Skip to content

Dieta deflacionária

15 Julho, 2009

Portugal atravessa um período de deflação. Hoje os keynesianos não almoçaram porque sabem que amanhã o almoço será mais barato. E assim sucessivamente.

Anúncios
21 comentários leave one →
  1. Anónimo permalink
    15 Julho, 2009 23:24

    portugal atravessa um período deflatio. na minha rua não.

    Gostar

  2. Anónimo permalink
    15 Julho, 2009 23:36

    Pois eu acho que Portugal atravessa um período de flato.
    Mas o verbo atravessar está aqui mal usado. Se atravessa supõe-se que haja alguma coisa firme do outro lado. Depois de atravessarmos, chegaríamos lá.
    Ora do outro lado há mais flato.

    Gostar

  3. Paulo Nunes permalink
    16 Julho, 2009 00:14

    Hoje vou evitar comprar ou fazer negócios porque, teoricamente, amanhã o preço poderá estar mais baixo. Se o preço vai baixar, então qualquer coisa que compre hoje será um mau negócio, porque amanhã já desvalorizou e eu perco dinheiro. Por outro lado, se não comprar hoje, amanhã posso comprar mais barato.
    O problema é que, numa economia de deflação, amanhã vou pensar da mesma maneira que hoje e volto a adiar.
    Conclusão: a economia pára…
    …mas por outro lado, não estávamos já parados?

    Gostar

  4. 16 Julho, 2009 00:27

    “O problema é que, numa economia de deflação, amanhã vou pensar da mesma maneira que hoje e volto a adiar.”

    Posso deduzir que nunca compra equipamento informático, porque este está sempre a baixar de preço/aumentar de qualidade?

    Gostar

  5. 16 Julho, 2009 00:53

    Classe média não tem o que comer
    Coração da Cidade, no Porto, alerta para mudança no perfil das pessoas que procuram ajuda
    http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/coracao-da-cidade-porto-classe-media-pobreza-comida-tvi24/1059572-4071.html

    «Cada vez que o PS é Governo Portugal fica com menos pobres»
    Sócrates afirma que o país tem menos pobres e menos desigualdades dos que em 1995
    http://www.tvi24.iol.pt/politica/socrates-ps-pobreza-governo-tvi24-ultimas-noticias/1075932-4072.html

    Gostar

  6. Paulo Nunes permalink
    16 Julho, 2009 01:16

    #4, FV

    Ou automóveis. O problema é quando deixa de ser em nichos específicos de mercado, e passa a generalizar-se pela economia em geral. E este ciclo é uma bola de neve extremamente difícil de ser parada.
    Basta ver o exemplo do Japão, que passou a última década a lutar contra uma deflação, só começando a recuperar em 2006.

    Gostar

  7. 16 Julho, 2009 01:46

    Exactamente. E se sobreviverem ao longo prazo, poderão um dia ter o prazer de desmentir o velho Milton.

    Gostar

  8. José Rocha permalink
    16 Julho, 2009 03:05

    Já agora convinha ter dinheiro para comprar algo, ou seja, estamos falidos e ainda bem. Agora mexam-se, produzam.

    Gostar

  9. K2ou3 permalink
    16 Julho, 2009 03:11

    Eh Eh-
    È verdade!.
    São as subtilezas da Teoria.
    Hája bom snso e “INTELIGENCI”.(acho que não cometi nenhum erro)

    Gostar

  10. K2ou3 permalink
    16 Julho, 2009 03:12

    Cometi sim senhor.
    Eu admito.
    Faltou um A!
    Onde?

    Gostar

  11. K2ou3 permalink
    16 Julho, 2009 09:37

    E,
    se se ler Kaynes, há sempre uma boa receita de bacalhau.

    Gostar

  12. 16 Julho, 2009 09:55

    No inicio do ano dei comigo a actuar como prevêem os livrinhos.
    .
    Todas as semanas a gasolina baixava uma ou duas vezes. Assim, sem grande reflexão quanto às implicações filosóficas e económicas, comecei a abastecer cerca de 1/3 da capacidade, quando o habitual foi sempre encher o depósito, porque na semana seguinte sabia que ia ser ainda mais barato.
    .
    Quando voltaram as subidas, voltaram os depósitos abastecidos ao máximo, porque na próxima semana será ainda mais caro.
    .
    ccz

    Gostar

  13. Ulf Cegrell permalink
    16 Julho, 2009 12:54

    Quando se verifica que existe um arrefecimento do consumismo desenfreado, quando as pessoas sentem a necessidade de pagar dívidas ou viver com os seus meios, o que é que faz a esquerda e os discípulos de Caines???

    Tentam por todos os meios manter vivo o consumismo desenfreado e o recurso fácil ao crédito! Hilariante!

    Gostar

  14. per caso permalink
    16 Julho, 2009 14:44

    Os pinhistas,
    são mais listos,
    pelos vistos, comeram
    à fartazana, à grande,
    diz-se, e não pagaram
    a conta. Nem essa
    nem as outras.

    Gostar

  15. per caso permalink
    16 Julho, 2009 14:49

    Em 2009, aí mesmo à porta, se não lhes passou ainda a umbreira, diz o Económico que a gasolina vai baixar para os 20 $. É boa!

    Gostar

  16. ewoiudmnbfdg9 permalink
    16 Julho, 2009 18:36

    Porco: Se não me matares dou-te um chouriço.
    Touro: Sou herbívoro. Não como carne. Vou-te matar porque isso faz parte da minha matriz genética: eu tenho cornos por isso devo marrar. Se em consequência dos factos alguém morrer de uma perfuração no lombo não é culpa minha.
    Porco: Mas isso é uma violência contra o próximo!
    Touro: Não, é a livre expressão da minha natureza.
    Porco: A “natureza” é plástica. Também se educa.
    Touro: Mas os cornos são rijos.
    Porco: São. E a cabeça é dura…
    Touro: Chega de conversa. Prepara-te para o embate e que sejam os deuses a decidir.
    Porco: E se eu me esquivar?
    Touro: Investirei de novo e assim sucessivamente até à exaustão.
    Porco: Porque não investes contra os da tua laia? Ficavam os dois satisfeitos!
    Touro: Invisto indiscriminadamente. É a natureza.
    Porco: Mas tenho notado que investes mais contra o vermelho. Nem percebo porque te metes comigo; eu nem sou vermelho, sou apenas um porco rosado.
    Touro: Não te safas com nuances e madeixas. Eu marro assim que advinho uma alusão a uma certa faixa do espectro. Para mim o rosa é um vermelho envergonhado.
    Porco: E o laranja?
    Touro: Idem.
    Porco: Aposto que os verdes também não têm melhor sorte contigo: só te servem para roer.
    Touro: Cansas-me com a tua conversa. Vou tomar balanço ao cimo daquele monte e lanço-me por aí abaixo. Não te mexas.
    Porco: Ai não que não me mexo!
    Touro: Isso não é muito leal da tua parte!
    Porco: A minha natureza é chafurdar. Quando vieres por aí abaixo lançado posso muito bem lembrar-me de que estou atrasado para ir ter com os amigos ao chiqueiro.
    Touro: Está a pensar esquivar-te de propósito para eu não marrar contigo?
    Porco: Nada disso. Mas tenho medo que com a crise até a merda acabe. Tenho mesmo de ir.

    Gostar

  17. 16 Julho, 2009 18:41

    Oh Miranda devias dedicar-te mais às moléculas que isso da economia não é mesmo a tua pesca…

    Gostar

  18. NunoA permalink
    16 Julho, 2009 19:06

    É mesmo isso que o Silver afirma! Ó shôr Miranda deixa-te de economias que não vês (não queres ver) 1 boi disso!
    A realidade dobra-se para incorporar as crenças deste pseudo economista! Faz-me lembrar o Matrix e a cena da colher!
    Há no entanto algo de positivo, dá sp para rir!

    Gostar

  19. 18 Julho, 2009 04:19

    Como querem que o Português consuma, se a classe média vive enterrada em créditos, no desemprego, ou a trabalhar mais horas por menos dinheiro…
    Não sou a favor do consumismo estupidificante que se tem visto nos últimos tempos, nem que me ofereçam desonestos créditos ao consumo quando quero comprar algo!
    Apenas compro o que tenho dinheiro para comprar… Não enlouqueço com créditos e não acredito, que a solução seja mais endividamento público e/ou privado!
    IVA, IRS, IRC, IMI, ISP, mais os chulos da EDP, PT, Bancos, etc… Com isto quem é que pode prosperar, só quem anda nos poleiros!!!
    Antes de tudo se querem produzir e consumir deixem a classe média prosperar… Depois falamos!

    Gostar

Trackbacks

  1. Não contem comigo « O Insurgente

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: