Saltar para o conteúdo

Redução da despesa ou demagogia barata?

1 Julho, 2011
by

Governo elimina cargo de director adjunto na Segurança Social

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, anunciou no encerramento do debate do programa do governo uma medida que apresentou como de “combate ao despesismo e clientelismo”. Porque a melhor forma de acabar com os “boys”, apontou, é terminar com os “jobs”. (…)
(…) Em causa estão 18 cargos ocupados em Portugal Continental: um por distrito e dois em Lisboa e no Porto. (…)

Terá sido a única medidinha concreta apresentada no Parlamento para redução da despesa. Não foi quantificada, mas imagino que a poupança ao fim de 1 ano deverá rondar 1 milhão de euros. A privatização da RTP, que Portas vetou (porquê???), pouparia quase isso por dia, mais de 300 milhões/ano.

Já agora, a despesa pública total, o monstro que urge emagrecer, ascendeu em 2010 a 87.000 milhões…

40 comentários leave one →
  1. Rafael Chust permalink
    1 Julho, 2011 18:35

    Então o melhor é não fazer nada… jamais esquecer o velho ditado: de grão em grão, enche a galinha o papo. Entre pequenos cortes aqui, médios ali e grandes acolá, chega-se à poupança global. Numa empresa despesista em que trabalhei, nem imaginam a quntidade de material de economato – esferográficas, blocos de papel, etc. – se comprava. Institui o conceito de economato, fechado, sujeito a notas de encomenda assinadas pelo responsável de cada sector e, surpresa!, os custos diminuíram drasticamente! Na mesma empresa, comecei a passar as facturas de reparação da frota – mais de 50 carros – e descobri que eram debitadas sempre as mesmas referências, independentemente da reparação… Com estas brincadeiras, poupei na altura mais de 10.000 contos por ano, e salvei 5 postos de trabalho…

    Gostar

  2. Arlindo da Costa permalink
    1 Julho, 2011 18:43

    O «novo» estilo do Governo é ir anunciando as «medidinhas» às pinguinhas para que a nossa «cu-municação» social tenha assunto e conduto para os paineleiros do costume.
    Segundo o Relvas, todos os dias o Estado vai despedir ou não nomear um adjunto qualquer, governador civil ou guarda florestal…
    No final do ano, o défice ficará controlado e Portugal sairá da bancarrota!
    Eh tai asno!

    Gostar

  3. 1 Julho, 2011 18:46

    Caro Rafael, se você nessa mesma empresa deparava com um “camião de grãos” que poderia economizar de imediato, sabendo embora que havia inúmeros grãos espalhados que teria ainda de procurar, por onde começaria? Dito de outra forma, você quando quer fazer poupanças começa a olhar para as grandes rubricas ou para as pequenas?

    Gostar

  4. 1 Julho, 2011 19:22

    Ele esquece-se que a RTP
    é um rancho de boys.

    Gostar

  5. Francisco Colaço permalink
    1 Julho, 2011 19:29

    Acho que é cedo para lhes malhar. Não mais de duas semanas bastarão todavia para saber o que na realidade irão fazer. Neste momento ainda estão a tentar perceber por que carga d’água é que os larápios do PS apagaram tudo dos computadores. E, de susto em susto, nada surpreendentes, estão a tomar conhecimento da grande mentira socratina.
    .
    Mais duas semanas. Depois, toca neles!, que de socialismo já tivemos que bastasse para arruinar o país.

    Gostar

  6. Portela Menos 1 permalink
    1 Julho, 2011 19:49

    BlasfeRTPmias !
    quando mudarem de tema, avisem.

    Gostar

  7. Arlindo da Costa permalink
    1 Julho, 2011 19:55

    O que foi apagado dos computadores foi muito bem apagado.
    Aqueles «e-mails» eram só trocas de impressões, boletins metereológicos, convites, felicitações e fofocas de secretárias (algumas eram bem boas!)…

    Gostar

  8. Grunho permalink
    1 Julho, 2011 20:02

    Também podem manter a RTP e oferecer a TVI de borla ao Cavaco para ele e a Maria montarem a tal tv católica que almejavam.

    Gostar

  9. MDN permalink
    1 Julho, 2011 20:22

    ” O que foi apagado dos computadores foi muito bem apagado.
    Aqueles «e-mails» eram só trocas de impressões, boletins metereológicos, convites, felicitações e fofocas de secretárias (algumas eram bem boas!)… ”

    É a transparência que temos no nosso país.

    Não percebo porque é que se fala em privatizar a RTP ou extinguir os Governos Civis, então o governo não tem vários ministérios e pessoas a seu cargo, então que façam as duas ao mesmo tempo…anunciar uma ou outra primeiro é me indiferente, e 300 milhões de euros gastos em inutilmente é um insulto para toda e qualquer contribuinte.

    Gostar

  10. licas permalink
    1 Julho, 2011 20:26

    Arlindo da Costa
    Posted 1 Julho, 2011 at 19:55 | Permalink
    O que foi apagado dos computadores foi muito bem apagado.
    Aqueles «e-mails» eram só trocas de impressões, boletins metereológicos, convites, felicitações e fofocas de secretárias (algumas eram bem boas!)…
    _____________________
    INVEROSÍMIL (DEPOIS do que se passou com Consulado-Sócrates)
    Seriam antes *conversas inocentes* da laia da Vara – Sócrates para fod . .
    a M. Moura Guedes pondo em causa o estado de direito democrático) o então
    as roubalheiras/conivencias dos Sucateiroides.
    Digo eu: e que resultaria de se saber de mais patifarias do anterior governo?
    COM ESTE PGR e campanga?
    O POVO ENSINOU NESTAS ELEIÇÕES QUE NÃO ALINHA EM *farras* . . .

    Gostar

  11. Pi-Erre permalink
    1 Julho, 2011 20:35

    Quem torto nasce, tarde ou nunca se endireita.
    Este governo nasce torto.

    Gostar

  12. esmeralda permalink
    1 Julho, 2011 20:52

    Ascendeu àquela importância e porquê?! Agora é tudo demagogia e populismo barato! Francamente. Por algum lado se tem de começar, não? E quando se pedem sacrifícios é bom ir dando exemplos de não ter lugares para os tais boys que proliferam na administração pública, como nos Governos Civis por exemplo! Caramba, só ninguém fala nos dados do INE de há dois dias!

    Gostar

  13. anti-comuna permalink
    1 Julho, 2011 20:53

    Caro Colaço, discordo das duas semanas. E digo-lhe o porquê. O governo faz a sua aparição e o que dá aos portugueses? Um aumento de impostos por causa da derrapagem da despesa pública mas apresneta apenas medidas simbólicas no corte da despesa.
    .
    .
    É como o LR diz. A desproporção entre mais receitas fiscais pelo aumento dos impostos e corte da despesa é de tal forma enorme, face ao ridiculo da poupança (se calhar nem ao milhão de euros chega!), que é uma vergonha. Uma pouca-vergonha.
    .
    .
    Estes gajos foram para o governo porque acusavam o Pinócrates de fazer a consolidação orçamental pelo lado das receitas e agora fazem o mesmo? Para o raio que os parta.
    .
    .
    Se não têm soluções para cortar na despesa, mais vale irem já embora, para dar a vez a outros.

    Gostar

  14. anti-comuna permalink
    1 Julho, 2011 20:55

    “E quando se pedem sacrifícios é bom ir dando exemplos de não ter lugares para os tais boys que proliferam na administração pública,”
    .
    .
    Grande coisa. Até podem cortar metade dos boys, que os restantes dão para dar emprego aos betinhos do PP todos e ainda devem sobrar muitos para os laranjinhas.
    .
    .
    Segundo as noticias, com a mudança de governo, são centenas e centenas de tachos disponíveis, mas Vc. fica feliz por cortarem 20 gajos. Está certo! Vc. deve ser masoquista, não?

    Gostar

  15. 1 Julho, 2011 21:13

    Por falar em despesa:
    http://intervencaomaia.blogspot.com/2011/07/tribunal-da-maia-o-escandalo-total.html
    Mais 69.000€ mês, assinados mesmo no último dia. Estes tipos não tem vergonha nenhuma na cara.
    O Sr. António Rui Oliveira Santos deve estar muito agradecido ao Eng. Luís Ferro da Silva Menezes.

    Nós por cá vamos lá pensar se pagamos com o resto da outra metade do subsidio de Natal, ou com a… (é porque há senhoras a ler estes comentários senão dizia uma asneira)

    Gostar

  16. lucklucky permalink
    1 Julho, 2011 21:14

    Até agora só demagogia barata. Lembrar que estamos no período onde os Governos têm mais força.

    Estes parecem ter desistido -se é que alguma vez havia intenção de política diferente – ainda mais rápido que o Governo Barroso que morreu quando a RTP2 os derrotou com um piparote.

    Gostar

  17. 1 Julho, 2011 22:29

    Parece que está tudo doido!
    Ao ler estes posts parece que para ser liberal, não saber fazer contas é condição fundamental.
    Eu fui votar convicto que a primeira medida do Governo seria subir impostos. Bastava ler o relatório da TAO.
    Para nos emprestarem dinheiro iria ter de ser assim.
    Quanto RTP, ponham os pontos nos I’s e digam o que tem de ser dito: toca a despedir e a encerrar a RTP1. Não é um activo atractivo… Se a publicidade já estava mal na primeira metade do ano, vai ficar pior. Basta ver as medidas tomadas na Empresa: cortes de salário, despedimentos e encerramento de unidades. Bottom line: a RTP não será vendida em 2011.

    Gostar

  18. 1 Julho, 2011 22:34

    Correcção: Não é Empresa, é Impresa

    Gostar

  19. Tiradentes permalink
    1 Julho, 2011 22:40

    Olha como a arlindo explica bem a tecnica de manipulação da cu–municação social!!!!
    São muitos anos de prática arlindinho. Alem disso a prática de apagar e recortar escutas estende-se ás informações nos ministérios, não vão descobrir a troca de robalos.
    Arlindo para acessor de imprensa e director dos serviços informaticos.

    Gostar

  20. anti-comuna permalink
    1 Julho, 2011 22:40

    “Ao ler estes posts parece que para ser liberal, não saber fazer contas é condição fundamental.”
    .
    .
    Exacto. Então afinal para que se mudou de governo mas se tudo fica na mesma?
    .
    .
    Os laranjinhas e os azuis afinal são iguais aos outros. Mentirosos e tudo! Só estavam interessados no pote.
    .
    .
    “Quanto RTP, ponham os pontos nos I’s e digam o que tem de ser dito: toca a despedir e a encerrar a RTP1. Não é um activo atractivo…”
    .
    .
    Mas já experimentaram vender?
    .
    .
    No fundo, esta gentalha é toda idual. TODA! PS, CDS e PSD é tudo má farelo do mesmo saco. UMA CORJA!
    .
    .
    “Querem uma economia privada, mas odeiam uma economia de mercado.”
    .
    In albergueespanhol.blogs.sapo.pt/1170794.html
    .
    .
    Agora eu vou dizer uma coisa, que é velhinha. Numa economia onde existe propriedade privada mas não mercados livres e existem protecções espciais do Estado aos interesses corporativos… Chama-se a este sistema económico: FASCISMO!
    .
    “O corporativismo é um sistema político que atingiu seu completo desenvolvimento teórico e prático na Itália Fascista. De acordo com seus postulados o poder legislativo é atribuído a corporações representativas dos interesses econômicos, industriais ou profissionais, nomeadas por intermédio de associações de classe, que através dos quais os cidadãos, devidamente enquadrados, participam na vida política.”
    .
    In http://pt.wikipedia.org/wiki/Corporativismo

    Gostar

  21. licas permalink
    1 Julho, 2011 22:42

    anti-comuna
    Posted 1 Julho, 2011 at 20:53 | Permalink
    . . . Se não têm soluções para cortar na despesa, mais vale irem já embora, para dar a vez a outros.
    __________________
    PARANÓIA!!!
    ________________ DAR A VEZ A OUTROS?
    ____________________Que outros ???

    Gostar

  22. Portela Menos 1 permalink
    2 Julho, 2011 00:36

    os mais radicais dos liberais desta caixa de comentários consideram mole um governo que, sem vergonha, rouba os contribuintes e logo ao abrir da loja; os aprendizes de liberais querem sangue.

    Gostar

  23. Arlindo da Costa permalink
    2 Julho, 2011 00:43

    Entretanto o Alberto João Tarrão da Mamadeira está de acordo com a roubalheira do subsídio de Natal.
    E já agora para quando a privatização ou a extinção do «Pravda da Madeira»?
    Ou será que os contribuintes portugueses e madeirenses vão continuar a DESPEJAR dinheiro naquele pasquim ao serviço do tiranete?
    Tirar o bacalhau da consoada para sustentar o jornal daquele pavão?
    Onde estão os «liberais» tugas do PSD????????

    Gostar

  24. 2 Julho, 2011 09:01

    Sobre os computadores,
    o mínimo exigível por alguém que deixa um cargo
    é limpar o lixo dos computadores que utilizou.
    Isso é completamente diferente de apagar ficheiros
    necessários à função do cargo.
    Sabe-se o que foi apagado, ou é só bocas?

    Gostar

  25. anti-comuna permalink
    2 Julho, 2011 10:24

    Uma questão. Se o imposto extraordinário se justifica pela derrapagem da despesa pública e se esta está também a subir por causa das parcerias público-privadas, porquê que não há uma reestruturação destes contratos ou também um imposto extraordinário sobre este tipo d enegociatas?
    .
    .
    Uma outra questão. Porquê que o imposto extraordinário não se aplica aos rendimentos colectivos mas apenas sobre os rendimentos particulares?

    Gostar

  26. anti-comuna permalink
    2 Julho, 2011 10:32

    Proponho ao governo que lance um imposto extraordinário do IRC, de 50%, dos lucros 10 milhões de euros. Terá coragem o governo de ser coerente com a roubalheira sobre os particulares?
    .
    .
    Claro que não. É fácil gamar o Zé Povinho, que não está organizado sobre lobbies. Mas já sobre os grandes lucros das empresas portuguesas, eles temem e não têm coragem de ser coerente com as suas propaladas justificações. Os lobbies mandam em Portugal.
    .
    .
    E porque não um imposto especial sobre o Grupo BES, já que pelos vistos o seu líder quer os outros a pagar as asneiras do Estado, que o beneficiam, directamente e indirectamente?
    .
    .
    Terá este governo coragem de ser verdadeiramente coerente?
    .
    .
    A resposta é simples: NÃO! Este governo é dominaod pelos lobbies e grandes interesses económicos.

    Gostar

  27. anti-comuna permalink
    2 Julho, 2011 10:33

    “Proponho ao governo que lance um imposto extraordinário do IRC, de 50%, dos lucros ACIMA DOS 10 milhões de euros. Terá coragem o governo de ser coerente com a roubalheira sobre os particulares?”
    .
    .
    Assim é que está correcto. mil desculpas.

    Gostar

  28. eirinhas permalink
    2 Julho, 2011 12:00

    Resposta a LR: começa pelas duas.

    Gostar

  29. Tiradentes permalink
    2 Julho, 2011 12:33

    Sabe-se o que foi apagado.
    Foi só lixo e sobretudo mer……pois não conseguiram fazer mais que isso.
    O resto são trocos, correspondencia sobre fornecimento de peixe, como dar uns benefícios ao mota, os lucros das scuts e das ventoinhas, comparado com os custo dos Armani e apartamentos na Castilho.
    Além do mais ninguém tem nada a ver com isso…tudo conversas do foro particular a té intimo.
    o único apagado que teria interesse seria aquele em que alguém citava a expressão “se perder esta mer…. vou para Paris estudar filosofia…talvez haja lá uma Independente.

    Gostar

  30. A. C. da Silveira permalink
    2 Julho, 2011 13:41

    Fico espantado com a falta de resultados de um governo que apenas ficou completo há 3 ou 4 dias. Por esta altura, e de acordo com as cavalgaduras que querem tudo feito numa semana, as soluções e as medidas para salvar a patria já deviam estar prontas e a ser executadas.
    Se o 1º ministro envia avisos à navegação e põe o aparelho do estado a viajar em economica poupando assim milhões ao erário publico em passagens aereas, é imediatamente acusado de demagogo, e o Jornal de Negocios ( logo este) que devia perceber a mensagem, foi o primeiro a desqualificar a medida pondo na 1ª pagina que a TAP não cobra aos membros do governo. Com a extinção dos governos civis foi o que sabemos, agora são os directores adjuntos da SS. Outros se seguirão. Afinal a legislatura são 4 anos e ainda vamos no principio, embora o Expresso tenha começado a campanha anti-governo mesmo antes deste ter tomado posse.
    É por isso que a privatização da RTP deva ficar em banho-maria; O Balsemão e o sr conde da Anadia precisam da espada em cima do pescoço, para ver se começam a fornecer uma informação mais honesta e sem agenda politica pró-PS. Ricardo Costa, Antonio José Teixeira, e José Alberto Carvalho não são mais do que comissarios politicos do Partido Socialista.

    Gostar

  31. 2 Julho, 2011 14:40

    É espantoso como, mesmo entre gente aparentemente responsável – ou que deveria sê-lo… -, continua a haver quem defenda que não vale a pena o Estado cortar aqui e ali na despesa porque cada caso pouco representa.
    Sempre gostava que modelo económico preconizam tais teóricos, além de conhecer onde, quando e com que resultados foi o mesmo até agora aplicado.

    Gostar

  32. 2 Julho, 2011 14:41

    Correcção: Sempre gostava de saber

    Gostar

  33. Francisco Colaço permalink
    2 Julho, 2011 15:49

    da-se,
    .
    O governo tem pouco mais de uma semana em funções (o tempo de tomar pressa na posse para ir à Cimeira desconto com bonomia). É portanto claro que não pode ser ainda culpado pelas medidas que ainda não teve tempo de estudar, quanto mais de anunciar ou executar.
    .
    Quanto ao aumento de impostos, o que não deveria ter sido dito na campanha eleitoral é que se não os aumentariam, ou que se estava convencido que se iria lá sem aumento de impostos. Se o Sócrates tivesse ganho o poder, o aumento aconteceria na mesma. A situação do país assim o exige e, creiam-me, nenhum político toma de sopetão e de leve ânimo a decisão de os aumentar.
    .
    Não tem havido é notícias de cortes sérios da despesa, salvo algumas coisas simbólicas (e pelo menos isso!) que estão ainda por regulamentar. Tem de haver JÁ um concerto nacional para isto:
    .
    1) Precisamos diminuir 100% dos institutos, esfodações e empresas estatais e municipais que operem com prejuízo e sem receitas próprias. 100% não é 10%.
    .
    2) Necessitamos avaliar se certos serviços são provistos com melhor qualidade e preço pelo Estado ou pelos privados. Vezes haverá que deva ser o Estado a providenciálos, noutras serão os privados.
    .
    3) Impera conhecer a fundo o défice público, em todas as empresas públicas, e os compromissos assumidos pelo governo socialista, o dizimador deste país. Há que avaliar tudo, descobrir os podres, perceber o que se esconde por debaixo do tapete, e continuar os compromissos ou recorrer à chantagem para levar a Mota-Engil a desistir dos seus «direitos» (não é difícil coligir motivos para tanto, pois basta recopiar as escutas ao Sócrates ou fazer algumas outras, ou usar o UNDELETE nos discos de PC que foram apagados).
    .
    4) Mesmo que a EU nos pague o TGV, há que lhes sugerir que o metam no rabo da Europa e não na cara. O TGV opera com prejuízo e não lucro, e vamos ter de o pagar várias vezes depois da construção, como já fazemos com as outras parcerias Paga-Povo-Paga.
    .
    5) Finalmente, há que sugerir ao Arlindo da Costa que não brinque com uma situação séria. Nos e-mail apagados (situação inédita, desconcertante e suspeita) poderiam estar muitos compromissos em curso de negociação com o Estado Português por parte de estrangeiros. Algum dia teremos um holandês a dizer que mandou um e-mail ao Ministro dos Negócios Escuros sem que tenhamos hipótese se não incorrer na vergonha de pedir ao interlocutor todas as informações que deveriam estar guardadas e referenciadas.
    .
    Acabando, se o que estava nos computadores era só lixo, então os funcionários não estão a fazer nada e podem ir fazer companhia ao Arlindo da Costa, mas sem o Rendimento Social de Inserção, ou Roubalheira Social Imparável.

    Gostar

  34. Francisco Colaço permalink
    2 Julho, 2011 15:59

    Anti-Comuna,
    .
    Roma não se construiu num dia, mas não foi por isso que não se iniciou a tarefa de a construir. Saberemos em breve se, após o choque inicial da situação socialista (e essa, sim, é choque sobre choque que se prolongará nos próximos meses em informações diversas), será tomado um curso que permita reganhar o superavit que perdemos com os amanhãs que cantam do 25 de Abril.
    .
    Duas semanas mais servirá para ter uma boa ideia do que pretendem fazer. Por enquanto, passemos os olhos sobre o folclore, e veremos se a música soa mais tarde.

    Gostar

  35. Pi-Erre permalink
    2 Julho, 2011 16:36

    O governo nasce torto.
    Quem torto nasce, tarde ou nunca se endireita.

    Gostar

  36. Castanheira permalink
    2 Julho, 2011 18:49

    URGENTE Procura-se
    Admissão imediata de ilusionista que consiga tirar coelhos de cartola vazia.
    Também se poderá negociar com quem conheça o truque do milagre dos peixes.

    Gostar

  37. anti-comuna permalink
    2 Julho, 2011 21:43

    Caro Colaço, sabe uma coisa? Um governo deste calibre e com tantos estudos e propostas feitas durante a sua fase de oposição chega ao governo e o que tem para dar são apenas aumentos de impostos sobre as familias… É pouco. Muito pocuo.
    .
    .
    Como acima refeir, se era para distribuir os tais sacrificios, porquê que os rendimentos colectivos ficam de fora? (E olhe eu seria afectado pessoalmente, posso-lhe desde já dizer.) Porquê? Porque as familias não se sabem organizar como lobbies.
    .
    .
    Por outro lado, se o tal imposto é sobre o subsidio de natal (na prática não é, mas isso agora pouco importa para o caso), e se ainda vão estudar a estratégia orçamental, que só verá aluaz do dia em Agosto, porquê esta pressa em roubar as familias? Se eram sérios, esperavam pelo tal mês de Agosto (ainda iam bem a tempo de aplicar o imposto sobre o subsidio de natal) e depois anunciavam as tais medidas todas juntas. Incuindo eventuais aumentos de impostos.
    .
    .
    Mas nada disso foi feito. O Sol até diz mesmo que este imposto já tinha sido cozinhado entre o Catroga e o Passos Coelho. Mais uma vez, a mentira é a arma político dos governos quando querem chular os portugueses.
    .
    .
    Mas o pior é isto. Este imposto estraordinário é um erro de tal forma, que em vez de ajudar a aumentar as receitas fiscais, vão pior a sua arrecdação. Eles ainda não perceberam que estão a ajudar a destruir a arrecadção de impostos indirectos. E veremos se eu não tenho razão e se lá para Outubro não vamos ver um colapso dos impostos indirectos por causa da rectração ainda maior do consumo, mesmo antes do imposto doer a sério. Enfim, andam a brincar com coisas sérias.
    .
    .
    Infelizmente este governo é igual ao do Pinócrates. Tal como o Pinócrates, a primeira coisa que fazem quando chegam ao poder é… Aumentar os impostos. E, depois, para cúmulo da vergonha, lançam medidinhas de poupança na despesa. Passam a vijar de económica, não é?
    .
    .
    Estes gajos já não nos merecem o beneficio da dúvida. Vão acabar por levar Portugal à falência. E ainda vamos ter um novo empréstimo da Troika e vamos ter medidas ainda mais duras, tal como na Grécia. Tudo porque estes cromos andam a brincar com coisas sérias. Pffff!

    Gostar

  38. 2 Julho, 2011 22:22

    Grave em termos económicos é esta ameaça que vem dos Estados Unidos:
    http://direitasupraciliar.blogspot.com/2011/07/inflacao-no-setor-dos-servicos.html

    Gostar

Trackbacks

  1. Eu, fundamentalista liberal me confesso! « BLASFÉMIAS

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: