Saltar para o conteúdo

2013: assim chegámos ao fim

30 Dezembro, 2013

Balanço do ano. Tema do meu artigo no DE:

Perigo de queda. António Costa espera que Seguro caia; José Sócrates espera que António Costa se decida caso Seguro caia. Rui Rio espera que Passos caia. Marcelo Rebelo de Sousa espera que Passos caia para saber se Rio avança e se ele próprio avança também. Moral da História: quem vive à espera das quedas alheias pode, de tanto olhar para cima tornar-se um bom ornitólogo mas nunca conseguirá ver a oportunidade política que está à sua frente.

Os amigos. Em tempos que já lá vão, existiu em Portugal um grupo vocal do mesmo nome cujas canções faziam rimar mão com pão e explicavam às criancinhas a amizade que os operários lhes votavam. O resultado foi alguma discografia péssima mas perfeitamente actual. Basta substituirmos os operários e os lenhadores da canção pelos protagonistas da presente situação e constataremos que os amigos estão aí para as ocasiões. É apenas necessário saber aproveitá-las como soube Passos Coelho em 2013. O PM contou em 2013 com a forte amizade de Paulo Portas, Arménio Carlos e do Tribunal Constitucional. Portas proporcionou-lhe o pano de fundo de uma crise para aparecer como um imperturbável homem de Estado. Quanto a Arménio Carlos é óbvio: de cada vez que o líder da CGTP aparece na televisão – e aparece muito – Passos Coelho não ganha votos, mas passa a contar com o apoio tácito do silêncio. Afinal face à violenta irrealidade que sobressai das palavras de Arménio Carlos torna-se claro que nada deve ser pior que ficar nas mãos da turba ululante que vive de ser sindicalista profissional. Além do mais a turba não parece saber negociar com os credores e o povo pode ser “povinho”, mas de contas sabe bem mais do que se pensa. Por fim o Tribunal Constitucional deu a Passos o argumentário perfeito: se as coisas correm, mal correm mal por causa do TC. E se correrem bem, correm bem apesar do TC. Mais cedo ou mais tarde, o actual estatuto do TC será alterado, pois a transformação do TC numa espécie de parlamento não eleito, mas com poderes de veto, levará a que os futuros governos façam ao TC aquilo que noutros tempos os políticos fizeram aos militares: garantiram-lhes a fanfarra e as medalhas e arrumaram-nos no seu espaço.

O amigo secreto. Isolado entre os jornalistas e ainda mais isolado entre os socialistas visíveis, o maior e talvez único amigo de António José Seguro é Cavaco Silva. Cavaco é no plano social genuinamente social-democrata e toda a sua vida foi funcionário público (ou, numa designação mais próxima do seu imaginário, servidor do Estado). Não andasse a actual liderança do PS obcecada com a gerontocracia que se reuniu na Ala Magna – desde as reuniões do desaparecido Politburo da também desaparecida URSS que não se via uma similar aglomeração de anciãos furiosos com o mundo e com o povo – e Seguro teria feito do PR um seu aliado na luta contra o Governo. Ainda vai a tempo.

E também quem em 2013 foi A Fénix Renascida.  Ou teve A  Derrota política auto-inflingida. 

Por fim dois mistérios deste ano que agora finda: “Ah, poder ser tu, sendo eu! Ter a tua alegre inconsciência, E a consciência disso!”  E a conversão súbita ao Papa Francisco que leva a que peça Deus nos livre dos prosélitos

Anúncios
58 comentários leave one →
  1. 30 Dezembro, 2013 10:57

    Cavaco começou a ser ” servidor do Estado” como informador da Pide!
    Não é D. Helena?!

    Gostar

    • Helena Matos permalink
      30 Dezembro, 2013 11:02

      da mesma forma que todos os funcionários públicos que desde 1936 assinavam aquela declaração. As professoras do ensino primário ainda tinham outros papelinhos pois até 1969 precisavam de autorização ministerial para casar. Claro que existiam comportamentos mais voluntaristas como os do marechal Costa Gomes que antes de integrar o Conselho Mundial para a Paz recebeu um distintivo especial da PIDE.
      Aconselho-o a ler as reflexões do dr. Palma Carlos sobre os saneamentos propostos nas primeiras reunião de conselho de ministros após o 25 de Abril

      Gostar

      • 31 Dezembro, 2013 09:18

        ” da mesma forma que todos os funcionários públicos que desde 1936 assinavam aquela declaração. As professoras do ensino primário ainda tinham outros papelinhos pois até 1969 precisavam de autorização ministerial para casar. ”

        Helena,

        Apesar disso, este sim é o regime que você almeja e tudo tem feito e faz para atingir este grau de desenvolvimento.
        Começa a vislumbra-se algum tiques que mais tarde ou mais cedo nos levarão lá.

        Tenha VERGONHA até enquanto mulher e professora, VERGONHA.

        Gostar

      • JgMenos permalink
        1 Janeiro, 2014 17:37

        Bolota, andas por estes lados a espalhar o brilho das tuas inferências pseudo-revolucionárias?
        ‘…este é o regime que você almeja…’
        Quem não se submete à tua cartilha, é reaccionário a quem tudo pode atribuir-se!
        Sendo tu o maior reaccionário. a toda a mudança melhor fora que te atribuísses o estatuto que mereces – uma avencerragem com as ideias no século XIX e com os pés enterrados no lixo abrilesco!

        Gostar

      • 1 Janeiro, 2014 22:00

        Menos,

        Eu não ando a espalhar nada quem anda a espalhar á mais de 30 anos é a personagem abaixo, já que hoje mais uma fez aldrabou quem jurou defender

        Que não queiras ver, problema teu, não conseguires ver é um problema grave.

        Atina porra

        Gostar

  2. 30 Dezembro, 2013 11:23

    A parte da verborreia sobre o Tribunal Constitucional…
    diria que é autêntico “terrorismo”.

    Gostar

  3. André permalink
    30 Dezembro, 2013 11:56

    “o povo pode ser “povinho”, mas de contas sabe bem mais do que se pensa.” Principalmente aquela parte do povo que foi na cantiga do Cavaco e do Guterres de que a economia era boa e que se podia fazer hipotecas e que depois acabou desempregado e com as hipotecas dos carros e das casas (sim, porque uma não chagava e havia que ter outra no Algarve) por pagar, mas continua sempre a confiar no PS e no PSD. Sim, é essa a parte do povinho que sabe muito de contas. Ora aí está um dos problemas estruturais (como a troika diz e muito bem, Portugal tem problemas estruturais, quem serão os culpados desses problemas senão aqueles que nas últimas décadas ocuparam os lugares de topo da administração, o governo, a maioria da Assembleia, enfim, os amigos).

    Gostar

    • Tiradentes permalink
      30 Dezembro, 2013 15:46

      E para ajudar o tal de boliqueime e o outro que refugiado a seguir tivemos um “inginheiro” por fax que em seis anos mais que duplicou a dívida do estado e ainda achava que ela não era para se pagar mas para se ir pagando.E íamos de vento em popa………

      Gostar

      • André permalink
        30 Dezembro, 2013 17:28

        Tem toda a razão, esse também deu uma grande ajuda na teoria de que nos podemos ir endividando, tal como o Barroso e o Santana Lopes, mas pelo tempo que permaneceu no cargo e pela situação internacional que enfrentou, realmente o Sócrates deu mais nas vistas. Mas sim, nem o PS nem o PSD (nem o CDS-PP, ainda que no papel de empecilho de serviço para ajudar a manter os outros no poder) podem ser desculpados dos resultados desastrosos das suas décadas de má governação, a tal que causou problemas estruturais…

        Gostar

      • Tiro ao Alvo permalink
        30 Dezembro, 2013 19:53

        Tudo seria diferente se dois irmãos, mesmo que imigrantes, em devido tempo tivessem tomado conta disto, tal como aconteceu em Cuba. Ali não são conhecidos problemas estruturais, pois estão todos na miséria, excepto os donos do país, ou seja, os membros do partido comunista cubano. Uma beleza.

        Gostar

      • André permalink
        31 Dezembro, 2013 08:07

        Seria diferente seria, possivelmente para pior (já agora, eles não eram imigrantes, o pai ou o avô deles é que era). Ainda bem que o PCP foi um dos partidos que defendeu a democracia (talvez porque Cunhal achasse, pragmaticamente e não ideologicamente que não conseguiria formar uma ditadura apoiada na falida URSS). Aliás, neste momento o PCP defende mais a democracia que o PS ou o PSD, que sempre que estão no governo não respeitam a Constituição (embora seja mais visível com o PSD, que o Sócrates mantinha, como bom ditador, o Tribunal Constitucional a tomar as decisões que ele queria, menosprezando a Constituição).

        Gostar

  4. javitudo permalink
    30 Dezembro, 2013 12:56

    Peço à Helena para mudar o logotipo. Um rosto bonito merece um logotipo à maneira. Quanto ao post denuncia com elegância a hipocrisia, a prestidigitação e acima de tudo a cobardia que caracteriza gente medíocre. A Zazie também os conhece a preceito.
    A turba não é so ululante, assume contornos robóticos. É fogo de artifício no sentido literal do termo. Se pudessem, depois de alguns estragos, comiam-se uns aos outros.
    A decepção de alguns trabalhadores rurais que “ainda hoje dizem que querem matar os ilusionistas que os ‘levaram’ para a reforma agrária” é prova que afinalo “povo pode ser “povinho”, mas de contas sabe bem mais do que se pensa”.

    Gostar

  5. jojoratazana permalink
    30 Dezembro, 2013 13:13

    Parabéns dona Helena, pela sua lucidez, de javitudo e não percebe nada.
    Coisas.

    Gostar

  6. @!@ permalink
    30 Dezembro, 2013 13:32

    Helena Matos ao poder já! Ela é o Eu, o Outro e Nós.
    Tenha cuidado com os pés que passos parece não saber dançar.

    Gostar

  7. tric0001 permalink
    30 Dezembro, 2013 14:18

    Gostar

  8. javitudo permalink
    30 Dezembro, 2013 14:55

    A Cigarra e a Formiga – versões Alemã e Portuguesa
    Versão alemã
    A formiga trabalha durante todo o Verão debaixo de Sol. Constrói a sua casa e enche-a de provisões para o Inverno.
    A cigarra acha que a formiga é burra, ri, vai para a praia, bebe umas bejecas, vai ao Rock in Rio e deixa o tempo passar.
    Quando chega o Inverno a formiga está quentinha e bem alimentada. A cigarra está cheia de frio, não tem casa nem comida e morre de fome.

    Fim

    Versão portuguesa
    A formiga trabalha durante todo o Verão debaixo de Sol. Constrói a sua casa e enche-a de provisões para o Inverno.
    A cigarra acha que a formiga é burra, ri, vai para a praia, bebe umas bejecas, vai ao Rock in Rio e deixa o tempo passar.
    Quando chega o Inverno a formiga está quentinha e bem alimentada.
    A cigarra, cheia de frio, organiza uma conferência de imprensa e pergunta porque é que a formiga tem o direito de estar quentinha e bem alimentada enquanto as pobres cigarras, que não tiveram sorte na vida, têm fome e frio.
    A televisão organiza emissões em directo que mostram a cigarra a tremer de frio e esfomeada ao mesmo tempo que exibem vídeos da formiga em casa, toda quentinha, a comer o seu jantar com uma mesa cheia de coisas boas à sua frente.
    A opinião pública tuga escandaliza-se porque não é justo que uns passem fome enquanto outros vivem no bem bom. As associações anti pobreza manifestam-se diante da casa da formiga. Os jornalistas organizam entrevistas e mesas redondas com montes de comentadores que comentam a forma injusta como a formiga enriqueceu à custa da cigarra e exigem ao Governo que aumente os impostos da formiga para contribuir para a solidariedade social.
    A CGTP, o PCP, o BE, os Verdes, a Geração à Rasca, os Indignados e a ala esquerda do PS com a Helena Roseta e a Ana Gomes à frente e o apoio implícito do Mário Soares organizam manifestações diante da casa da formiga.
    Os funcionários públicos e os transportes decidem fazer uma greve de solidariedade de uma hora por dia (os transportes à hora de ponta) de duração ilimitada.
    Fernando Rosas escreve um livro que demonstra as ligações da formiga com os nazis de Auschwitz.
    Para responder às sondagens o Governo faz passar uma lei sobre a igualdade económica e outra de anti descriminação (esta com efeitos retroactivos ao princípio do Verão).
    Os impostos da formiga são aumentados sete vezes e simultaneamente é multada por não ter dado emprego à cigarra. A casa da formiga é confiscada pelas Finanças porque a formiga não tem dinheiro que chegue para pagar os impostos e a multa.
    A formiga abandona Portugal e vai-se instalar na Suíça onde, passado pouco tempo, começa a contribuir para o desenvolvimento da economia local.
    A televisão faz uma reportagem sobre a cigarra, agora instalada na casa da formiga e a comer os bens que aquela teve de deixar para trás.
    Embora a Primavera ainda venha longe já conseguiu dar cabo das provisões todas organizando umas “parties” com os amigos e umas “raves” com os artistas e escritores progressistas que duram até de madrugada. Sérgio Godinho compõe a canção de protesto “Formiga fascista, inimiga do artista…
    A antiga casa da formiga deteriora-se rapidamente porque a cigarra está-se nas tintas para a sua conservação. Em vez disso queixa-se que o Governo não faz nada para manter a casa como deve de ser. É nomeada uma comissão de inquérito para averiguar as causas da decrepitude da casa da formiga. O custo da comissão (interpartidária mais parceiros sociais) vai para o Orçamento de Estado: são 3 milhões de euros por ano.
    Enquanto a comissão prepara a primeira reunião para daí a três meses, a cigarra morre de overdose.
    Rui Tavares comenta no Público a incapacidade do Governo para corrigir o problema da desigualdade social e para evitar as causas que levaram a cigarra à depressão e ao suicídio.
    A casa da formiga, ao abandono, é ocupada por um bando de baratas, imigrantes ilegais, que há já dois anos que foram intimadas a sair do País mas que decidiram cá ficar, dedicando-se ao tráfego da droga e a aterrorizar a vizinhança.
    Ana Gomes um pouco a despropósito afirma que as carências da integração social se devem à compra dos submarinos, faz uma relação que só ela entende entre as baratas ilegais e os voos da CIA e aproveita para insultar Paulo Portas.
    Entretanto o Governo felicita-se pela diversidade cultural do País e pela sua aptidão para integrar harmoniosamente as diferenças sociais e as contribuições das diversas comunidades que nele encontraram uma vida melhor.
    A formiga, entretanto, refez a vida na Suíça e está quase milionária…
    Raios partam as formigas, porque abandonam eles o doce lar onde as cigarras têm todo o direito de esperar melhores dias? Pois não é o Tribunal Constiticional que o diz! Quem é o fássista que se atrve a desdizer o Tribunal Constitucional. Até me passa uma coisa pela cabeça e quando fico assim nem o vasco lourenço me acalma, até sou capaz de dar uma dentada no mário suarez por engano. Com tanta injustiça fico passado, já nem no Júlio de Matos me querem ver, dizem logo à entrada: “Manda esse gajo já para a venezuela para ele ouvir os passarinhos a cantar e a revolução a passar!”. Uns sacanas! E ficamos nisto.
    Já nem o SNS funciona.
    Agarrem-me, agarrem-me que ainda vou preso!

    FIM

    Gostar

    • Rafael Ortega permalink
      30 Dezembro, 2013 15:38

      Um aplauso de pé.

      Gostar

    • Alexandre Carvalho da Silveira permalink
      30 Dezembro, 2013 15:50

      Onde é que eu já este filme? clap! clap! Mas elas ( as cigarras) só vão perceber quando as formigas estiverem todas lá fora, cansadas de trabalhar para satisfazer os direitos constitucionais alheios…

      Gostar

      • 31 Dezembro, 2013 09:14

        Papa açorda

        Tu nem cigarra chegas a ser, és mais tipo papagaio

        Gostar

    • Carlos permalink
      30 Dezembro, 2013 15:55

      Gostar

    • Antonio Lopes permalink
      30 Dezembro, 2013 15:56

      Do melhor que por aqui se viu! Parabéns pelo humor! Bom Ano de 2014!

      Gostar

    • André permalink
      30 Dezembro, 2013 17:31

      O problema dá-se quando a cigarra trabalha mais horas (segundo estudos da OCDE) e é mais mal paga que a formiga (também segundo estudos da OCDE) e tem serviços públicos de pior qualidade que a formiga (veja lá, também segundo estudos da OCDE). Dessa nem o La Fontaine se lembraria…

      Gostar

      • lucklucky permalink
        31 Dezembro, 2013 14:35

        A conclusão é que trabalha mal.

        Gostar

      • André permalink
        31 Dezembro, 2013 18:23

        Mas quando vai trabalhar no estrangeiro ganha prémios de produtividade. Será que a conclusão não poderá ser é que é mal dirigida? Eu apostava mais nisso…

        Gostar

    • Fincapé permalink
      30 Dezembro, 2013 18:32

      Huuumm! Cá para mim, na versão alemã a formiga ia aos concertos da cigarra sem pagar bilhete. De qualquer forma, é apreciável o elogio às comunidades de formigas, que trabalham para um fim comum, distribuindo igualmente por todas o produto do seu trabalho, independentemente daquilo que cada uma conseguiu angariar. Uma história bonita para lembrar nesta quadra do Natal. 🙂
      Já as formigas germânicas continuam laboriosas, entre o que fazem às claras e o que fazem no escuro. 😉
      http://www.jn.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=2365828
      http://oglobo.globo.com/mundo/ex-presidente-da-alemanha-vai-julgamento-por-acusacoes-de-corrupcao-10782172

      Gostar

    • @!@ permalink
      30 Dezembro, 2013 21:32

      Fiquei na duvida se o autor é a formiga ou a cigarra. Se é formiga dá-lhe para a borga se é cigarra dá-lhe para a criação (que é trabalho, note-se a ironia).

      Gostar

    • @!@ permalink
      30 Dezembro, 2013 21:35

      Vai-me desculpar pela insistencia em ocupar o espaço e o atrevimento mas olhe que afinal, feleizmente, ainda não viu tudo.

      Gostar

    • Carlos Dias permalink
      31 Dezembro, 2013 19:51

      🙂

      Gostar

  9. Fincapé permalink
    30 Dezembro, 2013 15:11

    A Helena deixou um gravíssimo problema de consciência ao TC: “Por fim o Tribunal Constitucional deu a Passos o argumentário perfeito: se as coisas correm mal, correm mal por causa do TC. E se correrem bem, correm bem apesar do TC.”
    As próximas decisões serão mais fáceis: basta aprovar as propostas e ler publicamente as justificações do governo.
    De resto, concordo com o Javitudo quanto à questão do avatar.
    À Helena ofereço a leitura deste poema de Ary dos Santos, com os meus votos de Bom Ano Novo.
    Da Condição Humana
    “Todos sofremos.
    O mesmo ferro oculto
    Nos rasga e nos estilhaça a carne exposta
    O mesmo sal nos queima os olhos vivos.
    Em todos dorme
    A humanidade que nos foi imposta.
    Onde nos encontramos, divergimos.
    É por sermos iguais que nos esquecemos
    Que foi do mesmo sangue,
    Que foi do mesmo ventre que surgimos.

    Ary dos Santos, in ‘Liturgia do Sangue’

    Gostar

  10. licas permalink
    30 Dezembro, 2013 15:13

    Não resisti a colar:

    . . . .Afinal face à violenta irrealidade que sobressai das palavras de Arménio Carlos torna-se claro que nada deve ser pior que ficar nas mãos da turba ululante que vive de ser sindicalista profissional. Além do mais a turba não parece saber negociar com os credores e o povo pode ser “povinho”, mas de contas sabe bem mais do que se pensa.
    _________

    André :
    ___André HIPERLIGAÇÃO PERMANENTE
    30 Dezembro, 2013 11:56
    Portugal tem problemas estruturais, quem serão os culpados desses problemas senão aqueles que nas últimas décadas ocuparam os lugares de topo da administração, o governo, a maioria da Assembleia, enfim, os amigos.
    ____________

    É uma *chatice* , André, esta coisa de serem as maiorias
    a ditar as resoluções, só de * Democracias Burguesas *
    porque nas *outras* são as * minorias esclarecidas * que mandam
    (e quem resistir ——–> GOULAG.

    Gostar

    • André permalink
      30 Dezembro, 2013 17:36

      Muito pelo contrário, as pessoas têm aquilo que querem e aquilo que merecem. Só tenho pena é da minha geração e das gerações dos meus filhos e netos que vão ter de viver numa sociedade parecida com a do século XIX (com péssimas condições de vida para a esmagadora maioria da população) porque a sua geração foi uma geração de incapazes (e ainda por cima de incapazes egoístas). Quanto a todos os profícuos liberais que acabarem por morrer à fome sem apoio do Estado (partindo do princípio que a degradação económica e social ainda chegará no vosso tempo de vida), só tenho pena que não enham começado a sofrer as consequências das vossas escolhas mais cedo. É que a minha geração já não vai ter democracia (nem brguesa, nem qualquer outra) para poder tomar decisões.

      Gostar

      • lucklucky permalink
        31 Dezembro, 2013 14:38

        Não sei onde raio descobre esses liberais. 50% da riqueza produzida passa pelo Estado.
        O PSD de 1984 era mais liberal que todos os liberais de hoje no Governo…

        Gostar

      • André permalink
        31 Dezembro, 2013 18:25

        Comece por ver os que escrevem neste blog e que votam no PSD e apoiam incondicionalmente este governo.

        Gostar

      • André permalink
        31 Dezembro, 2013 18:27

        Quanto ao PSD de 1984, ainda era SD (social-democrata), embora não muito, que o Sá Carneiro já tinha morrido há quatro anos e já não era preciso dar graxa ao chefe (e à única pessoa com cabeça dentro daquele partido).

        Gostar

  11. licas permalink
    30 Dezembro, 2013 15:21

    ______o povo não sabe o que lhe é favorável, é preciso quem o ensine
    o bom caminho . . . e para isso existe a Esquerda . . .

    Gostar

    • Tiradentes permalink
      30 Dezembro, 2013 15:49

      que chatice….e não temos o grande timoneiro, o Grego, para continuar a meter dinheiro no c…dos empreiteiros e dos bancos que foi o que o nosso “inginheiro” de esquerda mais fez a dobrar cavacosguterres marocas e coisa e tal

      Gostar

  12. JDGF permalink
    30 Dezembro, 2013 15:36

    A sugestão de uma ‘aliança’ entre Seguro e Cavaco (…Seguro teria feito do PR um seu aliado na luta contra o Governo. Ainda vai a tempo…) é o ‘must‘ do “assim chegamos ao fim…”.
    Todos temos ouvido inúmeras baboseiras sobre a necessidade de acordos políticos que unissem o ‘centrão’ no sentido de integrar (‘domesticar’) o maior partido da oposição e dar resposta a questões imediatas (cortes orçamentais) e de alguma maneira (enviesada!) ‘contornar’ os evidentes empecilhos constitucionais.
    Existiram ao longo do atribulado processo de ‘resgate’ duas ocasiões soberanas para ‘chegar’ a um difícil (tendo em consideração as posições do então ministro Gaspar) acordo de concertação que procedeu à revisão efectiva do ‘memorando inicial’: durante a assumpção de leoninos compromissos com a Troika a quando das 5.ª e 7.ª avaliações. Não sendo possível voltar atrás as várias manifestações, que sucessivamente assistimos, sobre hipotéticos entendimentos, tornaram-se uma grave farsa democrática.
    Agora, a sugestão de colagem de um partido (PS) ao PR ultrapassa tudo o que até hoje foi sugerido, atingindo as raias do ridículo.

    Gostar

  13. tric0001 permalink
    30 Dezembro, 2013 16:40

    “The Simon Wiesenthal Center, an international human rights organization best known for combating modern anti-Semitism and bringing WWII Nazis to justice, announced on Monday its 2013 Top Ten list of anti-Semitic and anti-Israel slurs.(…)
    .
    (…)Fourth on the list were political and church groups, as well as Pink Floyd’s co-founder Roger Waters. Waters was listed for slandering “Israel as an apartheid state,[he] compares it to Nazi Germany and denies that the Iranian regime poses any threat to the Jewish State.”
    .
    number four…estes Judeus estão cada vez mais estúpidos!! e perigosos…
    .

    Gostar

  14. tric0001 permalink
    30 Dezembro, 2013 17:32

    “Last week, David Cameron joined forces with Ed Miliband and Nick Clegg to endorse a £4bn UN appeal after a warning that nearly three-quarters of the Syrian population would need help in 2014. The three leaders said that the fate of a generation of Syrian children was hanging in the balance after figures show that 4 million young people were suffering as the conflict entered its third year.”
    .
    dos três não escapa um…agora andam armados em Humanistas estes Ingleses…vendem o armamento ao Qatar e aos Sauditas para estes depois os enviarem para a Siria…e depois aparecem com lágrimas de crocodilo…os “civilizados”…ainda para mais quando franceses e ingleses, os vendedores de armas europeus, andam a minar a conferencia de paz para a Síria…fazendo as vontades aos seus Mercados=Qatar+Sauditas no Médio-Oriente…

    Gostar

    • tric0001 permalink
      30 Dezembro, 2013 17:47

      “They do not need arms. It is an unchallenged figure that 3,500 tons of arms have been shipped in by way of Croatia with the assistance of the CIA, funded by the Saudis, funded by the Qataris, going almost exclusively to the more jihadist groups,” the former international high representative for Bosnia said in a debate.
      “I know where those weapons are coming from. They are the weapons left over from the Bosnian war. They are being shipped out in large measure through Croatian ports and airports and I can tell you they are making vast sums for corrupt forces in the Balkans.”
      Lord Ashdown described the rebels as “not a fit and proper collection of people for us to be providing arms to”.
      Britain and France favour arming the rebels, while in a change of policy Washington recently announed it would supply direct miltiary aid to opponents of President Bashar al-Assad.
      http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/middleeast/syria/10153629/Syria-3500-tons-of-weapons-already-sent-to-rebels-says-Lord-Ashdown.html

      Gostar

    • tric0001 permalink
      30 Dezembro, 2013 17:50

      New Record!!!
      .
      “The German government approved weapons exports worth about 817 million euros ($1.84 billion) to six states in the Gulf region in the first six months of 2013. The data was provided by the German Economics Ministry in response to a query by Left Party member of parliament Jan van Aken.
      This year could set a new record for Germany, the world’s third-largest arms exporter.”
      .
      http://www.dw.de/germany-boosts-arms-exports-to-qatar/a-17004637

      Gostar

  15. hajapachorra permalink
    30 Dezembro, 2013 18:07

    Podeis aplaudir ou desancar na pobre Helena, mas uma coisa é certa, ao contrário de um moço muito despachado que começou em 2013 a perpetrar neste estanco, a rapariga, apesar de se dizer ‘jornalista’, escreve sem ofender a gramática.

    Gostar

  16. BELIAL permalink
    30 Dezembro, 2013 18:20

    Ora, tudo vai pelo melhor, no melhor dos mundos possíveis!

    Mesmo não seguindo, o prático aviso panglossiano: “Il faut cultiver son jardin”

    A Lusa Pátria. entre queixas e resmungos, é indestrutível, adapta-se a tudo,

    E sobrevive, porque a grei se adapta, quais ratos, gaivotas e baratas.

    Há 900 anos que não conseguem (nem conseguimos) espatifar-nos.
    Esta a nossa sina e triste fado, desde Terras de Santa Maria.

    Gostar

  17. licas permalink
    30 Dezembro, 2013 20:14

    tric0001 HIPERLIGAÇÃO PERMANENTE
    30 Dezembro, 2013 17:47

    Britain and France favour arming the rebels, while in a change of policy Washington recently announed it would supply direct miltiary aid to opponents of President Bashar al-Assad.
    http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/middleeast/syria/10153629/Syria-3500-tons-of-weapons-already-sent-to-rebels-says-Lord-Ashdown.html
    _____________________

    ESPANTOSO!!!

    Vc. parece muito aflito (ou estou enganado) por o Bashar al-Assad ser deposto, depois de
    não só matar umas dezenas de milhares de Sírios como de arrasar cidades inteiras com aviões, hélios e metralha e ter obrigado a emigrar milhões de compatriotas . .

    ELE HÁ CADA UM . . .

    Gostar

  18. licas permalink
    30 Dezembro, 2013 20:42

    Por muito menos mataram o rei D. Carlos . . .

    Gostar

    • André permalink
      31 Dezembro, 2013 08:09

      É verdade, mas felizmente que agora todos podem votar e já não precisam de pegar em armas, viva a democracia (a tal que a sua geração conseguiu destruir a médio e longo prazo).

      Gostar

      • Manuel permalink
        31 Dezembro, 2013 12:28

        André: Tens toda a razão, a nossa terra não tem qualquer futuro para as novas gerações pelo menos, uns trinta anos. Li as notícias da tua terra e a câmara está como a de Gaia , porca miséria.

        Gostar

      • André permalink
        31 Dezembro, 2013 18:29

        Também as li hoje. Aquilo está bonito está, mas não faz mal, o PSD sabe sempre gerir as contas (e Mafra é um dos poucos concelhos do PSD no distrito de Lisboa, se não me engano, só há mais um ou dois).

        Gostar

  19. RCAS permalink
    31 Dezembro, 2013 13:02

    Para a “fofinha”… extensivo a todos TODOS vocês um bom ano novo apesar do “escavar”!

    Gostar

    • 31 Dezembro, 2013 21:57

      RCAS,

      Pela parte que me toca, muito, muito Obrigado e já agora vou roubar o video porque todos os Alentejanos tem o seu lado africano.

      Um Grrande 2014
      Abraço

      Gostar

  20. licas permalink
    31 Dezembro, 2013 14:09

    Tric0001:
    Se continuar a ler a Assad-propaganda ficará *liru* em pouco tempo.
    E NÂOI É QUE o PUTIN (ex-PIDE dos soviéticos) não enviam armas-
    e estas não são simples metralhadoras- para ajudar o apagamento
    das cidades Sírias pelo *impoluto* Assad que *ainda não entendeu*
    que é odiado pela maioria seus concidadãos?

    Gostar

  21. licas permalink
    31 Dezembro, 2013 17:30

    André HIPERLIGAÇÃO PERMANENTE
    31 Dezembro, 2013 08:09
    É verdade, mas felizmente que agora todos podem votar e já não precisam de pegar em armas, viva a democracia (a tal que a sua geração conseguiu destruir a médio e longo prazo).
    ________________

    Esta sua é tão estupidamente bizarra que não tem resposta: é de animal-humano.
    (Como se eu fosse minimamente responsável ___pela minha geração . . .)

    Gostar

    • André permalink
      31 Dezembro, 2013 18:33

      Mas pelos vistos não conseguiu uma resposta para o facto de apoiar a destruição da social-democracia. Pois, às vezes dá nisto… Não se preocupe, terei sempre em conta que a carapuça lhe serviu na perfeição.
      Quanto a não representar a sua geração, lamento mas discordo. Egoísta q.b., sempre com vontade de destruir o Estado porque o Estado rouba, sem pensar naquilo que o Estado lhe dá, sempre a falar de ditaduras de outros regimes, sem pensar nas ditaduras dos regimes que propõe. Lamento, mas o senhor é o espelho da geração que conduziu este país à miséria.
      Bom ano, se puder.

      Gostar

  22. licas permalink
    1 Janeiro, 2014 10:58

    André
    Verifico que está bêbedo . . .
    Onde se viu que ****** eu quero destruir a Social-Democracia******?
    EU?

    Gostar

  23. licas permalink
    1 Janeiro, 2014 11:53

    Do Wiki:

    A fase “cleptocrática” do Estado ocorre quando a maior parte de sistema público governamental é capturada por pessoas que praticam corrupção política, institucionalizando a corrupção e seus derivados como o nepotismo, o peculato, de forma que estas acções delitivas ficam impunes, devido a que todos os sectores do poder estão corruptos, desde a Justiça, os funcionários da lei e todo o sistema político e económico.
    ______________

    Felizmente estamos tentando passar por cima do Sócrates, em que o Poder Judicial
    ajoelhava perante o FENÓMENO (que * estava em toda a parte* para maravilha
    Almeida Santos) apesar de se aperceber o ranger surdo de alguma *camarilha* do PSD…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: