Skip to content

Estão também a pensar na Catalunha, certo?

21 Fevereiro, 2017

Socialistas europeus exigem mudanças contra espírito nacionalista e isolacionista

Anúncios
34 comentários leave one →
  1. sam permalink
    21 Fevereiro, 2017 16:01

    Na Catalunha só há espírito secessionista…

    Gostar

  2. Chopin permalink
    21 Fevereiro, 2017 16:36

    O socialismo e os petrodólares sempre se deram bem.

    http://biggirlpants.typepad.com/.a/6a00e00982b88f883300e5539d6e5c8834-320wi

    Gostar

  3. 21 Fevereiro, 2017 18:42

    HMatos,

    10 mil milhões de euros tugas voaram para offshores sem vigilância, controle, do Fisco.

    Gostar

    • JMS permalink
      22 Fevereiro, 2017 00:05

      Os milhões de euros que voaram sem ser entre 2011 e 2014, esses ninguém quer saber. Só os de 2011 a 2014 é que interessam.

      Pois… 🙂

      Gostar

      • 22 Fevereiro, 2017 01:08

        JMS,

        Eu quero saber sobre os que voaram até 2011. Também quero saber os que levantaram voo entre 2011 e 2014.

        Só chamei a atenção da HMatos, tão atenta para umas coisas e desatenta para outras bem mais importantes para os tugas.

        Gostar

    • Tiradentes permalink
      22 Fevereiro, 2017 11:31

      Os 10 mil milhões que voaram entre 2011 e 2014 “só existem” porque não se quer mostrar as imparidades da Caixa Geral de Depósitos.
      É como aquelas notícias que os chineses estão interessados e pagam milhões por “certos” jogadores dos lampiões. Eles querem é vender o que não quer dizer que haja compradores.
      E se “voaram” quem diz que “voaram ilegalmente”? Não é proibido até hoje fazer “voar” dinheiro daqui para fora. (uma das coisas mais avisadas que se deve fazer). Se pagaram os impostos que a lei obrigava não há nada a dizer…ao contrário de se lançar a suspeição.
      Além do mais os funcionários do Fisco, devidamente enquadrados pelo seu sindicato do BE estavam muito ocupados a ir vasculhar as contas do Passolas de Massamá além de defender as suas conquistas civilizacionais das 35 horas, e um gajo não tem tempo para tudo.

      Gostar

  4. javitudo permalink
    21 Fevereiro, 2017 19:06

    Na Catalunha ainda não começou. O socialismo gostam mais é da convivência com o povo.
    http://www.express.co.uk/news/world/766635/Paris-riots-theo-immigration-violence-Aulnay-Sous-Bois

    Gostar

  5. javitudo permalink
    21 Fevereiro, 2017 19:27

    O camarada Benoît Hamon teve pouca sorte em lisboa.
    “Le Bloc de gauche ne veut pas entendre parler de «nouvel agenda des gauches européennes». «Nous ne voyons pas de majorité capable de faire ce que vous proposez», lui explique, plutôt froidement, Catrina Martins, la chef de file du mouvement. Le candidat à l’Elysée pose ses lunettes sur la table et regarde au loin. Au niveau européen, le Bloc de gauche «est dans le même réseau que Mélenchon: ils ne vont pas nous rouler des pelles au premier rendez-vous mais ils veulent qu’on travaille ensemble», assure le député Pascal Cherki, qui fait partie de la mini-délégation officielle, à la sortie de la réunion.
    As mudanças do camarada Hamom não vão bem com a camarada katerina.
    Ela entende-se bem é com o kosta e com o Mélenchon. Quase a mesma coisa mas há quem não perceba.

    Gostar

  6. Arlindo da Costa permalink
    21 Fevereiro, 2017 20:44

    Na Catalunha são patriotas. Um Povo. Um Território. Uma Língua. Uma Cultura e Tradição.

    Não derive para disparates de intelectuais de café…

    Gostar

    • 21 Fevereiro, 2017 20:51

      «Um Povo. Um Território. Uma Língua. Uma Cultura e Tradição.»

      Não é a isso que chamam fascismo?

      Liked by 1 person

      • Arlindo da Costa permalink
        21 Fevereiro, 2017 20:54

        Você é burra. Nem sabe o que é fascismo!

        Gostar

      • 21 Fevereiro, 2017 21:41

        Chamar burro é fácil. é a força dos fracos que não têm argumentos.

        Liked by 1 person

      • 21 Fevereiro, 2017 21:43

        É isto que é bom?

        Gostar

    • 21 Fevereiro, 2017 21:40

      Então explica lá a diferença- afirmar, um povo; uma língua, uma cultura, não foi o que se fez no Estado Novo?

      Não chamam a isso “nacionalismo fascista”?

      E acaso não apoiam o independentismo da catalunha (que já foi militância comunista) por ter sido contra o famigerado “nacionalismo fascista do Franco?

      Onde está a diferença?
      Porque é que um é bom e o outro é mau se um afirma separação e o outro irmandade pacífica?

      Gostar

      • Arlindo da Costa permalink
        21 Fevereiro, 2017 21:43

        Ó serva de Deus! A Catalunha é um país. Isto nada tem a ver com essas ideologias toscas do século passado. A Catalunha está integrado numa Espanha como antes a Lituânia estava na URSS ou a Eslovénia estava integrada na Jugoslávia. Aprende!

        Gostar

      • 21 Fevereiro, 2017 21:53

        és mongo e malcriado. Nem merece a pena responder-te com educação.

        Vai beijar o cu ao demo e desorelha, imbecil

        Liked by 1 person

      • 21 Fevereiro, 2017 21:55

        Que merda é essa de ser um país um território que nunca foi independente?

        E a Espanha, não é país?
        Isto agora de países é como os pretos- por tribo?

        Nem eles andam nessa. Só quem é besta e ainda vive aquela mongalhice anti-fraquista é que repete a barbaridade.

        E a barbaridade, para tua informação é totalmente neotonta e alguém acaba por sustentar essa tara de secessões.

        Liked by 1 person

      • Tiradentes permalink
        22 Fevereiro, 2017 08:42

        O Ar lindo tem menos de 17 anos. Ele inventou o socialismo do século XXI que nada tem a ver com o século passado. Portantessss essa coisa do fássismo ter usado essas bandeiras, não tem nada a ver …..porque…..bem…..porque no admirável mundo novo do socialismo do século XXI, tudo começou no dia em que eles nasceram.
        E melhor que isso. Eles nascem todos os dias….os Ar lindos de ontem não são os mesmos Ar lindos de hoje. Eles re-nascem dia a dia…conforme o vento

        Gostar

    • 21 Fevereiro, 2017 21:52

      A Catalunha nunca foi um Estado independente.

      O nacionalismo já chega ao ponto de militar por uma “grande Catalunha livre” que incluiria Parte de Valencia, outra de Aragão, mais Andorra, a alta Sardenha, outras localidades nos Pirinéus com o Rossilhão e as Baleares.

      Portanto, isto é bom porque é contra o famigerado nacionalismo histórico e nada tem de imperialismo expansionista.

      Gostar

      • Arlindo da Costa permalink
        22 Fevereiro, 2017 17:20

        Ó Zazie! És burra ou tás a fazer-te ao piso?

        Gostar

    • 22 Fevereiro, 2017 00:01

      Todo o Socialismo é Internacionalista – ser Nacionalista (do latim ‘natio’, de ‘nasci’, nascer) ou Patriota (do latim “patris”, terra paterna) é sempre instrumental e dá jeito para abraçar o Internacionalismo:
      – “Tal é nossa tarefa como Nacional-Socialistas. Porque somos socialistas, sentimos primeiro as maiores bençãos da nação e porque somos nacionalistas quisemos promover a justiça socialista na nova Alemanha.”, Joseph Goebbels;
      – “Os operários não têm pátria.”, Karl Marx.

      Liked by 1 person

      • PiErre permalink
        22 Fevereiro, 2017 07:43

        O Karl Marx não era operário.

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        22 Fevereiro, 2017 08:49

        Karl Marx nunca trabalhou…casou com uma aristocrata decadente, usufruiu dos rendimentos dela ( em bom português chama-se de chulo) não cuidou sequer da família tendo alguns deles se suicidado.
        Ou seja …um exemplo de “operário e intelectual” que nunca foi uma coisa nem outra como aliás a maior parte dos seus seguidores fazem questão de lhe seguir as “pisadas”.
        No caso familiar pode-se interrogar se o suicídio dos filhos não terá alguma genética envolvida , da qual, sendo transmissor, não foi capaz (por cobardia?) também de o cometer.

        Gostar

  7. Juromenha permalink
    21 Fevereiro, 2017 21:25

    Os “súcios” fingem viver num mundo paralelo, onde a discussão do sexo dos anjos ocupa a maior parte do tempo.
    O ano da (des?) graça de 2017 promete grandes rasgões a essa “realidade” almofadada e vazia, feita de chavões e das vigarices sortidas e abundantes do “pulhiticamente correcto”.
    Quanto à região do antigo Reino de Aragão é esperar-lhe pela pancada : se a História mantiver o habitual mau gosto de se repetir, principalmente para aquelas bandas, e as promessas gaulesas se tornarem realidade,é muito provável que se assista a um certo alívio demográfico…

    Gostar

  8. adelinoferreira45 permalink
    21 Fevereiro, 2017 21:53

    zazi, para que te metes nestas coisas. Por este andar ainda vais ter vergonha de vir aqui

    Gostar

  9. javitudo permalink
    21 Fevereiro, 2017 22:26

    Admira-me como a zazie perde tempo com gente irrecuperável.
    Deve andar perdida da paciência, compreende-se, não está só.

    Gostar

    • 21 Fevereiro, 2017 22:34

      Foi só bater os pés para enxotar as alimárias.

      Não há pachorra. Os tipos é que não me largam. O jarreta do Adelino veio a correr para aqui depois de me estar a chagar no Portadaloja. Não lhe respondo e o tipo fica assim carenciado a pedir um pontapé.

      Liked by 1 person

  10. A. R permalink
    21 Fevereiro, 2017 23:13

    “Na Catalunha são patriotas. Um Povo. Um Território. Uma Língua. Uma Cultura e Tradição.”

    Ah, ah, ah … burro. Nenhuma delas! Nunca foi independente, a língua é o castelhano apesar de forçarem o catalão à martelada, o Povo é indistinguível de qualquer outro e a cultura … enfim. O grande Francisco Franco foi recebido apoteoticamente em Barcelona depois de colocar em fuga a canalha comunista.

    Liked by 1 person

  11. 22 Fevereiro, 2017 01:21

    O grande problema da independência da Catalunha é o Barcelona FC ficar a jogar sozinho…

    Gostar

  12. Arlindo da Costa permalink
    22 Fevereiro, 2017 17:27

    A ignorância e a boçalidade são mais do que evidentes neste post sobre a Catalunha.

    Não conhecem a Catalunha e confundem Catalunha com Castela ou mesmo Espanha.

    Para estes ignaros quem pode ser independente é o Kosovo, que como sabe é uma civilização ,milenar!

    Os EUA e o Brasil, como antes não eram independentes, não podiam nunca ascender à independência.

    Aliás, como Portugal, que se tornou independente do Reino de Leão e Castela, a partir dum acto separatista.

    Ó Zazie, parafraseando o saudoso Mário Soares : vai lavar louça e passar roupa a ferro!

    Gostar

    • 22 Fevereiro, 2017 23:28

      Olha-me este- agora queria lavagem de loiça e roupa passada. Pede ao teu homem

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: