Skip to content

Dos limites à decência

31 Julho, 2017

Poderia refutar a teoria do “aproveitamento político” publicando o vídeo de Maria do Céu Guerra a ler o nome de vítimas de violência doméstica no congresso do PS. Poderia até citar os inúmeros textos de Fernanda Câncio sobre Gisberta, o travesti que foi assassinado por miúdos no Porto. Podia, inclusivamente, ilustrar tais documentos com centenas de memoriais espalhados pelo planeta, monumentos erguidos à memória de gente que morreu, como o memorial às vítimas do 11 de Setembro. Podia até ilustrar com fotos de Auschwitz-Birkenau, enfim, podia até usar fotografias de um comum cemitério preenchido com lápides onde constam nomes e datas. Só não o vou fazer por pudor, porque até eu tenho limites no que concerne a fazer figuras de urso em público.

Eles é que não têm.

Anúncios
45 comentários leave one →
  1. 31 Julho, 2017 13:59

    Acerca dos falecidos no incêndio, há comentadores nas tv’s que para além de incompetentes são sacanas. Criticam o PPCoelho e a ACristas por exigirem a lista dos falecidos e…reconhecem que o governo esteve mal ao não saber gerir correctamente o caso.
    Mais um político já “assasinado” por comentadores, bastou-lhe só 1 inrervenção: o recém-eleito líder parlamentar do PSD. Há comentadores que de certeza estão comprados pelo poder “socialista” !

    Gostar

  2. Aventino permalink
    31 Julho, 2017 14:28

    0% de “spread” para crédito à habitação concedido pelo BES aos “jornalistas” de Portugal. Quem divulgou/publicitou este ESCÂNDALO?
    As ETAR’s continuam silenciosas…

    Gostar

  3. Colono permalink
    31 Julho, 2017 14:41

    Para não que não haja aproveitamento politico é que nunca chegaremos a saber os nomes dos “artistas” que roubaram as armas em Tancos… Até, porque o seu valor insignificante (30 euros) não o justifica…
    ….

    Como eis combatente da Guerra do Ultramar, vou propor ao Chefe Supremo das F-A que se apaguem os nomes dos militares mortos gravados no monumento em Belém.

    Gostar

  4. 31 Julho, 2017 14:55

    Excelente!

    Gostar

  5. piscoiso permalink
    31 Julho, 2017 15:00

    Um post em branco, pode já ser um aproveitamento político.
    Depende das circunstâncias.

    Gostar

    • Tiradentes permalink
      31 Julho, 2017 20:28

      é notório pelo texto (em branco) que o autor prefere ditaduras

      Gostar

  6. José Domingos permalink
    31 Julho, 2017 15:13

    A grande maioria dos jornalixos cá do burgo, são politicamente corruptos, e consta que são baratos, coitados também tem contas para pagar, e os ordenados já conheceram melhores dias. A esquerda anda com eles com a rédea curta, os comissários políticos não se distraem, e a censura aparece logo mais os comitês da promoção da virtude e prevenção do vício.
    O dos outros, claro.

    Gostar

    • 31 Julho, 2017 15:24

      Sim, baratos. O dinheiro, um pópó, umas férias, o arranjo da casa, lautas comezainas, privilégios para a notícia em “primeira mão”, viagens, etc., compra facilmente uma notícia e/ou o silêncio.

      Gostar

  7. Rui permalink
    31 Julho, 2017 15:27

    e alguém fazer uma lista dos nomes dos jornalistas que publicaram noticias completamente enviesadas e comentadores que quiseram atirar areia para os olhos dos portugueses criticando fortemente a oposição e branqueando as responsabilidades do governo e do ex ministro da administração interna agora primeiro ministro que assinou e modificou os contratos do SIRESP?
    Assim quando fosse ler uma noticia ou coluna de opinião podia verificar se o nome desse jornalista ou cronista estava nessa lista e saber se posso confiar no que escrevem ou se estão comprados.

    Gostar

    • Rui permalink
      31 Julho, 2017 15:29

      PS: atenção que na minha opinião o governo do Passos e Cristas também não está livre de responsabilidades. Estiveram 4 anos no governo e certamente poderiam ter feito mais em termos de prevenção de catástrofes. Contudo não acho que sejam nem de perto os principais responsáveis.

      Gostar

      • 31 Julho, 2017 19:26

        ó palermita, o gov anterior era escrutinado diariamente, fiscalizado a toda a hora quer pela troika, quer pela oposição, quer pelos sindicatos quer pela matilha ululante de indignados que agora meteram o rabo entre as pernas e estão caladinhos. Se tivesse mantido secreta uma lista de vitimas, se tivesse proibido os bombeiros de falar, se tivesse mudado a direcção da protecção civil pelos boys todos,se tivesse ameaçado a oposição por aproveitamento politico era o fim do mundo.Tem vergonha na cara.

        Gostar

      • Rui permalink
        31 Julho, 2017 22:59

        Tem tu. achas que em 4 anos de governo não se podia ter feito mais na prevenção de incêndios?

        Tem vergonha na cara tu. Todos os governos tiveram culpa.
        Pagam-te para andares aqui a insultar pessoas ou és só idiota e fanático? Achas que o Passos também não podia ter renegociado o SIRESP nos 4 anos que lá esteve? Ainda por cima com a cobertura da troika?

        Gostar

  8. carlos alberto ilharco permalink
    31 Julho, 2017 16:19

    Todos os dias há um excelente caso em Portugal.
    Hoje, aliás já vem de ontem, no seu Correio da Manhã o professor que foi quase sodomizado ou os alunos que foram alvo de assédio sexual.
    A escolha é sua.

    Gostar

  9. 31 Julho, 2017 17:26

    São autênticas bestas

    Gostar

  10. Expatriado permalink
    31 Julho, 2017 18:04

    https://twitter.com/Eperez30/status/891813992729018368/photo/1?ref_src=twsrc%5Etfw&ref_url=http%3A%2F%2Fobservador.pt%2F2017%2F07%2F31%2Fcartoons-e-ilustracoes-em-reacao-as-eleicoes-na-venezuela%2F

    Gostar

  11. Eduardo permalink
    31 Julho, 2017 19:32

    O vídeo com a enumeração dos mortos, um a um, nos incêndios são mais uma vergonha do chamado primeiro da geringonça.
    A “artista” que se prestou a ler os nomes não lhe fica atrás mesmo que seja bem paga ou recompensada com qualquer tipo de tacho.
    Duas nódoas
    Mal diziam eles que havia aproveitamento político.
    Pois bem aqui têm o miserável aproveitamento político dos seguidores do Costa

    Gostar

  12. Procópio permalink
    31 Julho, 2017 19:34

    Só quem anda alheado das tramóias ocultas se admira do que vai acontecendo.
    Os “esquemas” como dizem os angolanos, não se circunscrevem a este ou aquele partido, são planeados muito acima. Vejamos o ddt. Não se investiga, está em segredo de justiça.
    A trama nunca virá a ser descoberta até porque existe a PRESCRIÇÃO.
    Há outros personagens com poderes incontroláveis e com euros suficientes para comprar meio mundo. São muito discretos, não os apanham nas têvês. Seguros da impunidade, nem sequer têm que recorrer a certos meios expeditos como noutras latitudes.
    Sentem-se um pouco apertados? Fazem nomeações atempadas, investiguem o eurojust, pagam a mais uns jornalistas habilidosos e intensificam formas de censura encapotada.
    http://www.dn.pt/dossiers/politica/caso-freeport/noticias/interior/belga-substitui-lopes-da-mota-na-presidencia-da-eurojust-1449952.html
    http://www.jn.pt/nacional/interior/socrates-remete-decisao-para-o-pgr-1231211.html
    Quando um conhecido tudólogo se permite afirmar que os governos, desde o 25A, deixaram de ter influência sobre a justiça, ficamos a saber até que ponto pode chegar a inocência.

    Gostar

    • 31 Julho, 2017 20:16

      …E há os que se encaixam num e noutro grande clube de futebol para que nada lhes aconteça judicialmente. Já tiveram, antes desse manto protector, medo da própria sombra, hoje, estão braço-dado com o poder político e judicial. Devem e sabem que o amigo os salvou de saldar centenas de milhões de euros à banca ou estão referenciados (ilicitamente) em offshores ?, Panama Papers ? — peanuts, que a populaça-NADA inveja e…vai pagar.
      Hoje até ouvi duas javardas numa tv a defenderem que os jogadores de futebol que ganham fortunas se apanhados com fraudes não deviam ser acusados porque para além de contribuirem muito para as finanças tinham de precaver o seu futuro porque acima dos 40 anos acabam para o futebol e têm de precaver a vida futura.. Com gentalha desta o sítio tuga continuará uma insuportável porcaria e um país sempre involutivo.
      Claro, os canalhas-mor aproveitam.

      Gostar

  13. 31 Julho, 2017 20:26

    O problema é que as vítimas de violência doméstica existem, o travesti foi mesmo assasinado e os vítimas do 11 setembro tqmbem existem, o que não existe e foi mentira foram os suicidios que não ocorreram, nem os mortos escondidos de pedrogão . É aqui que entra a miséria moral.

    Gostar

    • 31 Julho, 2017 20:38

      Reparei que optou por omitir a oração “os mortos de Pedrógão existem”. Quer acrescentar?

      Gostar

      • 1 Agosto, 2017 16:18

        Claro que existem , para vergonha dos governos de Portugal dos últimos 40 anos .

        Gostar

      • 1 Agosto, 2017 16:38

        “Eu não violei, o meu pai é que era mulherengo e o meu avô também”.

        Gostar

      • 1 Agosto, 2017 20:47

        Você é o Cristiano Ronaldo dos incêndios.

        Gostar

      • 1 Agosto, 2017 21:52

        E você é o apanha-bolas dos Anjinhos da Damaia.

        Gostar

    • Tiradentes permalink
      31 Julho, 2017 21:59

      os suicidios que tinham aumentado com o Passos e que afinal diminuiram?

      Gostar

  14. 31 Julho, 2017 22:08

    São uns crápulas, hipócritas, se na oposição teriam exigido o mesmo ou pior.
    Umas malcheirosas flores de estufa que não querem ser incomodadas, um putedo “virgem” e ofendido que manobra e compra a comunicação social e muitos comentadores.
    PC e BE, outros interesseiros hipócritas ao serviço do AC-DC.

    Gostar

  15. Procópio permalink
    31 Julho, 2017 22:41

    Todos os dias se quebra a decência quando os políticos cedem às tentações, para delas ficarem livres. O sítio tornou-se um círculo fechado onde se inventam aproveitamentos para deles prosperarem. Nos palcos carunchosos das têvês, palram os manhosos à compita com apresentadoras fora de prazo. Na sombra, amanham-se as comadres e enchem-se os tratantes enquanto as boas notícias refrescam as estatísticas que deleitam os filósofos.
    O tempo porém anuncia: “Dois carneiros de chifre não bebem na mesma tigela”

    Gostar

  16. Colono permalink
    31 Julho, 2017 23:30

    Não reparei no pormenor da entrevista do PR ao DM – Onde disse exigir que se apure responsabilidade em Pedrogão e Tancos…

    No telejornal da SIC Miguel S. Tavares comentou e bem que sobre Tancos o ministro da Defesa e a chefia militar. (governo)… já deram o caso por “arquivado”… Pelo silêncio : ACREDITO.. É preciso que haja um “aproveitamento politico” para não deixar à solta os responsáveis…

    Lembro que PR é o Chefe Supremo das F-A.

    Gostar

    • carlos alberto ilharco permalink
      1 Agosto, 2017 08:34

      Não foi bem isso que ele disse, a frase é ” Se há responsabilidades, tem de haver responsáveis”. Aqui como em toda a entrevista consegue ser de uma duplicidade aterradora.

      Gostar

      • The Mole permalink
        1 Agosto, 2017 11:34

        Ou seja – como é sua especialidade há mais de 40 anos – não disse nada… Assim não poderá ser responsabilizado.

        Gostar

  17. Colono permalink
    31 Julho, 2017 23:32

    digo: sobre Pedrogão e Tancos.

    Peço desculpa ao professor doutor piscanacoisa!

    Gostar

  18. Procópio permalink
    1 Agosto, 2017 00:10

    Os dirigentes do PCP reiteraram o apoio do partido português ao regime venezuelano, denunciando aquilo que consideram ser uma “criminosa campanha de ingerência e de desestabilização do imperialismo e das forças da reação interna”. Há poucos meses.

    31 jul, 2017 – 20:30
    Comunistas portugueses consideram que a participação de mais de oito milhões de pessoas é “uma importantíssima mensagem colectiva de defesa da paz, da democracia”.
    Que não haja dúvidas sobre a “mensagem”.
    No sítio, a decência pode atingir níveis estratosféricos.

    Gostar

  19. Aventino permalink
    1 Agosto, 2017 10:02

    disse Muja: um jornalista ou é puta ou está desempregado.

    Gostar

  20. Procópio permalink
    1 Agosto, 2017 10:21

    Algumas, antes de o serem, já o eram.
    São as artífices modernas da palavra “esquerda”. Manejam-na com dextreza ocultando que uma coisa é o ideal de esquerda, respeitável. Outra é o malabarismo das palavras e expressões com que se escondem fatos por demais evidentes do nosso quotidiano. Ditaduras sanguinárias, extorsões, censuras mais ou menos encapotadas, goulags prontos a habitar, prepotência do pensamento único, assaltos à propriedade privada, sociedades fracturadas, apoio sub reptício a grupos extremistas.
    Características exclusiva dessa esquerda?
    Claro que não, as diversas mafias em exercício não têm tempo para políticas, limitam-se a comprar os seus agentes. A palavra esquerda serve para tapar a identidade dos burlões.
    A seu tempo se saberá quanto custaram alguns dos inocentes da nossa praça, talvez um dia saibamos os destinos dos milhões roubados dos nossos bolsos.
    Se ouvir “esquerda” ponha logo as mãos nos bolsos.

    Gostar

  21. Eduardo permalink
    1 Agosto, 2017 10:24

    Bem avisado anda o Maduro.
    O Costa descobriu a geringonça
    Maduro foi ainda mais longe
    Descobriu eleições para uma assembleia constituinte.
    Ambos e dois uns ditadores de pacotilha.

    Gostar

  22. Procópio permalink
    1 Agosto, 2017 14:44

    A esquerda no seu esplendor.
    http://observador.pt/opiniao/a-venezuela-em-estado-de-sitio/
    Com o apoio de beijos e abraços há quem não se tenha poupado a esforços para que o sítio venha a experimentar situação semelhante. O pretexto é a luta contra o imperialismo, contra todos os que querem viver livres de uma ideologia ultrapassada.
    Pode haver fome, falta de medicamentos, para os dirigentes e cúmplices não falta nada.
    A amostra da central de negócios no cerrco de 1975 não deixou dúvidas.
    “A saída dos sequestrados, ao fim da manhã [do dia 13], por entre alas dos manifestantes, que apupam uns e vitoriam outros (à esquerda do PS), alguns dos quais correspondem erguendo o punho, ficará como uma das imagens mais fortes do processo revolucionário em curso”.
    No pináculo da américa latrina onde visitas de cortesia e contratos chorudos circularam, a bondade da revolução vem-se afirmando.
    “Em vez de tentar acalmar a crescente e intensa insatisfação da população que reivindica direitos fundamentais, o Governo do Presidente Nicolás Maduro continuou a castigar através de violência letal todas as vozes dissidentes, afundando o país numa crise ainda maior. De crise económica e social, com a sua atuação, o Governo conseguiu o pleno de uma crise de direitos humanos em toda a linha, atacando direitos económicos, sociais e também civis e políticos”.

    Gostar

  23. Procópio permalink
    1 Agosto, 2017 14:57

    Gostar

    • Manuel permalink
      1 Agosto, 2017 15:09

      Reitero, a execução orçamental do 1º semestre de 2017, não deixa ninguém descansado. O volume de dívida pública começa a aproximar-se dos valores do Sócrates, ou seja, condições para nova pré-bancarrota.

      Gostar

      • 2 Agosto, 2017 00:20

        Certinho, direitinho. Ou, tanto faz, trigo limpo,farinha amparo.

        Sinal da pantominice em curso:
        A Catrina Martins já anda a apoiar o PS (governo) com unhas e dentes.
        Apoia, apoia, grande poia.
        O Jirolmo vai na mesma linha, embora mais receoso. Pudera, o magano guia-se pelo salazarismo, porque lhe reconhece a importância, e sabe que quando a xungaria se começa a juntar toda é porque o seu fim está próximo.
        “Para onde vai a corda vai o caldeiro”. Pois, “Os Verdes” servem para temperar a salada Russa.

        Sim, juntem-se todos ao Tonecas e ide, ide todos de mãos dadas rogar por vós à Santinha da Ladeira.
        E deixem o povo português seguir o seu caminho livre de cucos, carraças e sanguessugas.

        Gostar

    • Eduardo permalink
      2 Agosto, 2017 04:31

      O caminho faz-se caminhando.
      … Via larga para a quarta bancarrota…
      … com abraços, sorrisos e marteloselfies do chefe supremo…
      que pensa resolver os graves problemas do país com mais umas beijocas

      Gostar

  24. Arlindo da Costa permalink
    2 Agosto, 2017 00:18

    Mais um que quer esconder a lista dos mortos…

    Gostar

  25. sam permalink
    2 Agosto, 2017 20:57

    Vi no outro dia num jornal o argumento invocado por Marisa Matias (“os nomes não devem ser divulgados por respeito às vítimas”) e fez-se-me finalmente luz. Bem eu tinha a sensação dessa tese me ser familiar. E realmente, trata-se de um argumento bastante popular e que tem contado com muitos defensores, mesmo nos próprios media.

    O pequenino pormenor do costume: o argumento costuma ser na verdade invocado relativamente à forma como se noticiam os atentados terroristas. Segundo os seus proponentes, os nomes dos terroristas não deveriam ser publicitados ou colocados em pé de igualdade com os das vítimas, nem os jornalistas deveriam deixar-se obcecar pela história desses criminosos contribuindo para a sua glorificação.

    Portanto, querida Marisa, tens razão: por respeito às vítimas, não mencionarei mais o teu nome.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: