Skip to content

Aquilo no centro de Lisboa era um fartar de gente!

5 Março, 2017

Catarina Martins:Nós precisamos de uma cidade que responda a quem lá viva. Nós estamos a ficar com cidades esvaziadas, no seu centro, das suas populações, em nome de um crescimento turístico, que as pessoas desejam, que é normal que desejem, que dá emprego, que dá crescimento económico, mas [que] é absolutamente insustentável e que está a retirar às pessoas os direitos mais básicos de habitação, de mobilidade, de cidadania”

Advertisements
35 comentários leave one →
  1. 5 Março, 2017 23:58

    Claro, assim não temos a cidade cheia de okupas e os grandes centros de distribuição de ‘material’ para as festas do bloco de esterco tiveram que se deslocalizar para a periferia. Está na altura do Medina apresentar o projecto para um Gulag no Bairro Alto.

    Liked by 2 people

  2. Ricardo Janeira permalink
    6 Março, 2017 00:02

    “Mas quem é que estas pessoas é que pensam que são para fazer da cidade aquilo que elas querem? Quem manda nesta m**** sou eu e vocês vão fazer aquilo que eu quero a bem ou a mal! Porque aquilo que eu penso e aquilo em que acredito é que esta certo e vou fazer o que for necessário para acontecer e vocês vão ficar felizes com isso.”

    Gostar

    • licas permalink
      6 Março, 2017 16:10

      Eis a “lógica” dos políticos M-L , sem tirar nem pôr
      uma vez “guinados” ao Poder. Para quê indagar, discutir,
      consultar, recolher opiniões? Se eles foram escolhidos pelos Eleitores?
      (Lógica canina. . . )

      Gostar

  3. 6 Março, 2017 00:38

    “é absolutamente insustentável e que está a retirar às pessoas os direitos mais básicos… de mobilidade”

    Isso não será o Merdina com o estreitamento das vias rodoviárias para meter ciclovias e árvores?

    Liked by 1 person

  4. 6 Março, 2017 00:47

    maluk@

    Gostar

  5. 6 Março, 2017 00:48

    Estes imbecis o mais que sabem fazer é cagada nas paredes por toda a parte. E chamam a isso “arte urbana”.

    Liked by 1 person

  6. Vitor permalink
    6 Março, 2017 08:42

    Completamente marada da cabeça e o pior é que os merdia a colocam todos os dias, nas primeiras páginas e na abertura dos telejornais a distribuir merda. Cambada de comunas! Descarados, sem vergonha! Artistazinha de merda que nunca criou um posto de trabalho na vida, que viveu sempre à custa do Estado.

    Liked by 1 person

  7. Tiro ao Alvo permalink
    6 Março, 2017 08:46

    Egoísta é o que esta gente é.

    Gostar

  8. 6 Março, 2017 09:17

    E o que se passa nas freguesias é assustador.
    Imitam-se uns aos outros em iniciativas “sociais”.
    Não sei se já repararam que as freguesias do centro agora têm serviço de transportes.
    A Carris não chegava, os bombeiros não chegavam por isso … mais dinheiro dos contribuintes para transportes.
    E o “utente nº1” é o presidente da junta!

    Liked by 1 person

  9. javitudo permalink
    6 Março, 2017 10:05

    A cidade não merece tão más companhias.
    O esterco das palavras tontas está a chegar à baixa lisboeta.

    Gostar

  10. Lufra permalink
    6 Março, 2017 10:27

    Volta Marquês de Pombal!

    Gostar

  11. Aventino permalink
    6 Março, 2017 10:35

    “Lisboa; terra de má água, terra de mau ar!”
    Eça Q.

    Gostar

  12. lucklucky permalink
    6 Março, 2017 11:06

    Fantástico as pessoas estão a seguir o meu conselho 😉 para fugirem de Lisboa, a cidade
    onde o poder irrestrito do Estado, o consequente totalitarismo está sempre pronto a a inventar mais uma maneira de controlar, vigiar e atacar a liberdade dos Portugueses.

    Liked by 1 person

    • 6 Março, 2017 13:03

      Ide; mais fica

      Gostar

    • 6 Março, 2017 13:05

      Qualquer outra cidade ou vila, ou aldeia até é pior porque todos têm complexos de “grande cidade” e imitam para pior.

      Gostar

    • 6 Março, 2017 13:07

      Ainda que sempre tenha dito que não me importava nada de viver em Guimarães. Ou numa aldeia bonita.
      Mas Lisboa é uma bela cidade que tem a treta camarária; os semáforos assassino- iguais aos de toda a parte e os riscos a que chamam “graffiti”

      Gostar

      • lucklucky permalink
        6 Março, 2017 20:52

        É isto a tua cidade de Lisboa zazie :

        http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/ameacas-obrigam-a-cancelar-conferencia-de-jaime-nogueira-pinto–

        https://oinsurgente.org/2017/03/06/inaceitavel-direccao-da-fcsh-cancela-conferencia-jaime-nogueira-pinto/

        Ameaças à segurança e integridade física de Jaime Nogueira Pinto, feitas por alunos da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas levaram a Direção a cancelar a conferência ‘Populismo ou Democracia: O Brexit, Trump e Le Pen’, agendada para a tarde de terça-feira, dia 7 de março, e onde o politólogo era o principal orador. “Tenho pena. Trata-se de intolerância de quem quer calar opiniões contrárias”, disse Jaime Nogueira Pinto ao CM após saber do cancelamento. O CM sabe que a decisão foi tomada após a Associação de Estudantes apresentar uma moção contra “um evento associado a argumentos colonialistas, racistas e xenófobos” e apelar à Direção para não ceder a sala onde iria decorrer a conferência.

        Podes agora analisar com muito cuidado tudo o que o Poder da tua cidade vai fazer.

        Gostar

      • 7 Março, 2017 00:31

        Enquanto isso, já sabem onde o PCP vai celebrar o seu 96º aniversário no dia 12 de Março às 15h00?

        Gostar

      • 7 Março, 2017 00:48

        Não é a minha cidade- infelizmente é mais que isso: é o meu país.

        Gostar

      • 7 Março, 2017 01:57

        Sim mas a concentração deles será numa escola secundária! Quem é que autoriza isto?

        Gostar

  13. 6 Março, 2017 14:24

    Não ficarei surpreendido se surgir uma sugestão do BE para que os lisboetas, os tugas em geral, transitem em Lisboa com por exemplo um autocolante “sou português, basta de intrusos estrangeiros”.

    Liked by 1 person

  14. 6 Março, 2017 14:27

    em Lx não faço ideia como se foi esvaziando o centro de população residente , mas aqui onde vivo , sei bem ,a culpa é da autarquia . e agora vai a segunda leva de esvaziamento , a do comércio. entre dificultar a recuperação de prédios até eliminar os estacionamento , expulsaram a população para a periferia. e continuam.

    Liked by 1 person

    • 6 Março, 2017 14:39

      A de Lisboa está é a aumentar. Esvaziar foi há décadas devido à lei das rendas

      Liked by 1 person

      • Democrata com larga experiência — Vende-se permalink
        6 Março, 2017 14:56

        Já o Vasco Santana se queixava das rendas.

        »Estes imbecis o mais que sabem fazer é cagada nas paredes por toda a parte. E chamam a isso “arte urbana”.«

        Excelente comentário.

        Gostar

    • 6 Março, 2017 14:40

      Creio que actualmente Lisboa tem só c. 500 a 600 mil habitantes. Há também uma “população” volátil, a que vem durante a semana a Lisboa para trabalhar, regressando à `periferia ou a localidades da área metropolitana. Outros, para tratar de assuntos.
      Desconheço as causas de desertificação.
      Há, ainda, muitos milhares/semana que vêm à sede do BE para se tornarem militantes, outros milhares para tirarem selfies junto do Palácio de Belém (esperançados em encontrar o MarceloCCarmonaThomaz), ainda mais para cumprimentarem o AC-DC e o Galamba.

      Gostar

      • 6 Março, 2017 14:43

        Isso, Zazie, a lei das rendas, não me lembrava.
        Mais o elevado custo de vida diário.

        Gostar

    • lucklucky permalink
      6 Março, 2017 14:54

      Não sabem? Poder total. A Câmara faz o que quer pois os jornais estão do lado do poder.

      Entre dificultar o transito , estacionamento, ameaçar proprietários, ameaçar turistas e residentes com regras, impostos etc vale tudo.

      Liked by 1 person

      • 6 Março, 2017 15:10

        Por exemplo o abusivo estacionamento em muitos passeios de “calçada” e não só, provoca pedras soltas, ondulações, buracos e inevitáveis poças de água, lama. Polícias passam junto de viaturas mal estacionadas e, raramente multam.
        No passado Verão, junto ao Cais das Colunas, dois tipos de meia idade pediam aos transeuntes para subscreverem um abaixo-assinado contra tantos turistas — mandei-os ganhar juízo.

        Gostar

  15. Arlindo da Costa permalink
    6 Março, 2017 15:27

    Catarina, a Pequena Grande Mulher!

    Um exemplo para muitas mulheres portuguesas que ainda não saíram da menoridade sexual e mental…

    Gostar

    • 6 Março, 2017 16:09

      Ora porra para os governos “socialistas” que não conseguiram fazer sair da “menoridade sexual e mental” muitas mulheres tugas !…
      Se o Sócrates tivesse colocado a Câncio ou a Moreira e mais recentemente o AC-DC a Mortágua como ministra da Mulher, até os períodos deixariam de existir.

      Liked by 1 person

  16. 6 Março, 2017 18:07

    …E a ministra da Mulher proibia a Gillette de exportar para Portugal.

    Gostar

  17. ABC permalink
    6 Março, 2017 20:57

    Bah, a Catarina anda bruta porque os estrangeiros não lhe pedem autógrafos nem pedem para tirar selfies com ela. Lisboa assim não lhe interessa.

    Gostar

  18. Luis permalink
    7 Março, 2017 08:24

    Nos anos 90 os centros ja estavam vazios. Esta actriz e louca.

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: