Skip to content

Isto é muito bom

4 Agosto, 2015

PS confirma que a função pública não terá baixa da TSU

João Galamba defendeu que, no programa do PS, os funcionários públicos já serão beneficiados com a devolução dos cortes salariais.

Afinal havia uma maneira simples e constitucional de baixar a despesa pública: bastava aumentar os impostos gerais (IRS) e reduzir a TSU aos trabalhadores do privado. O Gaspar era uma amador.

Ah, e a reposição dos salários da Função Pública é um benefício e não a correcção de uma injustiça ou mesmo de uma ilegalidade.

Advertisements
11 comentários leave one →
  1. LTR permalink
    4 Agosto, 2015 11:00

    A opção de Gaspar evidencia a diferença entre governar para promover a indústria, a produção de riqueza e o emprego, e a governação para o partido. Não adianta dar voltas. Esta malta do PS está mentalmente na idade média.

    Gostar

  2. João de Brito permalink
    4 Agosto, 2015 11:13

    Quantos votos vale a FP?!…
    Votar… porquê?!… para quê?!…

    Gostar

  3. 4 Agosto, 2015 11:42

    Tal como me tenho indignado com as imensas excepções (pôr uns contra os outros)feitas pelo actual governo,revolto-me,também, com esta. Mas,deixe-me dizer-lhe,sr Miranda,nunca ,que desse conta,o vi indignado com as primeiras!

    Gostar

    • JoaoMiranda permalink*
      4 Agosto, 2015 13:24

      Eu defendo que se corte mais à função pública. Concordo com a opção do PS.

      Gostar

  4. 4 Agosto, 2015 19:34

    O homem é um mestre… Um mestre!
    De tal maneira que se não fosse vivo tinha de ser inventado.

    Gostar

  5. Diogo Câmara permalink
    5 Agosto, 2015 03:21

    Acabar com a função pública é que seria uma boa medida.

    Gostar

  6. 5 Agosto, 2015 10:05

    Pois… até agora acusava-se o Governo de colocar os funcionários públicos a pagar a crise, agora já sabemos que com Costa esta deixa de ser paga por este grupo profissional, que vai passar apenas a financiá-la.

    Gostar

    • 6 Agosto, 2015 10:54

      Considerando que o ordenado médio dos FP é 50% acima dos do privado e que os primeiros constituem 20 a 25% da nossa força laboral (dependendo apenas dos critérios de considerar o que é funcionário público), os funcionários públicos são em muito causa da dita crise. São parte do problema.

      Se 2 em 3 se despedisse e fosse trabalhar para o privado teríamos menos problemas e mais soluções. Se esses optassem por imigrar, não teríamos soluções, mas seriam definitivamente menos os problemas.

      Gostar

      • 6 Agosto, 2015 10:55

        … por emigrar… gralha idiota.

        Gostar

      • 6 Agosto, 2015 13:15

        Não foi essa a questão que levantei, embora nalguns aspetos até concorde, o que salientei, é que depois de 4 anos a acusarem que o Governo punha os funcionários públicos a pagar a crise, Costa, por portas travessas, já entrou na mesma via, aquele céu azul dos cartazes afinal é negro, só há é cobardia para não dizer as coisas claras.

        Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: