Skip to content

Podem esperar sentados

13 Setembro, 2017

Mais um preconceito, mais uma injustiça, mais uma discriminação que acabaram:
Viúvos e divorciados vão deixar de ter de esperar para voltar a casar-se

Queridas papoilas saltitantes, os viúvos e as viúvas não se queixam dos prazos para voltar a casar mas sim de perderem as respectivas pensões de sobrevivência. Logo qualquer que seja o tempo de espera não casam. E portanto este título é uma parvoíce. A perda da pensão de sobrevivência levou os viúvos e as viúvas a muito pragmaticamente optarem por juntar os trapinhos sem se casar e obviamente a fazerem ouvidos de mercador às exigências da Segurança Social que pretende ser informada caso o viúvo pensionista esteja a viver em união de facto.

Anúncios
17 comentários leave one →
  1. Arlindo da Costa permalink
    13 Setembro, 2017 16:35

    A realidade tem mais força do que as ficções jurídicas.

    Gostar

  2. Procópio permalink
    13 Setembro, 2017 16:41

    Se fosse casado esperava pela viuvez, mas nunca para voltar a casar.
    Por uma questão de sobrevivência.
    Ainda por cima as coisas podem mudar e nunca se sabe os casamentos que aí vêem.
    ” Não se iludam, a Europa estende-se de Vigo a Varna. De Espanha à Bulgária”.
    Portugalexit imposto pela própria Comissão Europeia?
    O Claudio J. há pouco no discurso do Estado da União.

    Gostar

  3. Baptista da Silva permalink
    13 Setembro, 2017 16:55

    É isso e o novo ataque da CIG do Ministério da Saude, em que vai “recomendar” à Industria que altere a composição das bolachas Maria e das Água e Sal. Eu que já comi tantas, nem sabia que podia morrer por causa disso.

    Liked by 1 person

    • Expatriado permalink
      13 Setembro, 2017 17:10

      Querem que as bolachas se passem a chamar Mari@…

      Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      13 Setembro, 2017 19:44

      Eu acho que a indústria alimenta, que fabrica as bolachas maria, deveria ser obrigada, por lei, a também fabricar bolachas Manel. Vou sugerir isso à CIG, na esperança de que o meu pedido seja atendido, como é justo.

      Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      13 Setembro, 2017 21:57

      Leia-se “indústria alimentar”. Assim é que é.

      Gostar

  4. maria permalink
    13 Setembro, 2017 16:59

    à falta de ideias lançam esta atoarda patética. Conheço viúvas e viúvos da minha aldeia que apesar de serem iletrados sabem bem como proceder.
    O ministro da economia com gabarolice dizia que arranjou 200.000 postos de trabalho. Onde estão a estatísticas, quem os empregou? No Estado já entraram uns bons milhares.
    O habilidoso não arranjou um esquema metódico?
    Na colocação de professores alterou as regras e coloca professores com 18 anos a 200 Kms de casa e acha normal esta ilegalidade!

    Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      13 Setembro, 2017 19:50

      Ao que me dizem, mesmo os velhotes e as velhotas que não dispensam a missinha, também não se casam para não perderem a pensão de sobrevivência do falecido/a, que Deus tenha em santa paz. E há viúvos e viúvas ainda com idade para trabalhar e com bens ao luar, que seguem a mesma doutrina.
      Enquanto a teta der, a situação não muda.

      Gostar

  5. 13 Setembro, 2017 17:36

    Falem com a Raquel Varela ela resolve isso imediatamente! E falem com a Camarada Neandertal Mariana ela sabe ainda mais.
    .https://portugalgate.org/2017/09/13/raquel-varela-e-mariana-mortagua-a-mesma-luta/

    Gostar

  6. Expatriado permalink
    13 Setembro, 2017 17:39

    Muito interessantes as referências às ideias/sugestões/propostas de Pedro Passos Coelho na União Europeia.

    http://observador.pt/opiniao/estado-da-uniao-de-juncker-a-visao-do-presidente-para-a-economia-e-as-financas/

    Gostar

  7. piscoiso permalink
    13 Setembro, 2017 17:39

    Traduzindo o post:
    “Não caso contigo porque não vales a pensão de sobrevivência.”

    Gostar

    • sam permalink
      13 Setembro, 2017 22:16

      Ó Pisco, a gaja que te disse isso tem mesmo tomates.

      Gostar

      • piscoiso permalink
        14 Setembro, 2017 00:50

        De qualquer modo nunca me casava contigo, sua galdéria.

        Gostar

  8. SRG permalink
    13 Setembro, 2017 17:41

    Só informaria a Segurança Social ( se estivesse a viver uma União de Facto), se vivesse com uma viúva rica. A chico espertice de alguns sectores ou quase todos os sectores do estado, só provam à saciedade a única preocupação que os aflige, sacar o mais que puderem.

    Gostar

  9. Aventino permalink
    13 Setembro, 2017 19:17

    D. Helena, poderá responder a estas 3 perguntas?
    Por onde anda o F. Tordo?
    O dinheiro dos donativos de Pedrogão já foi distribuído?
    Porque razão não se fala agora da Venezuela?
    Obrigado.

    Liked by 1 person

  10. Tiradentes permalink
    13 Setembro, 2017 20:38

    “Não caso contigo porque não vales a pensão de sobrevivência”
    Ora aqui está o verdadeiro espírito desta lei importantíssima

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: