Skip to content

um pobre ministro

29 Maio, 2016
by

16399390_jEb1tUm ministro da educação costuma salientar-se pelo número de escolas que, no exercício do seu mandato, abriram.

Tiago Brandão Rodrigues será conhecido como o ministro da educação do regime democrático que mais escolas mandou fechar.

Como o seu programa é meramente ideológico, imposto, sim imposto, por uma visão de luta de classes entre «público» e «privado», pelo verdadeiro dono da educação deste governo, o comunista Mário Nogueira, que em tempos vimos justamente hostilizado pelo PS, convém que o imberbe «ministro» tenha presente a seguinte norma constitucional: «O Estado não pode programar a educação e a cultura segundo quaisquer directrizes filosóficas, estéticas, políticas, ideológicas ou religiosas» (artigo 43º, nº 2).

Ora, Brandão Rodrigues não impediu a abertura de novas escolas privadas. Mandou fechar escolas que já existiam, estavam em funcionamento, atendiam milhares de alunos e empregavam milhares de pessoas. Fê-lo exclusivamente por motivos ideológicos, em flagrante violação da Constituição. É isso que terá de ficar no seu currículo. Para memória futura.

Anúncios
101 comentários leave one →
  1. 29 Maio, 2016 17:06

    “Tiago Brandão Rodrigues será conhecido como o ministro da educação do regime democrático que mais escolas mandou fechar.”
    .
    Ah ah ah ah ah….. a sério… ah ah ah ah ah ! ! ! ! !

    Gostar

      • Bolota permalink
        30 Maio, 2016 15:31

        Depois de uma manif. enorme e uniica no mundo, nem uma palavrinha??? O Cristas ainda vai caindo no ridiculo, Passos e seus acolitos deixaram cair o assunto.
        A posiçã dos nossos Bispos é simplesmente portuga, ao contrario do Papa Chico.

        Vá lá uma palavrinha

        Gostar

      • 30 Maio, 2016 19:10

        “Uma sala vazia custa zero (bola, diria outro) e isso não determina qualquer “disponibilidade” da escola pública para receber mais alunos. Os custos da Educação são basicamente custos de pessoal (90%) consistindo as restantes despesas, as correntes, que nem existem se os alunos ali não estiverem…”
        .
        Então vejamos: contratar dois professores por turma custa cerca de 42 000€, mais 15% (generoso, heim…) totaliza 48 300 €/ano por turma.
        .
        Bem mais barato que os contratos de associação, certo?

        Gostar

  2. 29 Maio, 2016 17:07

    “Imberbe” ?!?
    .
    Então é melhor mudar a foto….
    .
    Mais uma vez:
    .
    Ah ah ah ah ! ! ! !

    Gostar

  3. 29 Maio, 2016 17:08

    “Mandou fechar escolas….”
    .
    Quais?!

    Gostar

  4. 29 Maio, 2016 17:14

    Ainda não foi desta vez que foram às Fundações ou às PPPs, porque será?…

    Gostar

    • Manuel permalink
      29 Maio, 2016 17:34

      Nem vão. O ministro Gaspar ainda arranhou um pouco, mas percebeu que este “sítio” não se governa nem deixa governar e regressou à sua vida académica e profissional. E os observatórios(150)? Ainda agora a Ministra da Justiça, Francisca Van Dunem anunciou a abertura de mais um: Observatório para a Justiça Económica. Não sei se o anunciado pelo Ministro Pires de Lima, em 14 de Abril de 2015, Observatório de Investimento entre Portugal e Angola já iniciou funções. Felizmente que o Professor Marcelo vai na próxima semana à Merkel com um baraço ao pescoço e salva-nos.

      Gostar

    • 29 Maio, 2016 17:41

      Portanto, os últimos que lá estiveram 4 anos, com uma maioria e um presidente, não foram às fundações nem às ppp e estes em 6 meses já deveriam ter fechado tudo…
      .
      É mesmo isso?

      Gostar

      • 29 Maio, 2016 18:59

        Tens fraca memória…já te esqueceste do bruá que foi na altura contra os cortes nos subsídios às fundações.

        Gostar

      • José7 permalink
        30 Maio, 2016 10:08

        Ainda não foram e já passou 1/8 do legislatura. Quanto é que valem as PPPs a mais do que os contratos de associação? 8, 80, 800 vezes mais?… Bando de chulos, deviam ser todos pendurados pelo pescoço depois de lhes termos nacionalizado o património.

        Gostar

  5. bintoito permalink
    29 Maio, 2016 18:11

    Brandalho

    Gostar

  6. Luís permalink
    29 Maio, 2016 18:29

    As fundações e as PPPs têm muitos, mesmo muitos aventalinhos…

    Só um Salazar é que mexeria nisso, ou um Trump à portuguesa.

    Liked by 1 person

  7. Luís permalink
    29 Maio, 2016 18:29

    E as IPSSs também estão cheias de aventalinhos… e de xuxas, muitos xuxas…

    Gostar

    • Manuel permalink
      29 Maio, 2016 18:52

      Se não mexerem nas IPSS e na Saúde comprova-se que isto foi um acto voluntarista do Ministro da Educação e o Costa não o quis desautorizar, por pressão do BE, PEV e PCP. Esta situação de os privados na educação terem rendas garantidas já tem décadas. O ministro como esteve muito tempo no estrangeiro não sabia que o” polvo centrão” tinha capturado o aparelho do Estado e atacou um ninho de vespas asiáticas.

      Gostar

  8. 29 Maio, 2016 18:32

    Completamente. É a paranoia da luta de classes. Para essa luta o que importa é estreitar o leque para que fiquem apenas os ricos mais ricos contra os pobres mais pobres.

    Os restantes são os sacanas dos colaboracionistas que estragam a vida aos apparatchiks

    Liked by 1 person

  9. Luís permalink
    29 Maio, 2016 18:34

    A minha posição sobre as Fundações é simples.

    Ou têm recursos próprios para se financiar, ou não existem.

    Se prestam serviço à comunidade, não devem pagar impostos. Em casos esporádicos até aceito que alguns dos seus fundos sejam públicos, mas só em casos muito esporádicos e de serviço notoriamente importante para o país. E esse financiamento deve ser sempre uma reduzia percentagem do financiamento total da instituição.

    O trabalho dos Observatório pode ser feito por outros organismos públicos. Devem ser todos extintos sem excepção

    As Comissões de Igualdade, gays, e afins, todas essas causas sociais devem ser pagas por quem as defende.

    As associações devem viver de quotas. Admito também que não paguem impostos quando prestem serviços à comunidade e que em casos muito, muito excepcionais recebem apoios directos e indirectos. Mas tudo muito controlado.

    As autarquias compram votos dando milhões todos os anos a associações locais, recreativas, columbófilas, caçadores, pescadores, sociais, etc. É uma loucura.

    No dia que as Fundações, associações e IPSSs viverem de recursos próprios seremos um país mais democrático, mais livre e mais rico.

    Liked by 1 person

  10. 29 Maio, 2016 18:35

    Rui A.,

    Vc. discorda de algumas decisões deste ministro. Eu também discordo.
    Mas ele “mandou fechar escolas” ??

    Gostar

    • lucklucky permalink
      30 Maio, 2016 03:05

      MJRB se o orçamento do Ministério da Educação Totalitário for zero alguém mandou fechar escolas?

      Gostar

  11. 29 Maio, 2016 18:39

    Mandou fechar turmas de escolas. Para depois fazerem mais festa escolar e dar emprego vitalício aos apparatchiks do voto.

    Uma chatice haver escolas privadas que dispensam funcionários públicos, funcionam melhor e dão mais segurança aos alunos.

    Pior ainda para estragar o retrato, até ficam mais baratas ao contribuinte e o PCP não tem ponta por onde lhes pegar para controlar reivindicações e greves.

    Gostar

  12. 29 Maio, 2016 18:42

    Os apparatchiks rabiam porque temem sempre que lhes tirem um niquinho que seja dos pequenos privilégios de caca da sua vidinha.

    E por isso, e por acharem que falam para mongos, inventam o slogan imbecil que as do Estado são de graça e as privadas só devem existir se forem pagas totalmente.

    Como se o ensino obrigatório decretado pelo Ministério da Educação só existisse para as que funcionam com funcionários públicos, candeeiros siza vieira e parcerias com corrupção com empreiteiros amigos.

    Gostar

  13. 29 Maio, 2016 18:44

    Os profs imbecis que andam para aí com o “se queres privado, paga”- são os mesmos que só querem clínica privada porque o SNS é bom para o preto.

    Gostar

    • Luís permalink
      29 Maio, 2016 18:46

      Eles não vão poupar os 15 milhões.

      Vão gastá-los noutro lado.

      Liked by 1 person

      • 29 Maio, 2016 18:52

        Vão gastar em construção de mais escolas e exército de funcionários públicos.

        Enquanto não chegarem aos 19 milhões como a antiga URSS não descansam.

        Gostar

  14. Luís permalink
    29 Maio, 2016 18:48

    15 milhões? Uma ninharia.
    http://economico.sapo.pt/noticias/divida-da-parque-escolar-quase-nos-mil-milhoes_240041.html

    Com o Sócrates era tudo em grande…

    Gostar

  15. 29 Maio, 2016 18:50

    Mas esta porcaria em pequena escala serve para se entender o ingrediente da moral da inveja que está na base do esquerdismo e de como são eles próprios quem acaba por aumentar o fosso entre os ricos e os pobres.

    Porque é mesmo como o Rui A disse- a luta de classes é o motor da ideologia de trampa e para isso a dicotomia tem de se extremar ao máximo.

    Haver escolas caríssimas e seguras apenas para os filhos deles e dos mais ricos e a merda estatal com a criminalidade lá dentro e a doutrinação geral para os restantes.

    Nada de alternativas intermédias. É comer e calar e quem não goste que se torne rico e pague tudo- incluindo os ordenados e benesses dos apparatchiks.

    Sendo que rico é só por enquanto porque o limite já anda na lei para nivelarem tudo por baixo e sermos felizes na miséria mais igualitária.

    Liked by 1 person

  16. Luís permalink
    29 Maio, 2016 19:04

    Essa da inveja está bem espelhada nestes comentários:

    http://economico.sapo.pt/noticias/cristas-porto-de-lisboa-esta-prisioneiro-dos-estivadores_250560.html

    É ler e perceber os incentivos à inveja contra a AC.

    A Esquerda nisto sempre foi muito reles. Fizeram o mesmo ao Sá Carneiro quando se juntou com a dinamarquesa e agora dizem-se muito liberais e a favor do divórcio.

    Os jornalistas e os escritores têm muita culpa do mito do operário coitadinho mas há outra face a do operário sacana. O meu avô por um patrão «fascista» com muitos prejuízos pois via os empregados estragarem de propósito a produção e era miúdo e vi um caseiro várias vezes a roubar. Os empregados no Sul foram muito sacanas e ladrões e o que os movia? A inveja contra o patrão.

    Gostar

    • 29 Maio, 2016 19:16

      Foi Nietzche quem apelidou de Moral da Inveja e é a maior verdade.

      No nosso caso, como somos um povo que é capaz de invejar a camisa lavada a um pobre, a treta colhe bem.

      Gostar

      • Luís permalink
        29 Maio, 2016 19:24

        É impressionante como a treta começa logo nos miúdos a olhar para as marcas dos ténis dos colegas e o pais a atiçar o mais novos contra os bons alunos. E já vi professores invejarem alunos por terem boas notas ou pais com algum dinheiro. Curiosamente é nas pessoas vindas das classes mais altas que não vejo essa inveja, e naqueles que tiveram educação mais católica, no interior naquelas pessoas da aldeia do Norte também não há muito disto, parece-me mais praga da pequena burguesia ou do operariado que canta os amanhãs, ou do Sul, no Alentejo e no Algarve é de bradar aos céus.

        Liked by 1 person

      • 29 Maio, 2016 19:37

        É isso. Há frases típicas da proverbial inveja portuguesa.

        Uma delas é o modo como se referem a alguém que consegue as melhores notas ou algo idêntico, por mérito próprio- dizem sempre:

        “coitadinhos, desses tenho eu cá uma pena”.

        Gostar

      • 29 Maio, 2016 19:40

        Os de baixo vêm mais esfomeados.
        Por isso é que é mentira a ideologia igualitária que os revolucionários apregoam.

        Eles apenas querem tomar o lugar dos ricos, sem precisarem de esforço algum para isso- por saque por via do poder.

        Experimente confrontar um socialista ou um comunista com a imoralidade em si própria da corrupção.

        Não existe- só existe a má quando ainda não está nas mãos deles.

        È isso que explica como pode haver ainda tanta gente a defender trampas como Lulas e Sócrates.

        São dos deles- espelham o mesmo que desejavam por vingança. Por inveja- sempre e a inveja dispensa princípios éticos. Apenas exige troca de privilégios.

        Gostar

      • Luís permalink
        29 Maio, 2016 19:45

        Pergunto-me se não será coisa dos marranos, moçárabes e mouros.

        É que no Norte não vejo tanta inveja como a Sul. A arquitectura algarvia, por exemplo, tem símbolos contra a inveja…

        Gostar

      • Luís permalink
        29 Maio, 2016 19:49

        É que eu vou falando com as pessoas necessitadas no Norte e todas dizem que são contra os comunistas.

        E dizem coisas como «devo fazer o melhor com condição que Deus me deu».

        Há semanas falei na paróquia com uma pessoa que recebia o RSI porque não conseguia vender o suficiente na feira para pagar os impostos e as taxas. E dizia ela «não quero viver à custa do Estado, quero trabalhar mas o Estado não me deixa».

        As tretas das regulamentações deram nisto, passaram os pequenos que não ganham para impostos para o Estado Social.

        No Norte vou vendo outra visão da vida portanto pergunto-me se muita coisa não veio do Sul.

        Os judeus por exemplo defendiam o uso da mentira e os cristãos opunham-se totalmente.

        Liked by 2 people

      • 29 Maio, 2016 19:55

        Não sei de onde vem mas é coisa muito generalizada.

        Na verdade, não existe um único regime revolucionário comunista que não tenha demonstrado precisamente isto.

        Trocam de lugar. Os líderes da ideologia igualitária a primeira coisa que fazem é criar logo privilégios e formas de se tornarem intocáveis no partido.

        Fazem purgas por isso mesmo- para marinharem para o topo e evitarem concorrência.
        Depois dão sempre nos maiores nababos de sempre- com os luxos mais decadentes e super-burgueses.

        E estes regimes aguentam-se enquanto conseguem dar os mesmos privilégios ao maior número de apparatchiks.

        A coisa costuma cair por inveja de perceberem que nos outros países não igualitários os miseráveis até podiam não o ser.

        Mas enquanto a patranha dura e alimenta não é posta em causa.

        Em menor escala foi isso que se viveu no PREC e ainda é essa casta que tomou conta do Poder que tem a melhor vida por oportunismo dentro do Estado.

        Gostar

      • 29 Maio, 2016 19:56

        O tal do “Homem Novo” é sempre chegar-se ao topo da riqueza possível e do máximo do poder sem precisar de fazer nada.

        Gostar

      • Luís permalink
        29 Maio, 2016 21:06

        Tenho me apercebido que no PREC os melhores foram afastados da política ou da economia.

        O Balsemão por exemplo era um medíocre para o Marcelo Caetano.

        O patronato que destruíram tinha capital e sabia o que fazia sem estar colado ao Estado. O que veio depois foi construído com dívida e com promiscuidade com o poder político.

        Ruiu agora e temo muito por Portugal pois os xuxas e os comunas não admitem burguesia independente do poder político.

        Liked by 1 person

      • lucklucky permalink
        30 Maio, 2016 03:08

        Luís qual o objectivo de boa parte da Burguesia? tornar-se Aristocrata.

        Ter privilégios.

        A Burguesia percebeu que se votar Socialista fica com privilégios de muito mais depressa.

        Liked by 1 person

  17. Luís permalink
    29 Maio, 2016 19:06

    Esta como é de Direita pode ser ofendida.

    http://economico.sapo.pt/noticias/cristas-porto-de-lisboa-esta-prisioneiro-dos-estivadores_250560.html

    As outras até chamaram cá a imprensa nacional para dizer que tínhamos machistas e tratávamos mal as mulheres.

    A culpa? Dos jornaleiros, com umas sonsas da RTP à cabeça.

    Gostar

  18. 29 Maio, 2016 19:21

    Mas são estúpidos e comparam com o incomparável. Comparam o ensino escolar obrigatório com fundações do caraças ou até com a saúde.

    A saúde é um direito mas ninguém é obrigado a ficar doente.

    O ensino tem um período de tempo que é obrigatório para todos os portugueses.

    Logo, uma escola não está a oferecer uma treta dispensável que podiam comprar no supermercado.

    Está a cumprir uma obrigação estatal e aquelas onde existem bolsas, têm de estar totalmente sujeitas ao Ministério da Educação.
    Com a diferença que as infraestruturas não as pagámos nós, nem o resto, incluindo funcionários e professores.

    Gostar

    • Luís permalink
      29 Maio, 2016 19:26

      Eles para não reformarem o SNS ainda vão proibir o açúcar.

      E também já falta pouco para sermos vegetarianos por decreto-lei.

      Gostar

  19. Arlindo da Costa permalink
    29 Maio, 2016 19:34

    Passos Coelho, Portas e os seus ministros, salientaram-se peno número de serviços públicos, empresas, escolas, centros de saúde, tribunais, despedimentos, falências, etc. que se verificaram durante o seu histórico mandato de 4,5 anos.

    Tá certo, diz aqui o meu cão que está rosnando…

    Gostar

  20. Zé Antonio permalink
    29 Maio, 2016 19:43

    Terei ouvido bem?????
    Do regime democrático ??????????????

    Tyago, democrata ????

    Será por referência ao Pulha nogueira ?????????????

    Tenho que ir ao otorrino, estou a ver muito mal !!!!!!!!!!

    Gostar

  21. licas permalink
    29 Maio, 2016 20:10

    O Governo mandou fechar turmas da Escola Privada
    usando o pretexto de que a Oficial pode suprir a falta.
    E DEPOIS jura que garante a liberdade de escolha.
    Os sociais-fascistas descaradamente usam o sim e o seu contrário
    desde que lhes convenham.
    Em 100 anos não mudaram nada.

    Gostar

  22. licas permalink
    29 Maio, 2016 20:22

    É a “liberdade” à URSS, a de obedecer às
    determinações do Comité Central.

    Gostar

  23. hajapachorra permalink
    29 Maio, 2016 21:11

    Está claro que este espécie de ministro mandou fechar escolas, por sinal as melhores. Ou alguém pensa que os colégios dos jesuítas, dos salesianos, das irmãs de S. José de Cluny fora de Lisboa e Porto têm alguma hipótese de sobreviver sem contratos de associação? Quem é atrasado mental a ponto de negar esta evidência? O despacho deste palhaço aprendiz de sebastião josé não só divide o país entre ricos e pobres, isto é, colégios particulares e escolas públicas estatais. Na verdade ao encerrar as escolas públicas não estatais está a dividir o país como gostam os javardos queques da foz e da linha, entre Lisboa e a ‘província’. Há sempre pobres totós dispostos a sujeitar-se a quem os reduz à servidão.

    Liked by 2 people

  24. 29 Maio, 2016 22:18

    não se percebe é porque a escola pública e a politicalhada não reflecte sobre o tema : porque as famílias quando podem dão preferência às privadas com contrato de associação ? que se passa nessas escolas para as famílias confiarem mais nelas ? o que é que há lá que a pública não tem ? regras? serão regras ? disciplina ? o sindicato lá não manda?
    não percebo porque não avaliam estes factores.
    querem ou não querem a melhor formação possível para os cidadãos?
    não querem ? pois , não ? ah , percebi , querem é o melhor contexto possível para os funcionários públicos leccionarem no meio das greves e negas à avaliação.. e precisam de matéria prima , que com a queda de natalidade deveio escassa , né ?

    Liked by 1 person

    • Luís permalink
      29 Maio, 2016 22:36

      Sei que muitas privadas têm horários sem furos pelo meio. Nas públicas podem começar as aulas às 8h25 e haver um furo de 3 ou 4 horas pelo meio e os alunos saírem perto das cinco e meia. Quando a minha mãe estudou no tempo do Marcelo Caetano havia aulas apenas de manhã sem furos pelo meio… e em muitas privadas os horários estão bem feitos. Na escola pública não é assim, os horários são feitos à medida da vidinha de alguns professores. Em boa verdade com organização os alunos poderiam ter as tardes todas livres e assim teriam mais tempo para estudar e acima de tudo para viverem a sua infância e a sua adolescência.

      Nas privadas os professores são mais dedicados e não faltam, e cumprem os programas, e não há aquele ambiente de condenação do bom aluno, do «marrão». Além disso os professores não cortam nas notas dos bons alunos com a desculpa do «não participa nas aulas» ou «não mostra interesse nas actividades».

      Por isto e muito mais as privadas são genericamente melhores. As públicas poderiam também ser assim mas os sindicatos e os teóricas esquerdistas da Educação não deixam.

      Liked by 1 person

      • 29 Maio, 2016 22:46

        “Em boa verdade com organização os alunos poderiam ter as tardes todas livres e assim teriam mais tempo para estudar e acima de tudo para viverem a sua infância e a sua adolescência.”
        .
        Sim, as privadas, para além de conseguirem o milagre da multiplicação dos euros, também conseguem duplicar o tempo, encaixando 35 tempos letivos obrigatórios em 30 tempos letivos disponíveis de manha…
        .
        “Por isto e muito mais as privadas são genericamente melhores.”
        .
        Sim, por mais… por muito mais…
        http://visao.sapo.pt/actualidade/portugal/2016-05-13-A-historia-da-crianca-com-multideficiencia-que-um-colegio-privado-nao-quis-e-a-escola-publica-recebeu
        .
        Ponto

        Gostar

      • Luís permalink
        29 Maio, 2016 23:02

        Caro x,

        quando estudei tínhamos no básico em média 5 a 6 horas de aulas por dia.

        Fiz o ensino primário com aulas das 8h às 13h e tardes livres.

        O 5.º e o 6.º ano com as manhãs todas livres e aulas das 13h às 18h30.

        Não é impossível.

        Já agora, nunca os alunos passaram tanto tempo nas escolas e tanto tempo em explicadores. Quando estudei só se via explicações no 12.º ano e normalmente em Matemática ou Latim. E agora? Há em todos os níveis de ensino, é uma loucura. Os alunos não aprendem nada, algo de grave se passa para precisarem de explicadores.

        Gostar

      • 29 Maio, 2016 23:05

        Luís,
        acredite, é impossível encaixar a carga letiva dos alunos só num dos turnos.
        .
        Quanto às explicações, acredite também, são os alunos das privadas que mais a elas recorrem.

        Gostar

      • Luis permalink
        29 Maio, 2016 23:54

        Não tenho números se são mais os alunos da privada ou se são os da pública. Pelo que vejo o fenómeno é transversal ao ensino privado e ao ensino público.

        Gostar

      • Luis permalink
        29 Maio, 2016 23:56

        No meu tempo e no tempo dos meus pais bastava estudar pelos manuais e assistir com atenção às aulas para se tirar boas notas. Explicações era coisa para maus alunos a Matemática. Agora vejo bons alunos a ter explicações a tudo é de loucos. Se andam em explicações é porque não aprendem nada nas aulas.

        Liked by 1 person

      • Luis permalink
        29 Maio, 2016 23:57

        Um fenómeno interessante acompanhei na Infanta Dona Maria. Há quinze anos normalmente só os alunos que queriam Medicina tinham muitas explicações, a Biologia e a Química.

        Agora têm explicações a tudo!

        Gostar

    • Luís permalink
      29 Maio, 2016 22:38

      No Alentejo e no Algarve há escolas dominadas pelo PCP e pelo PS que cortam nas notas dos alunos filhos de patrões ou com pais simpatizantes do PSD e do CDS.

      Liked by 2 people

      • André Miguel permalink
        29 Maio, 2016 23:15

        E no resto do país não? Diga-me lá quanto tempo estudou no Alentejo.

        Gostar

      • Luis permalink
        29 Maio, 2016 23:53

        Estudei 11 anos no Algarve, 2 deles numa escola dominada por comunistas.

        Liked by 3 people

      • Luis permalink
        30 Maio, 2016 00:05

        Tinha 18 de média a testes e tive 16 a uma disciplina porque segundo a professora não participava. A imbecil dava as notas assim: 60% testes e 40% participação. Esse tola levou um dia a mulher do Mário Soares à escola e transbordava alegria. Nas vésperas da visita um aluno filho de um «retornado» disse na aula que o Mário Soares tinha roubado diamantes com o filho e andava metido em corrupção com Macau. Foi expulso da aula e a professora chumbou-o mesmo tendo média de testes positiva. A mim chamo-me indirectamente fascista e deu-se uma confusão com a minha mãe que foi à escola e ela era vice-directora. Tenho muitas mais histórias assim da bela da escola pública. Bela m*rd* isso sim.

        Liked by 2 people

      • Bolota permalink
        30 Maio, 2016 15:20

        Luis,

        No ALGARVE onde???? Cá pra mim estás armado em heroi. Diz onde

        Gostar

      • André Miguel permalink
        30 Maio, 2016 19:12

        Então teve azar e o Algarve é bem pior que o Alentejo. Eu estudei 6 anos em Elvas e os profs eram uns porreiraços, davam as notas pelos resultados de cada um, mas se fosse amigo do papá era capaz de cair um valorzinho a mais na nota final de ano. Vá por mim, na escola pública há mais favorecimentos tipo cunha por amizades, que pela cor política.

        Gostar

      • Bolota permalink
        30 Maio, 2016 19:41

        André

        E porque tem vocês de andar sempre ababuja??? EU enquanto estudei, fiquei sempre nos lugares da frente e NUNCA pedi uma decima que fosse tá certo que ser a quarta classe e tirada á noite era menos exigente, mas,,,

        Gostar

  25. 29 Maio, 2016 22:40

    O ministro que mais escolas mandou fechar? Mas o senhor tem a mínima noção do que está a escrever? Faça lá um contrato de associação com a realidade, há informação pública e publicada sobre estes assuntos.

    Gostar

  26. licas permalink
    29 Maio, 2016 22:58

    Nesta das Escolas a Esquerda radical usa da mais grosseira argumentação.
    Mas é mais geral a sua aplicação: Maduro clama que há um plano por parte da
    Europa “contra a Venezuea” (e grande parte da populaça acollhe a inventona).
    O que ele poderia dizer é que não é contra a Venezuela mas simplesmente
    contra o Chavismo tal como ele interpreta.
    Lembremo-nos que de 3 eleitores 2 repudiam o seu regime como ficou provado
    pelo resultados das Eleições para a Assembleia Nacional.
    Puxa pelo “patrioteirismo” para ver se consegue sobreviver . . .

    Gostar

  27. Edgar carneiro permalink
    29 Maio, 2016 23:25

    “Tiago Brandão Rodrigues será conhecido como o ministro da educação do regime democrático que mais escolas mandou fechar.”

    Vale tudo?

    Gostar

    • 29 Maio, 2016 23:41

      O Rui A. devia ter escrito por exemplo, que algumas escolas privadas correm o risco de fechar.
      É excessivo –lapso ?– afirmar que o ministro “mandou fechar”.

      Creio que o AC-DC, pressionado pelo Marcello, pela Igreja e, quem sabe, a conselho do beato AGuterres (que então PM iniciou esses apoios aos privados), negociará algo a favor do Estado e dos colégios. O P”S” não quer perder eleitorado.

      Gostar

    • rui a. permalink*
      29 Maio, 2016 23:58

      Eu explico: os anteriores ministros fecharam escolas sem alunos, ou quase sem alunos. Este está a mandar fechar escolas cheias deles. Uma pequena diferença, não?

      Liked by 1 person

      • 30 Maio, 2016 01:13

        Não. É uma grande diferença, isso sim!

        Gostar

      • 30 Maio, 2016 01:35

        Sim, uma pequena diferença.
        .
        Os outros fecharam escolas. Este não. Ponto

        Gostar

      • 30 Maio, 2016 10:27

        Vá repetindo muitas vezes pode ser que se convença a si mesmo…

        Liked by 1 person

      • Bolota permalink
        30 Maio, 2016 19:47

        rui.a

        A ser assim porque deixou o PSD cair o assunto??? A Crista ainda vai dizendo que quem devia fechar eram a escolas publicas.
        Não se diz nada sobre a suberba manif??? A PSP pelas suas contas era 40 000 certinhos, quando foram dos 200.000 não sabiam quantos eram.
        Mas que é inedito é, patrões e bispos em manifs fetidos de amarelo

        Gostar

  28. Luis permalink
    30 Maio, 2016 00:00

    Há semanas falei com uma professora que me deu aulas no sexto ano. Está desiludida, diz que agora os alunos chegam ao sexto ano sem saber escrever e que não memorizam nada.

    Vejo sobrinhos de amigos que com 7 e 8 anos ainda não sabem ler. Eu com sete anos sabia ler e escrever na perfeição, e quem não soubesse ler nem escrever não passava para a segunda classe.

    Algo de grave se está a passar, os alunos não memorizam, não aprendem, têm explicações a tudo mas nunca passaram tantas horas dentro da escola!

    E mais, o PS mais o BE e o PCP querem no futuro pôr os alunos na escola até às 19h! É a loucura total!

    Liked by 1 person

    • 30 Maio, 2016 01:37

      Luís,
      nos últimos 40 anos quem esteve mais tempo no ministério da educação, a direita ou a esquerda?

      Gostar

    • André Miguel permalink
      30 Maio, 2016 21:53

      Não é loucura, é propositado. Acha que a esquerda quer gente que pense por si ou carneiros para pastorear? Há que doutrinar a manada. Não há maior inimigo de um socialista que aquele que pensa por si.

      Gostar

  29. Arlindo da Costa permalink
    30 Maio, 2016 00:40

    Lendo os comentários da turma da icterícia, aqui representada por boémios e ébrios, bem podemos dizer que a Douta Ignorância já é uma «cadeira» do Ensino Superior…

    Gostar

  30. 30 Maio, 2016 01:29

    Um amigo tinha uma reunião marcada com o director de um Colégio Privado para o inicio da manhã. Chegou cedo e enquanto aguardou , foi vendo os pais dos alunos a deixarem os meninos para inicio do dia de aulas. Eram Mercedes, BMs, e Audis, aquilo parecia a chegada dos jogadores de futebol do Sporting para o treino matinal.Estando por perto o contino do Colégio o meu amigo disse-lhe; os papás é tudo gente rica, responde – lhe de imediato o contino, de todos que o sr viu chegar nenhum paga e alguns já não pagam desde o ano passado.

    No Colégio os pais e os alunos viviam felizes…

    Gostar

  31. Arlindo da Costa permalink
    30 Maio, 2016 04:35

    Eu não vi a declaração de rendimentos do Sr. Ministro Tiago Brandão Rodrigues, mas pelo foto diria que ele não tem cara de pobre.

    Pobre – principalmente de espírito! – é a endémica fauna que por cá pasta…

    Gostar

  32. atom permalink
    30 Maio, 2016 08:00

    Estavam uns amarelos mamando confortavelmente na teta da vaca do orçamento, quando a vaca abriu as asas e voou.

    Gostar

  33. 30 Maio, 2016 12:16

    Serviço público estatal e rasca para tudo o que não é beto rico.

    É esta a reivindicação da comunada.

    Liked by 1 person

  34. 30 Maio, 2016 13:27

    também se percebe porque as esganiçadas e esganiçados não querem exames nacionais a sério … era uma boa forma de saber se afinal as escolas privadas aldrabam notas ou não , não era ? acabava-se logo a conversa sobre lugares no ranking “aldrabados”.

    Liked by 2 people

    • 30 Maio, 2016 23:23

      Me, talvez não saibas mas, em tempos idos os rapazinhos e rapariguinhas dos Colégios Privados no 5° e no 7° ano, tinham que fazer exame na escola pública às disciplinas nucleares. Era no tempo que a zazie lavava os pés no Rio Trancão.

      Gostar

  35. JCA permalink
    30 Maio, 2016 16:58

    .
    Não se lembraram de importar disto para ‘engenheirar’ nova ‘clientela’ para turmas que dizem estarem vazias:
    .
    .
    Refugee Father of 20 Tempted by Sweden’s Tantalizing Entitlements

    Read more: http://sputniknews.com/europe/20160527/1040350063/sweden-denmark-refugee-large-family.html#ixzz4A1JKJLWn
    .
    Era de ‘genios’, matavam um coelho com duas cajadadas, salvação de refugiados ou pobres e desgraçados .e do outro lado mooeda aumentavam a clientela.para o seu ‘mercado’.
    .
    Por exmplo porque não aproveitam nas escolas publicas os 30.000 professores que Crato despediu e os que parece serem do ‘quadro’ que não teriam trabalho ?
    .
    Pois é, essa das explicações, de quem decide os programas e matérias de cada ano etc, os tais ‘carolas’ da coisa, parece que tem àgua no bico. Criar dificuldades para vender facilidades: a atividade economica ‘explicações’ dizem que ‘fatura’ milhões, por acaso supostamente não paga impostos, nem dos funcionários publicos que dão explicações.
    .
    Note-se que quem dá explicações não tem culpa nem foi responsavel pelos iluminados que escrevem os livros escolares, decidem as cargas educativas anuais, as matérias, define as regras gerais para horários escolares etc etc.
    .
    Há demasiada demagogia e ideologia. Estranhamente ninguém defende o essencial: a liberdade de cada encarregado e educação escolher a Escola onde quer que o seu educando estude e seja formado. E naturalmente conciliar isso com os interesses familiares do funcionalismo publico que também não pode ser lesado nos seus rendimentos por politicas de cupula erradas ou totalitárias de que nem uns nem outros têm culpa ou participaram.
    .
    E é possivel fazê-lo fora dos extremismos, ao Centro, não o posicionado geometricamente pelos emblemas, mas pelas Ideias e Soluções dos problemas reais do dia a dia em todas as vertentes da vida e bolsas pessoais de cada um.
    .

    .

    .

    .

    Gostar

  36. Arlindo da Costa permalink
    30 Maio, 2016 22:12

    Este ministro vai ficar na História. Por uma razão simples : não se deixa corromper por um lobbie que sangra o nosso Orçamento e que no lugar de dar educação, dá equitação e poucas vergonhas!

    Gostar

  37. 31 Maio, 2016 07:31

    Onde andam agora os enojados com a participação de professores em manifs, esse cúmulo de degradação e mau exemplo para as criancinhas?

    Gostar

  38. JCA permalink
    31 Maio, 2016 13:39

    .
    Note-se que com o ‘cheque-educação’ substanciando a livre concorrência emtre Escolas Cooperativas, Publicas e Privadas que aboliria os acordos de corredor chamados de ‘associação’,
    .
    estou convicto que as valencias competitivas introduzidas espevitando a qualidade beneficiariam o ensino aos nossos filhos nas Escolas Publicas restando duvidas se não acabaria por ser a Publica a melhor Escola em Portugal.
    .
    Afinal o que as familias querem é uma rede nacional de educação de alta qualidade com Privados, Cooperativos, Publicos, respetivo corpos docentes, equipamentos e admnistrações que promovam um quadro de disciplinas, cargas horários e cientificas realistas sem distorções de interesses de lobbys, ideologicos ou financeiros.
    .

    Gostar

  39. simon teles permalink
    1 Junho, 2016 18:27

    Ninguém abriu tanta escola como o José Sócrates, ninguém mandou erigir tantas, remodelar, criar do nada, no entanto, nunca ninhum primeiro ministro teve mais à perna a oposição em peso, quais feras .

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: