Saltar para o conteúdo

Dia do Trabalhador Desempregado

1 Maio, 2013

Dia do Trabalhador. No fundo, o dia do desempregado1 do privado, uma pessoa cujo valor criado por trabalho acrescido de impostos é inferior ao Salário Mínimo Nacional (SMN). A lógica do Estado é: 2000€ é melhor que 1000€; 1000€ é melhor que 500€; 500€ é melhor que 485€; 485€ é pior que 400€. A barreira está ali, diz-se, para proteger trabalhadores; e quem o diz tem invariavelmente emprego. Mas não é verdade: está ali, nos 485€, para proteger desempregados, impedindo-os de escaparem para o terrível mundo da exploração do homem pelo homem.

Hoje, Dia do Trabalhador, é o tal em que CGTP e UGT se unem, clamando por mais desempregados: exigirão aumento de salário mínimo e chamar-lhe-ão dignidade. Para as centrais sindicais, o desempregado é indigno; é uma perturbação estatística de coisas que produzem2 abaixo do nível de dignidade; gente que deve ser impedida, pelo Estado, de trabalhar; gente, para o Estado, para as centrais sindicais, que está melhor com 0€ do que estaria com 400€. Toma lá que é para os patrões maus verem: solta-se-lhes a bomba atómica; tremem-se-lhes as pernas; toma lá um Muro de Berlim a separar a dignidade da indignidade; não permitiremos salários indignos, deixai-vos estar desempregados: precisamos de massa informe desesperadamente a esfomear pelo progresso da civilização.

Isto mete muita confusão a progressistas, os pró-progresso-pensantes (PPPs), que esperam poder combater desigualdades criando uma barreira de separação. Dividir para unir, presume-se – não são pessoas que façam lá muito sentido. Não seria suposto um progressista acreditar na liberdade para dormir com quem se quiser, fazer o pino no autocarro e na sala de aula, abortar, usar máquina calculadora na escola primária e pensar na filosofia antropológica inerente à psico-sociologia ecológica da raiz quadrada? Não acreditam que o indivíduo deve ser livre para escolher religião, parceiro sexual, barriga de aluguer, comprimento da saia, tatuagens e piercings? Sim, isso tudo é válido e do foro íntimo – a liberdade de trabalharem por 484€ é que tem que lhes ser retirada.


1 Redundância: não há desempregados do público.
2 Acrescendo impostos devidos.

Anúncios
32 comentários leave one →
  1. trill permalink
    1 Maio, 2013 00:17

    diz bem, dia dos trabalhadores desempregados, e futuros desempregados pois planeia-se despedimentos em massa, para que estas golpadas e outras perdurem (até um dia):

    http://psicanalises.blogspot.pt/2013/04/incompetencia-nao-corrupcao.html

    http://psicanalises.blogspot.pt/2013/04/cds-travou-o-gaspar.html

    Gostar

  2. Portela Menos 1 permalink
    1 Maio, 2013 00:22

    vitorcunha em estágio para a posta de amanhã sobre “a ida dos pobres à promoção do 1ºMaio no Pingo Doce ou o ódio que os progressistas têm aos empreendedores”!

    Gostar

  3. Fincapé permalink
    1 Maio, 2013 00:27

    “No fundo, o dia do desempregado1 do privado…”
    Vê-se logo que o Vítor está agora a despertar para o mundo e ainda lhe falta ver muita coisa. Como as florzinhas que desejamos ver na sua plenitude, desejo-lhe um lindo desabrochar. 😉
    ——–
    “Para as centrais sindicais, o desempregado é indigno…”
    Não é o desempregado que é indigno, é o baixo salário. Ai, meu Deus. Esforce-se lá um bocadinho!
    ——–
    “… está ali, nos 485€… impedindo-os de escaparem para o terrível mundo da exploração do homem pelo homem.”
    Acha que 485 euros não é exploração? Eu bem digo. Assim não vamos lá.
    ———
    “….a liberdade de trabalharem por 484€ é que tem que lhes ser retirada.”
    Aqui estamos de acordo. Uma capicua dá sorte. Deveria ser este o valor. Aliás, deixam de se fazer milhões e milhões de contratos de trabalho por causa daquele eurito.
    ———
    “…gente, para o Estado, para as centrais sindicais, que está melhor com 0€ do que estaria com 400€.”
    Desacordo total, novamente. Se onde escreveu 400 tivesse escrito, sei lá, 300, 200, 100, 50, 20 ou mesmo 1 (um) estaria melhor. Não sei se sabe, mas o rácio de 1 com 0 é infinito. Tal como 400 com 0.
    ———
    As melhoras, 😉
    Cumprimentos

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      1 Maio, 2013 00:31

      Quanto recebeu por este comentário? Foi de borla?

      Gostar

      • Fincapé permalink
        1 Maio, 2013 00:54

        Caro Vítor,
        Faço muita coisa de borla. Na província é assim. Então, pensava mesmo que Portugal é Lisboa e o resto é paisagem?
        PS: Meu caro, independência total. Nem conheço gente propriamente “importante”. Sou uma espécie de anarco-pessimista de esquerda. Chateia-o? 😉

        Gostar

    • Portela Menos 1 permalink
      1 Maio, 2013 00:37

      Fincapé, parece que lhe estão a chamar “Abrantes” 🙂

      Gostar

      • Fincapé permalink
        1 Maio, 2013 00:55

        Já vi. São bons rapazes, mas acham que todos funcionam com telecomando. Modernices. 😉

        Gostar

  4. atento permalink
    1 Maio, 2013 00:32

    Se baixarem para 25 € por més eu prometo contratar 10 empregados para a minha empresa e assim contribuo para baixar o desemprego. Lindo não é?

    Gostar

    • Joaquim Amado Lopes permalink
      1 Maio, 2013 14:18

      E consegue encontrar quem queira trabalhar por 25,00 euros por mês?
      Como e para fazer o quê?

      Gostar

  5. eramasfoice permalink
    1 Maio, 2013 01:27

    Os ganapos deviam estar na escola na área projecto ou lá que é a fazerem cartazes sobre o dia do trabalhador. Em vez disso vêm brincar aos crescidos e falar de pesca submarina. O caso do sr. cunha requer assistente social ou a professora doutora catarina martins; é um caso de exploração do homem pelo homem.

    Gostar

  6. Cáustico permalink
    1 Maio, 2013 01:40

    O p(b)ostador plana, rasteiro, sobre a temática do salário mínimo – esse atentado à liberdade contratual…
    Vitinho! Faz-te à vida, e vai fazer um interail pelo país real.

    Gostar

  7. 1 Maio, 2013 01:54

    Um problema grave do SMN é que presentemente este equivale a um custo efectivo por mês trabalhado de uns 770-800 EUR (incluindo seguro de acidentes de trabalho, saúde, contribuição patronal e 14 meses, etc). Hora, isto dá um salário/hora próximo do mínimo praticado nos EUA ou na Alemanha, pelo que condena os Portugueses a um desemprego muito mais elevado que esses países (visto terem uma produtividade muito maior para um salário mínimo próximo do nosso).

    Gostar

  8. neotonto permalink
    1 Maio, 2013 07:45

    Alguma vez tentaram por a competir estos neotontos com os atdnticos neoliberais a serio(os prots)?
    temtem l’a e vam ver que comparacoes saem.Sao pura canela fina…

    Gostar

  9. @!@ permalink
    1 Maio, 2013 11:22

    Outro que tem o sindroma de down. No fundo o Cunha, falta-lhe o l, preconiza o mesmo salário para toda a gente.

    Gostar

  10. Duarte permalink
    1 Maio, 2013 11:36

    Este néscio sabe perfeitamente que um exercito de desempregados sempre foi bom para a acumulação de capital e que o desemprego criado é uma ferramenta utilizada pelo capital para pressionar os salários e a precariedade do trabalho.

    Vai dar sangue !

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      1 Maio, 2013 11:57

      Dar sangue é um acto altruísta não remunerado.

      Gostar

      • Fincapé permalink
        1 Maio, 2013 14:01

        Eh! Eh! Eh! Por isso não vai, Vítor Cunha?

        Gostar

  11. Portela Menos 1 permalink
    1 Maio, 2013 14:39

    é pá, deixem o jovem cunha em paz. Daqui a tempos fará um post sobre os assessores com menos de 25 anos a ganhar 3,4,5 mil euros.

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      1 Maio, 2013 15:37

      O jovem Cunha tem metade do tempo esperado de vida.

      Gostar

      • Portela Menos 1 permalink
        2 Maio, 2013 00:34

        há “jovens” agricultores (e nas jotas) à beira da reforma … antecipada 🙂
        ps: eu não disse que Cunha tinha 25 anos!

        Gostar

  12. Esmeralda permalink
    1 Maio, 2013 16:36

    Não há desempregados do público… Esse foi sempre o meu drama! Um dos meus dramas! Porque devia haver. Principalmente quando se esquecem que estão a usufruir de um trabalho, que as pessoas que atendem e merecem bons modos, respeito e educação são quem lhes está a pagar salários. Aquelas atitudes “bestas” com que tanto deparamos, deviam ser punidas com despedimento.

    Gostar

  13. Expatriado permalink
    1 Maio, 2013 23:49

    Pronto!!! O marciano junior carregou o sistema com o “viagra” da “maior manifestaçao de sempre” e vem cheio de tesao revolucionaria vampiresca…..
    .
    O Chiquito nem se lembra que faltam 358 dias para a proxima “revoluçao 25A, desta vez a serio”…..

    Gostar

  14. tania sueli permalink
    23 Maio, 2013 15:28

    Experiência Profissional
    FERINPLAST FERRAMENTARIA E INJEÇÃO DE PLÁSTICOS LTDA
    01.09.1998 A 14.12.2012
    RNO INDUSTRIAL DE PLÁSTICO LIMITADA
    05.09.1984 A 01.09.1987
    INDUSTRIA METALURGÍCA LUMAR LTDA
    01.03.1981 A 07.07.1981
    DUMAFER INDUSTRIA E COMÉCIO DE AUTOPEÇAS LTDA
    22.01.1980 A 03.12.1980
    JBM INDUSTRIA E COMÉCIO DE PLÁSTICO LTDA
    02.10.1978 A 17.12.1979
    Tânia Sueli Dos Santos
    52 anos,Víuva-Brasileira
    Tel:
    Cel: 11 96103.1671
    Bairro Vila Nova Paulicéia
    Sapopemba São Pulo-sp
    e-mail :taniasuelitavares@hotmail.com.br
    Objetivo
    • Encarregada de expedição
    • Coordenadora de expedição
    • Integrar – me ao grupo, estar disponivel
    para as necessidades da empresa.
    Escolaridade
    • Ensino médio Completo

    Gostar

Trackbacks

  1. Dia do mentiroso liberal – Aventar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: