarca o papel para vender o papel caro.

    Gostar

  6. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 09:55

    “Defende que o merceeiro da esquina seja “exterminado”? Vamos todos comprar as batatas ao agricultor?”

    Nao, pá , vamos +é acabar e exterminar os açambarcadores das batatas.

    Gostar

  7. 27 Junho, 2008 09:55

    É irrealismo pensar que se pode controlar esta deriva – hoje já foram vendidos barris a 142US$ ! – com artificialismos sobre a oferta ou sobre a procura.
    Os preços dos futuros” estão cerca de 5% acima do preço “spot”, e a questão é que a procura continua num galope desenfreado, sobre o petróleo e sobre os alimentos…
    A única alteração de paradigma vai ser a necessidade de não consumir…porque é muito caro!
    Alterar o paradigma do desenvolvimento. Alterar os projectos baseados em actividades com base em petróleo a 90, 100, 120, ou mesmo 140 US$.
    Esse produto já acabou! É preciso convencermo-nos que Não há!
    É como ir a um restaurante comer uma lagosta termidore e semos informados que as lagostas acabaram! Não vale a pena insistir! Pode é pedir-se uma omoleta com uma saladinha.
    MFerrer

    Gostar

  8. 27 Junho, 2008 10:00

    “Nao, pá , vamos +é acabar e exterminar os açambarcadores das batatas.”

    Onde estarão os depósitos dos açambarcadores de petróleo?

    Gostar

  9. 27 Junho, 2008 10:02

    Povoaonline apagado pelo Google depois de providência cautelar interposta pelo Presidente da Câmara da Póvoa de Varzim e o vice-Presidente. Lá foi a liberdade de expressão!

    Gostar

  10. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 10:10

    “Onde estarão os depósitos dos açambarcadores de petróleo?”

    No mar alto com os petroleiros fantasmas de um lado para o outro, à espera de haver mais uma tragédia negra.

    Gostar

  11. anti-comuna permalink
    27 Junho, 2008 10:14

    Nacionalizem os mercados todos. O Estado vai saber tomar conta de nós.

    Estou a ver o Vital Moreira a substituir-se aos mercados na valorização das mercadorias.

    Quando o desespero chega a este ponto teremos um cataclismo político. Os próximos anos vão ser bem conturbados. Ai vão, vão.

    PM O que é que a malta anda a beber? Será que misturaram psicotrópicos na água dos portugueses?

    Gostar

  12. anti-comuna permalink
    27 Junho, 2008 10:15

    O VM, após estes anos todos, em desespero, volta-se para aquilo que sempre foi: comunista.

    “Uma vez comuna, comuna toda a vida…”

    Gostar

  13. anti-comuna permalink
    27 Junho, 2008 10:20

    “A massa monetária nos EUA (MZM) subiu 100% desde 2000. O dobro do dinheiro em circulação dá o dobro da riqueza? Não.

    Dá inflação de preços, que começa em qualquer lado. E a história é sempre a mesma, começa-se por culpar os especuladores e o mercado.”

    Ora nem mais.

    Mas os estatistas dizem sempre:

    Se as taxas de juro estão altas, ai que estão a asfixiar a actividade económica e a impedir que milhões tenham acesso a dinheiro criado do nada;

    Se as taxas de juro estão baixas e a criarem dinheiro do nada a alta velocidade, aqui del rei que os especuladores estão a matar a actividade económica, devido às suas especulações.

    Se se cria dinheiro do nada e se mantém as taxas de juro baixas e liberdade para criar dinheiro do nada, ao penalizar-se o aforrador, está-se a estimular a especulação. Ou não será assim?

    E esta gente considera-se o supra-sumo da intelectualidade portuguesa…

    Já dizia o Eça: “piolhos na cabeça e nódoas na vestimenta reluzente.”

    INTERNEM-NOS!

    Gostar

  14. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 10:49

    “Mas os estatistas dizem sempre:
    Se as taxas de juro estão altas, ai que estão a a..”

    Os estatistas é que estao a subir as taxas de juro.

    Gostar

  15. anti-comuna permalink
    27 Junho, 2008 10:55

    “Os estatistas é que estao a subir as taxas de juro.”

    Ai sim? Onde? Na China? 😉

    Gostar

  16. 27 Junho, 2008 10:56

    Faz sentido, faz.

    Gostar

  17. anti-comuna permalink
    27 Junho, 2008 11:00

    Coisas verdadeiramente fascinantes, que se passam em Portugal. Um ministro considera-se bem superior aos Tribunais.

    Mas que república de bananas é esta?

    “Atrasos no pagamento

    Fisco ignora acórdão do Supremo e continua a aplicar multas no IVA

    A Direcção-Geral dos Impostos (DGCI) vai ignorar o recente acórdão do Supremo Tribunal Administrativo (STA), segundo o qual uma empresa que não entregue o IVA ao Estado por não ter recebido o pagamento dos seus clientes não é punida.”

    In http://www.jornaldenegocios.pt/index.php?template=SHOWNEWS&id=321688

    Ai se este tipo de mentalidade ditadorial estivesse presente num governo de direita… Caia o Carmo e a Trindade.

    Mas em governos de esquerda é chique ignorar os Tribunais.

    Nunca um governo fez tanto para achincalhar um Estado de Direito e a Justiça como este. Vamos pagar bem caro. Ai vamos, vamos.

    É a implosão do Estado português.

    INTERNEM-NOS!

    Gostar

  18. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 11:00

    Ai sim? Onde? Na China? 😉
    No BCE e nos bancos nacionais, onde havia de ser?

    Gostar

  19. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 11:03

    O sistema monetário europeu é estatista

    Aliás o anti-comuna também é estatista ou nao votava no psd. Anda sempre para aí sempre a falar mal do estado e do estatismo , blá blá e depois faz campanhas pelo psd , Santana , Ferreira Leite.. bláblá. Ou é tolinho ou maluquinho… Adiante.

    Gostar

  20. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 11:03

    INTERNEM o anti-comuna!

    Gostar

  21. anti-comuna permalink
    27 Junho, 2008 11:10

    “No BCE e nos bancos nacionais, onde havia de ser?”

    No BCE? Há quanto tempo ele não devia as taxas de juro e não o faz por causa dos governos? Em que mundo vive?

    Os bancos nacionais são do Estado? Tirando a CGD que eu saiba só no BCP o partido do governo manda. Mas se calhar eu é que estou distraído.

    “Aliás o anti-comuna também é estatista ou nao votava no psd.”

    Antes votar no PSD que no Pinócrates. ahahhaahhaah

    Gostar

  22. anti-comuna permalink
    27 Junho, 2008 11:11

    “Há quanto tempo ele não devia as taxas de juro e não o faz por causa dos governos?”

    A isto acrescente-se isto:

    Há quanto tempo ele não devia SUBIR as taxas de juro e não o faz por causa dos governos?

    Mil desculpas.

    Gostar

  23. campeão permalink
    27 Junho, 2008 11:15

    Vital Moreira pelos vistos tem horror á liberdade . Ama o “controleirismo” mais subterraneo , que quer desenterrar para impedir a inflação provocada pelos bancos centrais.
    Se acha que os preços estão desajustados , quem o impede a ele e aos que pensam como ele de fazer vendas maciças de petroleo e assim fazerem baixar os preços e ao mesmo tempo ganhar bastante dinheiro?
    Preferem a demagogia barata e inconsequente ,não é?

    Gostar

  24. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 11:22

    O Banco de Portugal foi extinto?
    BCE e bancos nacionais de cada estado é que que controlam a moeda unica mais o nao sei quantos que agora nao me lembro o nome dos países futuros do euro.

    O BCE é estado. Nao é privado. Se fosse privado já tinha sido vendido.

    Gostar

  25. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 11:25

    “Antes votar no PSD que no Pinócrates. ahahhaahhaah”

    Pois é isso. Existem uma data de pessoas tolinhas que votam psd (ou ps) só para nao votar no ps (ou no psd). Internem-nos. Votam em partidos que nao defendem nada do que eles querem e depois passam a vida a queixar-se na mesma. Deviam ser internados por malfeitoria.

    Gostar

  26. 27 Junho, 2008 11:26

    anti-comuna Diz:
    “Antes votar no PSD que no Pinócrates. ahahhaahhaah”

    Algo que nos distingue, não voto à esquerda ou seja, nem no PSD nem no Pinócrates, nem vejo como tal motivo de riso, aliás deixei de votar em partidos ditos de direita por causa do apoio que deram nas presidenciais a outro esquerdista e mau político, o sr. silva.

    Gostar

  27. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 11:27

    “quem o impede a ele e aos que pensam como ele de fazer vendas maciças de petroleo e assim fazerem baixar os preços e ao mesmo tempo ganhar bastante dinheiro?”

    ihihihih
    montes de piada
    vou já fazer isso a seguir.

    O que será que me impede de fazer isso?!!

    Gostar

  28. 27 Junho, 2008 11:34

    Para quem não sabe nada de mercados de futuros, é preciso dizer que qualquer pessoa pode vender HOJE, sem nunca ter comprado, a quantidade de petróleo que quiser, ao preço (futuro) que quiser.

    Porque é que quem acha que o preço alto do petróleo é fruto da “especulação” não vende por, digamos metade do preço no prox. trimestre?
    Se os comentadores “baratos” pensassem um pouco nesta pergunta, descobririam que a especulação, (chamando especulação à valorização desfasada da realidade) sairia muito “cara” ao especulador…

    Gostar

  29. anti-comuna permalink
    27 Junho, 2008 11:34

    “O Banco de Portugal foi extinto?”

    Foi. Nem para fiscalizar o nosso sistema financeiro serve. E o nosso Governador pouco mais faz que viajar até Frankfurt para ouvir o que diz o Trichet e assinar de cruz.

    “BCE e bancos nacionais de cada estado é que que controlam a moeda unica mais o nao sei quantos que agora nao me lembro o nome dos países futuros do euro.”

    Isso bem tentam eles, mas não o conseguem.

    Mas o amigo pensa mesmo que as euribor estão a subir por causa do BCE? ehehheheheeh

    O que se aprende por aqui…

    Gostar

  30. anti-comuna permalink
    27 Junho, 2008 11:38

    “Se os comentadores “baratos” pensassem um pouco nesta pergunta, descobririam que a especulação, (chamando especulação à valorização desfasada da realidade) sairia muito “cara” ao especulador…”

    Eu nem sei como o Soros não vem aos comentários do Blasfémias contratar estas sumidades todas. Eles sabem mesmo tudo, sabem como se especula, se ganha montes de dinheiro, etc.

    Estamos a perder oportunidades de crirar um grupo de especuladores fantásticos. Acho que os blasfemos deviam fazer uma vaquinha e criar um hedgefund com esta malta toda. Enriqueciam e ainda davam bom nome aos portugueses. Quem sabe se não haveria uma vaga de novos milionários em Portugal, à conta dos mercados? 😉

    Gostar

  31. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 11:40

    “Porque é que quem acha que o preço alto do petróleo é fruto da “especulação” não vende por, digamos metade do preço no prox. trimestre?”

    porque será? lolol
    porque eprco dinheiro…
    se eu conseguisse passar a mensagem de que o petroleo ia desvalorizar estrondosamente pois vai ser descoberto outra forma de energia muito mais eficaz e o petroleo vai ter o mesmo destino que aconteceu ao carvao… especulava e vendia já. Mas nao consigo. É muito masi fácil especular que o petroleo vai aos 200 ou 300 por barril e ele vai mesmo.

    Gostar

  32. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 11:41

    “Eles sabem mesmo tudo, sabem como se especula, se ganha montes de dinheiro, etc.”
    Eu até sabia do dia 1 de Abril na bolsa e da queda de 21 Junho.. nao digam que nao disse…lol Sou bruxo,

    Gostar

  33. anti-comuna permalink
    27 Junho, 2008 11:42

    “É muito masi fácil especular que o petroleo vai aos 200 ou 300 por barril e ele vai mesmo.”

    Por mil euritos, já pode comprar futuros do crude. Já abriu umas posiçõezitas?

    De que está à espera por enriquecer com os mercados em vez de se queixar deles? Ainda por cima é fácil e dá milhões! lololololololol

    Eu espanto-me com o que vou lendo. Isto não é um país é um enorme manicómio! Glup!

    Gostar

  34. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 11:46

    “Money is too important to be left to the Central Bankers.” Milton Friedman

    Gostar

  35. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 11:50

    “e que está à espera por enriquecer com os mercados em vez de se queixar deles?”

    Eu nem me queixo muito. Mas o preço do petroleo nao deixa de me afectar. Muito mais daquilo que posso ganhar nos mercados. Porque o petroleo se subir muito dá crise grave social. E só se safam os que realmente investem aos milhoes. Os pequenos perdem mais do que ganham na bolsa.

    Gostar

  36. anti-comuna permalink
    27 Junho, 2008 11:56

    “Os pequenos perdem mais do que ganham na bolsa.”

    Mas se então o pitroil vai aos 200 dólares, Vc. começa pequena e torna-se no Soros português. De que está à espera?

    Não gosta de ganhar dinheiro? ahahhaahhah

    Gostar

  37. 27 Junho, 2008 12:05

    Tudo sobre a censura ao povoaonline por parte do Presidente da Câmara da Póvoa de Varzim e do Google em

    http://povoaoffline.blogspot.com

    Gostar

  38. 27 Junho, 2008 12:10

    Mas o que é que estas sumidades julgam que é um Banco Central ou Nacional?
    O que é que um destes bancos tem a ver com bolsas de mercadorias,sejam futuros ou não???
    Podem é começar a vender os carrinhos, a comprar uns passes e a trabalhar a partir de casa.
    Entretanto pode ser que se descubra petróleo no Beato!
    Vejam é se o Governo ainda está a tempo de parar com o aeroporto: Não vai haver aviões a voar dentro de 5 anos!!! Só para milionários.
    Isso é que era de esquerda!
    MFerrer

    Gostar

  39. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 12:13

    ó MFerrer a conversa dos bancos foi a proposito das taxas de juros. Foi um dos apartes do anti-comuna. Que em qualquer local falha de alhos e bugalhos e uma pessoa cai na asneira de lhe responder.

    “Vejam é se o Governo ainda está a tempo de parar com o aeroporto: Não vai haver aviões a voar dentro de 5 anos!!! Só para milionários.”

    Se nao vai haver avioes… isso signific aque os tgv’s sao uma urgencia?

    Gostar

  40. Spacek permalink
    27 Junho, 2008 12:25

    Diz João Miranda : “a escassez futura de petróleo poderá deixar de se fazer sentir no presente,….”

    Escassez futura!?? 2100 ou 2200? João Miranda a escassez não é para a tua geração. Ou seja, andamos todos a pagar mais desnecessariamente. È o mesmo que andar a subsidiar energias alternativas antes do tempo. O mal é o mesmo. Só que num caso os culpados são os bons dos especuladores, enquanto que no outro é o mau do Estado! Estes preconceitos ideológicos…

    Gostar

  41. 27 Junho, 2008 12:25

    Há muito tempo que se sabe que o petróleo estava a chegar ao fim. as sociedades iam ter que se adaptar a viver sem o ouro negro de qualquer forma! Parece, é que está a acontecer mais cedo do que o que se pensava e a crise petrolífera (que não passa de especulação) está a apanhar todos com as calças na mão!
    Agora, é lutar contra o lobby das petrolíferas e apostar nos veículos ecológicos. Em portugal já há motas eléctricas, as Vectrix, por 8 mil e poucos euros! porque nao incentivar o uso destas coisas?

    Gostar

  42. 27 Junho, 2008 12:29

    ““Onde estarão os depósitos dos açambarcadores de petróleo?”

    No mar alto com os petroleiros fantasmas de um lado para o outro, à espera de haver mais uma tragédia negra.”

    Não percebo como ainda vai havendo gasolina nas bombas. Aos anos que dura a especulação, já deveriam então estar imobilizadas no mar todas as frotas de petroleiros do mundo. E já agora, quem paga aos armadores para terem os navios parados?

    Gostar

  43. Spacek permalink
    27 Junho, 2008 12:33

    “transfere poder dos mercados internacionais para meia dúzia de ditadores que controlam as reservas de petróleo. É que a especulação que não for feita nos mercados financeiros, será feita pelos produtores.” JM

    Não se trata de transferir poder para os produtores. Trata-se de encarregar experts e que tenham poder para impedir manigâncias no mercado de futuros. O que é bem diferente. Mas mesmo que fosse como o JMiranda diz, ainda assim seria bem melhor para todos.

    Gostar

  44. 27 Junho, 2008 12:36

    O PETRÓLEO VAI ACABAR
    OS AVIÕES DESAPARECEM DENTRO DE 5 ANOS

    Compra-se aviões baratos

    Gostar

  45. anti-comuna permalink
    27 Junho, 2008 12:50

    “Trata-se de encarregar experts e que tenham poder para impedir manigâncias no mercado de futuros.”

    São estes mesmos experts que não conseguem sequer garantir a segurança dos tribunais e vão garantir mercados “sem especulação”?

    aahahahha

    Eu bem digo. Quanto pior Estado, mais o pedem.

    Vou beber mais um bagacinho que isto começa a enfadar…

    Gostar

  46. Spacek permalink
    27 Junho, 2008 12:55

    Anti-Comuna,

    Tu és o mesmo anti-comuna que prometeu deixar a caixa de comentários do blasfémias!!? Tu para além de só dizeres asneiras quem é que vai acreditar no que dizes? Ainda não percebeste que és a figura mais ridicula da blogosfera!!

    Gostar

  47. Carlos III permalink
    27 Junho, 2008 13:09

    Há que ter uma ideia do que é o mercado mundial de petróleo. E, com todo o respeito, creio que neste blogue alguns ainda não entenderam.
    Se distinguirmos os “grandes especuladores” (maioria)dos pequenos (minoria que anda a reboque dos primeiros) é bom que se saiba que esses “grandes”, os dos petroleiros no alto mar esperando ordem para descarregar, são nada mais nada menos que os mesmos “donos” dos países produtores (sultanatos árabes, imãs iranianos, califa do Borneo, Chavez, potentados “gringos”, reizinhos da Ásia Central, alta mafia nigeriana, etc. e respectivos testas-de-ferro) que, sobre petróleos, sabem mais a dormir que todos os portugas acordados. Então, força, impostos sobre eles e, caso resistem, que se mande a ASAE prende-los a todos.

    Gostar

  48. 27 Junho, 2008 13:16

    Os especuladores que negoceiam em futuros estão a fazer um favor à humanidade. É por sua causa deles que se tem consciência da escassez de petróleo no futuro e que se investe actualmente nas energias alternativas. Não fossem eles e o mais provável seria a humanidade sofrer o choque de uma falta súbita de petróleo de consequências imprevisíveis. E aí sim, os preços subiriam mesmo.

    Gostar

  49. lucklucky permalink
    27 Junho, 2008 13:17

    Olhem mais terríveis especuladores que Estalinistas como Vital Moreira que nunca perceberam como o mercado funciona querem parar:

    Solar Cell Investments To Reach Parity With Semiconductor Industry By 2010, Says ISuppli

    Worldwide investments in the production of photovoltaic (PV) cells will rise to the same level as those for semiconductor manufacturing by 2010, due to booming demand for solar energy, according to iSuppli. Global production of PV cells is expected to rise to as much as 12 gigawatts (GW) by 2010, up from 3.5GW in 2007.

    (…)

    In a nod towards positive development, manufacturers affirmed that PV cell production will become cheaper in time. PV cell makers Q-Cells AG and REC Group said they expect a reduction in PV system costs by 40% from 2006 to 2010.

    With these cost reductions, many regions throughout the world will soon reach grid parity – a point at which PV electricity costs the same or less than power derived from the electrical grid. PV grid parity is expected beginning 2012 in nations where sunshine is plentiful and constant, and 2018 in areas of the world with adequate or medium sun exposure.

    http://www.digitimes.com/news/a20080624PR202.html

    Gostar

  50. PLus permalink
    27 Junho, 2008 13:17

    “Tu és o mesmo anti-comuna que prometeu deixar a caixa de comentários do blasfémias!!? Tu para além de só dizeres asneiras quem é que vai acreditar no que dizes? Ainda não percebeste que és a figura mais ridicula da blogosfera!! ”

    quando os argumentos faltam…

    Gostar

  51. anti-comuna permalink
    27 Junho, 2008 13:19

    “Tu és o mesmo anti-comuna que prometeu deixar a caixa de comentários do blasfémias!!? Tu para além de só dizeres asneiras quem é que vai acreditar no que dizes? Ainda não percebeste que és a figura mais ridicula da blogosfera!!”

    Sou esse mesmo. A tal figura rídicula da blogosfera portuguesa. Esta à espera de monopólio? Engana-se! Eu gosto da concorrência e nunca o ia abocanhar sózinho esse filão. Habitue-se comigo a disputar o prémio de mais rídiculo da blogosfera. eheheehhhe

    Gostar

  52. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 14:13

    Outra grande vantagem do petroleo caro é que a guerra fica muito mais cara.

    Gostar

  53. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 14:36

    Penalizar os especuladores no mercado de futuros (do petróleo), como defende aqui Vital Moreira, tem duas consequências. Por um lado, a escassez futura de petróleo poderá deixar de se fazer sentir no presente, o que quebra a capacidade das sociedades se adaptarem a um mundo sem petróleo. Por outro, transfere poder dos mercados internacionais para meia dúzia de ditadores que controlam as reservas de petróleo. É que a especulação que não for feita nos mercados financeiros, será feita pelos produtores.

    Eu não aceito este tipo de conclusões. Sinto-me bastante liberal, acredito firmemente no mercado, mas penso que às vezes alguns liberais são de um exagero atroz e não querem ver que há coisas que também não podem ser assim.
    Se o mercado está atolado de pessoas que nada tem a ver com o sector, e não estamos a falar de meia duzia de intermediários, estamos a falar de uma percentagem de intervenientes que passou de 30% para 70% em poucos anos, puramente financeiro-especulativa.

    Este tipo de investimento efectivamente tem efeitos positivos como diz o JM, mas o JM é simplista e esconde o lado negro da questão. Uma coisa é antecipar escassez ou excesso de oferta, mas outra coisa é o JM ignorar que boa parte destes intervenientes não se movem pelos fundamentais. Outra coisa que ele esconde é que na sociedade em que vivemos a informação propaga-se de uma forma formidável mas também se propaga a desinformação, os rumores, ou até as mentiras deliberadas para manipular mercados. Um simplista dirá, mas isso cabe aos reguladores e autoridades controlar, pois cabe, mas hoje em dia é muito complexo controlar e vigiar isto.
    Como controlar o volume de informação e o volume de transações fetas a partir de todo o mundo a partir dum simples computador ? São estes pormenores que os liberais mais fanáticos ignoram, eles acreditam no mercado e na regulação, mas ignoram que o mundo não é o mesmo de há 20 anos atrás em que um inspector se dirigia a um escritório e olhava para uns papeis por causa de uma qualquer transação ocorrida na semana passada. Hoje são milhões ou biliões de transações, milhões de notícias e rumores, de dezenas ou centenas de países diferentes. Ninguém consegue controlar isso, olhe-se para Portugal, um mercado minúsculo com um número diminuto de orgãos de comunicação social, e onde mesmo aí já é complexo analisar e vigiar rumores e transações suspeitas. Multipliquem isso por milhões e tem a situação actual.

    Acreditar que neste ambiente os actores agem todos como anjinhos bem comportados é pura ingenuidade caro JM. Olhe por exemplo o EnronOnline (commodity trading platform), foi à conta dessa plataforma que a Enron pode fazer o que quis nos preços da energia durante muito tempo.
    Eu discordo frontalmente de quase tudo o que o Vital Moreira diz, mas o que ele diz merece reflexão da vossa parte, liberais mais fanáticos. Mesmo os EUA estão a discutir seriamente esta questão pois já perceberam que é insustentável. Não é possível manter isto pois no futuro será ainda pior.

    Gostar

  54. Ritinha permalink
    27 Junho, 2008 14:50

    Devemos ser pacientes com a ignorância.
    O mundo é cada vez mais complexo e, enquanto que há um ou dois séculos uma pessoa bem informada poderia abranger todo o conhecimento humano, hoje em dia ninguém saberá tudo sobre uma pequena área do conhecimento.
    Mas que digo eu? Ninguém?
    Desculpem-me os comentadores do Blasfémias.
    Não, caro Anti-comuna, isto não vai lá com bagacinhos.
    Devemos manter o espírito aberto e aprender com quem sabe tudo sobre tudo. E ainda por cima são pessoas tão bondosas que partilham a sua sabedoria connosco.
    E abnegadas, também. Pessoas que sabem como dominar o mercado bolsista e nem sequer retiram qualquer proveito proveito próprio.
    Prometo que não me vou distrair.
    Vou continuar a ler, para ver se aprendo mais alguma coisa.

    Gostar

  55. lucklucky permalink
    27 Junho, 2008 14:56

    “Hoje são milhões ou biliões de transações, milhões de notícias e rumores, de dezenas ou centenas de países diferentes. Ninguém consegue controlar isso, olhe-se para Portugal, um mercado minúsculo com um número diminuto de orgãos de comunicação social, e onde mesmo aí já é complexo analisar e vigiar rumores e transações suspeitas. Multipliquem isso por milhões e tem a situação actual.”

    Um grande argumento contra a sua conversa de que os especuladores e manipuladores controlam o que quer que seja…

    Gostar

  56. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 16:34

    Não existem fundamentais que justifiquem as subidas contínuas recentes. O crescimento da India, da China, blablabla, sim senhor, explicou muito do que se passou nos ultimos anos. Agora não. Nos EUA num ano circulou-se menos 18 mil milhões de quilometros nas estradas, na India e China o governo aumenta os preços dos combustiveis até aí fortemente subsidiados, desde há duas semanas todos os dias os jornais falam de dificuldades na aviação, a queda de passageiros está a ser trementa, dezenas de companhias estão a mandar estacionar avições, a lançar planos de emergência e dezenas de novas encomendas de aviões estão a ser canceladas. Tudo isto junto provocaria uma queda dos preços num qualquer outro mercado por via da diminuição da procura ou a antecipação dessa diminuição, aqui nem belisca, porque o mercado não se move em fundamentais, move-se puramente pelo rumor, pela notícia, pelo alarmismo, pela especulação, pela desorientação. É a taxa de juro, é o Irão, é o Furacão, é Israel, o Bush, o Fed ou outra coisa qualquer, tudo serve para movimentar milhões todos os dias que de outra forma não sairiam do mesmo sitio. É quase uma realidade paralela completamente artificial onde a larga maioria dos intervenientes só tem a ganhar com esta anarquia.

    Dizer que isto tudo é óptimo, que está tudo bem, funciona lindamente, desculpem lá mas é simplesmente ridículo.

    Gostar

  57. Aires permalink
    27 Junho, 2008 17:17

    o meu comentario, a esta hora, é sobre o numero de comentarios em menos de 8 horas!!!
    num tema tecnico – politico é brilhante haver tanta gente interessada e capaz de dar opiniões…
    às 9h30 eu pedia se me poderia fazer favor de explicar melhor esta questão porque me pareceu mui interessante, e não a entendia na totalidade – minha iletracia…
    fico deslumbrado com tanta gente falando de e sobre ele, com tão grande à vontade…
    parabens.abraço

    Gostar

  58. assur permalink
    27 Junho, 2008 18:04

    Vital defende uma medida da House of Representatives. Serão os americanos assim tão burros?

    O que se está a sentir não tem nada a ver com a escassez futura. isso é treta. Exemplo:

    Os preços do petróleo continuam imparáveis, tendo atingido novos recordes nos mercados internacionais, acima dos 142 dólares, devido à desvalorização da moeda norte-americana.

    Segundo afirmou à Bloomberg um especialista, a subida dos preços “é uma combinação do mau comportamento dos mercados accionistas, bem como a incorporação do risco sobre o que o BCE vai fazer na próxima semana [em termos das taxas de juro]”

    A escalada do ‘ouro negro’ começou ontem, com os investidores a comprarem matérias-primas como protecção contra o dólar fraco, e depois de a Líbia ter ameaçado cortar a produção e o presidente da Organização dos Países Produtores de Petróleo (OPEP) ter afirmado que os preços da matéria-prima poderão chegar aos 170 dólares durante o Verão.

    Gostar

  59. Fernando S permalink
    27 Junho, 2008 20:18

    “Não existem fundamentais que justifiquem as subidas contínuas recentes.”

    É uma perspectiva.

    Mas, pelos vistos, não é a da maioria dos intervenientes no mercado !

    Se há compradores intermédios dispostos a pagar o preço actual é porque consideram que há uma procura suficiente para uma oferta limitada. Os “especuladores” são apenas uma parte destes intervenientes. Que compram agora em alta na expectativa de virem a vender ainda mais alto. A circunstância de as subidas serem contínuas e durarem já há algum tempo revela precisamente que não se trata de um fenómeno especulativo meramente subjectivo e irracional. Nestes casos, as oscilações de preços são brutais e rápidas. A uma forte subida sucede-se uma forte descida. O que se tem passado é bem diferente. Trata-se de uma tendência que dura. O que significa que a generalidade dos operadores economicos (não puramente especulativos) também considera que os indicadores existentes sinalizam a insuficiência da oferta relativamente à procura. E não preveem uma evolução rapida no que se refere a padrões de consumo e de produção de energia(s). Sabem que é longo o tempo necessario para que estes ajustamentos se verifiquem e influam no mercado. Os recursos financeiros que afluem ao mercado energético apostam nesta tendencia de fundo. Se ha “especulação” (ha quem considere que ha “especulação” quando entram no mercado intervenientes que não são operadores produtivos e comerciais habituais no sector) é de longo prazo !

    Gostar

  60. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 21:00

    Mas, pelos vistos, não é a da maioria dos intervenientes no mercado !

    Os ingenuos continuam a acreditar nisso. No dia em que um tipo da OPEP vem falar em 170 USD ou mesmo 400 USD se houver uma guerra Israel-Irão. Já aqui há uns tempos foi a Goldman Sachs a falar nos 200 USD quando ela própria é uma instituição completamente envolvida nisto tudo.

    É uma maravilha. Milhares de tipos a fazerem fortunas e depois andam os puristas a dizer a missa aos outros que é a pureza e transparência do mercado.

    Gostar

  61. doomer permalink
    27 Junho, 2008 21:19

    «Não existem fundamentais que justifiquem as subidas contínuas recentes.»

    Porquê? É que eu olho para um gráfico da produção de crude oil e vejo a produção estagnada há praticamente 4 anos. Então se olhar para um gráfico das exportações liquidas globais de petróleo, vejo que diminuem desde 2005. Também vejo o consumo na China, na Índia e na maioria dos países produtores a aumentar muito mais rapidamente do que a diminuição de consumo no Ocidente.

    Gostar

  62. Anónimo permalink
    27 Junho, 2008 22:06

    Porquê? É que eu olho para um gráfico da produção de crude oil e vejo a produção estagnada há praticamente 4 anos. Então se olhar para um gráfico das exportações liquidas globais de petróleo, vejo que diminuem desde 2005. Também vejo o consumo na China, na Índia e na maioria dos países produtores a aumentar muito mais rapidamente do que a diminuição de consumo no Ocidente

    A situação actual é insustentável. Ainda há dias a propósito das pesquisas de petróleo, em que há pessoas a pedir que se possa extrair em áreas até aqui proibidas, foi revelado que tal não fazia sentido pois há muitas áreas concessionadas que as petroliferas não exploram porque não estão para investir dinheiro, a situação actual dá-lhes os gajos que desejam sem se chatearem com investimentos. A mesma coisa aconteceu com as refinarias, as margens são tão confortáveis com estes preços que mais vale importar gasolina (até de Portugal) do que construir refinarias.

    Os americanos já perceberam tudo isso, dos democratas aos republicanos, e é à luz disto tudo que estão agora a começar a estudar formas de acabar com a situação anárquica dos mercados de futuros.

    Gostar

  63. 27 Junho, 2008 23:37

    Tendo em conta que os investidores especuladores representam 25 por cento da negociação do mercado de futuros do petróleo de Nova Iorque e o volume de contratos em apostas para a alta do petróleo cresceu 37 por cento em 12 meses, se em apenas três anos, o volume de negociação de futuros Nymex petróleo bruto aumentou 89% mas é a de que a caminhada para posições especulativas ter registado um aumento de 200% e a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) pediu ao mercado para impor limites aos especuladores que estão a ser em parte responsáveis pelos sucessivos recordes do preço do petróleo, como se pode atribuir a subida a um pretenso aumento da procura?

    Gostar

  64. Fernando S permalink
    27 Junho, 2008 23:45

    “Os ingenuos continuam a acreditar nisso.”

    Ingenuidade é a dos sabichões que acham que estão mais bem informados sobre os “fundamentais” do que um sem numero de operadores e intervenientes no mercado cuja profissão e cujo potencial de ganho esta precisamente em seguir de perto e em antecipar a evolução da realidade !

    “Milhares de tipos a fazerem fortunas e depois andam os puristas a dizer a missa aos outros que é a pureza e transparência do mercado.”

    Que eu me tivesse apercebido ninguém pretende que este mercado é “puro” e “transparente”. Nem sequer perfeitamente concorrencial. Não faltam intervenções externas ao mercado. A começar pelos governos, passando pelos monopolios publicos, e indo até ao cartel de produtores que é a OPEP. Fosse o mercado mais livre e as adaptações das ofertas e das procuras se fariam de modo mais rapido e eficiente. O problema vem antes dos “puristas” do intervencionismo que propõem medidas que limitariam ainda mais a capacidade de adaptabilidade das ofertas e das procuras e acentuariam ainda mais a escassez dos bens e o aumento dos preços !

    Gostar

  65. Fernando S permalink
    27 Junho, 2008 23:55

    ” … há muitas áreas concessionadas que as petroliferas não exploram porque não estão para investir dinheiro, a situação actual dá-lhes os gajos que desejam sem se chatearem com investimentos.”

    Isto é um mero teorema. De um modo geral as petroliferas teem planos e programas de investimento consideraveis. Desde logo na prospecção e exploração de novos campos petroliferos. Mas também noutras formas alternativas de energias (biocombustiveis, por exemplo). Um exemplo entre outros : em 2007, a Total, a maior petrolifera francesa, teve 12 biliões de Euros de lucros e investiu 19 biliões !

    Gostar

  66. doomer permalink
    28 Junho, 2008 00:07

    Produção de crude oil:

    Exportações liquidas mundiais:

    http://netoilexports.blogspot.com/2008/05/net-oil-exports-may-2008-update.html

    Maiores 10 variações de consumo (positivas e negativas) no período 2005-2007:

    http://netoilexports.blogspot.com/2008/06/oil-consumption-changes-2005-2007.html

    Alguém que olhe para os dados e diga que as fundamentais não suportam a subida de preços, está seriamente iludido ou tem alergia a números e factos.

    Gostar

  67. Curiosamente permalink
    28 Junho, 2008 01:01

    Anónimo Diz:
    “Money is too important to be left to the Central Bankers.” Milton Friedman

    Esta frase, curiosamente, foi um dos maiores erros de Milton Friedman.
    Com efeito, ele tirou esta conclusão depois de estudar a grande depressão, e as atitudes do Federal Reserve. Só que ele pensava que o Federeal reserve era do estado e não um banco privado. Dai, curiosamente, o seu grande erro de análise, perpetuado até hoje.
    Os chamados economistas, como também lêem o que outros escrevem e pouco investigam, desconheciam que o Federeal Reserve era privado, pelo menos a maior parte deles, principalmente na Europa . Sabem lá a quem pertence o raio do banco, na Europa.

    Por isso, a frase de Milton Friedman, visto que resulta de uma analise certa à grande depressão, só que os banco era privado e não do estado, deverá ser :
    “Money is too important to be left to Private (profitable) bankers.” Milton Friedman

    Alias, qualquer economista digno desse nome sabe que isto é verdade (ou seria uma contradição do pensamento de Milton Friedman
    Pois Milton Friedman (que aconselhou vários governos), dizia que uma das utilidades dos governos (logo bancos centrais, tá claro) era precisamente “limit inflation by targeting the rate of growth of the money supply. ”
    Este “money supply” não pode por definição e pelos princípios do próprio Milton, estar nas mãos de quem procura apenas o lucro

    Ora só um banco estatal e não lucrativo pode fazer isto.

    Estranhamente, ninguém repara nos comentadores estes contrasensos.
    Ou será que curiosamente, terei que ser eu, o não neo-liberal, a dar lições de mercado ?

    As citações e estes estudos de Milton podem ser vistas, nomeadamente em “A Monetary History of the United States, 1867-1960” de 1960s

    Gostar

  68. Curiosamente permalink
    28 Junho, 2008 01:13

    Convém não esquecer uma coisa essencial, e que tem passado ao lado de muita gente curiosamente.
    O petróleo não é só para gasolina, ou gasóleo

    Por exemplo, todos os plásticos, repito, todos os plásticos, têm petróleo.

    A nossa civilização é petróleo-dependente faz anos e anos.
    O pior, ainda está para vir.

    Esses produtos de plástico, e tantos outros, vão todos subir de preço. Alguns serão substituidos (por exemplo, sacos de plástico por papeis, auxilia o processo, com a desculpa do aquecimento global, curiosamente, que nada têm a ver).

    Gostar

  69. Curiosamente permalink
    28 Junho, 2008 01:18

    Assur Diz:
    ” como se pode atribuir a subida a um pretenso aumento da procura?”

    Não se pode. Primeiro porque a lei da oferta e da procura não existe.
    Existe o Pricing.
    (ver o que é algures no google. Até manuais se encontra).

    Segundo, porque em Portugal a procura tem diminuído, e os preços continuam a aumentar como se nada fosse. Aumentado mais , do que em outros países, onde o procura não tem diminuído.

    Isso foi provado num post anterior, em que se falava dos aumentos, diminuições, e estagnações de procura em vários países, num comentário publicado por outra pessoa.

    Gostar

  70. Curiosamente permalink
    28 Junho, 2008 01:40

    Peço desculpa pelo erro crasso. A frase certa seria (e no contexto anterior)
    “Some Money is too important to be left to Private (profitable) bankers.” Milton Friedman

    Como no caso dos bancos centrais ““limit inflation by targeting the rate of growth of the money supply. ””

    Gostar

  71. doomer permalink
    28 Junho, 2008 02:04

    ««Segundo, porque em Portugal a procura tem diminuído, e os preços continuam a aumentar como se nada fosse. Aumentado mais , do que em outros países, onde o procura não tem diminuído.»»

    Disparate completo, o petróleo é uma mercadoria fungível e negociada no mercado mundial, o que os portugueses não consumirem, é consumido noutro sítio qualquer onde estejam dispostos a pagar. O aumento da procura na China, Índia e na generalidade dos países produtores suplanta a diminuição de consumo no Ocidente, volto a colocar aqui o gráfico das 10 maiores variações (positivas e negativas) no consumo entre 2005-2007:

    http://netoilexports.blogspot.com/2008/06/oil-consumption-changes-2005-2007.html

    Os factos: Produção estagnada, aumento da procura global. Resultado: subida de preços.

    Se pensar depois na progressiva diminuição do ERoEI (Energy Return On Energy Investement) das reservas, na dificuldade e custo de extracção das novas reservas petrolíferas (deep offshore, tar sands, petróleos pesados) e no declínio irreversível dos grandes poços de alta qualidade do passado tem os ingredientes perfeitos para uma subida sustentada dos preços. A especulação limita-se a acompanhar a tendência geral, a tendência é de subida na ausência de uma forte recessão mundial que destrua efectivamente a procura.

    Gostar

  72. Anónimo permalink
    28 Junho, 2008 02:50

    Os factos: Produção estagnada, aumento da procura global. Resultado: subida de preços.

    Você tem dados dos últimos 3 ou 4 meses da procura mundial de petróleo ? O gráfico que mostrou é muito giro, 2004-2007, gostava de ver um mais recente.

    Gostar

  73. Anónimo permalink
    28 Junho, 2008 02:58

    Os factos: Produção estagnada, aumento da procura global. Resultado: subida de preços.

    E mostre-me o crescimento económico e o aumento da procura que sustente uma duplicação do preço do petróleo nos últimos 12 meses.

    Gostar

  74. doomer permalink
    28 Junho, 2008 03:47

    ««Você tem dados dos últimos 3 ou 4 meses da procura mundial de petróleo ? O gráfico que mostrou é muito giro, 2004-2007, gostava de ver um mais recente.»»

    Pois, são os dados disponíveis, recordo-o que 2008 ainda vai a meio, se tiver os dados de 2008 já disponíveis agradecia que mostrasse.
    A única forma de quantificar a procura é através dos dados do consumo, neste momento há uma oferta suficiente para satisfazer a procura a 140$/barril. Já não há petróleo suficiente a 20$/b e há em excesso a 1000$/b.

    ««E mostre-me o crescimento económico e o aumento da procura que sustente uma duplicação do preço do petróleo nos últimos 12 meses.»»

    Mas tem duvidas sobre o crescimento da China, Índia, países produtores e as implicações que isso tem sobre os hábitos de consumo?

    É curioso como a parte da produção estagnada e, mais importante, o declínio das exportações liquidas mundiais, a quantidade que é efectivamente transaccionada nos mercados, fica sempre de fora. Tal como a diminuição do EROEI, dificuldade de extracção e pior qualidade das novas reservas (há poucas refinarias preparadas para processar o petróleo pesado que ocupa cada vez mais uma maior fracção do mix transaccionado), declínio da produção existente, escassez de mão de obra especializada e equipamento, constrangimentos geopolíticos…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: