Skip to content

se isto não é o povo, onde é que está o povo?

18 Janeiro, 2017
by

O PREC de direita continua em marcha e a atacar os valorosos vigilantes da Revolução. Desta vez, a vítima foi, de novo, o camarada Salgado, chefe da brigada operária de acção armada, na clandestinidade, Spiritus Sanctus, nome de código dado em honra à santa missão de que está incumbida. Salgado foi acusado pelo tribunal plenário burguês de assaltar bancos para financiar um golpe de estado subterrâneo, cujo objectivo era minar as estruturas da super-estrutura do estado fascista onde vivemos. Destruir a economia do estado, levando-o à perda total da soberania burguesa, para mais facilmente o conquistar, foi um objectivo alcançado em 2011, graças à actuação corajosa do camarada Salgado e de outros revolucionários. A acusação alega que o camarada Salgado executou a sua missão com tamanho fervor revolucionário, que levou mesmo um banco à falência com os desfalques que fazia para patrocinar a nobre causa. «Tudo mentiras e inventonas da reacção», defendeu-se o camarada, que transitou, em carro policial, para a sua casa, situada no bairro operário da Quinta da Marinha, onde residem muitos trabalhadores da indústria naval. Os camaradas Louçã, Jerónimo, Catarina e Mariana já convocaram uma vigília de solidariedade para hoje à noite, à porta da casa do revolucionário, onde será lido um poema de Oliveira e Costa. O camarada Salgado mandará providenciar a distribuição de whiskies, flutes de Moet e Chandon, tapas de caviar beluga e, claro, puros de Habana aos manifestantes presentes.

01

Advertisements
14 comentários leave one →
  1. 18 Janeiro, 2017 21:42

    Isto é uma cabala! Uma perseguição! Só é pena o padrinho ter falecido recentemente e ter ido para o céu dos antifascistas, que fica naquele sítio donde vingam as malas com dinheiro para financiar a agremiação do largo do rato, se não, o padrinho ia já à televisão avisar ” o juiz Carlos Alexandre que se cuide!”

    Liked by 2 people

    • bentoluis permalink
      18 Janeiro, 2017 21:43

      *vingam…queria dizer: vinham

      Gostar

    • Artista Português permalink
      19 Janeiro, 2017 14:26

      A agremiação do largo do Rato e não só….Deveria haver também algumas fundações por aí a mamar à conta.

      Liked by 1 person

  2. Cipião Numantino da Boina, anti comunofóbico. permalink
    18 Janeiro, 2017 22:34

    Este blog, mantém o humorismo que sempre o caracterizou.
    Parabéns.

    Gostar

  3. 19 Janeiro, 2017 02:34

    Rui A.,

    falta no texto outro participante na vigilia: o AC-DC, que deve tantos favores ao Salgado e vice-versa… E por que nao informarem tambem o Socrates dessa solidariedade, apreciador de Moet&Chandon, Beluga, etc. ?

    Gostar

  4. Marinheiro permalink
    19 Janeiro, 2017 07:13

    Que ninguém se esqueça que os novos comunistas apresentam-se ao povo como gente de bem e que só querem a felicidade do gentio.
    A pouco e pouco vão-se introduzindo na mente das pessoas e subtilmente vão conquistando o voto dos eleitores.
    Veja-se o caso do BE e do próprio partido comunista.
    Este último até nem se apresenta em eleições nem com o nome nem com a foice quanto mais o martelo.
    O Martelo começa a aparecer mas vem de outro lado. O Bosta, igual
    Eleitor, cuidado.
    Mal a gente se descuida já têm o poder na mão.
    Veja-se o actual exemplo na nossa terra.
    Os comunas já mandam e nem sequer estão no poleiro

    Liked by 2 people

  5. 19 Janeiro, 2017 10:59

    Se fosse num país capitalista malvado como os EUA, este Ricardo já estaria há vários anos na cela ao lado do Madoff.
    Como estamos na república socialista soviética lusitana, este Ricardo está na Quinta da Marinha.

    Liked by 1 person

  6. Manuel permalink
    19 Janeiro, 2017 11:16

    Não sei se é uma crise da democracia ou do regime?

    Gostar

  7. licas permalink
    19 Janeiro, 2017 11:51

    As pessoas acolhem-se a um “clube” e deixam de parte o “rigor”
    e a análise imparcial, logo comportam-se como “claques”, isto é,
    “porrada” nos adversários, seja porque for, infinita complacência
    com os correlegionários (eu gosto do termo porque contem legionários)
    Para mim, quie sou um “labrego”, a crise está em nós todos.
    Mas, olha, Manuel, haveremos de lá chegar, a sermos cidadãos como deve ser . . .
    (Pode levar o tempo de 2-3 gerações, mas enfim…)

    Gostar

  8. Elmano permalink
    19 Janeiro, 2017 13:23

    Para bem da nossa saúde mental, este blog faz falta.

    Gostar

  9. Arlindo da Costa permalink
    19 Janeiro, 2017 19:28

    Alguém deve andar a snifar erva ilícita…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: