Skip to content

A Nazaré antes da massificação turística

10 Agosto, 2017

o povo tinha a sua vida genuína e os fotógrafos faziam fotografias maravilhosas que inspiravam os teóricos da revolução marxista
nanananan

Anúncios
25 comentários leave one →
  1. Tiradentes permalink
    10 Agosto, 2017 11:49

    Aliás os turistas não são mais do que burgueses reaccionários “fássistas” desses países cheio de desigualdades capitalistas. Já viram algum cubano a fazer turismo? Algum norte-coreano com um míssil às costas em Alfama? Turismo bom é sair do Afeganistão, Paquistão ou mesmo da Síria por causa do barulho das bombas e de vários países africanos e vir receber uma casa da Seg Social, um rendimento, comida numa IPSS, médico e médica de família e psicólogos dedicados. Isso sim é bom turismo

    Liked by 1 person

  2. piscoiso permalink
    10 Agosto, 2017 11:59

    O povo da Nazaré continua com a sua vida genuína e os fotógrafos continuam a fazer fotografias maravilhosas inspirando quem quer que seja, mas já não no Século Ilustrado.

    Gostar

    • sam permalink
      10 Agosto, 2017 12:17

      É, Pisco, o fim do Ilustrado é culpa do turismo.
      Ou talvez ds Bush.

      Gostar

  3. Luis permalink
    10 Agosto, 2017 12:07

    Turismo bom e assim. Em pousadas publicas ou de uma qualquer entidade financiada, nacional e devidamente regulada, ou se nao for financiada, pelo menos “amiga” (tal como o Salgado era “amigo” do sistema…), em programas de ferias devidamente regulados, com numero de dias por ano controlados pelo Governo, e programa de actividades igual para todos. Tudo ca dentro, que isso de ir ao estrangeiro e coisa de rico fassista. E nada de estrangeiros dentro da quinta, nao queremos Imperialistas em Portugal. Portugal e dos portugueses! Ridiculos… pelintras com a mania das grandezas…

    Gostar

  4. Luis permalink
    10 Agosto, 2017 12:26

    Ha uma coisa que nao entendo.

    Entao a Esquerda ganiu que se fartou a favor do aeroporto fantasma de Beja. No entanto agora querem correr com os turistas. Ganiu que se fartou a favor da Ota ou de Alcochete. Ate ja queriam aeroporto em Coimbra. Entao, se nao querem mais turistas, por que carga de agua queriam novos aeroporto? Imbecis…

    Gostar

    • 11 Agosto, 2017 21:15

      Mas esses não eram esta esquerda. Eram outra esquerda, daquelas que a esquerda não gosta por serem de esquerda.

      Porque será que esquerda italiana é sinistra?

      Gostar

  5. Tiradentes permalink
    10 Agosto, 2017 12:37

    Turismo bom é aquele doa carros autónomos que atropelam militares franceses que precisa se verificar se estavam na passadeira. Mais uma vez o carro não obedeceu e levou o coitado do condutor só tendo parado (o carro) com tiros. Além do mais no alegado atropelamento e fuga vem-se a verificar que o gajo sentado atrás do volante, além da barba é zarolho, pelo que a lei lhe dará as atenuantes devidas pelo facto de não se saber se eles estaria a olhar com o olho esquerdo ou o direito.
    Isto é só a minha opinião e quem contestar tem de certeza tendências ditatoriais não aguentando o contraditório

    Gostar

  6. Vitor permalink
    10 Agosto, 2017 12:48

    A canalha bloquista, constituida por ricaços rentistas, encostados ao Estado e a mamar da teta do que é estatal. ou por invejosos que olham para a riqueza criada como um petisco à espera de ser saqueado, odeiam o capitalismo porque o capitalismo desmente diriamente a utopia comunista que a esquerdalha serve. E o turismo de massas padece de dois males para a esquerdalha: faz dos desempregados pequenos capitalistas e cria emprego não subordinado à tutela sindical.

    Gostar

  7. 10 Agosto, 2017 12:59

    E o sindicato marxista dos jornalistas acusa o Correio da Manhã de violar a privacidade do Passos Coelho a empurrar a cadeira de rodas com a mulher doente.
    Quem gente tão reles. O que essa gente não gostou foi de o jornal mostrar a bondade, a humildade e a grandeza do Passos Coelho.
    E reparem no seguinte; outro jornalista da mesma escola marxista colocou a notícia da seguinte forma:
    ” O Passos Coelho a empurrar a mulher, que é doente oncológica, numa cadeira de rodas…”
    Vejam bem o golpe de rins que os portugueses têm que fazer para correr com os marxistas que se infiltraram nos lugares chave da sociedade portuguesa.

    Gostar

  8. carlos alberto ilharco permalink
    10 Agosto, 2017 15:20

    Em dois anos a imaginação do autor não avançou lá muito.
    Mudou de mulher para homem e consegui duas capas de honra, quase iguais.
    São assim os artistas.

    Gostar

    • sam permalink
      10 Agosto, 2017 15:36

      Um ritual milenar.

      Gostar

    • Manuel permalink
      10 Agosto, 2017 17:30

      Respeito o artista, mas parece-me que “bebeu” demasiado na Escola Realista da Soeiro Pereira Gomes.

      Gostar

  9. Arlindo da Costa permalink
    10 Agosto, 2017 19:41

    As fotos ilustram os ignominiosos tempos do fascismo.

    Fascismo nunca mais!

    Gostar

    • sam permalink
      10 Agosto, 2017 20:55

      Mas peixinho fresco no Sete Saias, quanto mais melhor!

      Gostar

    • José da Costa permalink
      10 Agosto, 2017 21:12

      Fascismo em Portugal só na sua cabeça e nas cabeças dos que se deixaram formatar pela verborreia do Álvaro Cunhal que foi o mais destacado agente da ditadura russa do século XX em Portugal.

      Gostar

  10. José da Costa permalink
    10 Agosto, 2017 21:13

    Fascismo em Portugal só na sua cabeça e nas cabeças dos que se deixaram formatar pela verborreia do Álvaro Cunhal que foi o mais destacado agente da ditadura russa do século XX em Portugal.

    Gostar

  11. José Sousa permalink
    11 Agosto, 2017 00:23

    Ainda gostava de conhecer detalhes do passado “anti-fachista” do Arlindo da Costa.
    Cheira-me que não é nenhum, e que deve ser um cara que descobriu o seu “anti-fachismo” no dia 26 de Abril de 1974…

    Gostar

  12. José Ramos permalink
    11 Agosto, 2017 15:14

    Nesta altura, Portugal era “very typical”. Agora, graças à entrada na UE, para desgosto do PCP, da “esquerda” purista e de calhamaço debaixo do braço e, certamente, de Salazar, se estivesse vivo, não o é. Que enorme transtorno para os fotógrafos já não poderem “capturar” a miséria neo-realista em Kodak Tri-X!

    Gostar

    • Luis permalink
      11 Agosto, 2017 15:49

      Pois eu vivo num pais rico do Norte da Europa e aqui vejo muitas fotos do mundo rural de decadas passadas com camponeses, e casas de pedra que ainda existem, ou com telhados de colmo. Camponeses esses com roupas tipicas, carrocas e ruas com gado.

      Gostar

    • Luis permalink
      11 Agosto, 2017 15:52

      As elites parolas de Lisboa ha decadas que imaginam que nos paises ricos toda a gente trabalha com roupas caras nos servicos. Apos a entrada na CEE segundo o Medina Carreira os cavaquistas ate diziam “agricultura nunca mais”. Paroladas de pelintras sem um tostao com manias das grandezas. Os espanhois que sao nossos vizinhos sao o oposto. O problema? A cultura das elites de Lisboa.

      Gostar

  13. 12 Agosto, 2017 01:08

    De acordo com HMatos: “fotografias maravilhosas” do Gageiro. Um dos melhores fotógrafos portugueses.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: