Skip to content

Esganiçando no tribunal

24 Março, 2016

Pelo que consigo perceber, a comissão de igualdade de género (que treta é esta, quem paga esta fantochada e quem é o imbecil disposto a identificar-se como membro de uma aberração parola deste calibre?) acha que caracterizar esganiçadas como esganiçadas é um caso de tribunal. Vai-se a ver, o problema é o professor Arroja não ter mencionado os esganiçados, que também existem no Bloco e, arrisco-me a dizer, na comissão de igualdade de género.

Fiz uma pausa antes de escrever este parágrafo e fui mesmo verificar: são esganiçadas; pelos vistos, até a parolice da comissão de igualdade de género sabe que são esganiçadas, uma vez que identificaram certas e determinadas pessoas como sendo os alvos, a saber, Catarina Martins, Mariana Mortágua, Joana Mortágua, Isabel Pires e Sandra Cunha. A Isabel e a Sandra não conheço, não posso opinar sobre o grau com que esganiçam; as outras, bem, conheço e considero que esganiçam menos desde que foram devidamente alertadas para o esganiçar em roda livre anterior à opinião (sublinho, opinião) que Pedro Arroja exprimiu.

Advertisements
98 comentários leave one →
  1. JgMenos permalink
    24 Março, 2016 19:01

    Soltar vozes ou gritos agudos e desagradáveis(“esganiçada”, in Dicionário Priberam)

    Donde se conclui que sendo opinião, pode tão só ser condicionada por uma mera sensibilidade musical – onde mais alargada liberdade pessoal de avaliação?
    A comissão é seguramente constituída por idiotas para ir a tribunal ouvir dizer: St. juíz, sou mais para o lado dos sons graves…

    Liked by 1 person

  2. 24 Março, 2016 19:11

    E velha também se esganiçou para ir a tribunal

    AHHAHAHAHAH

    Gostar

  3. procópio permalink
    24 Março, 2016 19:16

    Falar nessas gajas é tempo perdido.
    Se fossem mais coerentes e convivessem mais de perto com os seus amigos isis.
    Se não se limitassem a regurgitar sobre a austeridade e o capitalismo.
    Então sim, teriam a chance de abraçar esse grande lider Al-Baghdadi.
    Ele exige, exigir também é um verbo muito esquerdista, circuncizar todas as mulheres para evitar a imoralidade e promover atitudes islâmicas entre os muçulmanos.
    A decisão foi tomada por Baghdadi como um “presente” para as pessoas em Mosul, mas não vejo inconvemniemte que se estenda ao sector progressita da central de negócios.

    Liked by 1 person

    • Carlos Guerreiro permalink
      25 Março, 2016 09:45

      Basta reproduzir em tribunal o que as “alegadas” esganiçadas foram dizendo do Cavaco presidente. Estas radicais, versão esganiçada, insultam tudo e todos, mas que depois ofendem-se fácilmente…

      Liked by 2 people

  4. 24 Março, 2016 19:23

    Uma coisa é certa- desta alcunha já não se livram.

    Liked by 2 people

  5. 24 Março, 2016 19:42

    engraçado como os progressistas da esquerda “tolerante”, quando lhes cai a máscara, mostram todos os tiques da intolerância e perseguição que na verdade os caracteriza. Passam a vida a defender os terroristas e a liberdade de expressão que estes usam e abusam para denegrir o ocidente e a nossa cultura, mas acendem logo as fogueiras ( seja nas redas sociais seja nos tribunais ) para queimarem quem eles não consideram como dignos de praticar a liberdade de expressão.

    Liked by 1 person

  6. 24 Março, 2016 19:50

    O que é impressionante é esta loucura da lei em que até se inventa uma treta de género quando bastava dizer-se que era insulto.

    Se ele tivesse chamado àquela malta mongalhada, que raio de crime “discriminatório” é que a mongalhada ia inventar

    Gostar

    • lucklucky permalink
      25 Março, 2016 02:44

      O que é impressionante é que o CDS e PSD não tenham nada a dizer sobre a existência de uma Comissão de Igualdade de Género.

      E fiquem calados contra lawfare da extrema esquerda. Porque isto é puro lawfare.

      Liked by 1 person

      • 25 Março, 2016 10:11

        A dita comissão é constituída pela inefável Catarina Marcelino, esganiçada mental e ortográfica. Aposto que foi ela que, em conluio com as genéricas correligionárias de género, decidiu mandar acender as fogueiras. Ah, ah, bruxas dum cacete!

        Liked by 1 person

      • 25 Março, 2016 11:25

        Pois se já tinham ministério para igualdade de género no novo governo que nem chegou a acontecer!

        Gostar

      • 25 Março, 2016 12:25

        “Pois se já tinham ministério para igualdade de género no novo governo que nem chegou a acontecer!”

        A sério?! Jasus! Estamos mesmo lixados e mal pagos! Infestação total!! Já não tem limpeza possível, nem com creolina… somos controlados pela “elite” mais impreparada e asquerosa de sempre. Arre!

        Gostar

  7. Manuel permalink
    24 Março, 2016 19:50

    Vale a pena ver como se criam postos de trabalho, recomendo uma visita ao site da comissão para a cidadania e igualdade de género, por acaso pendurada na presidência do conselho de ministros. Tem um organograma e vejam as actividades desenvolvidas! Não há reforma de Estado possível neste atoleiro de inutilidades que, já vêm dos governos anteriores. Temos de ir às origens, as bloquistas são utilizadas para justificar orçamento. Espero que o juiz não incomode o professor Arroja.

    Liked by 1 person

    • 24 Março, 2016 19:54

      Se até o governo do Passos Coelho- o que nem chegou a existir, também já tinha um ministério de igualdade de género.

      Eu não entendo esta febre. Dá ideia que existe regressão das espécies e que nunca houve tanta estupidez à solta e generalizada como agora.

      Há-de ser de não terem feito como eu- vender as televisões.

      Gostar

      • 24 Março, 2016 21:41

        Não consigo perceber uma pessoa que diga, “olá, eu trabalho na comissão de igualdade de género”. Prostituição parece-me mais digno.

        Liked by 3 people

    • 24 Março, 2016 19:55

      Se for uma juíza esganiçada até é bem capaz de também aproveitar a coisa para se esganiçar à boleia

      eheheheh

      Falta de virilidade na sociedade é o que é.

      Tudo entregue a amélias e a esganiçadas armadas ao pingarelho e com demasiado poder.

      Gostar

  8. procópio permalink
    24 Março, 2016 19:51

    Zazie, da alcunha não se livram, o problema é saber como nos vamos livrar delas.
    A infiltração no aparelho de estado é total
    http://observador.pt/2016/03/24/louca-ex-membro-da-ongoing-grupos-trabalho-do-governo-esquerda/

    Liked by 1 person

  9. 24 Março, 2016 19:51

    mongalhada é de que género?

    ehehehehe
    Isto só desacredita a tara que passou a lei e até é bom.

    Desgraçado se ainda leva com 6 meses de cana por dizer o que toda a gente pensa.

    Gostar

  10. licas permalink
    24 Março, 2016 19:55

    As Crianças da Venezuela são induzidas pelo Governo a esganiçarem-se:
    Não somos yanques, estamos com Chávez, Evo e Fidel . . .
    Coisa que mesmo sob o Salazarismo, em miúdo foi obrigado a ter de me esganiçar-me
    com algo como “Com Salazar” ou “Apoio o Estado Novo”. . . .

    Como se vô o Chavismo não é Fascista, quem duvida?

    Liked by 1 person

    • 24 Março, 2016 19:57

      Esganiçaste-te onde, óh velho maluco?

      Nem o meu pai ou a minha mãe se esganiçou por Salazar algum e muito menos os meus avós.

      V.s também gostam de papaguear a cartilha comuna e contam que são os únicos que ainda podem testemunhar mas não são.

      O que disseste é pura mentira.

      Liked by 1 person

    • 24 Março, 2016 21:44

      Nasci depois do Salazar morrer. Nem meus pais nem os meus avós andaram a esganiçar por Salazar. Eu não sei, eles diziam que não. Hoje, desses seis só resta uma. Mas assegura que nunca esganiçou por ninguém.

      Liked by 3 people

  11. 24 Março, 2016 20:00

    Os meus avós nem pela República se esganiçaram.

    Ainda tenho imagens da minha bisavó com o Marquês de pombal e o Afonso Costa de olhos furados.

    Na volta tu és mais um Matusalem da formiga-branca para inventares patranhas dessas.

    Liked by 1 person

  12. 24 Março, 2016 20:02

    Engraçado como até o Marquês de Pombal permaneceu no imaginário das pessoas para que passadas centenas de anos as pessoas continuassem a furar-lhe os olhos.

    Tal foi a raiva que os jacobinos mata-frades deixaram.

    Liked by 1 person

    • licas permalink
      24 Março, 2016 20:42

      zazie
      ______nem sob o Salazarismo______________fui_______
      O Salazarismo__________________DETESTEI-O_______
      e continuo a DETESTAR as pessoas que o aplaudiram-no/aplaudem-no/desculpam-no.
      Até que a conjugação do verbo, foi, fica completamente deslocado do termo que
      pretendi, nem nunca fui.
      A frase agora fica gramaticalmente e logicamente correcta.
      zazi, tenha juízo . . .

      Gostar

      • 24 Março, 2016 20:44

        è pá, não te estiques tanto que ainda ganhas uma tendinite.

        Para se falar verdade é preciso ser-se salazarista ou lá que merda é essa de palavra espantalho?

        Eu não me interessa nada o que tu foste- dá para ver que ainda és parvo e mentiroso.
        Apenas te corrigi a mentira.

        Embrulha-te bem num cobertor “anti-facista” que as noites estão frias
        “:OP

        Gostar

      • 24 Março, 2016 20:45

        A única coisa que fede à distância que és é mija-nos-finados.

        Gostar

      • 24 Março, 2016 20:47

        Como é que fazes essa cena dos traços?

        ehehehe

        Raio do velho que se traça todo.
        Vou experimentar
        _____________________________
        Pronto__________________ já escrevi________________à___________LICAS ____________que raio de nick mais a_____________icado

        Gostar

      • licas permalink
        24 Março, 2016 21:19

        Zazie, ainda dizes que as do BE são esganiçadas?
        Olha bem para ti . . .
        Um erro de escrita que qualquer pessoa com um dedo de testa
        detectaria logo,
        Nem sob_______o Salazarismo
        Mas tu és estúpida, logo, achas-te que eu fui obrigado a …..
        __________Estúpida (se calhar foste de boa vontade e alegria
        às do 1º de Dezembro com a saínha castanha e a blusinha verde
        agitando a bandeir inha das Quinas . .. . )

        Gostar

      • 24 Março, 2016 22:01

        1º De Dezembro?

        Eu fui ao 10 de Junho e levava a mochila de cabedal com o meu lema gravado a negro: “je fais ma loi”

        Andei assim todo o liceu, só para chatear.

        Gostar

      • 24 Março, 2016 22:03

        E ia mais de que boa vontade. Era a melhor aluna em ginástica só para poder ser seleccionada para o 10 de junho. Na primeira fila do estádio, para meter nojo.

        Toda a gente queria ir treinar durante 15 dias em Monsanto. Uma maravilha para se namorar nas moitas
        “:OP

        Gostar

      • 24 Março, 2016 22:07

        E recusei-me sempre a fazer ginástica com aquelas coulottes e saias até ao joelho. Só de maillot. Isto no Raínha Dona Leonor, logo no primerio ano.
        Nunca me impediram. Se não deixassem não arrecadava medalhas para o liceu
        ehehe

        E fui ao 10 de junho já no colégio Académico, usando uma micro-saia a vers-e as calcinhas.
        O lenço de burra que era para levar na cabeça, ateio ao pescoço.

        E estive assim na primeira fila. Acho que deu na televisão e via-se bem que era eu vestida assim, só para chatear.

        Nem com Salazarismo algum alguém mandou em mim, ia ser agora esta cambada de amélias a impedirem o quê
        “:OP

        Gostar

      • 24 Março, 2016 22:41

        , achas-te que eu fui obrigado a …..(Licking)

        Q remédio 😛

        Gostar

      • 24 Março, 2016 22:43

        achas-te a ti próprio muito mal. Nem dás contigo e muito menos com os tempos verbais

        Gostar

  13. Baptista da Silva permalink
    24 Março, 2016 20:11

    Encontrei os Orçamentos de 2007/8, são uns milhões para o lixo, desçam até à ultima página e vejam os milhões a tilintar:

    https://www.parlamento.pt/OrcamentoEstado/Documents/oe/2008/notas_explicativas/MP_CIG_OE2008.pdf

    Gostar

    • Manuel permalink
      24 Março, 2016 21:47

      Boa ajuda. No ano de 2008, num orçamento de 13 milhões, quase 8 milhões foram verbas comunitárias sacadas e gastas nestas inutilidades. Como podíamos ter convergência e coesão europeia? Estes gastos não são diferentes das rotundas, ginásios no interior deserto, aeroporto de Beja, etc. Porca miséria, mas a afirmação do professor já deu para iniciar o destapar deste monstro tão acarinhado pelo sr Passos, até subiu a ministério.

      Liked by 1 person

  14. Juromenha permalink
    24 Março, 2016 20:32

    Só numa sociedade efeminada este putedo ainda é ( ou parece que é ) levado a sério.
    Mas esta cambada nem noção do ridículo tem?
    A ver o que diz a “justiça” do torrãozinho de açúcar…

    Gostar

  15. licas permalink
    24 Março, 2016 21:47

    Zazie: não há pessoas mais detestáveis, por anti-sociais, do que aquelas
    convencidas de que têm sempre razão, sem excepção, no que dizem ou fazem. . . .

    Liked by 1 person

  16. manuel branco permalink
    24 Março, 2016 21:48

    há pior que as esganiçadas, muito pior.

    as lésbicas, o pior que Deus deitou ao mundo.

    Os estafermos cinquentões de voz grossa, no geral ou divorciadas, no terceiro casamento ou numa relação algures entre nada e coisa nenhuma, na espera da próxima – as coisas a que um tipo fora de prazo se sujeita para aliviar as hormonas. Esses estafermos merecem tudo: o divórcio, a ida às meninas…Apenas uma precaução: nunca casar com elas. Arreganham o dente e a fechadura da porta mudou.

    e, claro, o arroja é o que é, um patusco tripeiro. até tem sotaque.

    Gostar

  17. licas permalink
    24 Março, 2016 22:47

    pois muito bem, Zazie.. Eu também recusei-me a vestir a tal farda:
    malgrado a insistencia do Arvorado em Comandante de Castelo
    em adquiri-la..
    Sim esse mesmo que se tornou (tantos anos depois) num revolucionário
    do 25 de Abril.
    Se não retirares todos os epítetos que me dirigiste : I´ll not forget, never ever.

    Gostar

    • 24 Março, 2016 22:56

      Vai corrigir o erro e deixa-te de mariquices
      “:OP

      Gostar

    • 24 Março, 2016 23:22

      Sim, já percebi que querias dizer que nem sob o salazarismo foste obrigado a não sei quantos. Escreves com aquela parafernália toda de tracinhos que nem dá para ler.

      Só reparei no verbo- de particípio passado passou a reflexo.

      Gostar

  18. licas permalink
    24 Março, 2016 23:15

    Não sou “esperto” em matéria de Net.
    A “garantia” está em toda a minha história aqui.
    Não pode ser sequer manchada por um erro gramatical.
    I´m sure . . .Não te retratas de que a tua interpretação saiu ao invés o que disse, ou queria dizer.
    Já lavrei a “sentença”:. Ponto final.

    Gostar

    • 24 Março, 2016 23:17

      òh. Palerma nem sabes qual foi o erro
      “:OP

      Gostar

    • 24 Março, 2016 23:18

      Diz lá- vá. diz lá qual foi o erro
      ehehe

      Gostar

    • 25 Março, 2016 00:10

      Está calado e não te armes em ranhoso que quem insultou e foi besta foste tu.

      Escreveste esta merda: «Mas tu és estúpida, logo, achas-te que eu fui obrigado a …..»

      Aposto que continuas sem saber onde está o erro.

      Gostar

  19. 24 Março, 2016 23:16

    todos os partidos tugas têm as suas esganiçadas prontas a intervir conforme as “matérias”.
    Sabe-se como é: As esganiçadas do “meu” partido são decentes; as do teu partido são insuportáveis.
    Ao PArroja também não lhe falta nadinha para esganiçamentos ocasionais — mas acertou em cheio no caso das bloquistas.

    Gostar

    • 24 Março, 2016 23:23

      Por acaso nem estou a ver em todos os partidos andarem mulheres sempre a acusar meio mundo e de punho erguido.

      Só por coisas. É tique de revolucionárias.

      Liked by 1 person

      • 24 Março, 2016 23:29

        Não me referi à necessidade de erguer punho esquerdo ou direito para se ser uma política esganiçada.

        Gostar

    • 24 Março, 2016 23:24

      O tom esganiçado remete-se a essa imagem em indignação e acusação permanente.

      São assim. O Galamba até é a mais esganiçad@ del@s tod@s

      Liked by 2 people

      • 24 Março, 2016 23:31

        O Galamba é insuportável também pela vaidade e pedantismo.

        Gostar

    • 25 Março, 2016 00:12

      Não seja parvo. Punho é uma maneira de dizer.

      O tom é sempre o da “denúncia”, para “desmascarar a hipocrisia”; a revolta e a indignação com qualquer treta acessória, porque em relação ao que devia indignar até apadrinham, e coisa sempre de protesto, de manif, de militância histérica e priáptica.

      Liked by 1 person

  20. 24 Março, 2016 23:27

    Amanhã, segundo aconselhamento divino, não se deve comer carne. Ainda hoje vou telefonar ao padre da freguesia para lhe perguntar se posso “comer” a carnunça duma “igualdade de género” (humano) nem que seja numa rapidinha.

    Gostar

    • 24 Março, 2016 23:31

      Por S. Gobriano- se ele souber um pouco de tradições pascais até o incitava a banquete com salsichas para acompanhar o risus pashcalis

      Gostar

  21. Arlindo da Costa permalink
    24 Março, 2016 23:30

    O Arroja, para além de esganiçado, morcão e meia-foda, é um paneleiro. Ponto parágrafo.

    Gostar

  22. 24 Março, 2016 23:41

    Porra, o padre acaba de dizer-me que amanhã não se deve sequer tocar em qualquer espécie de carne.
    Ainda perguntei-lhe: “então, nem uma rapidinha ?”
    — Não ! Só a partir das 00:01 de Sábado !
    — 00:01 ?
    — Isso, se cumprir não peca. Tem de respeitar a igualdade de género.

    Gostar

  23. licas permalink
    24 Março, 2016 23:43

    Primeiro vai p´ra puta que te pariu

    Escrevi:
    [Coisa que mesmo sob o Salazarismo, em miúdo foi obrigado a ter de me esganiçar-me
    com algo como “Com Salazar” ou “Apoio o Estado Novo”]

    Deveria ter escrito:
    Coisa que mesmo sob o Salazarismo, em miúdo nunca fui obrigado a ter de esganiçar-me
    com algo como “Com Salazar” ou “Apoio o Estado Novo”]

    (ao contrário da Argentina, não da Venezuela.)

    Está assim bem?
    O que insisto é que o sentido da frase nunca abrigaria um “foi” .Só um burro
    seria incapaz de não perceber o sentido

    . . . .

    Gostar

    • 25 Março, 2016 00:13

      Deverias era saber conjugar verbos.
      Essa de escrever: « Mas tu és estúpida, logo, achas-te que eu fui obrigado a …..» é de cabo de esquadra.

      Gostar

  24. 24 Março, 2016 23:50

    Mocidade Portuguesa: o melhor que obtive foi algumas das tais nos acampamentos; ia mostrar a Natureza às raparigas e zás ! Nas moitas, a lição.
    E phodia o salazarismo doutro modo.

    Liked by 1 person

    • 25 Março, 2016 00:07

      O único outro modo que conheci foi na faculdade e tinha a ver com a censura. O resto, ao lado, nunca me incomodou minimamente e só agora lhe dou até valor que na altura não dava.

      Gostar

      • 25 Março, 2016 00:24

        Quando muito novo e em dois anos seguidos no mesmo evento (não político), o Américo Thomaz premiu carinhosamente o polegar e o indicador na minha cara. Lembro-me bem, era um tipo simpático vestido de branco, o “senhor presidente”.
        Hoje, sempre que me lembro do sonso Chefe de Estado, lavo imediatamente a cara, toda, porque não sei qual a bochecha “privilegiada”.

        Gostar

      • 25 Março, 2016 00:26

        As filhas tratavam o meu avô por papá.

        Gostar

      • 25 Março, 2016 00:28

        A minha tia ainda contava há uns anos como emprestou umas luvas a uma delas para um baile. tinha uma das luvas sujas e não ia a tempo de limpar e pediu emprestada porque era um disparate gastar dinheiro em luvas novas.

        Era engraçado alguma “dama” das de hoje lembrar-se disto, era.

        Gostar

      • licas permalink
        25 Março, 2016 00:50

        ________não havia corrupção no Governo::: ai do Jornal que tal apontasse
        ________o Governo nunca por nunca ser fazia disparates,
        ________da Guerra em África, quem duvidasse abertamente da sua utilidade ou
        ________legalidade estava em maus lençóis,(os esganiçamentos eram no lar)
        ________livros proibidos (estrangeiros, ou nacionais) só metendo uma cunha ao empregado ou proprietário da Livraria.E era preciso ser-se de total confiança, não
        fosse estar-se a fornecer a PIDE de prova de desobediência
        ________”esganiçar” um Viva a República dava detenção e visits à Esquadra da Polícia.
        ________falar ao ouvido do amigo era a norma em qualquer mesa de Café,
        ________depois, as palavras cifradas: O Zé dos Bigodes (Stálin),, o Botas (Salazar)
        ________as piadas de duplo sentido das Revistas à Portuguesa,e dos Filmes, do Vasco Santana, do Costinha,
        ________Vais a França? Trás-me isto, isso e aquilo de livros proibidos cá.
        ________ filmes em que os “pulos” que notava-nos teriam que ser por nós preenchidos usando muita imaginação.
        . . .

        Gostar

  25. licas permalink
    24 Março, 2016 23:57

    Para quando, se fará Justiça?

    . . . ocorreram 14.000 execuções por fuzilamento em Cuba até o final de década de 1960.

    Gostar

    • 25 Março, 2016 00:14

      É uma quantidade impressionante e por mim desconhecida, se desde a deposição do Fulgêncio até 1961.

      Esqueça a justiça sobre esse caso. Pode esperar sentado na muralha com Miami ao fundo. A melhor justiça que pode haver após tantos anos de sofrimentos, são as consequências duma “abertura” política e partidária, vivência democrática e Liberdade.
      Cubanos: um dos povos que mais me cativaram. Merecem o melhor !

      Gostar

  26. licas permalink
    25 Março, 2016 00:10

    Não é uma excelente ideia esta de:
    _____1) Eliminar os adversários políticos,
    _____2) “Acalmar os ânimos” a quem pense pôr em causa a tal Revolução?

    Quem será tão “doido” que se esganice contra a Dinastia Castro?

    Gostar

    • 25 Março, 2016 00:32

      Note, se quiser: Obama foi fundamental para começar a haver “abertura” em Cuba, rumo a uma vivência em liberdade, embora total não se consegue prever quando mesmo após o desaparecimento dos irmãos Castro.
      Outro evento decisivo: o concerto dos Rolling Stones dentro de dias.

      Gostar

      • licas permalink
        25 Março, 2016 01:05

        Estou um pouquinho menos optimista, sabe?
        E depois, o bombardeio de propaganda anti-capitalista da Esquerda Latino-Americana dá poucas hipóteses ao Obama em prol da Democracia Pluralista.
        Mesmo que resulte vai demorar decénios e decénios, se não me engano. . . .
        Sabe, eles desde criancinhas estão sendo ensinadas que a Europa e a Gringolândia são os verdadeiros e únicos inimigos do Povo..
        Desaparecimento dos Castros? Está certo de que não se encontrarão seguidores dentro da mesma linha? Veja o caso Chávez-Maduro, Lula da Silva- Dilma. . . . . .

        Gostar

      • lucklucky permalink
        25 Março, 2016 02:54

        És mesmo totó MJRB, Obama foi a Cuba legitimar o poder de Castro.

        Gostar

  27. 25 Março, 2016 00:40

    Zazie,

    hoje iam imediatamente num táxi ou no pópó do Estado a uma loja chique comprar não um mas dois pares de luvas para a eventualidade de sujarem (ou suarem) sequer a pontinha duma luva.
    E no caminho compravam umas camisinhas numa farmácia para ternuras e tremuras pós bailarico.
    Forreta como era, agora percebo quem fornecia luvas brancas ao AThomaz através das filhas: a sua tia…

    Liked by 1 person

    • 25 Março, 2016 00:43

      ehehe Foi só empréstimo a uma das filhas.
      Mas essa geração era naturalmente forreta e honesta.

      Mete impressão como esse povo desapareceu.

      Gostar

      • 25 Março, 2016 00:53

        Desse “povo” a maioria já pifou; restam os que não têm cheta, os remediados, mas também uns quantos que se renderam aos privilégios proporcionados pela boa ou muito boa massaroca.
        Quem não gosta duma boa viagem ou de se banquetear no Fouquet’s ?

        Gostar

      • 25 Março, 2016 00:58

        Era um ethos geral. Não tinha a ver com classes sociais.

        Era um modo de ser. Uma questão valorativa que desapareceu.

        Hoje até se diz-” vergonha não é roubar, é ser-se apanhado”.

        Mas isso fica e transmite-se. Felizmente. Em menor escala mas lá se vai transmitindo.

        Gostar

    • 25 Março, 2016 00:44

      Ser-se honesto era um virtude. isso e dar a palavra.
      A minha família tinha negócio a que ia o Estado Novo inteirinho pela fama de serem completamente honestos.
      Engraçado como se fazia clientela do modo oposto ao que se faz hoje.

      Gostar

      • 25 Março, 2016 00:58

        “Dantes” oferecia-se um jantar ou um almoço com gosto. Desde há uns bons anos “não há almoços grátis” !
        Hoje, ser-se honesto, honrado, não mentiroso, não interesseiro, é motivo de chacota, mesmo por parte de desgraçados…que apreciam desonestos, mentirosos, interesseiros. Impressionante constatar a inveja que pobretanas (vários tipos de pobreza) têm por vígaros.

        Liked by 2 people

      • 25 Março, 2016 01:04

        Sim- essa do “não há almoços grátis” é neotonta e irritante.

        Gostar

    • 25 Março, 2016 00:46

      Ter-se “bom-gosto”- como se dizia, e ser-se honesto nos negócios.
      Fazia-se uma casa por várias gerações com estes atributos.

      Um mundo que acabou.

      Gostar

      • 25 Março, 2016 01:05

        Conheci um comerciante e político todo pró-Salazar, que fiava mercadorias a muita população local e da região. Assentava num livro, as pessoas pagavam conforme prometido e quando podiam. Se faltavam ao pagamento, esperava. Por exemplo, muitas casas foram erigidas assim.
        Após o 25 de Abril foi perseguido. Fui dos poucos –raríssimos– “comunistas” assim alcunhado, que o defendeu publicamente.
        Até a mim me vendeu umas coisinhas com pagamento faseado…
        Ele acreditava na palavra de honra.

        Gostar

    • 25 Março, 2016 01:01

      Não me dei bem conta de quando desapareceu o valor da honestidade e da palavra honrada.

      Mas foi desaparecendo com as consequências de Abril.
      Há coisas que ainda hoje me incomodam e que se tornaram hábito normal- a balda sem sequer ser preciso justificação.
      A facilidade com que as pessoas faltam aos compromissos e nem um telefone fazem a avisar.

      Gostar

      • 25 Março, 2016 01:10

        a balda, o não cumprimento de horários, o passa-culpas para o parceiro do lado, o roubo sem reconhecimento do erro, o facilitismo em quase tudo. enfim…

        Gostar

    • 25 Março, 2016 01:03

      Nas compras e vendas online dou-me conta que é mais fácil apanhar com aldrabões e vigaristas por cá e por África do que com ingleses.
      Compro muita coisa online (e também vendo alguma) e a experiência pior é sempre tuga. Duma desfaçatez que mete impressão.

      Gostar

      • 25 Março, 2016 01:12

        Exacto.
        Uma elevada quantidade dos tugas vivem do, e exibem o chico-espertismo…

        Gostar

  28. 25 Março, 2016 01:14

    E os brasileiros não se ficam atrás dos tugas chico-espertos…

    Muito eu me ri ao ouvir o Lula a agradecer à presidentA do Brasil o envio do papel para a nomeação: “Obrigado querida”…

    Liked by 1 person

  29. licas permalink
    25 Março, 2016 01:22

    O tempora o mores” Cicero
    Há mais de 2000 anos . . .
    Na aniquilação da classe média poder-se-á encontrar a causa, ou talvez não.
    As fabriquetas, os artesãos, o comércio de retalho, deixaram de ter relevância económica.
    Agora produz-se à bruta para ser consumido na hora.

    Gostar

  30. licas permalink
    25 Março, 2016 01:31

    MJRB PERMALINK
    25 Março, 2016 01:05

    Era muito comum na Lisboa dos anos 40-50, a “conta”.
    Senhor João, ponha na conta. . . E havia uma razão, o operário .
    recebia a “féria” ao Sábado, a conta, do merceeiro. padeiro, … eram
    pagas semanalmente.

    Gostar

    • 25 Março, 2016 02:24

      Exacto. A “féria”, a “jorna”…
      Nesses tempos (anos 1960-70) eu recebia a “semanada” dos papás, da qual reservava sempre X, todas as semanas, para comprar o que então me proporcionou abertura, conhecimento para o mundo social e político: a “Vida Mundial”, censurada qb. O puto comprava aquela revista…

      Gostar

  31. Arlindo da Costa permalink
    25 Março, 2016 02:04

    É preciso levar aquele excremento de homem – um tal Arroja com cara de beduíno – ao tribunal.

    Gostar

    • 25 Março, 2016 02:28

      Deixe lá o PArroja em paz ! O homem sente-se bem assim, de quando em quando estouvado, quezilento, cheio de toda a razão, genial, reconhecido publicamente…
      Mas não deixa de ser um fulano com alguma piada.

      Gostar

    • lucklucky permalink
      25 Março, 2016 03:01

      Um Comuna precisa sempre de destruir a cultura do outro.

      Liked by 2 people

  32. licas permalink
    25 Março, 2016 06:32

    A “Lógica” Socialista à solta no Governo de Maduro

    ____Problema1:: Deficiente abastecimento de água nos domicílios

    Solução racional : Procurar captações novas,
    Solução Socialista : “educa-se” o Povo a usar o duche apenas por 5 minutos

    ____Problema 2 : Faltam víveres

    Solução racional : Dá-se liberdade aos agentes económicos, armazenistas e retalhistas, de procurarem abastecer-se mesmo no estrangeiro
    Solução Socialista : Num dia pescam-se algumas centenas de toneladas de sardinha, vai uma procissão de camionetas a abarrotar. A televisão dá o Maduro encabeçando o desfile. O peixe vai ser vendido ao preço do custo. Todos abençoam o regime que abasteceu o Povo, NAQUELE DIA. (ninguém se deu conta que ficou tudo na mesma. . .)

    ____A propósito: O Avante em letras garrafais pretende “controlar a Banca” , o 1º Ministro parece não estar pelos ajustes. Irá ser Nacionalizada, que é o haxixe de toda a Esquerda?
    Estamos curiosos.

    Gostar

  33. licas permalink
    25 Março, 2016 06:52

    A perversidade vem de que o Povo em vez de ser soberano (como reza todas as
    Constituições) acaba moldado e inerme aos ditames da ideologia dominante.
    ____________É aqui que reside o perigo mortal do Socialismo.
    Em Cuba, então, o terror atinge à própria segurança do indivíduo: cadeia para os
    “desavindos” do regime.
    O Raúl blasonando a um jornalista estrangeiro: se me der a lista de presos políticos eu
    vou libertá-los ainda hoje.
    Mas que excremento em forma de gente . . .

    Gostar

  34. procópio permalink
    25 Março, 2016 10:10

    Bom dia zazie! Se não existisse uma zazie teria que ser inventada.

    Gostar

  35. Arlindo da Costa permalink
    25 Março, 2016 12:24

    Tanta intelectualização da banalidade e tanta importância dada a um pigmeu como é esse Arroja. Um asco esse coisa reles.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: