Skip to content

Ópera bufa

11 Junho, 2009

Quer-se dizer, então Cavaco faz parte daqueles que nos últimos 20 anos sempre se opuseram a que os cidadãos se pronunciassem sobre as questões europeias, que sempre que alguma vez um povo rejeitou uma proposta política foi dos primeiros a defender que tal fosse ignorado e rapidamente superado mediante truques cosméticos. Não faz parte ele daqueles políticos que dizem saber o que é bom para o povo, mas que se recusam a seguir a vontade deste, não afirma ele que a «europa tem de avançar», ainda mesmo quando os ditos europeus se manifestam contrários a tais projectos e, vem agora criticar aqueles que se recusam a caucionar tais opções? Não quiseram ouvir as pessoas, agiram contra elas e  no fim querem ainda que elas digam amén? Tenha juízo!

Anúncios
33 comentários leave one →
  1. Pi-Erre permalink
    11 Junho, 2009 15:15

    No Parlamento, os deputados exercem muitas vezes o direito de abstenção quando há votações.
    Cavaco Silva não os critica. Porquê?
    Acha que só o Zé-povinho é que tem o dever de votar, quer queira quer não?

    Gostar

  2. Anónimo permalink
    11 Junho, 2009 15:24

    Se calhar a europa é = fundos europeus que eles querem sacar para as suas empresas e para a agricultura. Assim quanto menos as pessoas souberem que podem investir com os fundos melhor. Fazem eles a coisa. Só interessa é que votem depois informação nikles.

    Gostar

  3. Acção Directa permalink
    11 Junho, 2009 15:24

    Uma ópera bufa. Lastimável. É só pirotecnia.

    Spartakus.

    Gostar

  4. campeão permalink
    11 Junho, 2009 15:27

    É o dirigismo dos diversos partidos socialistas [pcp (Stalinista), BE (trotskista), PS (xuxialista moderno?),PSD (socialista social-democrata), CDS (socialista critão)].
    Esmagadoramente (60%) , os portugueses não os querem a decidir por si; Essa gente NÃO!!!!
    Para isso nem era necessario o mau exemplo, a atitude do cão que morde o dono, o “cuspir na sopa” de Ana Gomes , que se comportou simplesmente de maneira irresponsavel e deprimente e gratuita.

    Gostar

  5. JCP permalink
    11 Junho, 2009 15:56

    Pois oh Campeão, mas nunca ninguém considerará uma abstenção elevada como um voto de protesto.
    Para isso vão votar e votem nulo ou branco! Isso sim é um voto de protesto que a maior parte dos políticos terá dificuldades em digerir.
    Com a abstenção haverá sempre festa para os que ficam na frente e desgosto para os que ficam para trás, mesmo que o vencedor o seja com 12% dos potenciais eleitores.
    Não votem e depois admirem-se que os políticos “façam” de mais alto ainda… considerando que os portugas são uns calões e que se estão borrifando para quem governa o país aí dentro ou cá por fora!

    Gostar

  6. per caso permalink
    11 Junho, 2009 16:47

    Agora entendo, 62,5% de portugas não sabem o que pensar da Europa e então não foram votar. Não sabem, não lhes ensinaram ou quiz-se que não soubessem, se basta a fé nos políticos. Mas dada a falta de confiança, a crise que grassa, eles não sabem mesmo e não confiam, já.

    E sobra o rol dos instruídos:
    11,9% PSD + 10,0% PS + 4,0% BE + 4,0% CDU + 3,1% CDS, que perfaz 30% (pois é só fazer-lhe as contas), com mais 2,5% de nulos e 2,0% dos outros.

    Bem parco rol, afinal, digo eu, que à primeira levaram-me a crer que o PSD levava 32, menos mal, mais uns 28% o PS e assim, etc e tal.

    Gostar

  7. José Manuel Santos Ferreira permalink
    11 Junho, 2009 16:53

    Ó Campeão

    Supõe lá que 60% dos portugueses votavam em branco ???

    Assim, leiamos caríssimos irmãos, o “Ensaio Sobre a Lucidez” de José Saramago

    Assim, caríssimos irmãos, evitávamos tanta demagogia
    O problema é que muitos dão palpites, mas não lêm

    Gostar

  8. 11 Junho, 2009 16:55

    Muito bem dito, Gabriel.
    Também estou farta que me passem atestados de menoridade e, depois, me venham pedir para sancionar aquilo que já decidiram antes.

    P(astrisco, astrisco, astrisco) que os pariu a todos.

    Gostar

  9. 11 Junho, 2009 17:13

    o que o sinhor presidente não diz, para informação do povo ignorante e inculto, é que é mais importante ir votar nas europeias do que nas presidenciais… pois as directivas políticas e legislativas europeias têm mais peso para o que se passa cá no burgo, que os seus grandes conhecimentos em economia… que não sei se são muito fiáveis, visto que está a sofrer muito com as perdas do BPN…

    Gostar

  10. 11 Junho, 2009 17:24

    é o sr. silva no seu melhor… votaram no gajo… aturem-no, até porque o homem não tem nem a decência nem a hombridade de se demitir como factor pernicioso e incompetente, e pelo que tem contribuido para a destruiçao do país…

    Gostar

  11. carlos graça permalink
    11 Junho, 2009 18:31

    Alguém que nos defenda de nós mesmos… é disso que mais precisamos…

    Gostar

  12. campeão permalink
    11 Junho, 2009 18:57

    Qual a diferença entre abstenção , voto branco e nulo? Na pratica , representam o mesmo !
    O espectáculo é deprimente :
    1º Os directorios partidarios escolhem os candidatos .
    2º Os candidatos não têm qualquer relação com os eleitores.
    3º São impostos compulsivamente.
    4º Esperam que todos os eleitores os legitimem.

    Os cidadãos não podem votar em quem nada lhes diz, em quem lhes pinta fantasias, e nesse sentido ir votar é participar num embuste que bem no fundo pretende ser uma democracia.
    Os cidadãos estão fartos de embustes e de politicos que não os respeitam, como se tem vindo a constactar pelas leis socialistas aprovadas , mais as que ameaçam aprovar , para mal das pessoas e bem da nomenclatura.

    Gostar

  13. Paulo Nunes permalink
    11 Junho, 2009 18:57

    Podem-se dar as desculpas todas, mas os que não foram votar não o foram porque estão-se simplesmente a borrifar. Não me digam que é um voto de protesto. Votos de protesto são os votos em branco ou mesmo os nulos. Ou mesmo decidir não votar porque não têm internet. Mas não a abstenção.
    A grande maioria das pessoas pesou na balança perder parte de um Domingo a ir votar ou borrifar-se para o assunto. E a grande maioria simplesmente está-se a borrifar.
    E não é por “contestação”. Ne é por termos péssimos políticos. É porque estão demasiado confortáveis, porque têm os seus direitos como certos e adquiridos. Porque não lhes passa sequer pela cabeça que os podem perder. E o que a grande maioria quer no fundo, apesar de estarem sempre a contestar tudo e todos, é que alguém decida por elas. A maioria de nós ainda não cresceu como indivíduos e continua com o estigma do “Salazar cuida de nós” apesar do Salazar já ter ido desta para melhor. E os que sempre contestaram o Salazar arranjaram um substituto confortável que é o Estado. Para elas o “Estado cuida de nós”. É mais fácil assim.

    Gostar

  14. Pi-Erre permalink
    11 Junho, 2009 19:03

    Resultados das eleições:

    – 62,5% dos eleitores abstiveram-se.

    – Os restantes foram dar banho ao cão.

    Passem bem!…

    Gostar

  15. Dr. Alisando Cresce permalink
    11 Junho, 2009 19:26

    É preciso recordar que Cavaco, quando era primeiro-ministro, recusou homologar a pensão por serviços distintos ao saudoso Salgueiro Maia.
    Nessa altura, é preciso recordar, Cavaco Silva atribuiu a mesma pensão, por serviços distintos, a dois pides. Um dos pides agraciados, Óscar Cardoso, foi um dos entrincheirados na sede da polícia política que na sequência do 25 de Abril fez fogo sobre civis de que resultou quatro mortos.

    http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Portugal/Interior.aspx?content_id=1259441

    Gostar

  16. zangado permalink
    11 Junho, 2009 20:24

    #12
    Completamente de acordo. Eu fui votar para dar uma lição a Sócrates. Quanto aos partidos e deputados e à falta de respeito que têm pelos portugueses isso é indesmentível. Escolhem gente sem qualidade mas que obedece aos chefes, não defendendo os cidadãos que os “elegeram”. Por isso, que venham os círculos uninominais, novos partidos e novos políticos e movimentos de cidadãos que destes estamos cheios e muitos deviam ser julgados!
    Quanto a Cavaco Silva: quando primeiro ministro não cumpriu o que prometera, por exemplo a regionalização e a alteração das leis relativas ao arrendamento habitacional, o que obrigou muitos portugueses a comprar casas, endividando-se e levou muitos senhorios à miséria. Quanto a pastas governamentais como a Educação, a Agricultura e Pescas, a Administração Interna, a Justiça, a Saúde e outras foi, como os outros presidentes do conselho de ministros incluindo o actual Sócrates, um dos responsáveis do facilitismo escolar, da falta de cuidados médicos, do abandono da agricultura e ruína das pescas, do grande aumento da criminalidade e insegurança em que vivemos e de outros males de que Portugal enferma.
    Como teve, também, um mandato de maioria absoluta como teve Sócrates, não tem qualquer desculpa para não ter cumprido o que prometeu aos portugueses, logo ele e Sócrates são dois políticos que mentiram aos portugueses.
    Infelizmente, muitos portugueses escolheram um partido como quem escolhe um clube de futebol e votam quase ou sempre nele, mesmo que o candidato seja o Pato Donald ou outra figura inadequada.
    Claro, depois os resultados acabam por estar à vista, como podemos ver na nossa vida quotidiana e muitos portugueses não acreditam e desprezam os políticos, incluindo Cavaco Silva.Eu sou um deles!

    Gostar

  17. abstencionista permalink
    11 Junho, 2009 20:51

    O problema é se agora nas legislativas vai ser a vez da Oposição levar a lição..

    Gostar

  18. 11 Junho, 2009 21:20

    NOSSO POBO…Carago…

    Gostar

  19. Anónimo permalink
    11 Junho, 2009 23:25

    “Completamente de acordo. Eu fui votar para dar uma lição a Sócrates”

    As pessoas são estupidas. Votam para dar lições e fazem o joguinho dos incapazes que depois vao fazer aquilo que ninguém quer para o PE. Se estão zangados com Socrates votem noutro partido mas não votem para dar lições, porque estais enganados com isso. Se Socrates perder as eleições, perdeu. Ele é um democrata. Não esperem que fique tipo humilhado, castigado ou o que quer que queiram… lol Se perder as eleições vai festejar porque ficou é livre do cargo. Não percebem nada de democracias. Fomentam o ódio às pessoas, fazem a politica odiosa e insultuosa. You lose!

    Gostar

  20. Zé Leitão permalink
    12 Junho, 2009 00:44

    Bom post do Gabriel Silva.

    “E sobra o rol dos instruídos:
    11,9% PSD + 10,0% PS + 4,0% BE + 4,0% CDU + 3,1% CDS, que perfaz 30% (pois é só fazer-lhe as contas), com mais 2,5% de nulos e 2,0% dos outros.”

    Observem POR FAVOR estes dados. Isto TEM que começar a ser discutido dê por onde der.
    Caso contrário o risco de “alguma coisa correr mal”, aumenta exponencialmente á medida que o tempo passa.
    É que o conceito de legitimidade “passará” APENAS a existir na lei, sem qualquer ligação à realidade das pessoas.
    Caminhamos para onde?

    Gostar

  21. lica permalink
    12 Junho, 2009 00:54

    Pi-Erre disse
    11 Junho, 2009 às 7:03 pm
    Resultados das eleições:

    – 62,5% dos eleitores abstiveram-se.

    – Os restantes foram dar banho ao cão.

    Passem bem!…

    +++++++++++++++++++

    gostei desta. Eu não fui dar banho ao cão

    Gostar

  22. carlos graça permalink
    12 Junho, 2009 00:58

    #20 : completamente de acordo… ninguém parece querer falar disso, está a transformar-se em tabú uma das questões mais fundamentais em Democracia – a legitimidade governativa…

    Gostar

  23. 12 Junho, 2009 01:14

    para os senhores que dizem que o voto de protesto é o branco, uma pequena informaçao:

    O nosso presidente da república foi eleito em 2006 com 50,54%. MENTIRA.

    Dados do CNE.pt:

    Numero de Vontantes: 5590132 (61,53%)
    Abstenção : 3495207 (38,47%)

    Sr. Silva: 2773431

    Brancos : 59636
    Nulos : 43149

    Os 50,54% sao alcançados com a subtracçao dos brancos e nulos ao numero de votantes. ou seja, os brancos e nulos sao tratados como abstençao.
    Casos os brancos e nulos tivessem sido tomados em consideraçao, o Sr.Silva teria tido 49,61%.
    Eu acho que os brancos e nulos sao de pessoas que nao querem nenhum candidato, que nao queriam o Sr.Silva como presidente e que sairam de suas casas para ir as assembleias de voto mostrar a sua opinião

    Agora que têm a dizer os defensores do voto em branco em oposiçao a abstençao? eu abstenho-me, prefiro ser noticia assim.
    Se o branco for contado, se o branco quiser dizer cadeiras em branco no parlamento, contem cmg para votar em branco.
    Como protesto contra a nossa classe política!

    Gostar

  24. Anónimo permalink
    12 Junho, 2009 01:15

    a legitimidade governativa…

    e a legitimidade dos cidadãoes receberem pensões, pagarem impostos e terem acesso a policia, saude , etc de um governo que não elegem?
    Terão legitimidade para pertencerem ao país? It’s a question

    Gostar

  25. Zé Leitão permalink
    12 Junho, 2009 01:24

    24#
    explique um pouco melhor, por favor.

    Gostar

  26. Anónimo permalink
    12 Junho, 2009 02:11

    Os desvalidos e os tanto faz que não querem escolher e permitem que ganhe e governe quem não merece colocando quem vai votar em desvantagem pois o parlamento terá uma composição que corresponde à vontade de uma minoria do país. Esses para quem tanto faz e que permitem que por exemplo que o país possa ser governado até pelo pcp em extremo ou pelo psd, será que merecem ser cidadãos do país ou podemos exportá-los?

    Gostar

  27. Kolchak permalink
    12 Junho, 2009 09:24

    Concordo.
    Nunca houve em Portugal uma discussão séria sobre a UE.
    A UE foi, pouco mais, do que um Banco para nos financiar. Disseram-nos em 1986 que, se não aderíssemos, seríamos uma nova «Albânia»; ninguém se lembrou que poderíamos ser uma «Suiça», ou uma «Noruega».

    Gostar

  28. 12 Junho, 2009 10:14

    # 8 – Sofia Ventura:

    1) Mas, estará, de facto, em vigência o Tratado Constitucional e o Tratado de Lisboa?! Independentemente da vontade de quem é visado (repito: independentemente da vontade de quem é visado e é, assim, tão maquiavélico), houve algum “truque cosmético” que tenha levado á entrada em vigor dos dois últimos projectados Tratados?

    2) A abstenção portuguesa – note-se – caracterizou-se por ser uma abstenção que implicou mais 160 mil votantes relativamente às ùltimas “europeias”, sendo certo que tivemos o espectacular número de cerca de 9500.000 recenseados, em virtude do acréscimo automático de mais 900.000 eleitores!

    3) Pelo raciocínio exposto – que não critico – tal significaria que votamos (ou melhor, abstivemo-nos) por não nos terem ouvido (passado um atestado de menoridade), apesar de aquilo em que pelos vistos queríamos ser ouvidos não ter ido para a frente! E em Espanha, em França e na Holanda, por exemplo? A abstenção (mais ou menos equivalente) teve que justificação? Recordo que em Espanha não só se referendou o Tratado Constitucional, como o sim teve uma votação esmagadora…isto, em Fevereiro de 2005….

    Gostar

  29. permalink
    12 Junho, 2009 10:46

    Não me canso de admirar a policia socialista que anda na blogosfera. Sempre que alguém critica O Chefe, lá vêm dois ou três ladrar…

    Gostar

  30. 12 Junho, 2009 11:39

    PMF,

    Limitei-me a explicar porque é que eu, pela primeira vez desde que tenho idade para votar, fiquei em casa.

    Não vejo que esta Europa (que, não tenho ilusões, se fará à minha revelia) tenha espaço para mim; ou eu é que não tenho “espaço” em mim para uma Europa como esta.

    Toda a construção europeia se vêm fazendo APESAR dos europeus – o que é a mais estúpida das atitudes, já que os europeus não precisam de grande incentivo para se afastar de questões “etereas” como seja o que se passa em Bruxelas.

    Se não se consegue aproximar as populações do centro de decisão (tornando claras as repercussões concretas ao nível nacional das políticas europeias, por um lado e chamando-as a participar na formação das decisões que lhes dizem respeito, por outro), a médio prazo – aposto dinheiro – isto vai levantar problemas sérios ao projecto europeu.

    O povo é sereno… até que deixa de o ser.

    Gostar

  31. Anónimo permalink
    12 Junho, 2009 13:31

    E Sofia Ventura então como é que é possível que dos 13 candidatos não encontrasse nenhum que lhe merecesse o voto para mudar alguma coisa? A Sofia só permitiu que ganhassem os mesmos e continuasse a europa que não quer. Fez o jogo deles.

    Gostar

  32. 12 Junho, 2009 15:21

    #30

    Isso também me pergunto eu. Como é que é possível?

    Fiquei-me pelo não voto de protesto.

    Mas, vendo bem, se calhar tinha tido a sua piada votar no partido da Laurinda Alves. Isso é que era. Até já estou a ver a LA a dar cabo da cabeça dos restantes parlamentares.Acho que os € 7.700/mês eram muito pouco para suportar tamanho castigo.

    Gostar

  33. Amonino permalink
    15 Junho, 2009 00:21

    Isto anda muito complicado ….. Será ?!

    -Eurozone’s banking system ready to meltdown before that of US – the only exception is Germany
    .
    The concerns over the exposure of banks in the Euro region to a potential meltdown in the Baltic states and central and eastern Europe weighing on the Euro currency.
    .
    The banks in Europe will meltdown first creating the Tsunami that will make last year look like normal waves of a pond.
    .
    The eurozone banking system is in denial over the extent of toxic assets on its balance sheet.
    .
    The only different country is Germany. German banks have been operating on vastly different business models over the past five years than their peers in the UK, US and Switzerland, which have revealed their high degree of vulnerability to the financial crisis.
    .
    The European Central banks are worried about opening Pandora’s box and when they do it will impact on the euro. One way or the other, they have to do it. And, when they do, all hell will fall lose.
    .
    The impact on the world economy will be immense

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: