Skip to content

“o ato da Graça”?

2 Setembro, 2017

acho que o ato da Graça é corajoso e é importante politicamentedeclarou Mariana Mortágua a propósito da decisão da secretária de Estado Graça Fonseca de revelar o que entendeu ser oportuno sobre a sua vida privada.

Senhora deputada isto é assim: pode conhecer a Graça, ser amiga da Graça, ser tu lá tu cá com a Graça mas na hora de referir a Graça na qualidade de secretária de Estado  trata a Graça por secretária de Estado. Ou senhora secretária de Estado.

Obrigada.

 

 

Anúncios
25 comentários leave one →
  1. 2 Setembro, 2017 18:03

    a malta da extrema esquerda é muito dada a intimidades, talvez pq andaram todos na mesma escola e comem todos na mesma gamela do marxismo politicamente correcto.

    Liked by 1 person

  2. 2 Setembro, 2017 18:03

    Pode ter usado a expressão por serem íntimas?

    Liked by 1 person

    • carlos alberto ilharco permalink
      3 Setembro, 2017 11:04

      A questão não é essa.
      A questão, como Helena Matos frisou, é que a afirmação da Dona Graça só é relevante por ela ser secretária de Estado.
      Se fosse a Graça da Rua do Lá Vem Um em Benfica ninguém ligava importância às suas aptidões sexuais.

      Gostar

    • 4 Setembro, 2017 10:57

      Estas fufas andam agora na ribalta.
      Quando forem velhas, cheias de rugas na cara, já ninguém lhes dará ouvidos.
      Vão às compras juntas e de noite lambem as bordas balofas uma da outra.
      Um nojo!

      Gostar

  3. maria permalink
    2 Setembro, 2017 18:51

    País de mentes fracas. ´Pobre país se a maioria assim fosse! Que interessa ao povo o que a dita faz do seu corpo! Exibicionismo? Como confrontar as minhas netas com este tipo de gente que como exemplo não é modelo é sim a negação de ser mulher!

    Gostar

  4. Procópio permalink
    2 Setembro, 2017 19:18

    Actos desprendidos fazem do sítio um esplendor.
    A revolução em curso é feita de originalidades e de escacar complexos burgueses.
    O sr. Moody’s, lá do andar de cima, espreita o lupanar. Vai daí declara:
    “Se a geringonça, de alcunha Ba1, proporcionar mais revelações picantes, abrem-se perspectivas favoráveis!”. Os frequentadores rejubilam.
    Palavra do tipo suspeito da mesa do fundo:
    “Eh pá, lixo é lixo!”.
    “Não faz mal, a isso já estamos habituados!”

    Gostar

  5. Carneiro permalink
    2 Setembro, 2017 19:20

    Já existia “a da Joana”

    Liked by 1 person

  6. piscoiso permalink
    2 Setembro, 2017 19:25

    Quero lá saber como a Mariana trata a Graça.

    Gostar

  7. José Domingos permalink
    2 Setembro, 2017 19:57

    Quem é essa mariana, é artista, empregada nalguma grande superfície, se calhar é uma benemérita….

    Gostar

  8. Adriana Lima permalink
    2 Setembro, 2017 20:31

    Ou até comerem-se, namorarem e casarem. Teria enormes vantagens: só se estragaria uma casa…

    Gostar

    • Adriana Lima permalink
      2 Setembro, 2017 20:33

      Só não sei como ficaria a reprodução. Teria talvez a vantagem da desgraça não passar para gerações futuras?

      Gostar

  9. Manuel permalink
    2 Setembro, 2017 20:41

    Esta conversa inspirada no marxismo cultural é para esquecermos a agenda política, eu coloco os temas: sra Deputada, a CGD vai dispensar 3000 trabalhadores, que tem a dizer? Está contente com o AIMI(imposto Mortágua)? Que diz da proposta da Catarina para lançar um agravamento no imposto de capitais? Que diz da proposta do governo para agravar imposto sobre Junk food(comida lixo)? Quem são os responsáveis dos 65 mortos em Pedrogão, não se passa nada? Porque deixou de gritar contra os credores da nossa dívida pública? A dívida pública deve ser repudiada? Ainda defende a saída do euro? Que novo imposto Mortágua nos vai brindar no próximo orçamento de Estado? Não ouviu que os membros da comissão de remuneração da CGD recebem 5000 euros por cada reunião, está tudo bem?

    Gostar

    • 3 Setembro, 2017 10:23

      Claro que não está tudo bem. Se estivesse tudo bem este assunto de alcova não seria considerado “políticamente muito importante” pela Sra. deputada. É politicamente importante, como a treta da CIG, para esquecer tudo o que você mencionou.

      Gostar

  10. Tiradentes permalink
    2 Setembro, 2017 20:47

    Quero lá saber como a Mariana trata as vacas voadoras…….ou as vacas voadoras tratam a Mariana.

    Gostar

  11. Aventino permalink
    2 Setembro, 2017 21:15

    Tou farto disto. Vou-me deitar.

    Gostar

  12. Procópio permalink
    2 Setembro, 2017 21:22

    Há tipas que chegaram agora à porta do circo. Compraram o bilhete com dinheiro emprestado e não percebem que fazem parte de um circo de animais amestrados.
    A cena para a qual contribuem amiúde, não passa de um carrossel desingonçado.
    A propaganda monta uma farsa para entreter o pagode, tentativa desesperada de manter o poder fátuo, mas passageiro. Admirador da arte nova do procópio, passada a mão pela hera da entrada, vou observando em silêncio.
    Diverte-me. Há quem não perceba que se estão a gerar padrões imprevisíveis, de desordem e instabilidade e nós já la estamos dentro.
    Não é com beijinhos e palavrinhas mansas que de lá sairemos.

    Gostar

  13. Procópio permalink
    2 Setembro, 2017 23:13

    Para já para muitos, em Magaluf tá-se bem

    Gostar

  14. Arlindo da Costa permalink
    3 Setembro, 2017 01:54

    Não percebi. Qual é a graça que este texto tem?

    Gostar

    • Tiradentes permalink
      3 Setembro, 2017 06:37

      A graça é o facto de ter uma…ou duas…..vacas a voar

      Gostar

    • alex.soares permalink
      3 Setembro, 2017 08:38

      Olá lindinho tosta, tu és de cá? Ah chegaste agora. Ok.
      Olha, e tu como tratas a graça? E sabes se ela pincha ou salta?
      O quê? Não temos que ver com isso? T’ás a ver como já percebes o texto, foi só seguir a cenoura.
      Vai vai riqueza, que fofo ou será fufo??

      Gostar

    • 3 Setembro, 2017 13:43

      Intimidades de alcova- a escardalhada gosta. Não gostas? chamas-lhe assuntos de Estado?

      Gostar

  15. Rafael Ortega permalink
    3 Setembro, 2017 09:40

    Pelo post do lindo ficamos a saber que o Avante tem essa coisa fássiiiiiiiista de rede de telemóvel ou wifi.

    Os camaradas já não são o que eram.

    Gostar

  16. rão arques permalink
    3 Setembro, 2017 11:38

    Graças e desgraças no mesmo pacote de pipocas.

    Gostar

  17. Manuel permalink
    3 Setembro, 2017 12:37

    Fui ler a entrevista. No meu entendimento é um branqueamento das atitudes da senhora deputada. É apresentada como uma coisa “fofinha” que anda de moto, usa ténis XPTO e até faz os caminhos de Santiago. Para mim, esta deputada é extremamente perigosa e a ideologia marxista está bem profunda e manifestou-se no imposto Mortágua(AIMI) e na célebre frase ” é preciso ir buscar o dinheiro onde ele está” e a proposta da Catarina no sentido do agravamento do imposto de capitais (já é 28%) insere-se no universalismos destes movimentos e todos propõem o imposto sobre as grandes fortunas numa 1ª fase, depois serão as médias e as pequenas. A “jornalista”da entrevista continua o seu trabalho evangélico.

    Gostar

  18. Colono permalink
    4 Setembro, 2017 12:22

    E disse mais a Graça… com graça:

    E a” Mortágua é pode testemunhar”…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: