Skip to content

A nova economia

13 Setembro, 2017

Os fabricantes de bolachas à semelhança da Porto Editora vão trabalhar com o Governo num novo modelo de bolacha.

Só não se sabe se a CIG aproveitará para participar na reformulação das bolachas propondo as bolachas Mário, Mari@, Maria&Mário e Maria+-

Quanto à Maria Torrada o ministério Público está a analisar em que medida não subjaz uma visão racista das bolachas a esta denominação que pressupõe como padrão a Maria não Torrada, branquelas portanto.  Certo é que as novas e as antigas bolachas serão distribuídas gratuitamente aos trabalhadores da Autoeuropa para que  estes não estranhem o passadio de fome quando ficarem entregues à gestão inspirada nas teses da professora Varela que invariavelmente acabam com o povo a pão e água, pelo que bolachas de água e sal são já uma pré-preparação

 

Anúncios
18 comentários leave one →
  1. Procópio permalink
    13 Setembro, 2017 18:33

    26 FEVEREIRO 2017

    A Mondelez deu por terminado o seu negócio na Venezuela, após registar perdas de quase 700 milhões de euros.
    Em comunicado, a fabricante das bolachas Oreo descreve que “dado o difícil ambiente económico, legislativo e empresarial, atual e permanente, existe uma significativa incerteza relacionada com as operações da empresa na Venezuela”.
    A Mondelez irá, de momento, manter a sua atividade naquele país sul-americano, mas deixará de registar as vendas, o que significa que os resultados nesta geografia não serão considerados como válidos.

    “Pensava que nada mais me assombraria mas hoje, quis comprar uma garrafa de azeite e perguntei na Central Madeirense (supermercado de portugueses) se tinham e qual o preço, disseram 12.500 bolívares (cerca de 19 euros), fiquei horrorizada”, disse Ermelinda da Silva à Agência Lusa.
    Com dois sacos quase vazios na mão, Ermelinda da Silva, diz que “em minutos gastei o salário quase todo em apenas algumas coisas, que agora terei que levar com cuidado para que ninguém me roube os sacos pelo caminho”.
    “Nas grandes redes de supermercados os preços estão absurdamente altos. Um quilograma de arroz custa 3.600 bolívares (5,45 euros) meio kg de macarrão custa 3.800 bolívares (5,75 euros). Não se consegue café mas já me disseram que está à volta de 10.000 bolívares (15,20 euros) o quilo. Isto sem falar das fraldas para bebés, para os meus netos, ou os ovos” Tudo isto é um absurdo, com estes preços”, disse.

    A donas Ermelindas cá do sítio receberam mais 4 euros na pensão mas ainda não conhecem as regras da nova economia que as espera.

    Gostar

    • sam permalink
      13 Setembro, 2017 22:10

      Ainda vamos chegar à conclusão de que o dono do Made in Correeiros e Cia é um visionário…

      Gostar

  2. piscoiso permalink
    13 Setembro, 2017 18:48

    A bolacha Maria foi criada em 1874 por um padeiro inglês para comemorar o casamento da grã-duquesa Maria Alexandrovna da Rússia com o Duque de Edimburgo. Além de Portugal, são consumidas em Espanha, México, Austrália, Brasil, Índia e África do Sul.
    À falta de melhor, dizem por aí que esta bolacha é agora um problema político em Portugal.

    Gostar

  3. 13 Setembro, 2017 19:06

    A esquerda mais ridícula do mundo circula por Lesboa e julga-se o máximo. O seu ídolo era o Sócrates o benfeitor de mãos largas que em nome do socialismo distribuía em primeiro por ele e depois pelos restantes que não o largavam. As seguidores continuam a andarpor ai com ideias / ideais de caca

    Gostar

  4. Filipe Costa permalink
    13 Setembro, 2017 20:05

    Mas então andei a comer bolachas contaminadas durante anos, estou tramado, tenho pouco tempo de vida.

    Gostar

  5. Tiradentes permalink
    13 Setembro, 2017 20:11

    Não me interessa. O governo se não comprava bolachas passa a comprar e assim como cliente pode e deve interferir no fabrico das bolachas. Aliás a CIG vai exigir que sejam fabricadas bolachAS e bolachOS além das trans-bolachoas.

    Gostar

  6. Luis permalink
    13 Setembro, 2017 20:39

    Absolutamente nada justifica a existencia de uma Comissao de Igualdade e Genero. E um desperdicio de dinheiros publicos. O mesmo poderemos dizer da ERC e ate da Autoridade para a Concorrencia.

    Liked by 1 person

    • Eduardo permalink
      14 Setembro, 2017 05:21

      … e o que dizer das centenas de “Observatórios” que só observam a cagança de não observar rigorosamente nada de interesse

      Gostar

  7. Luis permalink
    13 Setembro, 2017 20:42

    Entre Comissoes, Observatorios, Autoridades, Entidades, Fundacoes, IPSSs, devem estar mais de 5 milhoes de euros do Orcamento de Estado. Poderiamos ter entao um IRC igual ao da Irlanda… nao fossem estas “entidades”.

    Gostar

  8. carlos alberto ilharco permalink
    13 Setembro, 2017 20:42

    Podia ser um acontecimento para chorar, mas Helena Matos soberbamente inspirada fez um texto que arranca saborosas (com sal e açúcar) gargalhadas.
    É melhor levar isto para a brincadeira.

    Gostar

  9. Luis permalink
    13 Setembro, 2017 20:45

    Isto do Estado meter intermediarios e uma vergonha que ninguem denuncia. Veja-se o caso das Misericordias. Se o Estado da apoios, que os de directamente e justifica a existencia dos funcionarios publicos que ja tem. Nao precisa de dar nem um tostao aos Misericordias. Veja-se por exemplo o que se diz sobre os incendios do Verao, que o dinheiro ira para as Misericordias. Por que motivo nao e distribuido directamente pelo Estado? Eu dou a resposta: vejam bem quem esta a frente das ditas Misericordias.

    Gostar

  10. 13 Setembro, 2017 21:06

    Parece que a única coisa que não trabalha com o Governo é mesmo a administração pública. E o juízo.

    Gostar

  11. Leunam permalink
    13 Setembro, 2017 22:44

    Que os nosso emigrantes (colocados em situação precária devido a situações fortuitas e impossíveis de evitar do género furacão, por exemplo), sejam transportados para Portugal com viagens pagas pelo Estado português, eu aceito e compreendo.

    Agora que o Estado português ande a transportar para Portugal, à custa do Erário Público, os nacionais que estão de férias no Estrangeiro, (a passear por sua conta e risco) isso eu não aceito.

    Se ao menos os passeantes estivessem a gastar o seu dinheiro por cá, vá que não vá…

    “Não pode a cadela com tanto cachorro!” diz o Povo.

    Gostar

  12. Artista Português permalink
    14 Setembro, 2017 08:00

    Mandem um pacote de bolachas ao Medina com uma mensagem a dizer mais ou menos isto: “Bravo! Foi assim que o 44 começou…”

    Gostar

  13. Alain Bick permalink
    14 Setembro, 2017 09:18

    precisam dumas ‘bolachas’ nas ventas

    Gostar

  14. Arlindo da Costa permalink
    14 Setembro, 2017 15:18

    Isto é para ter graça? Onde ela está?

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: