Skip to content

Banco Alimentar, alvo a abater

30 Maio, 2016

Nada irrita mais o neo-progressista modernaço que iniciativas como as do Banco Alimentar Contra a Fome. Em primeiro lugar, porque, se há fome, isso demonstra de forma cabal as imperfeições do sistema redistributivo via coerção, toda a base ideológica das esquerdas hipócritas que refreiam o discurso revolucionário por mero marketing rasca; em segundo lugar, porque a fome é um atentado à igualdade, a mesma igualdade que, ao ser obtida, permitiria que ninguém passasse fome acima da média da fome: é que se ninguém come, não há ninguém que se fique a rir de barriguinha cheia; em terceiro lugar porque, tal como se vê agora pela Venezuela e antes por qualquer outro paraíso marxista, em socialismo a sério não há nada para redistribuir, ninguém inveja ninguém e podem ser todos miseráveis, incluindo os bandidos que andam agora aí a recolher alimentos para famintos, que é para aprenderem.

Lamentavelmente, não é possível conciliar os desejos destes toscos por ausência de Bancos Alimentares fazendo com que os burgessos geringôncicos sejam os únicos a comerem o que o Diabo amassou com o que desejam. Porque isto de cantar glórias do socialismo é muito lindo mas é para quem enche o bucho com os frutos do trabalho alheio.

Anúncios
73 comentários leave one →
  1. César permalink
    30 Maio, 2016 08:35

    Porquê comprar comida quando há tanta a ser desperdiçada?

    Gostar

  2. ali kath permalink
    30 Maio, 2016 08:56

    engenheiro venezuelano à tv
    ”não há luta de clasees
    e não há comida

    Liked by 1 person

  3. Bolota permalink
    30 Maio, 2016 09:53

    vc,

    Já alguma vez esteve por dentro deste processo??? Por norma quem dá é quem menos tem. Ate porque quem pode dar, dificilmente vai ás grandes suprficies. Sabia que as que estes espacos esgotam os stock em fim de prazo ou ultrapassado???? Que contributo dão eles a essa tão digna campanha??? Se um dia voluntario e…

    Gostar

    • 30 Maio, 2016 10:11

      Gosto muito desse argumento da esquerda. É o argumento “não faz mal violar que já não é virgem”.

      Liked by 1 person

      • Bolota permalink
        30 Maio, 2016 10:23

        Seja uma vez voluntario.

        Gostar

      • Monti permalink
        30 Maio, 2016 17:56

        O fim do prazo não mata ninguém. Já o IVA…

        Gostar

      • Bolota permalink
        30 Maio, 2016 20:18

        Monti,

        Se não mata porque existe???? Eu apenas levantei o problema porque quem fica a ganhar nem é quem depois recebe algumas migalhas, quem fica a ganhar são os chulos do sistema.
        Quantas campanhas já viram nessas alturas??? O Bolota sempre deu até ao dia em foi voluntario, a partir dai nunca mais dei. e tambem NUNCA mais fui convidado apesar da falta de voluntarios que cada vez são menos e cada vez são mais CRIANÇAS.

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        1 Junho, 2016 07:48

        Os prazos de validade nos produtos alimentares é uma aldrabrice capitalista e neoliberal para que o povo seja explorado duplamente. É a forma do grande empresário deitar fora metade da produção e imputar os custos no produto.
        Isso está mais que provado com a distribuição igualitária e regulamentada (racionada) há mais de 50 anos em Cuba. Os produtos são vendidos a granel e nem o aparecimento de larvas impede que os cubanos sejam o pvo mais saudável do mundo e dos arredores.Aliás o produtofica mais nutritivo com as proteínas das larvas.
        Caso evidente é o do leite ultra pasteurizado, que em todos os estudos científicos lhe , no mínimo, uma validade de um ano mas que o capitalismo opressor feito com o grande capital explorador apenas considera seis meses.
        Tudo para deitar fora milhões de toneladas de leite e não dar o leite ao banco alimentar cubano.
        E não é só o prazo de validade que faz parte desta conspiração capitalista. Toda a regulamentação sobre produtos alimentares obriga a deitar fora em média 20% da produção por razões de dimensão (o pepino temde ter 7 cm ou mais) assim como de cor ( o tomate tem de ser do benfica).
        Estas são as verdadeiras razões da existência desses prazos e outras “regulamentações” que são realmente praticadas nestes países neoliberais.~Experimente levar uma palete de leite fora de prazo para Cuba ou mesmo para a Venezuela e vai ver que consegue pagar uma estadia num hotel durante uma semana com o dinheiro que consegue da venda dela.

        Gostar

    • oscar maximo permalink
      30 Maio, 2016 10:20

      Esgotar os stocks em fim de prazo é o melhor que pode acontecer, ecológicamente falando.

      Gostar

    • licas permalink
      30 Maio, 2016 11:34

      Stocks em fim de prazo?
      Estar-se-á a referir ao stock dos Marxistas-Leninistas-Stalinistas?

      Gostar

      • Colono permalink
        30 Maio, 2016 12:58

        Estes já passaram de prazo há “séculos”…. Infelizmente, de quando em vez e para mal dos nossos pecados, caiem-nos no prato!

        Gostar

    • Luís permalink
      30 Maio, 2016 15:16

      Mas você fez algum estudo sobre o tema? Isto do «parece que» ou «ouvi dizer»… tem muito que se lhe diga.

      Liked by 1 person

  4. 30 Maio, 2016 10:16

    Não conheço nenhum xuxalista, comunista ou bloquista que:
    1. passe fome;
    2. receba o ordenado mínimo;
    3. tenha um marido, mulher, filho, filha, pai, mãe, irmão, irmão, cão, cadela, gato, gata, canário e piriquito (!) desempregado;
    4. esteja mais pobre, ou viva pior hoje, do que estava em 2011…

    Liked by 2 people

    • Bolota permalink
      30 Maio, 2016 10:33

      Demorar na quinta da marinha.

      Gostar

      • Bolota permalink
        30 Maio, 2016 10:35

        Dever morar na quinta da marinha

        Gostar

      • José7 permalink
        30 Maio, 2016 11:28

        Gostava de morar mas não tenho dinheiro para isso. Aí mora o Freitas do Amaral apoiante insigne da geringonça.
        Mas para além da boquinha pateta vejo que não indicou quem é que na família do Jerónimo, do Arménio, da Avoila, do Nogueira, das esganiçadas, do Louçã, de um qualquer deputado do pêcê, dum presidente de câmara do pêcê, dum xuxa, está a passar fome, a viver num banco de jardim, desempregado ou com o ordenado mínimo… porra é assim tão difícil indicar um nome?

        Gostar

      • Bolota permalink
        30 Maio, 2016 13:00

        José7,

        Se és pobre e pensas assim, és estupido.

        Gostar

      • 30 Maio, 2016 14:05

        E o nome é?!… Vá lá, deixa de rabiar e escreve o que interessa.

        Gostar

      • Bolota permalink
        30 Maio, 2016 20:19

        O nome pode ser Bolota que é um teso de merda apesar de trabalhar desde que nasceu

        Gostar

      • José7 permalink
        30 Maio, 2016 22:15

        ZZZZZZZZZZZZ sim?… E és filho de que chulo?

        Gostar

      • Bolota permalink
        31 Maio, 2016 12:39

        Não é chulo é chula, sou filho da tua mãe

        Gostar

      • 31 Maio, 2016 16:51

        Não tenho irmãos comunistas: matei-os à nascença.

        Gostar

      • 31 Maio, 2016 16:53

        … e continuas a não escrever o que interessa: indica lá um comunóide distinto da nossa praça, ou um parente que lhe seja próximo, que esteja em dificuldades. Bolota não sei quem é.

        Gostar

    • 30 Maio, 2016 10:40

      O seu mundo é muito pequeno…

      Gostar

      • sam permalink
        30 Maio, 2016 11:23

        … do tamanho de Portugal.

        Gostar

      • 30 Maio, 2016 11:30

        Repete-se o comentário feito ao Bolota: diga lá um nome e deixe-se de merdas.

        Gostar

    • 30 Maio, 2016 17:30

      Quantas pessoas conhece que:

      1. passem fome;
      2. recebam o ordenado mínimo;
      3. tenham um marido, mulher, filho, filha, pai, mãe, irmão, irmão, cão, cadela, gato, gata, canário e piriquito (!) desempregado;
      4. estejam mais pobres, ou vivam pior hoje, do que estavam em 2011…

      Gostar

  5. Juromenha permalink
    30 Maio, 2016 10:26

    Outra das vantagens desta instituição : desmascara toda a canalha, tanto a obscenamente visível, como a hipòcritamente escondida…

    Liked by 1 person

  6. Arlindo da Costa permalink
    30 Maio, 2016 11:51

    Durante o período negro do anterior governo neo-comunista e confiscatório do Sr. Passos, o Banco Alimentar fazia todo o sentido.

    Actualmente o BA deve existir enquanto perdurar as sequelas de tal infame consulado. Prevê-se que os efeitos nefastos da governação do Sr. Passos e Portas durem uma década ainda.

    Relembramos que a esperança de vida dos portugueses regrediu; a tuberculose voltou em força; o salário mínimo (feita a correcção monetária) era inferior ao de 1974; o PIB regrediu; as doenças sexualmente transmissíveis tiveram um aumento exponencial, etc.

    Isso leva tempo a curar.

    (outro dado relevante: os Bancos Alimentares foram criados por gente ligada à esquerda)

    Gostar

    • Tiradentes permalink
      30 Maio, 2016 12:58

      Claro que os bancos alimentares foram criados por gente ligada à esquerda.
      Presumo até que o primeiro banco alimentar foi criado na década de 20 do século passado pelo próprio Stalin para evitar a morte logo aí de cerca de 3 milhões de ucranianos. Com essa experiência toda de “bancos alimentares”, repetiu a façanha no ínicio da 2ª grande guerra sobretudo para alimentar os seus amigos alemães com quem tinham acordado dividir a Polónia.
      Depois da guerra e já com experiência acumulada era ver as pessoas na antiga URSS em filas de espera no banco alimentar para comprar pão, carne ou qualquer outra coisa. Era assim em quase todos os países de esquerda.
      Mais recentemente (há 50 anos) temos o Banco Alimentar de Cuba com o racionamento igualitário de comida
      Finalmente para provar que todo e qualquer banco alimentar tem raízes na esquerda basta ver o que se passa na “democracia” venezuelana.
      Esta direitalha, neoliberal, capitalista “fássista” quer ficar sempre com os méritos da esquerda.

      Liked by 2 people

    • A.Lopes permalink
      30 Maio, 2016 16:31

      Se alguém tinha dúvidas de que este arlindo é um filho da puta dum cretino, vale a pena ler estes dislates!

      Gostar

      • PalhaçoXuxa permalink
        30 Maio, 2016 17:44

        Filho da puta e cretino, mas pago por nós para comentar nos blogues a partir dos computadores do governo.

        Liked by 1 person

    • André Miguel permalink
      30 Maio, 2016 22:02

      Meta mais tabaco nisso.

      Gostar

  7. JgMenos permalink
    30 Maio, 2016 12:12

    É ainda para mim um mistério como esse esgoto esquedalho consegue produzir tanta gente.
    Tenho a suspeita que uma fonte maior é a função pública e seus anexos e em particular os candidatos a esse paraíso ‘constitucional’.
    Mas olho para a História e vejo o sucesso da Inquisição e arrepia-me saber o quanto a inveja produziu e produz neste país.

    Gostar

    • Filipe permalink
      30 Maio, 2016 13:13

      A % da esquerda está directamente relacionada com 2 caracteristicas do povo: a inveja e o egoismo.

      Liked by 2 people

  8. LTR permalink
    30 Maio, 2016 13:01

    Tenho a sensação que estamos a ficar Maduros.

    Gostar

  9. Colono permalink
    30 Maio, 2016 13:06

    ..Vai que não vai o Costa dirá: – O Banco Alimentar faliu, porque já não temos pobres!

    Já repararam que depois da geringonça “roubar” o governo acabou a emigração?

    Ai aquelas reportagens das TVS no aeroporto…. com as mãezinhas a chorarem pela partida dos filhinhos… ACABARAM MILAGROSAMENTE… No entretanto o desemprego aumentou ( 12% INE-Abril)

    Liked by 2 people

  10. ana paula permalink
    30 Maio, 2016 13:32

    quantos são? quantos são?

    Gostar

  11. Arlindo da Costa permalink
    30 Maio, 2016 14:25

    Na América o Exército de Salvação Nacional não tem mais a medir para acudir os pobres que lá existem e que vivem da caridade alheia.
    Coisas do socialismo americano.

    Gostar

    • 30 Maio, 2016 15:00

      aventais e Q mais ….

      Gostar

      • PalhaçoXuxa permalink
        30 Maio, 2016 17:47

        socialismo americano é pouco para descrever obama, o palhaço que fez a vénia ao rei da Arábia Saudita. Sabes o significado disso? não vale a pena perguntares aí nos corredores da Teixeira Gomes, porque são todos tão burros como tu.

        Liked by 1 person

  12. Luís permalink
    30 Maio, 2016 15:14

    Nada tenho contra estas iniciativas, os meus primos ontem foram para a porta de supermercados fazer a recolha de alimentos para o Banco Alimentar, participam sempre nestas iniciativas.

    MAS, contudo, penso que neste momento o Estado tem mecanismos para mudar a atribuição de apoios a quem efectivamente precisa, de modo a poupar dinheiro.

    Ora quanto custa alimentar alguém via cantinas sociais? E se dermos o apoio directamente via Rendimento Básico? Quem deve atribuir o apoio? Talvez as juntas ou autarquias em articulação com a Segurança Social… pois é o poder local que está mais próximo das situações. Outros intervenientes externos poderiam entrar no processo de decisão, o médico de família, a misericórdia local…

    E como deve ser dado esse apoio? Dinheiro ou cheque-alimentação?

    Os finlandeses na sua experiência sobre o RBI pretendem fundir inúmeros apoios sociais em apenas um apoio. Dizem que vão poupar dinheiro.

    Por cá gastamos cerca de 2 mil milhões com as IPSSs. As autarquias e as juntas gastam em apoio social uma quantia por definir. Há os apoios do Estado Central. Uma confusão com muito desperdício pelo meio.

    Para mim importa definir qual o método mais barato e eficaz de apoiar quem efectivamente precisa. E tenho a certeza que parte do processo passa sempre por tentar garantir a autonomia de quem ajudado. Garantir a autonomia passa por exemplo pela garantia de que esse pessoa se alimenta sozinha, faz a sua higiene pessoal em casa, sabe gerir os recursos que a sociedade lhe dá e tenta integrar-se atendendo à sua faixa etária.

    Parece-me que este sistema em que três actores prestam ajuda ao mesmo tempo, IPSSs, Estado Central e poder local é um enorme desperdício de dinheiro, revela desorientação, má gestão dos recursos públicos, um Estado paralelo sem controlo.

    Por exemplo, há uns tempos a Santa Casa da Misericórdia de VRSA reclamou que não tinha trabalho, pois a Câmara dava todas as ajudas, desde pagar contas de supermercado a obras em casa. Está aqui uma duplicação de funções e que esse câmara deu apoios a quem não precisava. Aliás, essa autarquia do PSD tem uma dívida superior a 100 milhões de euros, entre dívida da autarquia e da empresa municipal. E reformar o Estado passa por isto, definir muito bem as funções que cabem a cada organismo. E isto implica uma coisa que ninguém quer, menos autonomia para quem depende do Orçamento de Estado, mais autoridade do poder central.

    Muito mais haveria a dizer sobre esta temática. Penso que a Direita por vezes exagera na defesa das IPSSs, e para a Esquerda é tabu reformar o Estado Social, e fazer poupanças. O país continua assim amarrado, ineficiente, a empobrecer. Recordo ainda que parte do PS tem sido um enorme defensor das IPSSs.

    Nada pessoal tenho contra estas instituições, mas defendo que se por um lado não devem pagar impostos, por outro devem aproveitar melhor o património que têm e não depender do Orçamento de Estado. E já é hora de acabar com o monopólio da Santa Casa de Lisboa nos jogos e apostas e de distribuir os lucros dos jogos sociais por todo o país.

    Gostar

    • 30 Maio, 2016 16:47

      Os apoios do Estado resumem-se a uma coisa: atirar com dinheiro para cima do problema.
      Ora se o que está em causa é dar de comer a quem precisa, a entrega de alimentos é a única forma de não subverter a solução desse problema.
      Claro que a esquerdalhada prefere o subsídio ou qualquer solução em notas tipo Tio Patinhas, as quais podem ser convertidas em muitas coisas, para além de serem mais fáceis de transportar nos bolsos dos «voluntários»…
      🙂

      Liked by 3 people

    • André Miguel permalink
      30 Maio, 2016 22:12

      A caridade também deve ser facultativa, está na esfera da liberdade pessoal. Menos impostos, mais sobra para cada um contribuir como bem entender. Não se esqueça que o Estado por cada euro que dá precisa de alguém para gerir esse euro, alguém para escolher a quem o dar e alguém para seguir como ele foi gasto. É de uma burocracia e ineficiência brutais; e assim é mais fácil iludir um aparelho impessoal fazendo-o gastar mais que o necessário nos apoios.

      Liked by 1 person

  13. procópio permalink
    30 Maio, 2016 15:17

    A fome é uma invenção da direita para fazer a contra revolução.
    Tenho dito.

    Gostar

    • licas permalink
      30 Maio, 2016 15:52

      Acrescento:
      _________quando a Esquerda está no Poder
      Mas:
      _________pode tornar-se uma realidade cruel quando se trate
      de um Governo de Direita.

      Gostar

  14. Luís permalink
    30 Maio, 2016 15:21

    A minha freguesia tem um lar de idosos e um centro de dia.

    Foi para lá um padre que andou anos a fazer peditório para comprar um terreno.

    Juntou o dinheiro comprou o terreno mas a obra não foi aprovada por ser RAN.

    Queria constituir uma IPSS e construir um centro de dia e de apoio para idosos e crianças.

    Toda a gente vê que tal não é necessário pois crianças pobres e necessitadas não há e os idosos já têm um centro de dia e um lar com espaço suficiente. Existe ainda um lar privado para quem o pode pagar.

    Diz-se que o tal centro de dia e a tal IPSS serão uma forma da congregação conseguir financiamento público e ganhar tachos.

    É isto o país real. Sou de Direita e não sou jacobino mas vejo que nisto das IPSSs há por vezes muita manha e deveríamos analisar caso a caso.

    Liked by 1 person

  15. Luís permalink
    30 Maio, 2016 15:23

    E digo outra coisa.

    Das piores coisas que fizeram neste país foi o abandono das herdades e quintas e o fim dos caseiros depois do 25 de Abril.

    Muitas dessas pessoas estão agora no Estado Social, moram em bairros sociais e recebem apoios para comer.

    As casas das quintas estão em ruínas e as terras abandonadas.

    Se estivessem nas quintas não precisariam do Estado Social para nada.

    Agradeçam esta aos juristas de Coimbra e à Esquerda do PREC.

    Liked by 2 people

  16. Luís permalink
    30 Maio, 2016 15:27

    Eu vi na minha terra na infância as famílias a sair de casas em ruínas porque tinham rendas miseráveis e os proprietários não faziam obras. Isto foi final dos anos 80, início do 90. O abandono de tudo já vinha do 25 de Abril. Essas famílias foram para bairros sociais. Havia necessidade? Não havia. Essas famílias saíram das quintas onde produziam parte do que comiam e agora estão todas a viver à custa do Estado Social. Nos últimos anos algumas dessas quintas foram arrendadas. Sabem quem trabalha lá? Búlgaros, romenos, ucranianos. Os portugueses vivem à custa do subsídio de desemprego, apoios da autarquia, remessas de familiares emigrados. É de loucos.

    Liked by 2 people

    • Manuel permalink
      30 Maio, 2016 15:57

      Luís: por causa disso tudo é que o Marcelo hoje está de joelhos na Alemanha e de baraço ao pescoço a pedir a complacência da Merkel, mas não sei?

      Liked by 1 person

      • PiErre permalink
        30 Maio, 2016 17:17

        O Marcelo não tem vergonha?

        Gostar

      • PalhaçoXuxa permalink
        30 Maio, 2016 17:51

        Vergonha o martelo???? ahahahahhah, o martelo diz e faz tudo e o contrário que lhe dê holofotes, microfones e poder.

        Liked by 3 people

    • André Miguel permalink
      30 Maio, 2016 22:18

      Eu sou Alentejano e nem imagina as histórias de familiares e amigos… Foi um crime de lesa pátria que a esquerda cometeu na reforma agraria e pelo que qual nunca foram julgados. Pior: ainda têm tempo de antena! País de loucos!

      Gostar

  17. JCA permalink
    30 Maio, 2016 17:20

    .
    Neste tema encaixam os “vendedores de papaias” dos Austerismos&Apocalipses e respetivos ‘oposiocinistas de algibeira’ especialistas do ‘agarrem-me se não mato-os’ para o desta forma assgurarem o sucesso daqueles, e demais que nada teinha a er com economias e finanças,
    .
    que, segundo o abaixo, sequer ainda perceberam que foram ultrapassados nas suas vidas partidárias e ambições politicoas pelos ventos de fóra tendo perdido ambos as ‘papaias’ e o comboio que sugere já ser outro:
    .
    .
    .
    =In Stunning Reversal, IMF Blames Globalization For Spreading Inequality, Causing Market Crashes
    .
    .“The costs of the tax increases or expenditure cuts required to bring down the debt may be much larger than the reduced crisis risk engendered by the lower debt.
    .
    This is not to deny that high debt is bad for growth and welfare. It is. But the key point is that the welfare cost from the higher debt (the so-called burden of the debt) is one that has already been incurred and cannot be recovered; it is a sunk cost. Faced with a choice between living with the higher debt—allowing the debt ratio to decline organically through growth—or deliberately running budgetary surpluses to reduce the debt, governments with ample fiscal space will do better by living with the debt.”
    .
    Of course, what both the IMF and the Magic Money Tree lunatics fail to grasp, is that the only reason debt interest hasn’t exploded in a world that has never had more debt (a process that inevitably ends in war) is thanks to central bank monetization of said debt, and third party investors frontrunning said central banks.
    .
    http://www.zerohedge.com/news/2016-05-27/stunning-reversal-imf-blames-globalization-neoliberal-agenda-spreading-inequality-ca
    .

    Gostar

  18. PiErre permalink
    30 Maio, 2016 20:53

    A fome, meus senhores, a fome
    A FOME, meus senhores, a FOME
    A FOME; MEUS SENHORES; A FOME
    Só a tem quem não come.

    Gostar

  19. Arlindo da Costa permalink
    30 Maio, 2016 22:08

    Dêm Graças a Deus e à Esquerda por haver instituições de solidariedade social.
    A verdade é que nunca vi o Belmiro de Azevedo e o Soares dos Santos- grã-merceeiros da República – oferecerem uma serrilha ou um kilo de arroz a um pobre.

    Gostar

    • 30 Maio, 2016 22:19

      Demos a volta… Então a comunagem deve dar Graças ao Banco Alimentar e a quem o gere, certo?

      Liked by 1 person

    • 30 Maio, 2016 22:39

      Muito antes de haver Esquerdume, já havia, continua a haver e haverá a Igreja Católica a praticar a solidariedade social que tantas vezes foi, é e será ignorada pelo Estado!

      Liked by 3 people

  20. Arlindo da Costa permalink
    30 Maio, 2016 23:45

    Eu sou católico, apostólico e romano, mas quando vejo pinturas e fotos do clero de antigamente, o que vejo são grandes panças e ao lado o povo famélico.
    Quem é que ficava com as dádivas do povo?

    Gostar

  21. 31 Maio, 2016 00:41

    Concluindo : afinal há ou não há massaroca na extrema-esquerda, na esquerda, no centro, na direita, e na extrema-direita ? E aos lados, e por cima ou por baixo, como prefere ?

    Gostar

  22. 31 Maio, 2016 00:54

    a única coisa horrrrivel do banco alimentar , desculpem lá , são as tias platinadas que andam por lá a ajudar os “pobrezinhos”. metem dó , caramba. parece um baile de tontas..
    mas pronto , o que conta são os resultados e a obra é boa.

    Gostar

    • 31 Maio, 2016 10:12

      Agora a sério: Não me interessa se são “tias” (por acaso nunca as encontrei nesse serviço cívico), mas como vc. afirma, o essencial é a ajuda.

      Gostar

  23. Luís permalink
    31 Maio, 2016 10:40

    “se há fome, isso demonstra de forma cabal as imperfeições do sistema redistributivo”

    Isso é o que eles (esquerda) dizem

    Gostar

Trackbacks

  1. A Esquerda contra a pobreza | perspectivas

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: