Saltar para o conteúdo

as eleições são um incómodo….

25 Abril, 2011

Em pleno 25 de Abril, o gang dos 4 presidentes está de acordo:  é preciso «consenso», «esforço de concertação», «um governo com amplo espectro político que consensualize o mais possível um grande propósito nacional», «é crucial que os portugueses se unam», «os consensos sólidos»,  «pactos de regime» …. e outros chavões de igual teor.

Ou seja, todos a acharem a ideia de eleições muito pouco conveniente, senão mesmo totalmente desajustada à forma como o bando dos 4 vê a realidade. Escolhas? Alternativas? Debate? Divergência?  Um horror que só vai piorar a situação. Foi uma manhã absolutamente patética. Só não tiveram coragem de apelar abertamente à reinstauração da União Nacional….

27 comentários leave one →
  1. Golp(ada) permalink
    25 Abril, 2011 23:34

    Para o 25 Abril, foi dia de luto hoje…

    Gostar

  2. Fredo permalink
    25 Abril, 2011 23:50

    Eles não sabem o que dizem!
    Eles não sabem o que!
    Eles não sabem!
    Eles não!
    Eles!
    !

    Gostar

  3. 26 Abril, 2011 00:11

    no tempo do Caetano houve a “brigada do reumático”….
    Hoje a democracia é outra…..

    Gostar

  4. Mario permalink
    26 Abril, 2011 00:31

    Não vos entendo. Provavelmente, pela mesma razão que os meninos não entenderam o que foi dito hoje em Belém.
    “Só não tiveram coragem de apelar abertamente à reinstauração da União Nacional…” Decididamente, achar que naqueles 4 discursos havia algo que se parecesse com um apelo à restauração da UN é não saber o que era a UN, nem saber um mínimo de português, escrito ou falado.
    Tenho pena, muita pena, da ignorância que graça por estes blogs. É esta ignorância que vai manter o Sócras onde ele está. Nem para uma coisa comezinha e útil, como pôr aquele pulha na rua, os meninos se unem.
    Depois de terem tirado o tapete à Manuela, e ao Passos, irão trucidar também o Portas e o Rio. Por essa altura talvez o Sócras se canse e nos desampare a loja. Loja falida e trespassada a qualquer indiano ou chinês.
    Sejam felizes, eu desisto e vou para Londres.

    Gostar

  5. Mario permalink
    26 Abril, 2011 00:40

    Não vos entendo. Provavelmente, pela mesma razão que os meninos não entenderam o que foi dito hoje em Belém.
    “Só não tiveram coragem de apelar abertamente à reinstauração da União Nacional…” Decididamente, achar que naqueles 4 discursos havia algo que se parecesse com um apelo à restauração da UN é não saber o que era a UN, nem saber um mínimo de português, escrito ou falado.
    Tenho pena, muita pena, da ignorância que grassa por estes blogs. É esta ignorância que vai manter o Sócras onde ele está. Nem para uma coisa comezinha e útil, como pôr aquele pulha na rua, os meninos se unem.
    Depois de terem tirado o tapete à Manuela, e ao Passos, irão trucidar também o Portas e o Rio. Por essa altura talvez o Sócras se canse e nos desampare a loja. Loja falida e trespassada a qualquer indiano ou chinês.
    Sejam felizes, eu desisto e vou para Londres.

    Gostar

  6. 26 Abril, 2011 05:04

    Que post tão parvo.

    Gostar

  7. Joaquim permalink
    26 Abril, 2011 05:53

    Caro Gabriel Silva,
    Esse papel ficou para o Otelo.

    Gostar

  8. 26 Abril, 2011 06:45

    O GS já pensou que algumas das medidas impostas pelos parceiros europeus mais FMI, poderão colocar a possibilidade de revisão constitucional?

    Gostar

  9. 26 Abril, 2011 06:47

    O gorducho Vasco Lourenço veio dizer que se não se acredita nos partidos deve-se votar em branco e depois completou dizendo que isto não era um apelo ao voto em branco, antes tinha sido o General de aviário Otelo a dizer bacoradas, agora seguem-se estes quatro, Lello chama foleiro ao Supermo magistrado da Nação.
    E quer esta nalta que o povo seja educado?

    Gostar

  10. 26 Abril, 2011 08:44

    Os donos de Abril continuam à solta. Nunca mais chega Junho, caramba!

    Gostar

  11. JPT permalink
    26 Abril, 2011 09:09

    Qual é a diferença entre governos de todos os partidos e a ideia da Ferreira Leite de “suspender a democracia durante seis meses”, que, mesmo sendo irónica, foi universalmente vituperada? A diferença é que: (i) neste caso, não são seis meses, são quatro anos, e (i), neste caso, a ideia não é irónica, é para ser levada a sério, como o fim de garantir os privilégios dos quatro “honourable men” da foto, e do seu séquito de parentes, amigos, conhecidos e parceiros de negócio.
    PS: por falar em “ironia”; mas ironia do que isto é difícil: “Tenho pena, muita pena, da ignorância que graça por estes blogs”. Ora, nem mais!

    Gostar

  12. 26 Abril, 2011 09:11

    take da brigada do reumático!
    e tenho eu de pagar a reforma destes marretassssssssssssssssssssssssssssssss!

    Gostar

  13. José Pinto Basto permalink
    26 Abril, 2011 09:13

    Eu que sou mouco, não ouvi as palavras, e não é porque as palavras que foram ditas merecem ser ouvidas, é porque são estúpidas!
    Daí: palavras loucas ouvidos moucos…
    Defender consensos entre trafulhas e os que o não? Só pode…

    Gostar

  14. Fredo permalink
    26 Abril, 2011 13:28

    Quatro – imbecis – quatro
    Tentei não ouvir nem ver nada deste circo abrilesco que nos levou à maior miséria dos últimos 100 anos mas, quando mudava de canal, vejo a cara de Eanes, e uma legenda onde se lia (cito de memória): “a culpa é, em primeira linha dos partidos e em segunda linha do povo português”.
    E eu, que até já me tinha esquecido de que o homem era um imbecil, 1º porque passou muito tempo, 2º porque apreciei a sua atitude de ter oferecido a uma Instituição os dinheiros retroactivos da sua vitória legal, fiquei triste.
    Então a culpa é dos partidos e do Povo português…
    Minha não, que nunca votei em nenhum daqueles quatro mais altos representantes da nossa miséria moral, nem do louco representante da nossa miséria material e moral.

    Gostar

  15. Gasel permalink
    26 Abril, 2011 14:42

    “Tentei não ouvir nem ver nada deste circo abrilesco que nos levou à maior miséria dos últimos 100 anos mas…”
    .
    ???

    Bem, considerando que nunca na nossa história uma fatia tão grande da população portuguesa teve tanta riqueza, tanta qualidade de vida, tanto acesso a bens e serviço como agora.. é de facto uma grande miséria!!
    Afirmar isto é saber (ou não querer saber) mt pouco de história, e desconhecer o que era a verdadeira miséria antes do “circo abrilesco”…
    Que a situação económico-financeira do país é má, é verdade.. agora q isso se traduza (por agora)na “miséria” das populações.. é mentira! Acho até o contrário: foi o excessivo enriquecimento das populações, desajustado da riqueza rtealmente produzida, que levou à ruína do país!

    Gostar

  16. tina permalink
    26 Abril, 2011 14:43

    O único com pinta é Cavaco Silva. Os outros parecem os seus valetes.

    Gostar

  17. Francisco Colaço permalink
    26 Abril, 2011 14:51

    Mário,
    .
    Tenho pena, muita pena, da ignorância que graça por estes blogs.
    .
    Tem graça: deveria ter escrito grassa. E continua a ter razão: a ignorância que vai por estes blogues.

    Gostar

  18. 26 Abril, 2011 14:53

    Os velhos marretas do sistema.

    Gostar

  19. Francisco Colaço permalink
    26 Abril, 2011 14:54

    Mário,
    .
    Tinha corrigido depois, depois eu li. As minhas desculpas. E já agora, continua a escrever-se blogue.

    Gostar

  20. Francisco Colaço permalink
    26 Abril, 2011 14:57

    Tina,
    .
    Muito deve a Tina da liberdade que tem ao General Ramalho Eanes. Nunca se esqueça disso. Foram os Comandos da Amadora que travaram o ímpeto dos barbudos que nos queriam voltar a impor o Otelo.
    .
    Quanto aos outros dois, concordo consigo.

    Gostar

  21. 26 Abril, 2011 15:11

    Foram os Comandos da Amadora que travaram o ímpeto dos barbudos
    Bom nesse caso é preciso colocar os verdadeiros nomes e substituir aquele pelo de Jaime Neves.

    Gostar

  22. Francisco Colaço permalink
    26 Abril, 2011 15:13

    Fado Alexandrino,
    .
    Foram ambos. E fizeram um serviço tal à liberdade que para mim o verdadeiro dia da liberdade é o 25 de Novembro.
    .
    P.S.: já alguem viu como o filme Capitães de Abril reescreve a história em tons cor-de-rosa suave?

    Gostar

  23. tina permalink
    26 Abril, 2011 15:15

    “É esta ignorância que vai manter o Sócras onde ele está.”
    .
    Precisamente o contrário. Aqueles 4 defendem que haja consenso. Ora, como pode haver consenso sem o Sócrates pulha estar envolvido?

    Gostar

  24. 26 Abril, 2011 20:42

    Mário,

    Sei de uma casa em Londres para alugar….topas….aproveita que a £ está barata….mas em 3 anos vai subir……….

    Gostar

  25. 26 Abril, 2011 21:53

    Escrevi sobre este almoço dos 4 abades em
    http://cadernosemcapa.blogspot.com/2011/04/mesa-dos-quatro-abades.html

    Gostar

Trackbacks

  1. The Revolution. | Um Jardim no Deserto

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: