Skip to content

um governo bipolar

3 Fevereiro, 2017
by

Temos um governo politicamente bipolar: às segundas, terças e quartas governa com o PC, o Bloco e os sindicatos, às quintas, sextas e sábados pretende governar com o PSD, o CDS e com as confederações patronais, e aos domingos faz de conta que não existe. O recente episódio da TSU e o que agora se adivinha com o Novo Banco são graves sintomas deste distúrbio psico-político. Neste último caso, como ficarão os papagaios do PS, entre eles o ilustre João Galamba, que andaram, nas últimas semanas, a repetir que o Novo Banco era para nacionalizar, e que verão, agora, que mandam menos nisto do que a burocracia de Bruxelas e os banqueiros do Santander? E o Bloco e o PC continuarão a engolir sapos, em nome dessa brincadeira que inventaram para justificar o seu apego ao poder, que é a «reposição de rendimentos», a tal que não chega a dar mais um euro por mês aos reformados? Como era previsível, à medida que viessem para cima da mesa os assuntos difíceis da legislatura, o espaço de manobra da geringonça começaria a diminuir. Como, por outro lado, aumentam as dissensões entre quem a sustenta, não é fácil imaginar que o que aí vem lhe possa ser muito abonatório. O travestismo político tem destas coisas: um dia é preciso decidir qual é a nossa verdadeira pele.

Anúncios
15 comentários leave one →
  1. Rão Arques permalink
    3 Fevereiro, 2017 09:54

    Ao que este bananal chegou apenas com o objectivo indisfarçável e único esmolado pelo próprio Costa para se tentear no poder.

    Liked by 1 person

  2. sam permalink
    3 Fevereiro, 2017 10:14

    Não menorizem a táctica do camaleão.

    Gostar

  3. jorge permalink
    3 Fevereiro, 2017 10:28

    Alegremente em busca de nova bancarrota

    Liked by 1 person

  4. LTR permalink
    3 Fevereiro, 2017 10:41

    O Galamba representa mais do que bem a lixeira em que se transformou as representação parlamentar dos partidos, já que a da população pura e simplesmente não existe. É escusada qualquer discussão racional e não populista/demagógica sobre o país na presença desta espécie de criaturas, muitas delas de dedo engessado apontado a Trump.

    Liked by 1 person

  5. antónio permalink
    3 Fevereiro, 2017 11:41

    O governo usurpador e sem ética do PS encontra-se neste momento entre o sitiado e o sequestrado. E acresce a isso que o dinheiro para distribuir pelas clientelas está a esgotar-se as clientelas são muito vorazes pois querem sempre mais e mais. Mesmo contrair divida começa a tornar-se impossível pois os juros estão colossalmente altos a 4,2%. Sem mais dinheiro para distribuir às clientelas o clima vai ficar mais deteriorado e o cheiro a podre desta geringonça será mais acentuado.

    Liked by 1 person

  6. lucklucky permalink
    3 Fevereiro, 2017 12:11

    Quando se tem o apoio dos jornalistas pode-se fazer tudo e o seu contrário.

    Gostar

  7. 3 Fevereiro, 2017 12:17

    Não se preocupe com os “Galambas” deste mundo, eles safam-se sempre.
    Foi bonito de ver ontem na SICN (acho que foi aí).
    Galamba começou com a história dos atropelos à democracia a propósito da demissão da procuradora geral.
    As piruetas que fez em direto quando o interlocutor nomeou os saneamentos do PS foram lindas de ver.

    Gostar

    • Rão Arques permalink
      3 Fevereiro, 2017 15:26

      Onde posso ver essa cena do galambadas a ser devorado?

      Gostar

      • 4 Fevereiro, 2017 01:07

        Sic notícias Edição da Noite quinta-feira por volta das 21:25-21:33.
        Devo ter-me sentado em cima do comando da TV ou estava no intervalo de qq coisa para ver aquelas tretas!

        Gostar

  8. Carlos permalink
    3 Fevereiro, 2017 13:01

    Travestimo político (n.m.): forma política de atuar que consiste em fazer aprovar, abster-se e manifestar-se “frontalmente contra” a mesma medida; incoerência.

    Gostar

  9. Carlos permalink
    3 Fevereiro, 2017 13:02

    Faltou um sinónimo ao comentário anterior:

    Travestimo político (n.m.): forma política de atuar que consiste em fazer aprovar, abster-se e manifestar-se “frontalmente contra” a mesma medida; incoerência; oportunismo.

    Gostar

  10. JCA permalink
    3 Fevereiro, 2017 15:43

    .Apos ter revisitado “A Grande Farra” de Marco Ferreri com Mastroianni, Tognazzi, Andrea etc e ‘Paroli, Paroli’ na voz de Dalida regressei ao ‘Cantinho’:
    .
    “Portugueses e os automóveis”.
    .
    Em 2016 as vendas cresceram 16,1%, enquanto na União Europeia foi de 6,8%. Ocupamos o 9º lugar neste ranking, liderado por Hungria, Croácia e Chipre. Com as menores taxas de crescimento, estão algumas das grandes economias europeias, como o Reino Unido, a França ou a Alemanha.
    E adoram boas ‘maquinas’. Por exemplo, a Mercedes registou em 2016 um novo recorde de vendas em Portugal (pelo terceiro ano consecutivo!). Apenas na Alemanha a Mercedes tem uma quota de mercado maior que Portugal. Impressiona !
    Obviamente que o Estado já percebeu esta relação de amor com os automóveis. E nunca perdeu tempo para se aproveitar da situação para tributar fortemente a compra e o uso dos carros em Portugal.
    .
    Quer o ISV (cobrado na compra da viatura), quer o IUC (“selo” do carro) têm aumentado sucessivamente todos os anos. 2017 não foi exceção.
    .
    Por seu lado, o ISP (Imposto Sobre os Produtos Petrolíferos) há muito que representa mais de metade do preço pago pelo consumidor por cada litro de combustível.
    ,
    Também a Tributação Autónoma (imposto especial sobre viaturas, pago pelas empresas) tem aumentado de forma muito significativa. A título de exemplo, a taxa máxima de Tributação Autónoma em 2013 era de 20%. Em 2017 a mesma taxa ascende a 35%..
    Portugal cumpre bem o seu papel na uniao Europeia. Contribui bem para a sustentacao da Industri Automóvel em Franca, Alemanha, Itália etc,
    .
    Corte de importacoes para equilibrar a balança externa e baixar a divida contra a Austeridade. Mas Bruxelas recusa a favor da sustentacao da Industria Automobilistas Europeia,
    .
    então como se fará ? Como se sairia disto ?
    .

    Gostar

  11. JCA permalink
    3 Fevereiro, 2017 15:44

    .
    Apos ter revisitado “A Grande Farra” de Marco Ferreri com Mastroianni, Tognazzi, Andrea etc e ‘Paroli, Paroli’ na voz de Dalida regressei ao ‘Cantinho’:
    .
    “Portugueses e os automóveis”.
    .
    Em 2016 as vendas cresceram 16,1%, enquanto na União Europeia foi de 6,8%. Ocupamos o 9º lugar neste ranking, liderado por Hungria, Croácia e Chipre. Com as menores taxas de crescimento, estão algumas das grandes economias europeias, como o Reino Unido, a França ou a Alemanha.
    E adoram boas ‘maquinas’. Por exemplo, a Mercedes registou em 2016 um novo recorde de vendas em Portugal (pelo terceiro ano consecutivo!). Apenas na Alemanha a Mercedes tem uma quota de mercado maior que Portugal. Impressiona !
    Obviamente que o Estado já percebeu esta relação de amor com os automóveis. E nunca perdeu tempo para se aproveitar da situação para tributar fortemente a compra e o uso dos carros em Portugal.
    .
    Quer o ISV (cobrado na compra da viatura), quer o IUC (“selo” do carro) têm aumentado sucessivamente todos os anos. 2017 não foi exceção.
    .
    Por seu lado, o ISP (Imposto Sobre os Produtos Petrolíferos) há muito que representa mais de metade do preço pago pelo consumidor por cada litro de combustível.
    ,
    Também a Tributação Autónoma (imposto especial sobre viaturas, pago pelas empresas) tem aumentado de forma muito significativa. A título de exemplo, a taxa máxima de Tributação Autónoma em 2013 era de 20%. Em 2017 a mesma taxa ascende a 35%..
    Portugal cumpre bem o seu papel na uniao Europeia. Contribui bem para a sustentacao da Industri Automóvel em Franca, Alemanha, Itália etc,
    .
    Corte de importacoes para equilibrar a balança externa e baixar a divida contra a Austeridade. Mas Bruxelas recusa a favor da sustentacao da Industria Automobilistas Europeia. Então como se fará ? Como se sai disto ?
    .

    Gostar

  12. Rocco permalink
    3 Fevereiro, 2017 17:35

    O peiésse sempre foi esta merda, mesmo antes deste preto gordo.

    Gostar

  13. Arlindo da Costa permalink
    3 Fevereiro, 2017 19:32

    Um governo abrangente e transversal à sociedade portuguesa.

    Não é constituído por seitas evangélicas como era o governo do Coelho Mal Passado.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: