Saltar para o conteúdo

As mulheres não sabem do que falam – a prova científica.

7 Dezembro, 2008
by

…and that’s it, the data is lost!

102 comentários leave one →
  1. 7 Dezembro, 2008 18:01

    Isto parece um sermão do santo Escrivá de Balaguer…

    Gostar

  2. 7 Dezembro, 2008 18:19

    Carlos, acho que essa comparação é um tanto forçada…

    Gostar

  3. Euroliberal permalink
    7 Dezembro, 2008 18:29

    Ah, agora é que percebi a razão poela qual a Helena… bem, adiante…

    Gostar

  4. 7 Dezembro, 2008 18:31

    gostei especialmente da parte “alguns heréticos — comunistas e outros ateístas — …”

    Gostar

  5. Luis Marques permalink
    7 Dezembro, 2008 18:35

    O gajo que está a falar é um, claro para mim, “moron”…
    Mas quem somos nós para criticar…?
    Lá a palavra de uma mulher vale metade de um homem… aqui a do homem vale metade (ou nada) contra o da mulher… só olhar para os tribunais de família e os relatórios da SS Portuguesa…
    Aqui quem mais mente é quem ganha….
    Aqui querem lá saber dos nossos queridos filhos ou dos miseráveis pais…
    Facto é que o ilustre Abd Al-Majid Al-Zindani e os Magistrados Portugueses e funcionários da SS comungam de muito, mas muito em comum…
    O ilustre Abd Al-Majid Al-Zindani quer o “Endlösung” dos mães… os Magistrados Portugueses e funcionários da SS querem o “Endlösung” dos pais…
    Lá os ilustre Abd Al-Majid Al-Zindani acham que “…os mães têm Direitos a mais…” ou que “… os filhos não precisam de mães…”Aqui na nossa linda terra os Magistrados Portugueses e funcionários da SS somos julgados e analisados por pessoas que acham que “…os pais têm Direitos a mais…” ou que “… os filhos não precisam de pais…”
    Repito aqui os Pais são os Tavóras do mundo de hoje, o negro da era do apartheid, o judeus dos Nazis e da Santa Inquisição…
    Lá o oposto…
    Aqui a discriminação e sexismo abjecto contra pais, lá a discriminação e sexismo abjecto contra as mulheres…
    Mas para quem viveu 9 anos no Médio Oriente, digo com prova, as mães tem mais direitos lá que os pais aqui…
    Discriminação absoluta e criminosa é aqui…
    Quem quer criticar fora, olhe primeiro para a sua casa…
    Acho de tão mão gosto criticar os outros quando se faz pior na nossa casa… em Portugal…

    Gostar

  6. Euroliberal permalink
    7 Dezembro, 2008 18:48

    Mas o Al-Zindani limita-se a citar um artigo da Time americana… será que esta revista é “fundamentalista” ? As mulheres no Islão são mais bem tratadas em termos globais que no decadente e misógino ocidente. Essa é que é essa. E o MIRMI que apresenta estes videos é um organismo de propaganda e intoxicação dos nazi-sionistas…

    Gostar

  7. 7 Dezembro, 2008 19:11

    «Mas o Al-Zindani limita-se a citar um artigo da Time americana… será que esta revista é “fundamentalista” ?»

    Que Alá o ajude…

    Gostar

  8. 7 Dezembro, 2008 19:11

    E, já agora, o Escrivá também…

    Gostar

  9. 7 Dezembro, 2008 19:15

    O “Euroliberal” é um perigoso terrorista, que foi por nós denunciado há muito tempo.

    Análise Psiquiátrica

    De um estudo feito há dois anos atrás sobre este indivíduo (análise em grupo) concluiu-se que sofria de Distúrbios Comportamentais Complexos.

    Os textos analisados dizem respeito a comentários publicados nas últimas duas semanas.

    Revela Falta de Convicções que o levam a ser um indivíduo sem escrúpulos, tentando impor a sua vontade de qualquer forma, normalmente através do insulto, o que nos leva a concluir que apresenta graves danos na personalidade, ao nível das Emoções Secundárias.
    Revela uma falta de criatividade que leva a uma flutuação das convicções, sinal de perturbação na personalidade, através de danos na coerência.
    As contradições nos textos são assinaláveis, revelando isto Pouca Maturidade Emocional e Intelectual. O discurso inverte-se ao sabor das emoções.

    Tratamento: Zipyran Plus 4 comprimidos de 3 em 3 meses.

    Gostar

  10. lucklucky permalink
    7 Dezembro, 2008 19:22

    Cuidado Euroliberal o Padre egípcio Zakaria Botros tem cada vez mais seguidores no Mundo Árabe

    http://www.worldmag.com/articles/14763

    tantos que…

    September 10, 2008
    Al Qaeda declares Coptic priest Zakaria Botros “one of the most wanted infidels in the world”

    http://www.jihadwatch.org/archives/022628.php

    É claro estas notícias não passam por cá…

    Gostar

  11. Luis Marques permalink
    7 Dezembro, 2008 19:33

    1. Euroliberal Diz:
    7 Dezembro, 2008 às 6:48 pm
    “… As mulheres no Islão são mais bem tratadas em termos globais que no decadente e misógino ocidente.”
    As mulheres no Islão são mais bem tratadas em termos globais que OS HOMENS no decadente e misógino ocidente…
    Justiça, Direitos, são hoje não são nada mais que palavras ocas e vãs… As ilustres personagens que gloriosamente ocupam os magníficos cargos dos órgãos de soberania estão mais interessados nos cargos, do que nos ideais e missões que deviam representar.

    Aqui quem não tem meios nunca terá justiça, o pobre povo ilude-se… e mesmo quem tem um pouco, justiça é uma roleta russa…

    Não há ninguém que ousa desafiar o “status quo”, a indiferença, a injustiça… nem a falar… tudo muito acomodado até que lhes aconteça o que acontece aos outros…

    Houve mais justiça no reino de Saddam no meu caso do que no meu querido país, e falo com conhecimento de causa… aqui tenho sofrido como tantos pais a maior e mais abjecta discriminação, revoltante e abjecta discriminação…

    A discriminação, sexismo de certas instituições em Portugal contra pais é mais aterrorizador do que enfrentar ameaças (e não só) de morte no Iraque… enfrentei no Iraque as ameaças e mais abjecta discriminação, revoltante e abjecta discriminação aqui no meu pais…

    Que seja, mas hoje prefiro uma honrosa morte no Iraque, a aqui entre uma desonrosa entre os meus… só porque sou pai… um pai que amo o seu filho….

    Aqui matam a nossa alma, o nosso amor, a nossa dignidade…

    Prefiro ter sido morto lá, que o meu filho tenha sido um verdadeiro órfão do que um órfão de pai vivo…. aí Dante, sofrimento não fazes a mínima ideia, vai aos tribunais de família, aos relatórios discriminatórios e sexistas da SS (Muito Nazi e Portuguesa) e terás verdadeiras tragédias para cantar na tua divina comédia…..

    Amo o meu filho…

    Gostar

  12. Luis Marques permalink
    7 Dezembro, 2008 19:49

    Livro para os nosso queridos juizes lerem:

    Adult Children of Parental Alienation Syndrome: Breaking the Ties that Bind (Norton Professional Book) (Hardcover)
    by Amy J. Baker (Author)

    43 Reviews
    5 star: (38)
    4 star: (5)
    3 star: (0)
    2 star: (0)
    1 star: (0)

    See all 43 customer reviews…

    (43 customer reviews)

    Gostar

  13. Euroliberal permalink
    7 Dezembro, 2008 21:18

    No Islão há valores, coesão social e familiar; Logo muitos menos divórcios e casos como os do Luis Marques: Não há putedo feminista como as que decidem arrancar filhos aos pais… Não há assédio sexual de mulheres, os espancamentos são raros e mesmo os dramaticos “crimes de honra” são muitos inferiores em número aos crimes de dor de corno no ocidente (em Portugal este ano mais de 50 mulheres foram assassinadas por maridos ou companheiros). E quantos milhares de espancamentos ? A neoconeiragem e o putedo feminista deviam olhar primeiro para a merda de sociedades decadentes em que vivem…

    Gostar

  14. 7 Dezembro, 2008 22:36

    “Não há putedo feminista como as que decidem arrancar filhos aos pais…”

    Daí se compreende o comportamento desiquilibrado do Euroliberal, deve ter-lhe acontecido o mesmo. Mas digo, fosse esse o caso, ainda melhor para os filhos, que estejam agora protegidos de uma pessoa tão rancorosa como ele é.

    Gostar

  15. 7 Dezembro, 2008 22:43

    “A neoconeiragem e o putedo feminista deviam olhar primeiro para a merda de sociedades decadentes em que vivem..”

    Pois, pois então porque não se muda, quem o impede, é no Ocidente que você se sente bem e seguro seu cobarde…

    Gostar

  16. Euroliberal permalink
    7 Dezembro, 2008 23:15

    Não desatine, Tina. O que se passa consigo ? Enfiou a carapuça e preferia ter enfiado outra coisa ? Descanse, esse é o problema típico do feministedo…

    Gostar

  17. 7 Dezembro, 2008 23:18

    Não seu idiota, já ontem falei do fedor que você lança mas apagaram-me o comentário.

    Gostar

  18. 7 Dezembro, 2008 23:26

    Porque era isso mesmo o que você queria, mulheres à força, qualquer outra deve fugir de si, o fedor é tal… Mulheres submissas e reprimidas são as únicas que pode ter, por isso o mundo islâmico servia-lhe tão bem. No mundo livre não consegue ninguém, porque a todas causa repugna.

    Gostar

  19. Sócrates de Atenas permalink
    7 Dezembro, 2008 23:28

    “Euroliberal” de facto você representa a antítese do nick que apresenta, faz-me recordar aquelas sopas sem sal que não sabem a nada, depois do alto da sua pseudo presunção, faz afirmações que mais não são do que meros disparates de quem pouco mais sabe fazer do que ofender as mulheres, característica essa que representa um acto de cobardia do machismo arcaico que ainda perdura no mundo do Islão, e que equivale ao periodo da idade Média Ocidental, é nessa era que você tem o espírito e infelizmente o corpo no SEC. XXI.
    Vai ter que fazer ainda muitos “Upgrades” á sua alma para chegar aos nossos tempos.

    Gostar

  20. Sócrates de Atenas permalink
    7 Dezembro, 2008 23:30

    Claro cara Tina, não tem categoria para as obter de outra forma por isso gostaria de ter um harém de escravas.

    Gostar

  21. 7 Dezembro, 2008 23:44

    Obrigada Sócrates de Atenas.

    Gostar

  22. Euroliberal permalink
    8 Dezembro, 2008 00:16

    Credo, seu Sócrates de Atenas ! Você saiu disparado a denunciar “um acto de cobardia do machismo arcaico”… Que machão, sim senhor…Claro que na net não se vê a sua mãozinha quebrada a gesticular histéricamente…Mas o seu nick dá para perceber…pois, o Sócrates de Atenas teve que beber a cicuta porque também gostava de franguinhos, era do seu clube, tal como os amigos xuxas do homónimo actual…

    Gostar

  23. Tino permalink
    8 Dezembro, 2008 00:17

    No islão as maometanas devem submeter-se aos maometanos porque estes são mais fortes e são quem tem mais dinheiro.

    Reparem bem.
    Se uma maometana conhecer mais e melhor o corão e o islão do que o respectivo maometano, isso no islamismo não tem mais valor que a ignorancia, a brutidade e o dinheiro.
    Ela à mesma tem que se submeter a ele, por ele ser mais brutamontes e ter mais poder económico.

    Esta ideia é mais um insulto do islão ao próprio islão, mas também não admira, o islamismo é puro insultismo.
    Tudo e todos se insultam e têm prazer nisso.

    Gostar

  24. 8 Dezembro, 2008 00:23

    Não liguem ao Euroliberal no que respeita a mulheres , só diz disparates . Morre de medo de ser avaliado , gostava de ter continuado a ser o senhor omnipotente servido pela serva humilde. mas é a vida , isso por cá acabou.

    Gostar

  25. Luis Marques permalink
    8 Dezembro, 2008 00:32

    Meus concidadãos aonde vai o debate… demagogia e insultos
    Ninguém mais do que eu acredito na igualdade de oportunidades e de Direito entre Mulheres e Homens, acredito à letra… Estou contra é a discriminação tanto de um lado que pelo outro…

    Toda a criança, todos os filhos e filhas, tem Direito Inalienável a Pai e Mãe, do respeito, do Amor de ambos, da História e legado de cada uma das famílias…

    Ninguém tem mais fé no Ocidente, no nosso legado histórico e cultural, é por isso que voltei e trouxe o meu filho amado… entristece a discriminação que nós pais sofremos em termos absolutos no que devia ser uma sociedade mais justa e avançada… estamos no século XXI….

    Gostar

  26. Luis Marques permalink
    8 Dezembro, 2008 00:37

    Please Easy…a civilized debate needs no insults… enough the insults and slander I get at court, we are here between “civilized” and highly educated people…

    Gostar

  27. Luis Marques permalink
    8 Dezembro, 2008 01:02

    O que me assusta é o silêncio absoluto dos bons, dos justos… contra tamanha discriminação e sexismo, contra um Direito tão Natural como o Direito à vida, O Direito de um Pai ser Pai e de uma Criança ter Pai…

    Gostar

  28. Luis Marques permalink
    8 Dezembro, 2008 01:04

    Tudo só porque é Pai e não cabe na cabeça, nem é aceitável por ninguém que o filho possa ter um elo mais forte com o PAI porque simplesmente é PAI….
    Ignora-se tudo, o passado, os factos… viva os boatos e a difamação….

    Gostar

  29. Miucha permalink
    8 Dezembro, 2008 02:36

    Obrigada, jcd, por conseguir que eu vertesse lágrimas de tanto rir, isto às 2 da manhã, bem no meio de insónias chatérrimas.
    Adorei e reenviei a todo o gado rachado que consta dos meus endereços de email.

    Gostar

  30. 8 Dezembro, 2008 10:34

    Se o “Euroliberal” tiver carta de condução, é a prova provada de que há carros que além de muitos cavalos debaixo do capot, têm um asno atrás do volante.

    Para estes doidos de Alá, as mulheres são, de um modo geral, carne. Em sua opinião, carne feliz e em segurança.
    Quem o disse com toda a clarteza foi um tal Hilali um mufti da Austrália, que um belo dia, há coisa de um ano, resolveu botar sermão, e do alto do púlpito garantiu que as mulheres que não se escondem debaixo do saco de batatas, são “carne descoberta” que convida à violação.

    Iuminado por Alah, o Sr Hilal explicou a sua prodigiosa metáfora aos embevecidos crentes, todos eles de rabo para o ar, garantindo que quem deixa comida à vista, não pode culpar o gato por a comer.
    A multidão ouvia maravilhada aquelas palavras divinas e o Sr Hilal, depois de empinar o rabo mais duas vezes, virando-se para Meca, garantiu solenemente que “mulheres são armas usadas por Satanás para controlar os homens”.

    Portanto agora já sabemos a verdade: se o leitor for homem, não pode ignorar que a sua mãe, a sua mulher ou a sua filha, são meras armas do Mafarrico. Olho nelas…
    Se for mulher, não passa de carne…e arma do Mafarrico.

    E já sabe…se for violada a culpa não é do criminoso….é sua. Deve ser punida…no mínimo com a lapidação. Ninguém lhe manda usar fato de banho para ir à piscina. Vá de burka!

    Sim, porque o genial Sr Hilal, apesar de mais feio que a parte de trás de um desastre, tem soluções para este gravíssimo problema.
    Soluções islâmicas…as melhores que se conhecem, melhores ainda que as da Bayer:
    -Para começar é preciso “proteger” as mulheres para que Satanás não as apanhe ao virar da esquina, como quem assalta um armeiro.
    Como?

    Confinando-as no recato dos seus quartinhos, escondendo-as bem escondidinhas nas suas alegres casinhas, obrigando-as a usar na rua o seu hijabezinho para que nem os gatos nem o Mafarrico as distingam de sacos de batatas com pés.

    Ora este genial sr. Hilal é o mesmo que há tempos se referiu aos atentados terroristas do 11Set, como o “trabalho de Deus contra os opressores”.
    Pois é, meus amigos…a verdade é que temos milhares destes cromos instalados entre nós. Vieram para cá com uma mão à frente e outra atrás, suplicando emprego e protecção democrática, e passados uns tempos temo-los aí, a largar postas de pescada sobre aquilo que somos e o que, na sua opinião, devemos ser.
    Por caridade recebemos nas nossas casas, estes subprodutos de uma cultura retrógrada, e temo-los agora instalados no sofá, de telecomando na mão, a ditar ordens sobre o que vestimos, o que comemos e o que somos.
    Não tarda, marcam-nos horas de recolher.
    Temos aprendido umas merdas com estes génios.
    Como é?
    Corremos com eles do nosso sofá, ou vamos nós dormir debaixo da ponte?

    Gostar

  31. Tino permalink
    8 Dezembro, 2008 11:59

    Bom comentário, o deste lidador!

    Gostar

  32. Tino permalink
    8 Dezembro, 2008 12:00

    Bom comentário!

    Gostar

  33. Susana permalink
    8 Dezembro, 2008 13:22

    Comparar a situação das mulheres no mundo árabe com os direitos dos pais em Portugal é ofensivo para as mulheres em causa. Senhores, um pouco mais de sensatez. São duas realidades incomparáveis. Nunca soube de um pai apedrejado até à morte nestas bandas, mas isso se calhar sou eu que sou mulher e não possuo grande “memória” (coisas do cérebro…).

    Gostar

  34. EUROLIBERAL permalink
    8 Dezembro, 2008 14:48

    Afinal não foram 50, foram 100, mais 200 ontem… Lá terá o Lidador que ir para o Paquistão carregar às costas os mantimentos para os terroristas cruzados cercados no Afeganistão… Mas será que este guerreiro de sofá quererá mesmo ir enfrentar verdadeiros homens e patriotas, os mujahedins islâmicos ? Hum….

    “LOS TALIBANES DESTRUYEN CIENTOS DE VEHÍCULOS
    Segundo día de ataques contra el suministro de la OTAN en Pakistán
    200 hombres armados asolaron el depósito a primera hora de la mañana

    08/12/2008 14:52 (CET)
    ELMUNDO.ES | AGENCIAS
    ISLAMABAD.- Combatientes talibanes incendiaron este lunes un centenar de vehículos de la OTAN un día después de otro ataque similar que destruyó unos 200 camiones con suministros para las tropas internacionales en Afganistán. Los insurgentes han destruido cerca de 300 vehículos militares en apenas 48 horas…”

    ALLAH U AKBAR !

    Gostar

  35. EUROLIBERAL permalink
    8 Dezembro, 2008 15:00

    Hum…acho que aquilo já nem com o Lidador lá se safa…os talibans vão entrar em Cabul, cujo governo só controla 7% do território…

    “Los talibanes reconquistan Afganistán
    Los radicales islamistas tienen ya presencia permanente en el 72% del territorio
    WALTER OPPENHEIMER – Londres – 08/12/2008

    La creciente influencia del movimiento talibán hace temer que puedan volver a conquistar el poder en Afganistán, del que fueron expulsados en 2001 tras una invasión liderada por Estados Unidos. Según un informe que hará público hoy el Consejo Internacional de Seguridad y Desarrollo (ICOS, en sus siglas en inglés), los talibanes han incrementado su poder considerablemente en el último año y tienen ya “presencia permanente” en un 72% de Afganistán, frente a un 54% en noviembre del año pasado.
    (…) La deprimente conclusión es que, a pesar de las enormes inyecciones de capital internacional que fluyen a este país y a pesar del enorme deseo de tener éxito en Afganistán, el Estado está otra vez en serio peligro de caer en manos de los talibanes”, subraya el informe…”

    Gostar

  36. 8 Dezembro, 2008 15:28

    “Ó Lidador, não estou a perceber uma coisa”

    Só uma coisa?
    Pela cornucópia de cavalidades e bacoradas que debita com tão violenta flatulência, não só não está a perceber uma coisa, como não está a perceber coisa nenhuma.

    Fique lá como os seus amigos mohameds e as crenças imbecis mas esta civilização que lhe ensinou a língua que fala e que você queria ter estatura para insultar, é tão superior à que lhe lavou cérebro, que até lhe permite asneirar com total liberdade.
    Você repoltreia-se narcísicamente nas suas certezas, próprias de quem vê o mundo através de filtros mentais , que só deixam passar determinadas frequências.
    O caro Faiçal lê revistas (mas só as partes que o seu filtro deixa passar) , cita as bibliografias que provávelmente constam nas últimas folhas dos catecismos que lhe balizam as ideias, e sai para soletrar perante os outros a mágica de palavras e ideias que mal compreende, como os pagagaios.
    Soam-lhe bem, dão-lhe um ar diferente, e ei-lo instalado no pedestal da ignorância, a ver-se ao espelho e a babar pedantismo. Claro que acaba por acreditar naquilo que diz. Os idiotas são assim.

    E meta lá as patacoadas corânicas no sítio que sabe. Se o Maomé era rabicho, se o Alá tinha gases, se o Ali abafava a palhinha, e se você se deleita com a perspectiva, isso só o descreve a si.
    Mas saiba que o mundo seria um lugar melhor caso os malucos de Alá, de trapo à cabeça e a cheirar a cebola, aprendessem ética e bom senso nas madrassas,em vez das parvoíces ejaculadas por um almocreve seboso, que batia pívias aos camelos, algures atrás das dunas, há 1500 anos.

    E os judeus e “cruzados” que você odeia têm trazido à Humanidade algo mais que religião e folclore teológico. Quanto aos mortos nas guerras contra os islamistas, só se perdem as que não acertam.
    Quantos mais loucos forem ao encontro de Alá, melhor para o mundo.

    Gente que vive na Idade Média, fanáticos que se acreditam iluminados pela verdade e acham que têm o dever de impor aos outros as suas patetices, só à porrada.
    Chumbo grosso.

    Você respeita e sente-se estimulado por essa subcultura”. Está no seu direito,isso diz bastante de si, as perversões de cada um são do seu foro íntimo, mas ler a suas infantilidades, faz lembrar o escaravelho africano, rolando uma bola de esterco de elefante, orgulhoso do seu feito.

    Gostar

  37. Luis Marques permalink
    8 Dezembro, 2008 16:48

    Cairo International Film Festival

    1. Susana Diz:
    8 Dezembro, 2008 às 1:22 pm
    Comparar a situação das mulheres no mundo árabe com os direitos dos pais em Portugal é ofensivo para as mulheres em causa. Senhores, um pouco mais de sensatez. São duas realidades incomparáveis.
    Prezada Susana,
    Infelizmente não são duas realidades incomparáveis, mas duas realidades tristes…
    Permita-me fazer duas perguntas e expor um caso “teórico”…
    Diga-me um só Direito que um pai separado tenha em Portugal, agradecia que me exemplificasse…
    Digo-lhe mais, aqui os pais separados tem menos Direitos que os animais…
    Agora imagine:
    No mundo global e graças a Deus aonde a igualdade no trabalho cada vez mais se aplica e se concretiza, acontece hoje cada vez mais que por motivos extraordinários um dos membros do casal, um dos progenitores teve de abdicar da sua carreira, do seu trabalho ou pelo menos em parte de trabalhar de casa de maneira a cuidar devidamente do seu ou seus filhos.
    Imagine, e há tantos hoje, que seja o pai… trabalha nas horas livres de casa…
    Mas é um bom pai, que adora o seu papel de pai… adora o seu filho, ou filhos…
    Um pai que mudava quase todas as fraldas do filho, dava-lhe quase sempre o biberão, dava-lhe quase sempre o seu banhinho, alimentava-o… tomava sempre conta do seu querido filho…
    Tratava de tudo… fazia as sopas, as papinhas… tudo… a roupa, as compras…
    Com os anos…
    Levava-o à escola, tratava e preparava sempre o seu lanchezinho, fazia os trabalhos da escola com ele, tratava de tudo com todo o amor, absolutamente tudo dos assuntos escolares e não só…
    Arranjava sempre as visitas dos seus pares a casa dele e dele a casa dos seus pares e amigos… com quem o filho brincava, partilhava todos os momentos de tristeza e alegria…
    Metia-o sempre na sua caminha, lia-lhe todas as noites histórias antes de ele adormecer, dava-lhe todo o amor e carinho…
    Em resumo, um pai que é o elo principal e emocional da criança… bom senso é óbvio que seja…
    Mais ainda se a mãe não estava por perto a maior parte do tempo, ainda mais o elo forte, óbvio… pois o pai era o elemento estável e emocional da criança…
    Na nossa terra, este pai é um anormal…
    Acha que o pai terá alguma hipótese…?
    Mesmo que o pai passe o relatório psicológico, mesmo que o filho por duas vezes repetidamente diga que quer o pai, mais haverá alguns energúmenos, que “acham que o Pai tem direitos a mais”, e que “filhos não precisam de pais”, sem ouvir o Pai nem estudar o caso com seriedade e profissionalismo, que dirá no fim: “guarda do menor devera ser entregue a requerente e limitados os convívios entre o menor e o pai, os quais deverão ser vigiados por terceiros da confiança da requerente ou pelas instituições responsáveis nesta matéria…”
    Tudo só porque é Pai e não cabe na cabeça, nem é aceitável por ninguém que o filho possa ter um elo mais forte com o PAI, porque simplesmente é PAI….
    Ignora-se tudo, o passado, os factos… viva os boatos e a difamação….

    Qualquer pessoa de bem com certa educação teria antes de mais confirmado e avaliado a situação, tentando verificar antes de qualquer separação traumática, de saber com quem é que o menor terá um elo emocional mais forte, ou que seja neste caso atípico quem é o elo principal da criança…
    Aqui automaticamente há uma discriminação, não interessa o elo… vai automaticamente para a mãe e o pai é “nada”… nem um Direito, nem uma palavra…
    A questão não é só “matar” o pai… é matar o pai dentro do filho, sem avaliar as consequências nefastas e dramáticas de tal…

    “Direitos” dos Pais, justiça para os pais não há, é um vergonhoso escândalo…repito aqui os Pais são os Tavóras do mundo de hoje, o negro da era do apartheid, o judeus dos Nazis e da Santa Inquisição…

    Todos os pais sofrem a mais abjectas humilhações…

    Quantos pais não vêem os filhos há anos? São milhares… Quantos filhos sofrem de alienação parental por parte de um dos progenitores: são milhares… Pais e filhos são vítimas de um sistema que deveria protegê-los, contra os abusos, contra a discriminação mais abjecta…

    Gostar

  38. Luis Marques permalink
    8 Dezembro, 2008 16:51

    As from one father/Mother/parent to another, I most sincerely pray and wish that you all the best and that you and your children will never ever endure or go through what the majority of us has been or going through.

    Gostar

  39. Rjose permalink
    8 Dezembro, 2008 17:28

    “Euroliberal.”

    Onde está no corão o suporte apara aquilo que dizes?
    Se está, ficamos a saber que está e onde.
    Se não está, todas essas afirmações não tem qualquer valor para o islamismo.

    Gostar

  40. Sócrates de Atenas permalink
    8 Dezembro, 2008 17:40

    Não lhe liguem, nem lhe respondam, façam da sua presença um momento mudo,de acordo com o seu estatuto de verme.

    Gostar

  41. JP Ribeiro permalink
    8 Dezembro, 2008 17:43

    Esta conversa rende muito dinheiro. Milhões de homens frustrados pagam para ouvir isto na mesquita. E para quem acha que os imams são burros, aqui vai uma em francês:

    “Qui a dit que la Belgique est un pays où l¹intégration est difficile ?

    Des petits malins se sont amusés à calculer combien coûtait à la collectivité la famille Bouziane , l’Imam de Bruxelles, expulsé provisoirement par la Belgique après avoir déclaré que l’on pouvait battre sa femme.

    Pour la polygamie, Monsieur Bouziane a déclaré : ” J’ai déclaré à la Maison Communale mon statut. Elle a accepté que ma deuxième femme me rejoigne en Belgique sans lui délivrer de carte de résidence. Mais comme nos enfants sont nés en Belgique, ils sont Belges. Du coup, même si elle n’a pas de papiers elle ne peut pas être expulsée “.

    ” Même si je critique l’Occident, je demande toujours aux musulmans qui m’écoutent de respecter la loi du pays où ils vivent. Je suis très heureux quand je vois des Belges se convertir à l’Islam car je sais qu’ils sont sur le droit chemin “.

    Mr Bouziane a 16 enfants, 8 pour chaque femme.

    1) La deuxième épouse n’en est pas une. Elle est considérée par la Belgique comme un ” parent isolé “. Elle touche donc l’API qui s’élève à 707,19 euros pour un parent seul avec 1 enfant auquel on ajoute 176,80 euros par enfant supplémentaire (7 x 176,80 en plus). Soit un total de 1944.79 euros.

    2) Toujours pour ses 8 enfants elle touche chaque mois 978,08 euros d’allocations familiales.

    3) Il est probable qu’elle ait 2 enfants de moins de trois ans elle a donc droit à l’A.P.J.E. 161,66 euros x 2 soit 323,32 euros.

    4) Comme parent isolé = allocation logement, à la louche plus ou moins 300 euros.

    5) Avec 8 enfants elle n’a sans doute pas le temps de travailler, d’autant que son barbu de mari déclare que la femme musulmane ” n’a pas le droit de travailler avec des hommes parce qu’elle pourrait être tentée par l’adultère … RMI pour une personne seule 417,88 euros + 167,15 euros / enfant soit au total 1755,08 euros.

    6) Elle a au moins 4 enfants en âge d’être scolarisés : Allocation de rentrée scolaire 257,61 euros X 4 = 1030,44 euros soit un montant mensuel de 85,87 euros.

    Au total Mme Bouziane n°2 peut donc toucher 5296,14 euros par mois.

    Mr et Mme Bouziane n°1 : avec ses 8 enfants 978,08 euros d’allocations familiales tous les mois + 2 allocations pour jeune enfants 323,32 euros + allocation logement 300 euros + le RMI pour un couple (626,82 euros) + 8 enfants (1337,20 euros) soit 1964,0 2 euros + allocation de rentrée scolaire pour 4 enfants 85,87 euros.

    Au total Mr et Mme Bouziane n°1 peuvent donc toucher 3651,29 euros par mois

    AU TOTAL : 8947,43 euros par mois

    Méditez, pestez, hurlez, … Mais surtout continuez à bosser dur, car il faut payer ! “

    Gostar

  42. Luis Marques permalink
    8 Dezembro, 2008 18:03

    America Alone: The End of the World as We Know It (Hardcover)
    by Mark Steyn (Author)

    502 Reviews
    5 star: (372)
    4 star: (64)
    3 star: (26)
    2 star: (8)
    1 star: (32)

    See all 502 customer reviews…
    See all 30 discussions…

    (502 customer reviews)

    Gostar

  43. Jpr2 permalink
    8 Dezembro, 2008 18:13

    Quer saibam quer não saibam.
    Quer queiram quer não queiram.
    Os Europeus, incluindo os Portugueses, pagam impostos que directa ou indirectamente vão para estes criminosos muçulmanos, e estes por sua vez, com esse dinheiro, andam descarada e alegremente a preparar a morte dos Europeus.
    Os políticos, sabem, assistem e deixam andar.
    Que não haja a mínima dúvida.
    Todo o muçulmano é um criminoso.
    Todo o criminoso é muçulmano.
    O crime faz parte da doutrina islâmica e é essa doutrina que os muçulmanos e criminosos seguem.

    Gostar

  44. Sócrates de Atenas permalink
    8 Dezembro, 2008 18:27

    48 Sem duvida, por Santiago.

    Gostar

  45. EUROLIBERAL permalink
    8 Dezembro, 2008 19:11

    “Onde está no corão o suporte apara aquilo que dizes?”

    Que pergunta básica ! Não está no Corão ! Não é uma questão religiosa mas sim jurídico-política. Está no direito internacional ! A única guerra legítima (simétrica ou assimétrica ou “terrorista”) é a guerra em legítima defesa do ocupado ou invadido contra o ocupante ou invasor. Todas as restantes constituem crime de guerra (ver a jurisprudência do Tribunal de Nuremberga) ou crime contra a humanidade. É simples. E o direito internacional é parte integrante e essencial dos valores europeus.

    Gostar

  46. 8 Dezembro, 2008 19:15

    “invasão unilateral ”

    Não sabia que havia invasões bilaterais. Pare lá de papaguear versículos homem.

    Gostar

  47. 8 Dezembro, 2008 19:37

    É verdade que nem todos os muçulmanos são terroristas mas tb é verdade que a esmagadora maioria dos terroristas é muçulmana, e esse tipo de acção está ideologica e explicitamente fundamentado no Corão.
    Seria por isso natural que no Ocidente, as pessoas normais encarassem esta religião como perigosa e criassem anticorpos. É assim que agem os organismos saudáveis.
    Quando o cromo que por aqui bisteja fala de “humilhação” e “ocupação”, e desfia um rol de imaginários agravos, limita-se a papaguear a táctica simples da vitimização, técnica de manipulação seguida pelos islamistas e que visa castrar moralmente as pessoas, inibindo-as de esboçar qualquer gesto de indignação e desconforto para com uma ameaça concreta e abertamente declarada à nossa civilização.
    O resultado é perigoso: para não querer parecer “islamófoba”, a Europa agacha-se e torna-se islamófila.

    Exemplos?
    Em 1995 o Secretário – Geral da NATO teve de sair pela porta baixa, pelo facto de ter dito que o islamismo constituía uma crescente ameaça à segurança atlântica.
    Há 2 anos, uma deputada holandesa teve que dar com os pés no rabo e fugir para o inferno americano, pelo facto de, sendo apóstata (crime islâmico punível com a morte) e autora do guião de um filme (Submissão) que expunha a miséria da condição feminina no mundo muçulmano, os seus vizinhos holandeses terem achado que a sua presença no bairro os colocava em perigo.
    Há mais de um ano que o professor francês Robert Redeker vive na clandestinidade pelo facto de ter escrito num ensaio que o Islão não é uma religião pacifica, o que de resto já tinha acontecido a Salman Rushdie e aos seus tradutores italiano e japonês.
    Refugiado na América está também Flemming Rose, o editor das caricaturas de Maomé, por não lhe ter sido garantida protecção suficiente e provavelmente o mesmo irá ocorrer com o sueco que há uns meses resolveu usar a sua liberdade para desenhar Maomé enfeitando-o com chispes de marrano, o que, temos de reconhecer, é insultuoso para o pobre animal.
    Paralelamente na ONU, mais concretamente no Human Rights Council (HRC) acaba de ser aprovado um projecto da Organização da Conferência Islâmica (OCI) para restringir a liberdade de expressão tal como nós a entendemos.
    O representante da OIC afirmou que “o uso sem restrições da liberdade de expressão, é contrário ao diálogo pacífico”, o que coincide mais ou menos com o que “pensa” o doutor Soares.

    Também não foi há muito tempo que o Papa andou por aí a rojar-se pelo chão e a pedir desculpas, sendo tal acto muito apreciado pela Europa politicamente correcta.

    Sabendo-se por sondagens, que uma grande percentagem de europeus “compreende” o terrorismo suicida islamista e acha que os grandes perigos para a Europa são os judeus e os americanos, a conclusão é mais do que evidente e pode ver-se em directo uma civilização a suicidar-se perante bárbaros que pararam no tempo, há 1400 anos.
    Na Europa, meus caros, e do ponto de vista do futuro dos nossos filhos e netos, o problema não é a islamofobia, mas sim a islamofilia.

    Gostar

  48. 8 Dezembro, 2008 19:42

    “invasão unilateral significa invasão não provocada”

    No dicionário dos doidos, provavelmente.
    Pare de dar barraca, homem. É que dá quando se mete a papaguear aquilo que não percebe.

    Tb não sabia que havia invasões provocadas.
    “Ó, psssst, ó invasor, olha eu aqui, nhanhanhahha, anda cá invadir-me se é es homem”
    Que imbecil do caraças!

    Gostar

  49. Rjose permalink
    8 Dezembro, 2008 19:46

    “Que pergunta básica ! Não está no Corão ! Não é uma questão religiosa mas sim jurídico-política. Está no direito internacional !”

    Um muçulmano só se pode e deve guiar pelo corão.
    Tudo o que está fora dele é inválido.
    Nomeadamente todas as leis dos kufar.
    Usar as leis destes para justificar islamices é insultar maomé.

    Gostar

  50. EUROLIBERAL permalink
    8 Dezembro, 2008 20:01

    Muita garganta por aqui…mas poucos tomates…deviam fazer como aquele jogador célebre de futebol americano (Pat qualquer coisa)que se ofereceu voluntariamente para servir nos rangers no Iraque…voltou poucos meses depois com a cabeça desfeita dentro de um bodybag…foi friendly fire… os amigos em pânico depois de ter levado na tromba pela resistência, dispararam às cegas apesar de ele ter gritado e esbracejado…Os muçulmanos tëm honra e têm tomates…quando alguém da sua família, tribo, país ou religião é morto pelos terroristas cruzados, vingam sempre a sua morte nem que seja num ataque suicida… Mesmo as mulheres, como a mártir Jaradat, uma advogada palestiniana, que depois de ter visto o seu namorado e o irmão mais novo serem mortos à sua frente pelos esquadrões da morte das SS Tsahal, se fez rebentar num restaurante de Natanya levando com ela 21 nazi-sionistas (incluindo um almirante !). Hoje é sahid (= santa martirizada) com a fotografia em todas as esquinas da Palestina e é o orgulho da família e da Pátria.

    A paneleiragem e o fufedo decadente ocidental não pode compreeender quem tem valores, patriotismo e sentido de honra… Para o hedonismo e relativismo moral que praticam não há valores que mereçam o sacrifício supremo… é o sintoma por excelência da decadência… tristes degenerados…

    Com homens e mulheres assim, a resistência islâmica trucidará os cruzados invasores… Allah u Akbar !

    Gostar

  51. Susana permalink
    8 Dezembro, 2008 20:28

    Caro Luís Marques
    “Infelizmente não são duas realidades incomparáveis, mas duas realidades tristes…
    Permita-me fazer duas perguntas e expor um caso “teórico”…”

    Ao afirmar que são duas realidades incomparáveis, não estou de forma alguma a desvalorizar a situação a que se refere. Conheço alguns casos semelhantes, e reconheço ser de uma atrocidade enorme o que se faz a estes pais, e acima de tudo, o que se faz a estas crianças, que são quem mais sai prejudicado com esta situação.

    No entanto, parece-me apenas uma questão de tempo até que a justiça se adapte à evolução dos costumes. Não se esqueça que a realidade do divórcio é relativamente recente, vivemos muito tempo a acreditar que o casamento era para toda a vida, que à mulher competia a lida doméstica e a educação dos filhos, e ao homem o sustento financeiro da família. E para variar, o direito e a justiça em Portugal têm por hábito não se mover muito depressa.

    Reafirmo no entanto a natureza incomparável destas duas realidades. Nos países islâmicos as mulheres são um ser humano de segunda (se é que o chegam a ser), não lhes são reconhecidos direitos básicos, a sua dignidade não é respeitada, e para piorar, tudo se justifica com a palavra divina. Estas mulheres, estas meninas, que também são filhas de alguém, adoravam poder afirmar que o seu pior problema era este a que o Luís se refere. Infelizmente, não o é.

    Cumprimentos Sinceros.

    Gostar

  52. Luis Marques permalink
    8 Dezembro, 2008 20:44

    Cara Susana,

    Eu sei do que fala, eu vivi 9 anos nessas sociedades…

    Mas garanto aqui Pais nem a humanos de segunda chegam…

    Mas estou muito de acordo consigo…Ninguém defendeu, respeitou e ajudou as mulheres locais do que eu durante esses 9 anos….

    Gostar

  53. Luis Marques permalink
    8 Dezembro, 2008 20:49

    Cara Susana,
    Estou muito grato pela sua coragem e voz nos Blasfémias…
    Como Pai estou grato de ver uma mulher falar com a razão…

    Thanks

    Gostar

  54. 8 Dezembro, 2008 20:54

    “Os muçulmanos tëm honra e têm tomates”

    Tem razão. É por isso que nas guerras com Israel milhares deles se renderam em pânico a mulheres-soldado israelitas,e ainda hoje, basicamente o que fazem é atacar civis indefesos. Os israelitas, em várias guerras, meia dúzia de gatos pingados lutando contra exércitos muçulmanos de vários países, que os superavam em número na ordem dos 200 para 1, deram-lhe coças memoráveis.
    O Islão teve o seu tempo de conquistas, meu caro. Avançou, levou na tromba, recuou e anda há mil anos a lamber feridas e a ruminar frustrações.
    Concretamente no Iraque e no Afeganistão, matam-se uns aos outros, em corajosos atentados contra civis, bombas em mercados, etc. A maioria dos mortos são civis….vítimas dos muçulmans dos tomates e da “honra”.

    Honra e coragem…só se fôr para vitimizar as próprias mulheres.

    Tá bem abelha…em que manicómio é que você vive?

    Gostar

  55. Luis Marques permalink
    8 Dezembro, 2008 20:56

    É uma questão de como abordar tabus e a coragem para tal… Obrigado Susana

    Gostar

  56. honni soit qui mal y pense permalink
    8 Dezembro, 2008 21:01

    Olá

    De facto , é folclore.Ninguém ligaria mais á “coltura” islâmica se não tivesse havido necessidade de pitrole .
    Uns básicos que gostam é de andar de mão dada, e esconder as gajas lá de casa…assim a modos que gado.
    Também há uns sofisticados islâmicos que andam por aí a armar que não, e bla bla bla .Mas esses vão ao red light e tem acesso a putedo no Ocidente.
    Mas de facto , só há bombistas suicidas, e muitas asneiras na islamilândia porque,… há muita falta de sexo … e parece que poucas ovelhas.A história das 72 virgens é edificante.
    Vi uns desgraçados de uns palestinianos numa prisão israelita , que tinham todo o ar de que o que queriam mesmo era … vai assim mesmo puro e duro … era que os levassem ás putas.O máximo que passaram de experiência sexual era uma galinha lá da faixa de gaza.
    Uma sociedade que anula uma parte importante da realidade humana , é coisa de lamentar .
    Ó pá … e não me venham cá com o Al-Andaluz ou a grandeza do império otomano porque isso era tudo alicerçado em impostos para quem não era islâmico , ou então tinha de se converter para poder viver … bósnios e malta do genero.
    E já agora , tudo copiado em Damasco e noutras bibliotecas de textos gregos e romanos e do contacto com os chineses.
    Adiante.
    Por cá também infelizmente não estamos inumes a parvoeiras á contrário , que degradam o estatuto da mulher … vide esta brilhante lei da paridade para as listas eleitorais.Pôr as mulheres nas listas de forma compulsiva é também muito degradante.Para elas sobretudo.Em cenário de crise abriram mais uma forma de empregos para “jobs for the girls”
    Mas adiante, por cá o bom senso talvez acabe por imperar.

    Boa noite.

    Gostar

  57. Luis Marques permalink
    8 Dezembro, 2008 21:01

    We fathers are today, the black of the apartheid, we are the Jews of the Nazi regime and the holy inquisition, we are the Távoras of Portugal.

    How many fathers have not seen their children for years, just because they are fathers?

    How many fathers have been deprived of freedom to see their beloved children?

    How many fathers have no information on the fate or whereabouts of their beloved children?

    Isn’t this an “enforced disappearance of person’s” institutionalized by Governments? Isn’t this a Crime Against Humanity?

    Not to talk about the “torture” inflicted on fathers and their beloved children. A known and intentional infliction of the most severe pain and suffering, which is constantly and cynically applied by what should be The Most Honorable of Institutions.

    In fact it is, and has been, an institutionalized persecution against an identifiable group on gender, applied by so called democratic and “civilized world”.

    Isn’t this a Crime Against Humanity?

    For those who have a very strong bond with their beloved children, it has been even more tragic, the bonds of affection have been cynically, perniciously obliterated by the same who should promote and assumed to promote the above.

    This has been a real devastating discrimination, an obnoxious and traumatic psychological violence against fathers and their children, condoled and sanctioned, by some “democratic” and European States in this 21st Century.

    This has been a systematic crime against an identifiable group a gender, FATHERS.

    Worse, we have been evaluated by people who think that “father have too many rights” but we have not one, not even the right to protect and save our children, just look at the case of Baby P., Fathers have not one right.

    We are evaluated by people who think that “children do not need fathers”, a real “SS” of staff who’s only mission is to destroy father and the bond father-child. People who play God, who play Judges but without principles of a fair trial, justice and of any humanity.

    These new “SS”, who behave arrogantly as if above justice and judges, but who have their own rules, they condemn fathers as criminals, without a fair and public hearing, they judge fathers without independence and impartiality. They assume every father is guilty of criminal offense ab initio. They accuse him and give him no right to reply or defend himself; he cannot examined witnesses against him or obtain the attendance and examination of witnesses on his behalf under the same conditions as witnesses against him.

    These “SS’ apply the maxims of Genghis Khan: “The death of the defeated is necessary for the peace of mind of the victors”, hence kill the fathers.

    Even Dante in his Divine Comedy could never foresee real tragedy and suffering, Oh, Dante hell is here….

    Believe me, this is one of the most obnoxious and violent institutionalized crimes of this century. A crime against humanity which is committed on daily basis condoled and sanctioned by a so called civilized society.

    What have we become, to enforce a child to be fatherless, orphans of living fathers?

    Where are the practicability of all these soft words of United Nations Convention on the Rights of the Child, The European Convention on Human Rights (ECHR), of several European Constitutions and Human Right Acts. Or are they simply just words…?

    Where does justice stand? Where do we stand?

    This is an “Endlösung” of fathers, just because we are fathers, just because we love our children…

    Gostar

  58. 8 Dezembro, 2008 21:04

    “não há valores que mereçam o sacrifício supremo”

    Ó imbecil, o valor supremo de cada pessoa é decidido por ela. E só há sacrifício quando essa pessoa cede algo de maior valor por algo de menor valor.
    Se um pateta muçulmano faz um sacrifício ao morrer de cinto de explosivos à cintura, então é porque acha que a sua vida vale mais do que a causa que o leva a suicidar-se. Logo é um imbecil, porque só um imbecil troca um euro por um cêntimo.
    Se o pateta islamista acha que a sua vida vale pouco ( e eu estou de acordo) então não faz sacrificio nenhum.

    Chiça, que você é mais bronco que um cabo de vassoura.
    Quem o manda andar de balde de cola e brocha a colar cartazes que não entende?

    Gostar

  59. 8 Dezembro, 2008 21:07

    “não me venham cá com o Al-Andaluz ”

    O próprio nome “Al -Andaluz”, refere-se ao modo como os mouros chamavam à terra de onde vinham os Vândalos, tribo germânica que fez umas razias interessantes no lombo da moirama.

    Gostar

  60. lucklucky permalink
    8 Dezembro, 2008 21:13

    Bem verdade Luís Marques. Organizem-se e arrangem um lobby nos jornais, só assim é que as coisas mudam.

    Os muçulmanos são especialmente eficazes a matar outros muçulmanos e a defender os muçulmanos que matam outros muçulmanos especialmente os mais assassínos de todos. E Euroliberal tem uma vantagem, não faz taqqiya…

    Gostar

  61. Sócrates de Atenas permalink
    8 Dezembro, 2008 21:23

    Não te chateis, Lidador essa bosta de camelo não merece resposta, não percam tempo com essa anomalia genetica cerebral que nem cerbero tem , parece um gravador dos anos 60 a tocar cassete pirata.

    Gostar

  62. lucklucky permalink
    8 Dezembro, 2008 21:24

    Entretanto a destruição do Ocidente faz-se pela união entre os Esquerdistas e Islâmicos.

    Words associated with Christianity, the monarchy and British history have been dropped from a leading dictionary for children.
    http://www.telegraph.co.uk/education/3569045/Words-associated-with-Christianity-and-British-history-taken-out-of-childrens-dictionary.html

    “Oxford University Press has removed words like “aisle”, “bishop”, “chapel”, “empire” and “monarch” from its Junior Dictionary and replaced them with words like “blog”, “broadband” and “celebrity”. Dozens of words related to the countryside have also been culled.”…

    _ _ _ _ _ _ _

    Discrimination against white males will soon be encouraged

    DISCRIMINATION against dominant white males will soon be encouraged in a bid to boost the status of women, the disabled and cultural and religious minorities.

    Such positive discrimination — treating people differently in order to obtain equality for marginalised groups – is set to be legalised under planned changes to the Equal Opportunity Act foreshadowed last week by state Attorney-General Rob Hulls.

    http://www.news.com.au/heraldsun/story/0,21985,24771759-2862,00.html

    Gostar

  63. Luis Marques permalink
    8 Dezembro, 2008 21:24

    1. lucklucky Diz:
    8 Dezembro, 2008 às 9:13 pm
    Bem verdade Luís Marques. Organizem-se e arrangem um lobby nos jornais, só assim é que as coisas mudam.

    Tirando a Susana, a Sofia Ventura, O PQ e o meu lucklucky… e o pobre “je” quem tem a coragem de se oferecer e falar?

    Para quando Pais o grito da Ipiranga contra tamanha absurdidade, discriminação injustiça…?

    Gostar

  64. Luis Marques permalink
    8 Dezembro, 2008 21:36

    Quantos Pais estão a ler isto e nunca escreveram nem sequer uma linha sobre estas injustiças e discriminações ou do seu caso…

    Gostar

  65. 8 Dezembro, 2008 21:48

    “não embarca imediatamente para dar o coirão no Afeganistão ? ”

    Eu prometo embarcar para o Afeganistão no dia em que o corajoso Euroliberal se fizer explodir nun atentado suicida junto à embaixada do Grande Satã.

    Gostar

  66. lucklucky permalink
    8 Dezembro, 2008 22:10

    YOU MAY BE A TALIBAN IF……….

    1. You refine heroin for a living, but you have a moral objection to beer.

    2. You own a $3,000 machine gun and $5,000 rocket launcher, but you can’t afford shoes.

    3. You have more wives than teeth.

    4. You wipe your butt with your bare left hand, but consider bacon “unclean.”

    5. You think vests come in two styles: bullet-proof and suicide.

    6. You can’t think of anyone you HAVEN’T declared Jihad against.

    7. You consider television dangerous, but routinely carry explosives in your clothing.

    8. You were amazed to discover that cell phones have uses other than setting off roadside bombs.

    9. You’ve ever uttered the phrase, “I love what you’ve done with your cave.”

    10. You have nothing against women and think every man should own at least one.

    11. You bathe at least monthly whether necessary or not.

    12. You’ve ever had a crush on your neighbor’s goat.

    Gostar

  67. Sócrates de Atenas permalink
    8 Dezembro, 2008 22:13

    E que só morra ele e mais alguns do mesmo genero, como unicos danos co-laterais e que quando chegar ao reino do ala, que as virgens prometidas para o harém sejam velhas desdentadas e fedorentas cheirando a bacalhuum.

    Gostar

  68. 8 Dezembro, 2008 22:35

    Se este “euroliberal” tivesse realmente coragem e tomates, não se identificava como euroliberal, mas sim como umahislamico.

    Gostar

  69. Euroliberal permalink
    8 Dezembro, 2008 22:37

    Luis Marques,

    O problema que apontou está relacionado com o secularismo jacobino militante, o relativismo moral, o niilismo pós-moderno ligado à putice feminista e à paneleiragem fundamentalista que contribuem para a decadência do ocidente. Nos países islâmicos, os divórcios são para casos extremos e nesse caso os filhos ficam sempre à guarda dos pais. O islão é na Europa a ponta de lança contra o jacobinismo militamnte que pretende expulsar a fé religiosa do espaço público. Por isso a sua luta aproveita ao ressurgimento da Igreja Católica que actualmente não tem força para impedir que o próprio Cristo e a Virgem sejam insultados pela escória que também defende o fim da família os casamentos larilas, a privação de direitos dos pais, et.

    Por isso há uma aliança entre Catolicismo e Islão contra a aliança judeo-evangélica, que pretende lançar o mundo no Armageddon apocalíptico. Neste momento está a decorrer no Vaticano o Forum católico-islâmico com 80 dos maiores teólogos do mundo, dos dois lados. Este século será o do ressurgimento religioso na Europa e o catolicismo deve aproveitar a boleia do islão e fortalecer os seus valores (como o coesão da família e o do repeito da autoridade natural do chefe desta) na vida da sociedade. O Islão é um aliado do catolicismo na Europa. Por isso é que é odiado pelos decadentes jacobinos e ateus que corrompem e dissolvem a coesão da sociedade e da sua principal célula, a família sob a autoridade do pater familias. É preciso uma revolução cultural para salvar a Europa. Senão o niilismo decadente fará extinguir os europeus e a sua principal (por enquanto)religião. Ainda há muitos europeus decentes que apreciam os valores tradicionais da sociedade, que não querem levar no cu e serem “modernos” e recusam o putedo feminista (uns coirões, frustradas e fufas) e os seus modelos familiares degenerados.

    Gostar

  70. Pedro permalink
    9 Dezembro, 2008 00:01

    Se o papa dá confiança aos criminosos islâmicos, nem São Pedro o atenderá.

    Gostar

  71. curiosamente permalink
    9 Dezembro, 2008 00:05

    ” As mulheres não sabem do que falam – a prova científica. ”
    Publicado por jcd em 7 Dezembro, 2008

    Exmo Senhor JCD, isso foi feito depois de lerem várias teorias (a maioria posta em prática) feminazis.

    Por exemplo esta:

    UMA EM CADA QUATRO MULHERES É VITIMA DE VIOLENCIA DOMÉSTICA.

    Ou, de acordo com várias fontes não confirmadas, quando viram que na prática e de acordo com a maioria dos tribunais de familia nos países ocidentais.

    TODOS OS HOMENS SÃO MAUS PAIS
    (visto que perdem todos eles os casos de “child Custody” ou “poder Paternal”)

    O que até nem é dificil pois
    1 EM CADA 3 MULHERES É VITIMA DE VIOLENCIA DOMÉSTICA (LOGO, GRANDE PARTE DEVE SER MÃE para viver com um homem ).

    Os que não batem nas mulheres, são no minimo maus pais.

    Gostar

  72. Euroliberal permalink
    9 Dezembro, 2008 00:20

    Criado Forum católico-muçulmano; a sua primeira iniciativa será um seminário de estudo, em Novembro de 2008 sobre o tema “amor a Deus, amor ao proximo”.Os participantes serão recebidos em audiência pelo Papa.

    http://www.radiovaticana.org/por/Articolo.asp?c=190978

    Gostar

  73. Euroliberal permalink
    9 Dezembro, 2008 00:31

    Das conclusões do Forum católico-muçulmano:

    “Nenhuma religião e seus seguidores podem ser excluídos da sociedade” e “jamais culturas, civilizações, idiomas e populações devem ser causa de tensão ou conflito”, declaram católicos e muçulmanos.
    De acordo com outro ponto, católicos e muçulmanos são chamados a “serem instrumentos de amor e harmonia, renunciando a qualquer opressão, agressão e terrorismo”, especialmente se cometido em nome da religião.”

    Logo, a neoconeiragem é herege e está sujeita a excomunhão. O Papa sempre apoiou os palestinianos cristãos contra o apartheid que lhes é imposto e aos seus irmãos muçulmanos pelo Estado judeu ilegalmente estabelecido na Palestina. Sempre criticou as caricaturas de Maomé e outras blasfémias anti-islâmicas. Sempre criticou a guerra do Iraque. Ao invés, a maior parte dos evangélicos americanos e uma boa parte do judaísmo apoiaram essa guerra satânica…A neoconeiragem é anti-católica e anti-europeia. São colaboracionistas que se agacham aos terroristas do Império. São traidores e infiltrados.

    Gostar

  74. xpto permalink
    9 Dezembro, 2008 01:01

    “declaram católicos e muçulmanos.”

    Os muçulmanos mentem.
    A mentira faz parte da doutrina muçulmana e os seus alienados usam e abusam da mesma.

    “jamais culturas, civilizações, idiomas e populações devem ser causa de tensão ou conflito”

    Isto não está no corão malvado.
    Portanto esta frase e ideia não têm qualquer valor para os criminosos maometanos.

    Quando a afirmam a intenção é mais uma vez maléfica.
    Querem enganar tolos, parolos e ingénuos.

    Para que se saiba Islão não é religião, mas sim submissão.
    São os próprios maometanos que o afirmam com todo o satânico orgulho, próprio desse infelizes que nem gente podem ser.

    Por falar em traição, temos por aqui um grande exemplo.
    Alguém que troca a umah pela Europa e o islamismo pelo liberalismo, ao identificar-se como euroliberal.

    Gostar

  75. Sócrates de Atenas permalink
    9 Dezembro, 2008 01:21

    Euroliberal não passa de um mongoloide, não lhe respondam.

    Gostar

  76. Euroliberal permalink
    9 Dezembro, 2008 01:34

    Neoconeiros, ignorantes, anti-europeus e… heréticos…coitados, isto anda mesmo mal frequentado…e este mãozinha quebrada sócretino (de atenas…)! Maigode !

    Gostar

  77. lucklucky permalink
    9 Dezembro, 2008 02:06

    Iraq announces plan to expand the Air Force
    By DJ ElliottNovember 6, 2008 10:58 AM

    Iraq will purchase 516 military aircraft from the United States and France for its new Air Force, a senior Iraqi military official said this week….
    During stage two, the Iraqi Air Force will receive 516 aircraft. The Iraqi Air Force has ordered 36 F16 fighters, 24 AT-6B trainers, 24 EC-635 Utility/Attack Helos, and 24 Bell-407 Armed Recon Helos, all to be delivered in 2011…

    http://www.longwarjournal.org/archives/2008/11/plans_for_iraqi_air.php

    The announced purchase of M1A1M Abrams tanks matches the tank component of four armored battalions based on the organization of the Iraqi Army’s 9th Armored Division. Iraqi Army armored battalions are normally composed of 35 tanks and nine BMP1 mechanized infantry combat vehicles. BMP1s are the planned mechanized vehicle component for armored battalions. The current and planned numbers of BMP1s in the Iraqi Army indicate a total of 60 armored battalions are planned.

    http://www.longwarjournal.org/archives/2008/12/iraqi_army_heavy_mec.php

    Iraqi Navy. The Iraqi Navy is to start commissioning four Patrol Ships in Italy starting in April 2009. The ships will be commissioned at three-month intervals and the first is to arrive in Iraq in July 2009. The two Offshore Support Vessels and first three Patrol Boats (of 15) start arriving from Malaysia in September 2009. The Iraqi Marines formed the 2nd Marine Battalion when 500 Iraqi Army troops were transferred in March for the Basrah operations.

    http://www.longwarjournal.org/archives/2008/08/iraqi_security_force_18.php

    Gostar

  78. 9 Dezembro, 2008 02:28

    lucklucky: 8 Dezembro, 2008 às 9:13 pm
    Bem verdade Luís Marques. Organizem-se e arrangem um lobby nos jornais, só assim é que as coisas mudam.

    Da ultima vez que li e soube, por exemplo numa noticia sobre os MaCann, um lobby nos Jornais custava-lhes 10.000 euros. Penso que por mês. Li até que era mais do que pagavam ao seu escritório de Advogados, que era o do Ex Bastonário da Ordem dos Advogados , Rogério Alves.

    Ora para isso, para ter dinheiro para uma coisa dessas ou mesmo semelhante, é realmente preciso que os Pais Separados e Injustiçados, se unam.

    10.000 euros por mês, não é nenhuma brincadeira. Mesmo que seja menos, digamos 3 vezes por ano ou 4.
    É realmente uma boa ideia, mas é preciso Pais, e que se unam, e colaborem.
    Todos, não só com carcanhol.

    Paulo Quintela

    Gostar

  79. 9 Dezembro, 2008 05:42

    72- em cheio! Qto ao forum d k fala o eurolascado é uma tentativa de civilizar o islão, resultou de um pedido de 138 expoentes mouros liderados por 1 príncipe jordano, ratzinger aceitou em nome da caridade cristã. Todos temos dúvidas no sucesso.

    Gostar

  80. 9 Dezembro, 2008 05:54

    CAA, essa do Escrivá é uma obsessão doentia. Quem se quiser informar sobre islão (aquilo k todos sabemos…, os media não dizem e a esquerda caviar gosta e defende), tem no meu blog: vídeos de lapidação; pedofilia islâmica instituída; condenação a lapidação de uma rapariga violada; morte à bastonada de jovem por umas bebidas… Enfim, a maior selvajaria k é possível imaginar

    Gostar

  81. EUROLIBERAL permalink
    9 Dezembro, 2008 11:28

    O ódio dos judeus ortodoxos ao cristianismo:

    Statement by professor Israel Shahak on
    the Jewish hatred towards Christianity

    Dishonouring Christian religious symbols is an old religious duty in Judaism. Spitting on the cross, an especially on the Crucifix, and spitting when a Jew passes a church, have been obligatory from around AD 200 for pious Jews. In the past, when the danger of anti-Semitic hostility was a real one, the pious Jews were commanded by their rabbis either to spit so that the reason for doing so would be unknown, or to spit onto their chests, not actually on the cross or openly before the church. The increasing strength of the Jewish state has caused these customs to become more open again but there should be no mistake: The spitting on the cross for converts from Christianity to Judaism , organized in Kibbutz Sa’ad and financed by the Israeli government is a an act of traditional Jewish piety. It does not seize to be barbaric, horrifying and wicked because of this! On the contrary, it is worse because it is so traditional, and much more dangerous as well, just as the renewed anti-Semitism of the Nazis was dangerous, because in part, it played on the traditional anti-Semitic past.
    This barbarous attitude of contempt and hate for Christian religious symbols has grown in Israel. In the 1950s Israel issued a series of stamps representing pictures of Israeli cities. In the picture of Nazareth, there was a church and on its top a cross – almost invisible, perhaps the size of a millimeter. Nevertheless, the religious parties, supported by many on the Zionist “left” made a scandal and the stamps were quickly withdrawn and replaced by an almost identical series from which the microscopic cross was withdrawn.

    Then there was the long-drawn-out battle about Christian influence in elementary arithmetic. Pious Jews object to the international plus sign for it is a cross, and it may in their opinion, influence little children to convert to Christianity. Another “explanation” holds; it would then be difficult to “educate” them to spit on the cross, if they become used to it in their arithmetic exercises. Until the early 1970s two different sets of arithmetic books were used in Israel. One for the secular schools, employing an inverted “T” sign. In the early ’70’s the religious fanatics “converted” the Labour Party to the great danger of the cross in arithmetic, and from that time, in all Hebrew elementary schools (and now many high schools as well) the international plus sign has beeen forbidden.

    Similar development is visible in other areas of education. Teaching the New Testament was always forbidden, but in the old time conscientious teachers of history used to circumvent the prohibition, by organizing seminars or sending the students to libraries (not the school libraries, of course). About 10 years ago there was a wave of denouncing such teachers. One in Jerualem was almost sacked, for advising her history pupils, who were studying the history of Jews in Palestine around 30-40 AD, that it would be a good thing if they would read a few chapters of the New Testament as a historical aid. She retained her post only after humbly promising not to do this again.

    However in recent years, anti-Christian feelings are literally exploding in Israel (and among Israel-worshipping Jews in Diaspora too) together with the increase of the Jewish fanaticism in all other areas too.

    The real enemies of truth here, as in many other aspects of the Israel reality, are the socialists, “liberals”, “radicals”, etc. in the USA. Imagine the reaction of the US Liberals, and of such papers as The Nation and New York Review of Books, not to speak of the New York Times if in any state whatsoever, the government financed spitting on a Star of David? But when here in Israel, the government finances the spitting on a cross, they are and will continue to be, quite silent. More than this, they helpt to finance it. United States taxpayers, who are of course mostly Christians, are finacing at least half the Israeli budget, one way or another, and therfore the spitting on the cross too.

    Professor Israel Shahak is an israeli citizen, former concentration camp inmate during WW II, and the founder of Israel’s Human Rights League. His new book “Jewish History, Jewish Religion” about Jewish hatred and contempt toward Gentiles, is highly recommended.

    Gostar

  82. Luis Marques permalink
    9 Dezembro, 2008 13:40

    Judges must decide “facts”.

    Human law must be just: An unjust law is no law at all

    Augustine: “that which is not just seems to be no law at all”

    Gostar

  83. Luis Marques permalink
    9 Dezembro, 2008 13:41

    But judges should not enforce any law that contravenes natural rights, which are unjust. Judges must do equity to the parties, and judge in accordance with the common good and natural right that the lawgiver is supposed to will (even if the lawgiver has gone wrong and made a written law contrary to such ends).

    Gostar

  84. Luis Marques permalink
    9 Dezembro, 2008 13:43

    Aquinas on unjust laws. General moral duty to obey the law. Unjust law is no law. Types of unjust laws:

    Laws contrary to human good: beyond authority of lawgiver, oppressive, seriously unequal. No duty to obey unless disobedience would cause scandal or disturbance, i.e., a greater evil. The government uses your tax money for some immoral purposes. But you are still obliged to pay your income tax.
    Laws contrary to divine good. Would compel you to violate divine law. Must disobey. Suppose there were no conscience clause and an Army doctor were ordered to perform an abortion. He would be obliged to die, rather than obey.

    Gostar

  85. lucklucky permalink
    9 Dezembro, 2008 20:41

    A Arábia Saudita não tem Igrejas, os Palestinianos Cristãos estão a ser expulsos da Palestina pelos Muçulmanos Radicais, no Libano os Cristãos também têm aumentado a emigração para os EUA devido á pressão do Heezbollah assim como os Coptas no Egípto. No Iraque, o País mais próximo do Ocidente devido ao encontro de culturas devido ás Guerras são os radicais os derrotados.

    Gostar

  86. 9 Dezembro, 2008 23:39

    Para que se saiba.
    No islão só o diabo anda à solta.
    Só o diabo tem liberdade de movimentos.
    Só o diabo fala.
    E isto por permissão clara e directa do próprio allah.
    Foi allah que o fez.
    Foi allah que lhe deu permissão.
    allah só a ele deu permissão.
    Os muçulmanos só a apenas recebem informação do diabo.
    No islam não há mais nenhuma entidade espiritual activa.
    Assim se compreende melhor aquilo que os muçulmanos pensam, dizem e fazem.
    Foi o próprio maomé que nos revelou tudo isto.
    Mas disse-o por partes, de modo que é necessário algum estudo para chegarmos a esta revelação.

    allahu akbar maléfico

    Gostar

  87. Euroliberal permalink
    10 Dezembro, 2008 00:12

    Para o cóboi ignorante e aldrabão, agente da intoxicação nazi-sionista: Há um ministro cristão no Governo Hamas. NUNCA HOUVE PERSEGUIÇÂO ANTI-CRISTÃ NA PALESTINA EM 1400 anos de islamização. PORQUE HAVERIA DE COMEÇAR AGORA ? São as condições de vida desumanas que lebvam muitos a emigrar. Os cristãos fazem-no mais facilmente porque são geralmemnte mais ricos…

    Gostar

  88. 10 Dezembro, 2008 01:16

    Mentes com todos os dentes.
    Só em Israel é que os cristãos aumentam.

    Gostar

  89. 10 Dezembro, 2008 01:29

    Euroliberal 7 Dezembro, 2008 às 6:48 pm
    “ As mulheres no Islão são mais bem tratadas em termos globais que no decadente e misógino ocidente.”

    Euroliberal 8 Dezembro, 2008 às 10:37 pm
    “ Luis Marques, O problema que apontou está relacionado com o secularismo jacobino militante, o relativismo moral, o niilismo pós-moderno ligado à putice feminista e ”

    Caro Eurolibera, é bem visível que o Sr Luís Marques fala dos Pais não terem direitos, porque são homens. Vários textos dele dizem isso de uma maneira ou de outra.
    Ora se o Sr concorda com isso, até apontando culpados na sua opinião (que não discuto), é evidente que o Ocidente não é de todo Misógino. Misoginia é não gostar de Mulheres.

    A palavra e o conceito certo é o Ocidente ser Misandrico. Que significa não gostar de Homens.

    Não é de admirar estes erros, visto que a palavra Misandria ou mesmo Misandry, não aparecem sequer em muitos dicionários, a começar pelos do Google. Nos dicionários e correctores do Google não aparece nem Misandria nem Misandry, mas Misoginia e Misogyny aparecem.
    O mesmo acontece (censura) em vários dicionários Portugueses.

    Luis Marques 7 Dezembro, 2008 às 7:33 pm
    “As mulheres no Islão são mais bem tratadas em termos globais que OS HOMENS no decadente e misógino ocidente…”

    O mesmo, Sr Luís Marques.
    O termo é então, visto que os Homens são mal tratados, “no decadente e misandrico ocidente”.

    Gostar

  90. 10 Dezembro, 2008 08:50

    só para esclarecer o tal forum: ratzinger e o vaticano sabem mto bem k TODOS os países islâmicos desrespeitam os dtos humanos, e em TODOS, os não muçulmanos têm menos dtos (educação, empregos…). Há vàrios “sites” k relatam atrocidades quase diárias k são censuradas nos media amigos da selvajaria.(até na R.R.!). O forum vai ajudar(espera-se) o islão a evoluir 40 sécs até ao XXI, aceitar os dtos de cidadania dos não islâmicos (incluindo ateus…se os houver vivos!), as liberdades políticas e de opinião, distribuição de riqueza, fim do tribalismo…………Enfim, um gesto magnânimo do papa ratzinger!

    Gostar

  91. Luis Marques permalink
    10 Dezembro, 2008 11:24

    Caro Paulo Quintela,

    Tem toda a razão…

    No Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (versão brasileira), encontrará misandria, «aversão, ódio ou desprezo pelos indivíduos do sexo masculino». Também aí está registado misândrico, «relativo a misandria», «que apresenta misandria (diz-se de indivíduo)». Note que existe ainda misantropia, «ódio pela humanidade».

    O ódio ou desprezo pelo PAI (Pais) é de facto um «ódio pela humanidade».

    Gostar

  92. lucklucky permalink
    10 Dezembro, 2008 14:47

    Fresquinho…

    http://www.telegraph.co.uk/news/uknews/3699565/Muslim-lawyer-Anjem-Choudary-brands-Christmas-evil.html

    By Murray Wardrop
    Last Updated: 12:39PM GMT 10 Dec 2008

    “The lawyer, who recently praised the Mumbai terror attacks”…
    “Every Muslim has a responsibility to protect his family from the misguidance of Christmas, because its observance will lead to hellfire. Protect your Paradise from being taken away – protect yourself and your family from Christmas.”…

    Gostar

  93. 10 Dezembro, 2008 14:56

    Caro Luis Marques, o problema que você retrata é real, mas não tem a ver com misandria.
    Tem a ver com “culpa” esse sentimento poderoso que nos coloca à defesa e nos faz expiar eternamente os desajusres do passado, mesmo do tempo dos nossos tataravôs.
    As sociedades ( quase todas) sempre trataram as mulheres como seres vagamente estúpidos e vá lá, cidadãos de segunda categoria.
    Cometeram-se muitas injustiças contra as mulheres, pela maneira como o zeitgeist as encarava.
    E ainda se cometem, nas sociedades islâmicas e outras igualmente atrasadas.

    O que se está a passar é consequência da culpa, a ideia de que temos de reparar as “injustiças” de antanho, etc.
    Não é só nesse aspecto de que fala. Por todo o mundo a civilização ocidental está grávida de culpa, arrepela os cabelos e age como um pecador, pedindo perdão por agravos reais e imaginários e fazendo gestos que numa situação normal não faria.

    É um caminho imbecil, mas é esse em que estamos. E que só acabará se nos livramos da noção de “pecado original” e tomarmos as decisões racionais. No caso que refere, se os juízes coseguirem fugir à formatação da culpabilidade secular dos homens e julgarem cada caso pelos seus méritos, sem preconceitos de justiça cósmica.

    Gostar

  94. 10 Dezembro, 2008 17:28

    Oh oh, na minha Terra as moças serbem é pa cozinhar plantar as coubes e dare de cumer as galinhas. Ja os homes ando com as bacas, tiram lhes o vicio de roçar a crica e tem outras amantes, tanto no meu caso como no caso do meu pai, tio, avo, primos e irmao.

    Um aperto de maoes a todos e quem manda aqui sou eu e acabou, pouco barulhoo

    Gostar

  95. Luis Marques permalink
    10 Dezembro, 2008 18:08

    Caro Lidador, gostei da sua análise Hegeliana misturada de pecado original, estou a preparar uma resposta adequada a sua análise…

    Tony, você não manda é nada… e muito respeito por favor pelo sexo oposto, as mulheres na sua maioria são brilhantes, trabalhadoras e mandam… e a maior parte muito superiores a si…

    O machismo pré-histórico Neandertal luso guarde para si…

    Gostar

  96. Luis Marques permalink
    10 Dezembro, 2008 18:19

    Mais: Toni, seres com testículos está o País cheio, “Homens” (Com H grande) com tomates contam-se nos dedos…

    Gostar

  97. Luis Marques permalink
    10 Dezembro, 2008 20:04

    Caro Lidador,
    O Zeitgeist, ou genius seculi do passado não poderá vindicar as atrocidades cometidas hoje em nome da lei…
    Num século aonde a razão devia prevalecer, aonde o conhecimento e a ciência estão tão avançados, aonde teoricamente se vive num Estado de Direito com princípios tão “elevados”, é repugnante a falta de coragem e discriminação de certos órgãos do Estado.
    Acho que mais do que o sentimento de culpa é a falta de coragem e de princípios coerentes que levam a estes absurdos, a esta discriminação e injustiça…
    Quando lutei contra um titular da cúpula do Saddam, aonde o Zeitgeist, ou melhor, o “trend” seria de me ver com uma bala na cabecinha, esquartejado ou desaparecido, este teve o discernimento de parar o “trends”, proteger e dar razão ao “portugali” (ainda hoje em Basra e noutros sítios da área quando uma pessoa corajosamente resmunga ou faça face ao Zeitgeist com vigor, se pergunta: “você é “portugali” ou quê…”, tentei humildemente fazer ius aos nossos ilustres antepassados sem o saber…) com o risco de ver um dos seus braços direitos ser excomungado da cúpula…
    Eu sei, provavelmente porque achou piada ver um tuga inabalavelmente na defesa do que era justo, apesar de ter estado a ser alvo de ameaças e atentados… gritos da Ipiranga não eram comuns lá…
    Não deixa de ser estranho que um regime que pouco ou nada tinha de Estado de Direito está a ser mais justo do que o meu Querido Portugal…
    Aqui estamos num estado letárgico, não há gritos da Ipiranga…

    Gostar

  98. Luis Marques permalink
    11 Dezembro, 2008 11:26

    Ha Cicero, you were right… Salus populi suprema lex

    Gostar

  99. Curiosamente permalink
    11 Dezembro, 2008 18:55

    Tony Diz:
    ” e tem outras amantes, tanto no meu caso como no caso do meu pai, tio, avo, primos e irmao.”

    Curiosamente, agora reparei que quando os homens tem amantes, essas amantes são todas mulheres. São umas malandras, as mulheres.

    Gostar

  100. Curiosamente permalink
    11 Dezembro, 2008 19:07

    ” E que só acabará se nos livramos da noção de “pecado original” e tomarmos as decisões racionais. No caso que refere, se os juízes coseguirem fugir à formatação da culpabilidade secular dos homens e julgarem cada caso pelos seus méritos, sem preconceitos de justiça cósmica.”

    Mas os juízes julgam os casos de Poder Paternal com base nisso ?

    Curiosamente, ficamos a saber foi com esta “inside infomation” que é escusado os pais terem advogados, pois o tal zeitgeist arruma qualquer hipótese de defesa.

    Gostar

  101. Luis Marques permalink
    11 Dezembro, 2008 20:20

    Facto… quando os homens tem amantes, essas amantes são todas mulheres.

    e quando as Mulheres tem amantes, esses amantes são todos Homens.

    Gostar

  102. Luis Marques permalink
    11 Dezembro, 2008 20:25

    “…é escusado os pais terem advogados…”

    Vai tudo dar ao mesmo…

    98% perdem…

    A única diferença é que se não tiver um bom advogado nem os miseráveis 26-4 (o normal e regra é dar 26 dias à mãe (acima de todo o poder paternal…) e 4 ao pobre do Pai) consegue… fica anos sem ver o filho…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: