Saltar para o conteúdo

Imprensa, aquecimento global e formação da opinião pública

9 Dezembro, 2009

Há mais de 10 anos que sigo a questão do aquecimento global de forma continuada. Durante este período, a imprensa portuguesa noticiou o aquecimento global da perspectiva alarmista. Com excepções muito pontuais, não houve lugar a debates dignos desse nome, nem a dúvidas, nem a uma análise racional dos problemas. Dominaram as notícias alarmistas, as “certezas científicas” e o moralismo ambientalista. As provas, os argumentos e as falhas no conhecimento científicos e a politização da ciência foram ignorados, simplificados ou deixados para segundo plano. Foi neste ambiente intelectual que a esmagadora maioria dos portugueses formou opinião. Estes portugueses não formaram opinião a partir dos factos seguindo uma linha de raciocínio própria, antes adoptaram a opinião que a imprensa lhes disse ser a correcta e para a qual o ambiente geral pró-ambientalismo já os tinha predisposto. Estes portugueses acreditam no aquecimento global mas não sabem justificar as suas crenças, não conseguem compreender argumentos básicos contra ou a favor do aquecimento global e, por isso mesmo, tendem a responder a argumentos com ataques pessoais.

Anúncios
47 comentários leave one →
  1. 9 Dezembro, 2009 10:11

    Nestas coisas de estragar o planeta, mais vale prevenir do que remediar.

    Gostar

  2. lucklucky permalink
    9 Dezembro, 2009 10:31

    Os Portugueses são quase sempre assim, somos estruturalmente Românticos ao contrário do que éramos no tempo dos Navegadores – nessa altura quem errasse estaria provavelmente morto e mesmo assim arriscámos.
    Mudámos o nosso comportamento que é essencialmente feito por imitação e por “emocionalização” por esta última palavra quero dizer que há uma industria das emoções que se cola a tudo. Como somos dos mais emotivos somos obviamente um dos países com mais jogadores de casino que existem – os jornais/tv’s estão cheios de jogadores de casino, é aliás ali que existe uma grande parte da industria das emoções.
    Como jogadores viciados decidimos quase sempre mal…é tudo por palpite ou quando estamos deprimidos por o palpite não ter sido bem sucedido copiamos as jogadas do vizinho.

    Há algumas excepções, a Universidade do Algarve premiou Nils-Axel Mörner.

    Tem este texto sobre as Maldivas e a subida das águas:
    http://www.spectator.co.uk/coffeehouse/5595813/why-the-maldives-arent-sinking.thtml

    Ou em Português:
    http://terrasdelisboa.blogspot.com/2009/11/carta-aberta-ao-presidente-das-maldivas.html

    http://web.letras.up.pt/asaraujo/sealevel.html

    Gostar

  3. Murphy permalink
    9 Dezembro, 2009 10:35

    J. Miranda,

    “Estes portugueses acreditam no aquecimento global mas não sabem justificar as suas crenças, não conseguem compreender argumentos básicos contra ou a favor do aquecimento global e, por isso mesmo, tendem a responder a argumentos com ataques pessoais.”

    “aquecimento global” pode ser substituido por tantas palavras / termos…

    Gostar

  4. 9 Dezembro, 2009 10:37

    Há dados empíricos muito concludentes.
    Basta ir para a praia todos os anos, na mesma praia e no mesmo mês. Fácil é verificar que de ano para ano fica cada vez mais sujeito a queimaduras solares, com um mesmo tempo de exposição.
    Com as crianças isso é muito evidente.
    É curioso que de ano para ano também aparecem cremes de protecção solar, cada vez com maior SPF, contra os raios UVB.
    Logo, para os fabricantes de cosméticos o aquecimento global é um bom negócio.

    Gostar

  5. tina permalink
    9 Dezembro, 2009 10:38

    “tendem a responder a argumentos com ataques pessoais.”

    Sejamos verdadeiros. São normalmente os comentadores de esquerda que aqui aparecem que defendem a teoria do aquecimento global. Estes tendem a ser as pessoas menos bem formadas em todos os aspectos. Por isso são aqueles que facilmente caiem no insulto, seja o que for que esteja a ser discutido. Além de mostrarem uma ignorância extrema sobre todos os assuntos, não se contêm em insultar quando estão a perder o argumento. Se o opositor for do sexo feminino, vão logo para a ordinarice. Não será assim a esquerda toda, mas é o que se passa com 80% dos comentadores de esquerda do Blasfémias. Para confirmar o que acabei de dizer, observem o churrilho de insultos que aparecerão nos próximos comentários.

    Gostar

  6. 9 Dezembro, 2009 10:43

    Cara Tina, o insulto começa em si, ao chamar ignorante a quem não é do seu espectro.

    Gostar

  7. Gato com Tosse permalink
    9 Dezembro, 2009 10:48

    “”Além de mostrarem uma ignorância extrema sobre todos os assuntos, não se contêm em insultar quando estão a perder o argumento.””..

    Gostar

  8. JoaoMiranda permalink
    9 Dezembro, 2009 10:49

    ««Basta ir para a praia todos os anos, na mesma praia e no mesmo mês. Fácil é verificar que de ano para ano fica cada vez mais sujeito a queimaduras solares, com um mesmo tempo de exposição.»»

    O que é que as queimaduras solares têm a ver com aquecimento global?

    Gostar

  9. Gato com Tosse permalink
    9 Dezembro, 2009 10:51

    “”Além de mostrarem uma ignorância extrema sobre todos os assuntos, não se contêm em insultar quando estão a perder o argumento.””..

    Ha mais de 25 anos, tive cadeiras de “Ambiente e Desenvolvimento” e mantenho um ignorante

    Gostar

  10. Anónimo permalink
    9 Dezembro, 2009 10:53

    Num post onde a “ciência” é o foco central, este comentário da Tina deixa muito a desejar, e enquadra-se perfeitamenete na caracterização feita pelo JM dos “portugueses”…
    Senão, vejamos :
    “…Os comentadores de esquerda tendem a ser menos bem formados ”
    Esta afirmação é ideológica e não cientifica, na linha dos pretensos portugueses que falarão sobre o que não sabem…..
    “…80 % dos ditos comentadores são “ordinários”
    Esta afirmação é fundamentada em que estudo ? Ou não passa, também, de outra atoarda sem possibilidade de confirmação….

    Gostar

  11. Amonino permalink
    9 Dezembro, 2009 11:01

    .
    FOLLOW THE MONEY:
    .
    Copenhagen’s Hidden Agenda: The Multibillion Trade in Carbon Derivatives
    Architect of Credit Default Swaps behind the Development of “Carbon Derivatives”
    http://globalresearch.ca/index.php?context=va&aid=16449
    .
    http://freethoughtnation.com/index.php?option=com_content&view=article&id=198:used-computers-toxifying-kids-polluting-oceans&catid=51:pollution

    =
    ALTERAÇÕES CLIMATERICAS, CO2 ?
    .
    Jordan seeks Thai help to make artificial rain
    http://www.jordantimes.com/?news=22112

    =
    Aquece ou arrefece, qual é “GARBAGE SCIENCE” ?
    .
    3 dead as wintry weather wallops U.S.
    http://www.cnn.com/2009/US/weather/12/07/winter.storm/
    .
    Copenhagen climate summit: global warming ‘caused by sun’s radiation’
    Global warming is caused by radiation from the sun, according to a leading scientist speaking out at an alternative “sceptics’ conference” in Copenhagen
    http://www.telegraph.co.uk/earth/copenhagen-climate-change-confe/6762640/Copenhagen-climate-summit-global-warming-caused-by-suns-radiation.html
    .
    Researcher: NASA hiding climate data
    http://www.washingtontimes.com/news/2009/dec/03/researcher-says-nasa-hiding-climate-data/

    =
    Pelo ‘sim e pelo não’ estes TRANCAS À PORTA:
    .
    Australian Senate Rejects Climate Bill; Rudd Left Empty Handed
    http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=newsarchive&sid=ax3aE3GpLudQ
    .

    Gostar

  12. 9 Dezembro, 2009 11:03

    Piscoiso:

    “Cara Tina, o insulto começa em si, ao chamar ignorante a quem não é do seu espectro.”

    É ignorante quem não sabe.

    Gostar

  13. anónimo permalink
    9 Dezembro, 2009 11:10

    “O que é que as queimaduras solares têm a ver com aquecimento global?”

    não têm porque não lhe dá jeito ou porque tem alguma explicação científica para isso. vá lá, não se acanhe, faça de conta que está em sua casa e explique a sua teoria. ou o argumento é: quem falou nisso que explique.

    Gostar

  14. 9 Dezembro, 2009 11:21

    “”O que é que as queimaduras solares têm a ver com aquecimento global?”

    Não tem porque não tem. Podia haver aquecimento global e mais queimaduras solares e arrefecimento com mais queimaduras solares.

    Até pode haver queimaduras por UV de noites não podendo ter, evidentemente, origem solar (a não ser pelas vizinhanças da morte do sol, mas isso é outra história).

    Gostar

  15. 9 Dezembro, 2009 11:22

    As queimaduras solares não estão relacionadas à temperatura.

    Gostar

  16. tina permalink
    9 Dezembro, 2009 11:30

    Isto foi o que disse:

    “Não será assim a esquerda toda, mas é o que se passa com 80% dos comentadores de esquerda do Blasfémias.”

    Isto é o que o Piscoiso responde:

    Cara Tina, o insulto começa em si, ao chamar ignorante a quem não é do seu espectro.”

    Mais palavras para quê? Nem vale a pena responder-lhes.

    Gostar

  17. anónimo permalink
    9 Dezembro, 2009 11:33

    oh dentinhos! já que percebes do assunto explica lá o mecanismo das queimaduras solares.

    Gostar

  18. 9 Dezembro, 2009 11:45

    “Nestas coisas de estragar o planeta, mais vale prevenir do que remediar.”

    Está então a sugerir que não devemos prosseguir nas medidas violentas sugeridas por alguns ambientalistas? É que sobre a mudança climática, sabemos pouco, mas sobre o efeito das medidas podemos ter certezas. Vão certamente estragar bastante o planeta.

    Gostar

  19. 9 Dezembro, 2009 11:46

    No meu comentário #4, à bon entendeur, nada nele se refere ao “aquecimento global”, com que o JM pretende taxar um problema mais vasto.

    Gostar

  20. essagora permalink
    9 Dezembro, 2009 11:53

    “É curioso que de ano para ano também aparecem cremes de protecção solar, cada vez com maior SPF, contra os raios UVB.
    Logo, para os fabricantes de cosméticos o aquecimento global é um bom negócio.”

    “No meu comentário #4, à bon entendeur, nada nele se refere ao “aquecimento global””

    Eu peço mil desculpas, ao encontrar no comentário #4 as palavras “aquecimento” e “global” consecutivas, achei que se estava a falar do “aquecimento global”.
    É um problema de entendimento, com certeza.

    Pode fazer o favor de me esclarecer onde está o meu erro?

    Gostar

  21. Murphy permalink
    9 Dezembro, 2009 11:57

    “Estes portugueses acreditam na supremacia ideológica da esquerda, mas não sabem justificar as suas crenças, não conseguem compreender argumentos básicos contra ou a favor da mesma ideologia e, por isso mesmo, tendem a responder a argumentos com ataques pessoais.”

    eh, eh…

    (também funciona com a direita…embora pessoalmente acredite que com uma menor frequência :))

    Gostar

  22. 9 Dezembro, 2009 12:01

    eheheh
    Pois, falava de cremese em linguagem acessível à Tina, por exemplo.
    É sabido que o aumento de incidência dos UVB, tem origem na diminuição da camada de ozono. E qualquer alteração na espessura desta camada, também pode alterar drasticamente o clima.
    A camada de ozono (O3) é um filtro que está entre uns 20 a 40kms por cima dos nossos corpinhos.
    Percebeu, Tina?

    Gostar

  23. lucklucky permalink
    9 Dezembro, 2009 12:10

    A Camada de Ozono está a aumentar o que vai tornar o Planeta mais Quente e as águas subirão 1,4m dizem “cientistas”
    Gente sem credibilidade para mim mas que talvez tenha para o Piscoiso…

    http://www.guardian.co.uk/environment/2009/dec/01/ozone-antarctica

    “Antarctica may heat up dramatically as ozone hole repairs, warn scientists

    As blanket of ozone over southern pole seals up, temperatures on continent could soar by 3C, increasing sea level rise by 1.4m”

    Gostar

  24. Bruno permalink
    9 Dezembro, 2009 12:29

    A questao é conseguir provar que há uma causa/consequencia. Ou seja, será que o mesmo aconteceria se a espécie humana nao existisse, ou será 100% culpa nossa.
    Se a culpa for 100% nossa acho que devemos mudar os hábitos, entre eles procriar, já que o grande problema é o excesso de populaçao.
    Se a culpa nao for nossa, estamos mais uma vez a mudar o planeta de modo a ficar como achamos que deveria ser.

    O que se deveria debater também é se somos capazes e temos alternativas á dependencia de carbono actual. Ou acham que começar a queimar milho (comida em geral) é a melhor opçao????

    Gostar

  25. 9 Dezembro, 2009 12:33

    Lucky (24)
    A minha frase
    “Logo, para os fabricantes de cosméticos o aquecimento global é um bom negócio.”
    é uma “boca” a quem reduz as alterações climáticas à questão da temperatura.
    É uma frase cosmética.
    Porque quanto aos fenómenos que estão em discussão em Copenhague, sou um leigo.
    Não é o meu galho.
    Mas se vocês são especialistas, porra, ensinem a malta ignorante.
    Mas não venham vender cremes solares.

    Gostar

  26. Bruno permalink
    9 Dezembro, 2009 12:38

    Se comprares creme tem atencao tambem aos UVA… estao mais relacionados com melanomas que os UVB.

    Gostar

  27. tina permalink
    9 Dezembro, 2009 12:42

    “Vão certamente estragar bastante o planeta.”

    De certeza que haverá menos dinheiro para aqueles que necessitam mais. Se perguntarem a um pobre em África, é claro que ele prefere ver o dinheiro gasto na vacinação ou na comida que tanta falta lhe faz. Ele quer lá saber da possibilidade de o planeta aquecer 0,2º C por década. Ele nem sequer chegará à próxima década!…

    Gostar

  28. Ping Pong permalink
    9 Dezembro, 2009 12:49

    .
    Mr Piscoiso que diz desta experiência de ressurreição do 7º Sacro Imperio Romano:
    .
    Tratado de Lisboa
    Berlin, Rome and Britain—an Unworkable Combination
    http://www.thetrumpet.com/index.php?q=6799.5310.0.0
    .
    Era interessante não hesitar neste tema ‘Tratado de Lisboa’ em que tanto tem intervido.
    .

    Gostar

  29. 9 Dezembro, 2009 12:49

    Piscoiso:

    “É sabido que o aumento de incidência dos UVB, tem origem na diminuição da camada de ozono. E qualquer alteração na espessura desta camada, também pode alterar drasticamente o clima.”

    A ser assim (admitindo sem conceder) tanto as queimaduras como o aquecimento global seriam resultantes da diminuição da camada de ozono e não como o Piscoiso afirmou, que as queimaduras eram resultantes do aquecimento global.

    Gostar

  30. anónimo permalink
    9 Dezembro, 2009 13:05

    #30 – prefiro a versão do la fontaine, o lobo e o cordeiro.

    Gostar

  31. 9 Dezembro, 2009 13:11

    #30.
    Eu não afirmei que as queimaduras eram resultantes do aquecimento global.
    Que eu saiba são dos UV, mas se em Copenhague disserem o contrário, quem sou eu para os contradizer.
    E vc o que pensa de tão candente assunto, se não é indiscrição?

    Gostar

  32. 9 Dezembro, 2009 13:17

    Tina, já que sabe tanto, calcule-me quanto vou eu hoje pagar para bens e serviços de que a Tina e sua família vão usufruir.
    Sabe fazer esse cálculo?

    Gostar

  33. 9 Dezembro, 2009 14:49

    Jcd #19

    Não sei como é que a redução das emissões de CO2 (presumo que sejam estas as violentas medidas ambientalistas) irá estragar bastante o planeta.
    Até concedo em que haja um certo exagero nas previsões dos ambientalistas, mas mesmo com esse exagero pouco ou nada se faz.
    Este planeta, que é cada vez mais cinzento do que azul, mais tarde ou mais cedo, vai rebentar pelas costuras. O aumento da temperatura global, o degelo dos glaciares e o aumento do nível médio das águas são factos incontornáveis. É um problema demasiado sério, sobretudo para as nossas futuras gerações, para ficarmos de braços cruzados.
    Já agora a questão também é demasiado séria para ser vista como uma querela entre esquerda e direita.

    Gostar

  34. 9 Dezembro, 2009 14:59

    Caro Piscoiso,

    Pois eu avivo-lhe a memória:

    “Fácil é verificar que de ano para ano fica cada vez mais sujeito a queimaduras solares, com um mesmo tempo de exposição.
    Com as crianças isso é muito evidente.
    É curioso que de ano para ano também aparecem cremes de protecção solar, cada vez com maior SPF, contra os raios UVB.
    Logo, para os fabricantes de cosméticos o aquecimento global é um bom negócio.”

    O caro liga o aquecimento global aos UVB sem mencionar que a coisa terá origem lá para as bandas do ozono.

    .

    Gostar

  35. Afoito permalink
    9 Dezembro, 2009 15:22

    A parte engraçada sobre a mídia portugusa é a falta de relatar fatos.

    Tomemos por exemplo o caso da SIDA em Portugal,os maiores grupos em Portugal, na sua maioria realizadas por esta terrível doença são as comunidades africanos, mas ainda em nenhum lugar ou campanhas de mídia fazem alusão a este facto.

    Data: 2002-10-23

    Portugal, tradicional país de emigrantes, tornou-se, após a Revolução de Abril de 1974, um destino procurado por grande número de trabalhadores provenientes dos países africanos de língua portuguesa, e, mais recentemente, pelos oriundos do Leste Europeu, que, em 2001, constituiram 56% dos novos pedidos de autorização de residência, dos quais, três quartos destinaram-se aos distritos de Lisboa, Setúbal, Faro e Porto, que são igualmente os de maior incidência de infecção VIH no nosso país.
    No Algarve, 10% dos casos de infecção VIH/SIDA notificados até 31/03/02 são em imigrantes, dos quais, 63% são africanos – nestes, 51% tinham critérios de SIDA à data do diagnóstico, o que se verificou em apenas 26% das restantes notificações. No Hospital do Barlavento Algarvio foram diagnosticados, entre 1/01/00 e 30/06/02, 112 novos doentes, dos quais 27% são imigrantes, igualmente com predomínio de africanos
    http://www.aidscongress.net/article.php?id_comunicacao=109

    “ A infecção VIH em imigrantes no Algarve, parece continuar com uma tendência sempre crescente”,
    http://www.observatoriodoalgarve.com/cna/noticias_ver.asp?noticia=6345

    Africans living in Portugal a community based research on HIV/AIDS.
    “Access to health care by the African community residing in Portugal is deficient. These factors help explain why the prevalence of AIDS cases in the migrant population is higher when compare with the general population.”

    AIDS mortality in African migrants living in Portugal: evidence of large social inequalities

    “Compared with people born in Portugal, African migrants had higher mortality for infectious diseases including AIDS.”
    http://sti.bmj.com/content/85/6/427.full

    O “global warming” não é nada comparado à realidade da Sida em Portugal, esta é a verdadeira crise.

    considera que Portugal tem a maior casos de Aids na Europa Ocidental:

    Portugal also has the highest HIV infection rates (205/million in 2006 compared with an average of 82.5/million for Western Europe and 149/million for the UK).
    http://sti.bmj.com/content/85/6/427.full

    Gostar

  36. lucklucky permalink
    9 Dezembro, 2009 15:59

    “já que o grande problema é o excesso de populaçao.”

    Onde há evidência que há um excesso de população? A Coreia do Norte não come por causa do Social(ismo) assim como os Chineses só tinham uma malga de arroz até mudarem e aceitarem o mercado.

    —-
    “Este planeta, que é cada vez mais cinzento do que azul, mais tarde ou mais cedo, vai rebentar pelas costuras. O aumento da temperatura global, o degelo dos glaciares e o aumento do nível médio das águas são factos incontornáveis.”

    Tudo falsidades.

    Gostar

  37. Afoito permalink
    9 Dezembro, 2009 16:15

    Como pode alguém em Portugal falar sobre “Aquecimento Global” crise quando as pessoas estão morrendo de AIDS hoje?

    October 25 – 29, 2003

    In conclusion, HIV infection in Portuguese immigrants reflects closer the situation in Portugal (presence of HIV-2, subtype G, IVDU, increasing incidence) than in Luxembourg.
    http://www.aegis.com/conferences/eacs/2003/379.html

    subtype G em Portugal
    CONCLUSIONS: Most HIV-1 subtype G viruses from Galicia and Portugal represent a strain with a common ancestry, which has been characterized in near full-length genomes. This strain probably derives from Central Africa and has been detected sporadically in several other European countries.
    http://www.aegis.com/conferences/iashivpt/2005/MoPe14-1B03.html

    HIV-2 em Portugal

    A significant proportion (10%) of notified AIDS cases in Portugal are due to HIV-2 infection as a result of the close connections of Portugal with Western African Countries (ex-Portuguese colonies)
    http://www.aegis.com/Aidsline/1992/nov/M92B0405.html

    Gostar

  38. Bruno permalink
    9 Dezembro, 2009 16:15

    Lucklucky
    Para quem gosta tanto de links…
    pelo menos relativamente aos outros animais superiores, pode sempre contabilizar seres unicelulares a aí já tem razao…

    ftp://ftp.fao.org/docrep/fao/005/y7352s/y7352s01.pdf

    Gostar

  39. Anónimo permalink
    9 Dezembro, 2009 16:43

    Tina (16)
    Depois do elevado grau argumentativo deste comentário, fiquei completamente esclarecido sobre o tamanho do seu umbigo

    Gostar

  40. Anónimo permalink
    9 Dezembro, 2009 17:26

    Sejamos verdadeiros. São normalmente os comentadores de esquerda que aqui aparecem que defendem a teoria do aquecimento global. Estes tendem a ser as pessoas menos bem formadas em todos os aspectos. Por isso são aqueles que facilmente caiem no insulto, seja o que for que esteja a ser discutido.

    Desculpe-me lá, mas passe uma vista de olhos pelo histórico de alguns blogues, ditos cépticos, e veja o que dizem ao longo dos anos sobre o Al Gore por exemplo. E depois diga-me se não são ataques ad hominem e insultos a maioria das vezes. O André do Insurgente é um clássico. O tipo do Mitos Climáticos, esse então, insulta toda a gente. Não é felizmente o caso do JM, mas este post não faz sentido pelo que acabei de escrever. O JM está a falar de si e não do que a maioria dos ditos cépticos escreve.

    Gostar

  41. tina permalink
    9 Dezembro, 2009 22:02

    Nós estamos a falar de ataques pessoais, frente-a-frente, tal como os insultos que JM tem de ouvir quando está simplesmente a falar sobre o aquecimento global.

    Gostar

  42. 9 Dezembro, 2009 22:12

    Ó p’ra mim a fazer à Tina uma pega de caras.

    Gostar

  43. Bum permalink
    9 Dezembro, 2009 23:09

    Ó Piscoiso, limita-te a defender o amigo do Vara, e não te andes para aí a armar, que a cada cavadela, sua minhoca. Não expliques mais nada, nem à Tina, (que se nota bem que não precisa das tua explicações) nem a ninguém.

    A ti aplica-se este princípio:

    “Mais vale ficar calado e parecer ignorante, que falar e tirar todas as dúvidas”

    Gostar

  44. 9 Dezembro, 2009 23:10

    Ele é o maior circo do Mundo moderno reunido em Copenhaga, figurado por palhaços que finalmente sabem o que é o Climategate…

    Afinal, se calhar o Muro do Aquecimento Global ainda não caiu: talvez ainda estejemos na Perestroika Climática, naquela fase em que alguns já fugiam via Hungria, mas os outros ainda estavam no escuro: http://ecotretas.blogspot.com/2009/12/perestroika-climatica.html

    Quantos dias faltam?

    Ecotretas

    Gostar

  45. dups?sóosbichadosao3 permalink
    10 Dezembro, 2009 12:05

    JÁ DISSSSEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE PARAAAAAAAAAAAAAAAAA PARAAAAAAAAAAAAR TUUUUUUUUDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    PÁRA TUDO !!!! PAREM TODOS OS PAPOS !!!!

    AGORA SÓ DESCANSAMOS E SÓ ESCREVEMOS COISAS NOVAS DEPOIS DO XEQUE MATE

    AGORA SÓ HÁ UMA COISA QUE INTERESSA …É O XEQUE MATE A SOCRATES !!!

    QUEREMOS AS ESCUTAS CÁ FORA AGOOOOORRRRAAAAAAAAAAAAAA!!

    SOCRATES PRA RUAAAAAAAAAAAAAAA AGOOORRRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA !!!!

    XEQUE MATE A SOCRATESSSSSS

    AS ESCUTAAAASSSSSS QUEREMOS SABEEEEERRRRR TUUUUUUUDDDDOOOOOOOOOOO !!!! AGOOORRRAAAAAA!!!!!

    JÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ´!

    Gostar

Trackbacks

  1. Os portugueses e o aquecimento global no contexto do alarmismo dos media « O Insurgente

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: