Saltar para o conteúdo

Regionalização

16 Março, 2009

O representante financeiro da Região de Lisboa fez finca pé e obteve em Bruxelas a concessão excepcional de cobrança de 5% de IVA nas portagens das auto-estradas/pontes de Lisboa.

As outras regiões nem sequer se fizeram representar nessa reunião, continuando os seus residentes a pagar 20% de IVA na utilização nas restantes auto-estradas.

Anúncios
46 comentários leave one →
  1. Luis Moreira permalink
    16 Março, 2009 10:58

    Gabriel, agora temos o pior ministro das finanças da UE como representante?Não merecemos mais consideração?Além disso não lhe pedimos nada.A ele!

    Gostar

  2. JCP permalink
    16 Março, 2009 11:27

    Que estranho! Mas há outras pontes em que se paguem portagens?
    é que a reunião em Bruxelas deveria estar confinada aos ministros das pontes… a dos ministros das estradas é prá semana!

    Gostar

  3. Anónimo permalink
    16 Março, 2009 11:30

    Farto-me de passar na ponte branca do Edgar Cardoso e nem dou conta das portagens.

    Gostar

  4. Anónimo permalink
    16 Março, 2009 11:35

    o preço das portagens é mais importante e ninguém liga peva.

    Gostar

  5. JCP permalink
    16 Março, 2009 11:37

    e porquê as autoestradas e não as frutas e hortaliças?

    Gostar

  6. 16 Março, 2009 12:09

    e porquê as autoestradas e não as frutas e hortaliças?

    As frutas e hortaliças como os restantes produtos alimentares e medicamentos já pagam taxa reduzida. Um habitante do Montijo ou Almada paga menos do que outro em Vila Franca de Xira, Loures ou Mafra, porquê?

    Gostar

  7. Anónimo permalink
    16 Março, 2009 12:10

    Quantas pontes pagam portagens em Portugal ? E aonde estão localizadas ? Pois ….

    Gostar

  8. 16 Março, 2009 12:13

    concessão excepcional de cobrança de 5% de IVA nas portagens das auto-estradas/pontes de Lisboa.

    Pareceu-me que era só para as duas pontes de Lisboa, e eu se fosse a si ficava muito quietinho não vá o Ministro lembrar-se de taxar as do Porto (para começar).

    Gostar

  9. Anónimo permalink
    16 Março, 2009 12:23

    #5 porque estavamos a falar de portagens.

    Gostar

  10. nem estranho não estranhar permalink
    16 Março, 2009 12:26

    Falta o Lino das obras anunciar a amnistia às scut’s. Melhor: em vez de amnista, amnésia…

    Pensam que andamos a dormir. Pior: a dormir até Outubro…

    p.s. – Gabriel, se o sonso PGR ler a primeira frase vai questioná-lo sobre a vírgula antes do verbo… (não leve a mal).

    Gostar

  11. Gabriel Silva permalink*
    16 Março, 2009 12:48

    #10

    🙂

    Gostar

  12. olhão permalink
    16 Março, 2009 13:43

    Não paguem não. Por essas e por outras é que as pontes caem.

    Gostar

  13. 16 Março, 2009 14:11

    Custo da ponte Vasco da Gama: €897 000 000 em 1998

    Quantas pontes em Portugal custaram 1/10 da Vasco da Gama?

    Gostar

  14. bandiduh permalink
    16 Março, 2009 14:22

    Sim, se taxarem a Ponte de Arrabida e do Freixo, tb teriam que taxa o viaduto Duarte Pacheco.

    Gostar

  15. 16 Março, 2009 14:33

    EXACTO ATÉ PORQUE NA COSNTITUIÇÃO VEM ESCRITO QUE NÃO SE PODEM TAXAR VIADUTOS E PONTES PEDONAIS…

    Gostar

  16. EMS permalink
    16 Março, 2009 14:58

    “Um habitante do Montijo ou Almada paga menos do que outro em Vila Franca de Xira, Loures ou Mafra, porquê?”

    A ponte de Vila Franca é de borla já há muitos anos. Quanto aos restantes casos, se não quizerem pagar portagem na auto-estrada têm alternativas.

    Gostar

  17. EMS permalink
    16 Março, 2009 15:00

    “Custo da ponte Vasco da Gama: €897 000 000 em 1998
    Quantas pontes em Portugal custaram 1/10 da Vasco da Gama?”

    O custo da Vasco da Gama é suportado pelos seus utentes e pelos utentes da 25 de abril.

    Gostar

  18. renato morais permalink
    16 Março, 2009 15:06

    Mas não vêem que querem evitar um novo businão?

    Gostar

  19. EMS permalink
    16 Março, 2009 15:07

    E fazem muito bem, Renato.

    Gostar

  20. roídodefundo permalink
    16 Março, 2009 15:40

    Esta malta do Norte são uns invejosos. Se querem pagar menos IVA nas portagens, arranjem um rio como deve ser.

    Gostar

  21. Marafado de Buliquei-me permalink
    16 Março, 2009 15:58

    Porque é que em Lisboa, se paga portagem e no Porto não se paga lisboagem ??

    Gostar

  22. olhão permalink
    16 Março, 2009 16:09

    Porque Lisboa tem um aeroPORTO e o Porto não tem um aeroLISBOA.

    Gostar

  23. Anónimo permalink
    16 Março, 2009 17:08

    #24 o sr. professor faz uns comentários bué de irónicos e diuréticos que me provocam uma incontinência do hilário.

    Gostar

  24. 16 Março, 2009 17:26

    Grande posta!

    Gostar

  25. 16 Março, 2009 18:49

    “Quanto aos restantes casos, se não quizerem pagar portagem na auto-estrada têm alternativas.”

    Ó EMS, só se for no seu país de faz de conta.

    Que eu saiba, nas SCUTs em Aveiro e Viana do Castelo vão-se começar a cobrar portagens (com IVA 20%), sem que exista qualquer alternativa…porque a auto-estrada foi construída precisamente em cima da estrada que era suposto ser a alternativa.

    Gostar

  26. olhão permalink
    16 Março, 2009 19:31

    #23 “o sr. professor faz uns comentários bué de irónicos e diuréticos que me provocam uma incontinência do hilário”
    Isto é que vai um saralho do carilho

    Gostar

  27. olhão permalink
    16 Março, 2009 19:31

    # 24 CAA
    Não quereria dizer grande bosta!

    Gostar

  28. 16 Março, 2009 20:21

    # 24 CAA
    Não quereria dizer grande bosta!

    Não porque ele consegue ver aqui, não sei como, uma manifestação das gentes do Norte.
    E isso coloca-o logo em sentido.

    Gostar

  29. vale de lobos permalink
    16 Março, 2009 21:06

    e alguém pode explicar por que motivo um habitante da margem Sul do Tejo, seja de Almada ou de Sines, ou de Ourique tem de pagar portagem sempre que quiser ir a Lisboa? Alguém da margem Sul do Douro paga portagem para ir`ao Porto?

    Gostar

  30. olhão permalink
    16 Março, 2009 21:42

    Então a sul do Tejo não é o deserto… estou a ficar com problemas na geografia

    Gostar

  31. roídodefundo permalink
    16 Março, 2009 21:44

    vale de lobos disse
    16 Março, 2009 às 9:06 pm

    “Alguém da margem Sul do Douro paga portagem para ir`ao Porto?”

    Claro que paga. Todo aquele que para ir ao Porto tenha que atravessar o Tejo em Lisboa.

    Gostar

  32. roídodefundo permalink
    16 Março, 2009 22:37

    Sr. Gabriel Silva, hoje por volta das 17horas escrevi dois comentários a este post. O primeiro, reconheço, estava num tom jocoso e brejeiro. O segundo era a comentar o facto de o primeiro ter desaparecido. Após isto fiquei na dúvida se não teria eu cometido qualquer erro, além disso ás vezes os computadores parecem ter contra nós, os utilizadores mais nabos, alguma má vontade.
    Eu entendo claramente que os subscritores de um blog devem definir o nível do que lá é escrito, e como tal possam e devam eliminar o que lhes pareça menos correto. Como leitor habitual e comentador esporádico do “Blasfémias”, pensava já ter lido bem pior do que escrevi, admito que talvez em posts de outros autores, e se imaginasse que correria o risco de o meu comentário ser retirado, muito simplesmente não me daria ao trabalho de o escrever.
    Assim, se me quiser ser gentil e agradecendo-lhe de antemão, pedia-lhe para me dizer em que tipo de erro incorri.

    Gostar

  33. smile permalink
    16 Março, 2009 23:08

    Na nossa próxima, grande vitória, em Bruxelas! Vamos exigir o direito de continuar a falar em Língua Portuguesa nos locais públicos.
    Como contrapartida podemos começar a publicar os diários da república apenas em alemão?

    Gostar

  34. 16 Março, 2009 23:48

    “Alguém da margem Sul do Douro paga portagem para ir`ao Porto?”

    Sim, se utilizar uma autoestrada (para financiar a concessão) e ainda paga 20% de IVA, para financiar o Estado Central.

    Da mesma forma, alguém da margem Sul do Tejo não paga portagem se não for de autoestrada. Pode ir à volta por VFXira. É como alguém que queira ir de Espinho ao Porto com as portangens nas SCUTs. Tem sempre a alternativa de fazer 20kms em rede viária urbana.

    Em todo o caso, (graças a Deus) o Estado não gasta 1000 milhões de euros por ponte no Douro. Mas no dia em que gastarem isso (no Norte) numa obra pública que faça sentido, não me importo de paga portagem.

    Gostar

  35. Anónimo permalink
    16 Março, 2009 23:58

    #33 “diários da república apenas em alemão”
    se tiverem palavras cruzadas e os editoriais não forem do fernandes contem comigo mesmo em mandarim.

    Gostar

  36. INCOMPETENTES DO NORTE permalink
    17 Março, 2009 11:34

    EU VIVO EM LISBOA E TAMBÉM PAGO PORTAGENS COM 20% DE IVA.

    E SIM, QUEM VIVE EM GAIA, AO CONTRÁRIO DE QUEM VIVE EM ALMADA, NÃO PAGA NADA PELA UTILIZAÇÃO DAS PONTES OU DA AUTO ESTRADA.

    OS INCOMPETENTES DO NORTE SEMPRE DE MÃO ESTENDIDA.

    Gostar

  37. Anónimo permalink
    17 Março, 2009 13:47

    #36,

    O governo de Lisboa, que faça as pontes em Lisboa, mais baratas e num sítio adequado!

    Gostar

  38. JOSE FERREIRA DA SILVA permalink
    17 Março, 2009 15:59

    PARA COMPENSAR , BRUXELAS OBRIGA PORTUGAL A PAGAR AS FRALDAS COM 21% DE IVA . DEVE SER PARA TENTAR ACABAR COM A RAçA PORTUGUESA;

    Gostar

  39. 17 Março, 2009 16:36

    “OS INCOMPETENTES DO NORTE SEMPRE DE MÃO ESTENDIDA.”

    Quem vive em Braga paga portagem (+20% de IVA) na circular da cidade. Coisa que não acontece nem no Porto nem em Lisboa.

    De facto, no norte estamos de mão estendida a entregar 20% de IVA, enquanto outros têm direito a excepções. Somos incompetentes, de facto.

    Gostar

  40. Tribunus permalink
    17 Março, 2009 16:39

    Espliquem esta palhaçada? o clown das finanças como esplica isto?

    Gostar

  41. 17 Março, 2009 17:12

    PMS disse
    17 Março, 2009 às 4:36 pm

    Não é verdade. A circular de Braga não tem portagens.

    Gostar

  42. 17 Março, 2009 21:31

    Ó senhor gabriel, que eu saiba entre o porto e gaia não se pagam portagens, não é? Ou pagam…
    deixe-se de demagogia barata e naquela postura psicótica dos coitadinhos dos gajos do norte.

    Gostar

  43. A. R permalink
    17 Março, 2009 21:35

    Os contribuintes do Resto do País pagam a ponte para os Mouros

    Gostar

  44. 18 Março, 2009 02:46

    Quem não quizer passar para lisboa pelas pontes tem uma alternativa: transportes públicos…

    Gostar

  45. 18 Março, 2009 10:28

    41- Pagam sim.
    http://avenidacentral.blogspot.com/2007/10/1.html

    42- Demagogia é não perceber que todos os outros portugueses que utilizam pontes portajadas pagam 20% de IVA (e sim, há muitas mais pontes portajadas para além das de Lisboa: todas as que estão integradas em autoestradas pagas).

    No mínimo, exigia-se que todas as pontes incluidas em autoestradas fossem portajadas com 5% de IVA.

    Gostar

  46. Anónimo permalink
    18 Março, 2009 10:48

    PMS disse
    18 Março, 2009 às 10:28 am

    “No mínimo, exigia-se que todas as pontes incluidas em autoestradas fossem portajadas com 5% de IVA.”

    Pois, mas as duas pontes que atravessam o Tejo em Lisboa não estão incluídas em nenhum auto-estrada.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: