Saltar para o conteúdo

O relatório da OCDE…

28 Setembro, 2010
by

… tem pouco a ver com a apresentação pública de ontem e as parangonas dos jornais de hoje. Por exemplo:
.

  • “To rebalance the Portuguese economy and move towards a higher and sustainable growth path, rapid consolidation of the public finances is essential (1). Consolidation measures should continue to be strictly implemented, preferably through expenditure restraints (2), but the government should stand ready to curb tax expenditures and raise the least distortive taxes if needed.”
  • “The fiscal deficit started to deteriorate in 2008 and reached 9.3% of GDP in 2009. This followed a large fiscal consolidation in 2005-07 and, to some extent, was induced by measures that were not directly related to the crisis, such as a cut in VAT and a sizeable (2.9%) wage increase for civil servants in 2009. (3)
  • “Private consumption is also hampered by high indebtedness, an already low saving rate and unfavourable labour market conditions, with the unemployment rate expected to remain above 10%. (4)”
  • “Increases in unit labour costs have been due both to a disappointing productivity performance and to insufficient wage moderation, where pressures from the sheltered sectors (including the public sector) are likely to have played a major role. (5)”
  • “…the fall in energy imports and the development of energy-related industrial clusters with export potential need to be weighed against more expensive electricity from renewable sources (at least at current oil prices) and the opportunity cost of resources channelled into renewable energy. (6)”
  • “Continuing to implement the consolidation measures in a strict way is essential to secure fiscal sustainability, even if the cyclical situation turns out worse than expected. Otherwise, the financing conditions for both the public and private sectors may deteriorate substantially, with a sharp increase in risk premia and severe consequences for economic growth. (7)”
  • “Considerable changes in the labour code over the last two years brought Portugal closer to the OECD average in terms of the overall rigidity of EPL (2.84 in 2009 versus 2.23 on average in OECD countries). More needs to be done, however. Protection of permanent workers against (individual) dismissal is still the strongest among OECD countries (3.51 in 2009 versus 2.09 on average in OECD countries). (8)”
  • “The introduction of the new labour code in 2009, by reducing EPL (Employment Protection Legislation) for regular contracts, is an important step in the direction of reducing labour market dualism, as will the new Contributory Code of Social Security. More needs to be done, however. The authorities have acknowledged the need to continue reforming the labour market and are currently discussing a new strategy with the social partners. EPL for regular contracts should be reduced further, which would reduce the gap between the protection of regular and temporary workers. (9)”
  • “Transport infrastructure project selection should be based on transparent and careful cost-benefit analysis based on cautious demand forecasts. (10)”

  • (1) – Não há vida para lá do défice.
    (2) – Alguém ouviu esta parte nas rádios ou nas TVs ou leu esta conclusão nos jornais?
    (3) – Esta também não passou na imprensa.
    (4) – Pareceu-me ouvir o mexicano dizer que Portugal já tinha feito as reformas do mercado laboral. Ouvi mal.
    (5) – Pensa que ouviu a ministra do trabalho confirmar que o Salário Mínimo iria aumentar para 500 euros? Compre um aparelho.
    (6) – Não me estão a querer dizer que o governo não fez as contas antes de gastar os milhões… estão???
    (7) – A OCDE está mal informada. O problema são os especuladores.
    (8) – Neoliberais…
    (9) – …selvagens.
    (1o) – O nosso TGV vai ter 9 milhões de passageiros / ano. Tal e qual o Eurostar.

    19 comentários leave one →
    1. 28 Setembro, 2010 15:08

      É incrivel como um pigmeu dos mais pequenos, Nogueira Leite (PSD), pôs em causa a credibilidade de uma instituição de renome mundial como a OCDE. Nem sempre os meios justificam o fins. Bem sei que as propostas para dar rsposta à crise apresentadas pela OCDE estão diametralmente opostas às ideias sugeridas pelo PSD, mas, mesmo assim, a ânsia pelo poder obrigava a olhar as instituições, credíveis, internacionais com muito mais inteligência. Será que o PSD, amanhã, aproveitará e usará para ataque politico algum relatório da OCDE?

      Gostar

    2. 28 Setembro, 2010 15:12

      Acrescentaria ainda isto: «transport infrastructure project selection should be based on transparent and careful cost-benefit analysis based on cautious demand forecasts

      Vale a a pena comparar com isto. Será que o mexicano leu o relatório?

      Gostar

    3. 28 Setembro, 2010 15:14

      Vou acrescentar, Carlos.

      Gostar

    4. A C da Silveira permalink
      28 Setembro, 2010 15:44

      Depois do que vimos e ouvimos ficamos sem saber se este relatorio é da OCDE, do secretario geral da OCDE, ou do governo portugues. É tal a convergencia de opiniões nas principais conclusões do relatorio com o que o governo anda a propagar, nomeadamente no aumento de impostos que é que está em causa, que temos que ficar de pé atrás. Mais ainda depois de a SIC ter noticiado que este relatorio foi feito em parceria com o governo portugues.(??????) E sobre controle da despesa nem uma palavra.
      Faz-me lembrar o celebre relatorio sobre educação (lembram-se?) da OCDE, que afinal tinha sido encomendado pelo governo socialista.

      Gostar

    5. Licas permalink
      28 Setembro, 2010 15:46

      Como a O.C.D.E. preconiza:
      ___preferably through expenditure restraints ____
      os analfabetos (Inglês técnico) lêem ____
      AUMENTAR AS DESPESAS . . .

      Gostar

    6. Jeremias permalink
      28 Setembro, 2010 15:47

      #1 D
      Nogueira Leite teve o cuidado de distinguir a organização que muito respeita, da actuação estranhissima ontem do seu líder. O jcd também acabou de demonstrar aqui o porquê.

      Mas a minha teoria é distinta da de Nogueira Leite , não acho que o homem viesse cá fazer um frete, o homem veio cá simplesmente dizer umas vacuidades para tentar tranquilizar em vão os mercados, provavelmente nem leu o próprio relatório da organização nem conhece a realidade do país. Já o FMI foi a mesma coisa com este tipo de declarações tranquilizadoras, e quando vemos este tipo de intervenções deslocadas da realidade, é porque a coisa está muito, mas mesmo muito preta. Na Grécia já tinha sido assim.

      Gostar

    7. 28 Setembro, 2010 15:51

      A C da Silveira dixit

      “É tal a convergencia de opiniões nas principais conclusões do relatorio com o que o governo anda a propagar, nomeadamente no aumento de impostos que é que está em causa, que temos que ficar de pé atrás.”

      Não, não é. É até bastante divergente. Uma boa operação de propaganda é que conseguiu fazer passar essa ideia.

      Gostar

    8. murphy permalink
      28 Setembro, 2010 15:57

      Para felicidade plena dos média portug…, desculpem, lisboetas, só faltou mesmo a OCDE vir anunciar que o Benfica foi prejudicado pelas arbitragens…

      Esta comunicação social, vendida ao poder centralista de Lx, é das maiores responsáveis pelo estado a que o país chegou. Estou a pensar em emigrar para a Venezuela….

      Gostar

    9. 28 Setembro, 2010 16:21

      O que dirão os que estão contra o relatório da OCDE caso o Passos, se por um bambúrrio qualquer, chegar “amanhã” ao governo e seguir as sugestões desse mesmo relatório, ou seja, aumentar impostos, diminuir as deduções fiscais, etc.
      O resto são cantigas para conquistar o poder.

      Gostar

    10. Vasco permalink
      28 Setembro, 2010 16:52

      D, és socialista não és?
      Se não és não sei de onde vem tamanha estupidez!!!

      Gostar

    11. lucklucky permalink
      28 Setembro, 2010 16:59

      A OCDE é uma organisação Estatista. Como tal vai sempre para onde é mais fácil: Impostos.
      Claro que diz as balelas de que o investimento deve ser cuidadoso etc…qualquer idiota escreve isso especialmente os que não o cumprem.
      Escrevem ainda coisas absurdas como a “consolidação deve continuar” onde está semelhante coisa?

      Mais um papel genérico “encomendado”.

      Gostar

    12. 28 Setembro, 2010 17:00

      Por acaso até gosto mais de laranjas.

      Gostar

    13. Jeremias permalink
      28 Setembro, 2010 17:05

      ó D, você está um bocado distraído (excesso de trabalho nestes dias?), o oficio que recebeu esta manhã via mailing-list abrantina não tem muito nexo nesta posta que desmonta precisamente e muito bem o teor das instruções que recebeu do gabinete de propaganda. Procure outras paragens, não faltam por aí caixas de comentários de blogues e jornais onde pode continuar a representação do Muhammed Saeed. Agora nesta posta?, valha-nos Deus, arranje um cérebro homem.

      Gostar

    14. Licas permalink
      28 Setembro, 2010 17:54

      D insiste em ter o cérebro que tem : como se sentiria indisposto
      com um mais normalzinho !!!

      Gostar

    15. Licas permalink
      28 Setembro, 2010 17:59

      Vasco
      Posted 28 Setembro, 2010 at 16:52 | Permalink
      D, és socialista não és?
      Se não és não sei de onde vem tamanha estupidez!!!
      _______
      NÃO È PERGUNTA QUE SE FAÇA : O IMBECIL INFILTRADO
      julga que está bem disfarçado . . .

      Gostar

    16. Arlindo da Costa permalink
      28 Setembro, 2010 18:17

      Tudo encomendado à medida do freguês.

      Gostar

    17. maxcady128 permalink
      28 Setembro, 2010 18:41

      Estavam a pensar honestamente que a mesma imprensa que repetiu a propaganda do computador Magalhães do governo, sem sequer investigar, ia realmente ler o relatório da OCDE?

      Gostar

    18. Nuno permalink
      28 Setembro, 2010 21:38

      Será que os jornalistas que leram o relatório também só sabem bad english?

      Gostar

    19. Ana C permalink
      28 Setembro, 2010 22:02

      #D – 1
      Concordo. O Nogueira Pinto foi um pouco longe demais no tratamento dado ao mexicano. Não é preciso entrar em afrontas pessoais para discordar deum documento ou da OCDE.

      O Silva Lopes esteve muito bem quando disse logo que o Relatório tinha sido negociado entre o Governo e a OCDE. Assim não há dúvidas.

      Gostar

    Indigne-se aqui.

    Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

    Logótipo da WordPress.com

    Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

    Google photo

    Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

    Facebook photo

    Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

    Connecting to %s

    %d bloggers like this: