Skip to content

Gente estranha

8 Outubro, 2016

Uma das coisas que mais impressionam em tudo o que  se conhece da vida que Sócrates levava e o que mesmo admite como verdade é a forma como quer ele quer aqueles que o rodeavam se relacionavam com o dinheiro: é sempre muito, todos acham natural que ele pague tudo e por valores absolutamente desmesurados. Não há qualquer noção de nada nem da vida real. Tudo é aos milhares e muitos. Todos pedem. Todos falam de milhões. Todos querem. Todos acham que têm direito a mais…

Advertisements
59 comentários leave one →
  1. Nulo permalink
    8 Outubro, 2016 11:35

    Um verdadeiro oligarca! era tudo dele até tinha um país …

    Liked by 2 people

  2. 8 Outubro, 2016 11:45

    A Esquerda bimba em chegando ao Poder é assim. E os que não chegam, achegam-se.

    Liked by 1 person

  3. LTR permalink
    8 Outubro, 2016 11:56

    Ouvi dizer que há gente que até nos diplomas da universidade tinha um número de telefone e código postal que nem existiam à data do documento e que na altura ainda havia uma justiça que dizia que não havia nada. 🙂

    Liked by 1 person

    • 8 Outubro, 2016 12:13

      2 anos online todas essas patranhas e os jornalistas a lerem e a assobiarem para o lado.

      Isso é que importa dizer. Foi o António Balbino Caldeira que desencantou tudo e colocu tudo online e ainda teve a polícia a entrar-lhe em casa a meio da noite por queixa do grande vigarista.

      Durante 2 anos toda essa escumalha dos jornais leu, sabia e fingia que não sabia.

      Liked by 2 people

  4. LTR permalink
    8 Outubro, 2016 11:58

    “O Sócrates é invendível, incompravel, e imprestável.”
    (Vicente Matheus*)

    (*) o mesmo da “faca de dois legumes”

    Gostar

  5. JP Ribeiro permalink
    8 Outubro, 2016 12:08

    Para eles a vida é como uma telenovela. Pobre gente!

    Gostar

  6. José Domingos permalink
    8 Outubro, 2016 13:07

    Grandes culpados ao estado a que o país chegou. O “jornalismo” de sargeta que se pratica cá no burgo. A grande maioria corruptos, talvez ideologicamente, talvez materialmente, talvez………..

    Liked by 4 people

  7. A.R permalink
    8 Outubro, 2016 14:15

    O Sokas é como uma boneca insuflável: bonitona e parece ter tudo tão bom como uma verdadeira mulher. Mas tira-se o pipo e fica vazio: é só jajão!

    Gostar

  8. licas permalink
    8 Outubro, 2016 14:22

    José Domingos ( 8 Outubro, 2016 13:07

    É muita “bondade” sua: talvez ideologicamente.

    Mas não podemos generalizar; se não for o Jornalismo
    estaríamos como no Estado Novo, tempo em que
    a corrupção não aparecia a público.

    Gostar

  9. 8 Outubro, 2016 14:23

    Fascinante é também o facto de o livro ora ter sido apresentado como versão portuguesa de uma tese de mestrado, ora não; de algumas figuras supostamente notáveis, entre os quais o actual PM, se terem prestado à função de figurantes activos na cerimónia de apresentação pública do livro; de alguma por assim dizer “inteligentsia” ter ido até ao ponto de subscrever um posfácio — todos agindo com a mais cândida naturalidade.

    Gostar

  10. licas permalink
    8 Outubro, 2016 14:31

    No tempo do Estado Novo não havia corr upção
    POIS NÂO CONSTS NOS JORNAIS DA ÉPOCA

    “Eis a tese enviezada dos ainda Salazaristas2

    Gostar

    • 8 Outubro, 2016 14:40

      phallus mortuus :p

      Liked by 1 person

    • Manuel permalink
      8 Outubro, 2016 14:43

      Havia sim, mas nada comparado com a desta cleptocracia. Deves julgar os regimes sem facciosismos ideológicos.

      Liked by 1 person

      • licas permalink
        8 Outubro, 2016 15:06

        Ainda não percebeu que havia controlo férreo do
        que seria possível ser divulgado nos jornais?
        A tal censura prévia, arma essencial do Salazarismo
        para parecer impoluto?
        A corrupção apenas podia passar de “boca a ouvido”
        Quanto a ideologia a minha é a da verdade, denuncie
        ela quem denunciar.
        O branqueamemto do Estado Novo vem suspeito de
        provir de gente cuja família foi beneficiada pelo regime
        e portanto “ideologicamente” são contra a Democracia.
        Ser+a assim?

        Gostar

    • 8 Outubro, 2016 15:07

      nunquam obliviscar 😛

      Gostar

  11. José Domingos permalink
    8 Outubro, 2016 14:40

    O jornalismo em Portugal, limita-se a criar a realidade que quer que o povo tenha. Um jornalista de ve ser livre, independente e just. Percebo que como qualquer mortal, tem contas a pagar e precisa do ordenado.
    Os patrões ou os donos dos média, deveriam ter o mesmo sentido de vida e não agendas politicas.
    Perdeu-se o sentido de serviço público e dádiva de vida a Portugal.
    è o que distingue os politicos dos estadistas.
    Numa justiça imparcial, quem prevaricar, será exemplarmente punido.
    Temos pena.

    Gostar

  12. José Domingos permalink
    8 Outubro, 2016 15:03

    Acho que não me expressei devidamente, claro que existem em Portugal bons Jornalistas, que fazem um trabalho sério e honesto, interiorizaram o que é ser jornalista, acontece que alguns são marginalizados nas próprias redações, penso que todos eles, os diferentes, não alinham na nova ideologia, que é o corretêz e são penalizados por isso.
    Adquiri á uns anos um livro de Joaquim Letria, ” A verdade confiscada”, que aborda estas questões de uma maneira excepcional, a meu ver.

    Gostar

    • lucklucky permalink
      9 Outubro, 2016 00:24

      Deve estar a gozar. Joaquim Letria só teve poiso jornalista porque é de Esquerda não fosse e estava fora.

      Jornalismo não existe. Existe Política e nada mais.

      Liked by 1 person

  13. licas permalink
    8 Outubro, 2016 15:26

    . . . e Viva a Liberdade de Expressão:
    nenhum “ismo” sobrevive como Regime, num país
    em que a Internet não é censurada.

    Gostar

    • Manuel permalink
      8 Outubro, 2016 16:05

      Em todos os regimes há censura, em Portugal a seguir ao 25 de Abril de 1974 houve muita, actualmente há menos, mas existe. Em que mundo vives? Os regimes têm todos imperfeições e devem analisados no seu contexto. Pareces um néscio!

      Liked by 1 person

      • licas permalink
        8 Outubro, 2016 17:00

        Néscio es tu, e muito-
        ___1____Em todos os regimes há censura? Mesmo que seja verdade
        não é razão para não perseverarmos como cidadãos da abolição total.
        digo total. da censura-
        ___2___ O facto demonstrável de que logo após o 25A74 ter havido censura
        não obsta ABSOLUTAMENTE NADA que sejamos contra.
        ___3___Quem invoca ___2___está quase explicitamente numa de
        branquamento do Salazarismo nesta questão
        ___4___Finalmente, E MAIS IMPORTANTE, a liberdade de expressão
        é fundamental para qualquer regime que seja de facto Democrático, pois
        é o melhor travão aos abusos do Poder Executivo-

        Gostar

    • lucklucky permalink
      9 Outubro, 2016 00:28

      Não diga asneiras.

      Diga quantas empresas a Esquerda destruiu do 25 de Abril ao PREC? Nem vou falar dos anos posteriores.

      Liked by 1 person

  14. licas permalink
    8 Outubro, 2016 15:46

    Jornalistas sem Fronteiras

    ” Infelizmente, não é só a China que censura o acesso da população à rede. Todos os anos, o Repórteres Sem Fronteiras divulga uma lista de países “inimigos da internet”. A última delas, publicada no site da ONG em 2008, coloca nessa categoria mais 14 países: Arábia Saudita, Belarus, Burma, Cuba, Egito, Etiópia, Irã, Coreia do Norte, Síria, Tunísia, Turcomenistão, Uzbequistão, Vietnã e Zimbábue. Segundo a ONG, “esses países transformaram a internet em uma intranet, impedindo que os usuários obtenham informações consideradas indesejáveis”. Além disso, todas essas nações têm em comum governos autoritários, que se mantêm no poder por meio do controle ideológico “.

    Quem duvida que se o Salazarismo ainda fosse vigente que teríamos que juntar
    Portugal à lista destes notáveis? Eu juro que seria assim. . .

    Gostar

  15. José Domingos permalink
    8 Outubro, 2016 15:53

    Não sabia que a internet não era censurada.

    Gostar

  16. licas permalink
    8 Outubro, 2016 18:03

    A grande chatice, holonist., é que toda a discussão inteligente se baseia em factos.
    Como estes são contra ti, há que recorrer ao palavrão. Mata.se o mensageiro.
    não se ataca o conteúdo. Só os imbecis é que te podem apoiar. . .

    Gostar

  17. Emparedado permalink
    8 Outubro, 2016 18:50

    Como duarte lima. É um parolo deslumbrado com a corte fétida de lisboa a querer mostrar-se culto. Coitado do homem!

    Gostar

  18. licas permalink
    8 Outubro, 2016 19:55

    Saiba, Emparedado: espero bem que, se for culpado, cumpra a pena integralmente
    inclusivé de prisão.
    Para mim não há excepções como se anda tramando, “Socrásticamente” falando,
    pelo A. Costa.

    Gostar

  19. 8 Outubro, 2016 20:24

    😛

    Gostar

  20. licas permalink
    8 Outubro, 2016 21:23

    Fascismo … nunca mais, pese a alguns aqui postados!

    Gostar

  21. licas permalink
    8 Outubro, 2016 21:48

    Oh Puta- – –

    Gostar

  22. 8 Outubro, 2016 22:49

    Liked by 1 person

  23. A.R permalink
    8 Outubro, 2016 23:16

    Não apareceu mais nenhum político com a dignidade e a visão de Salazar depois dele. Reconstruiu o Estado destroçado pelo socialismo da época e entregou-o possante.

    Glória a Salazar a quem todos necessitam de se referir para tentar sobressair.

    Liked by 2 people

    • licas permalink
      8 Outubro, 2016 23:53

      Não, A.R.

      __1__Fundou a P.I.D.E. , Polícia Política, que castigou (cárcere, toirtura, assassínio)
      toda a veleidade de um regime Democrático do Povo, pelo Povo.
      __2__Jugulou toda a possibilidade de trazer Portugal para o concerto das nações
      democráticas da Europa com o exercício da Censura sistemática da expressão tanto
      escrita como oral o que tornou o País uma piléria mundial.
      __3__Toda a oposição ao Estado foi considerada crime. União Nacional como Partido
      Único.
      __4__Transformou o exercício pleno da Cidadania num perigoso jogo, a que muitos
      de nós, por medo, suportámos sem reação.
      __5__Mesmo perante a impossibilidade de manter as Colónias submetidas (em vista da realidade já vigente em África e Oceania) optou pela GUERRA.
      __6__Doutrinação tanto nos media, como nas crianças de Escola, Mocidade Portuguesa.

      Gostar

      • A.R permalink
        9 Outubro, 2016 13:53

        1 – Agora temos outra similar mais toda a comunicação social. A que se lhe seguiu a COPCON e as milícias comunistas era bem pior.
        2 – Portugal era um país pobre mas reconhecido e respeitado até o Kennedy o perseguir
        3 – Havia liberdade para opinar mas não para conspirar.
        4 – Todos podia contribuir dentro da lei. Mas havia lei e não o regabofe de agora onde chegamos ao ponto de juízes do supremos, procuradores e 1º ministro andarem de braço dado.
        5 – Portugal não tinha colónias: tinha províncias ultramarinas. Salazar não optou pela guerra. Foi a URSS que optou pela guerra treinando os terroristas que iniciaram uma guerra. Concluída a independência a guerra continuou mais mortífera (1.5 milhões de mortos) e levando a ditaduras ferozes sem liberdade de expressão que ainda persistem portanto não era uma questão de regime.
        6 – A doutrinação agora continua na Escola, professores, Universidades, Sindicatos, Fundações, rádio, TV e partidos totalitários legalizados e financiados pelo Estado.

        Gostar

    • lucklucky permalink
      9 Outubro, 2016 00:33

      Patetice pegada.

      Após 40 anos de Salazar a maior parte dos tugas narcisos e ignorantes também por causa dele diziam-se todos socialistas ou pior adoravam assassinos em série como Estaline, Lenine e Mao.

      Salazar não criou cultura alguma que fosse sustentável – ou seja que se reproduzi-se de pais para filhos porque era anti modernidade. Logo ia acabar quando as gerações que o formavam morressem.

      Liked by 1 person

      • lucklucky permalink
        9 Outubro, 2016 00:38

        Estes tugas eram os filhos da burguesia e estudavam na universidade.

        Liked by 1 person

  24. licas permalink
    8 Outubro, 2016 23:56

    A única “visão” de Salazar, o objectivo fundamental. foi simplesmente
    manter-se no Poder seja de que maneira for (nisto até parecia Socialista. . . ).

    Gostar

    • lucklucky permalink
      9 Outubro, 2016 00:36

      Bom a arquitectura e artes do período “fassista” de 40 anos e 10 milhões de pessoas foi bem melhor que arquitectura e artes de 70 anos de Comunismo e mais de 100 milhões de Russos..

      Liked by 1 person

  25. Arlindo da Costa permalink
    9 Outubro, 2016 01:56

    Os ricos são assim. Não estão a contar os tostões. Alguém contra os ricos?

    Gostar

  26. licas permalink
    9 Outubro, 2016 09:36

    Azulejos

    Ai a Casa Portuguesa!
    De Canha Telha cobertos
    Era tudo uma lindeza
    Mesmo boa para os Betos:
    Com álacres azulejos
    Cheios de promessa e beijos.

    A Inveja é malfazeja
    Come aqui meu pão e vinho
    Entra, abraça e beija
    De bagaço um copinho.
    Biblicamente pateta
    Por ajuntar uma teca.

    Eram só Graças a Deus
    E à Senhora de Fátima
    Abusavam os sandeus
    Da opulência de lástima:
    Taberneiros de sucesso
    Inchados com o ingresso.

    Não passavam de boçais,
    Montando as serviçais.

    Licas fecit

    Gostar

  27. licas permalink
    9 Outubro, 2016 15:12

    A.R PERMALINK
    9 Outubro, 2016 13:53

    Porque mentis, A.R.?

    A COPCON pior que a PIDE? Não viveste anos suficientes sob Salazar
    para sustentar o que descaradamente afirmas: tenho 40 anos certos
    de regime, vê bem.
    1- A copcon está extinta há dezenas de anos e parece que nunca matou ou encarcerou
    gente por muitos anos. Tarrafal, colónia de morte, onde?
    2- Portugal “respeitado”? Queres dizer um caso de Hilariedade entre os Europeus, tal
    como a Espabha de Franco. És rid+iculo, então a culpa de tudo foi do Kennedy ou
    não seria antes o escravatura reinante nas Colónias contra os seus naturais?
    3- ENORME MENTIRA, era interdito criticar os actos do Governo e se chegasse aos ouvidos da PIDE tinhas, quase sempre de noite, uma visita de agentes que te recambiava
    sem apelo fazendo-te desaparecer, reaparecendo após tortura num desses Tribunais
    Plenários sem recurso quase sempre a Advogado de Defesa.
    4- Tem razão, de braço dado é feio, excepto se forem de sexos diferentes. .
    5- Não me venhas com essa que é muito grosseira: as tais P.U. foram inventadas à pressa como artimanha quando a existência de Colónias pelos Países da Europa se
    tornou Escândalo Mundial. Bem podia clamar o F. Nogueira na ONU, só resultou
    gargalhada bem merecida
    6- O que se passa agora já não nos diz qualquer respeito são países independentes
    porque o quiseram, lutaram, morreram, por essa causa. Um pouco de respeito, está
    bem? Quem provocou a situação de conflito fomos nós quando negámos conceder independencia a esses territórios. A URRS foi solicitada, e aproveitou, e de que maneira,, para destruir “o tal ventre podre” da capitalista Europa.
    7- Es tonto: onde encontras o equivalente à Mocidade Portuguesa, à Legião, à Pide?
    Aos desfiles do 1º de Dezembro? Á obrigatoriedade, nos Liceus, Faculdades e Establecimentos de Ensino Superior (por exº no IST) de gramarmos a OPAN,
    Organização Política e Admnistrativa da Nação?

    Gostar

  28. honi soit qui mal y pense permalink
    10 Outubro, 2016 15:55

    Gostar

  29. honi soit qui mal y pense permalink
    11 Outubro, 2016 10:24

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: