Skip to content

À atenção das redacções

6 Novembro, 2017

Há anos que isto dura:não se noticia aquilo de que se discorda. Temos reportagens sobre qualquer ajuntamento de dez pessoas e simultaneamente ignoram-se manifestações que reúnem um nº considerável de pessoas.

Não interessa se se discorda ou concorda. Estas manifestações aconteceram no passado sábado  mas os jornalistas quase não estiveram lá

Anúncios
40 comentários leave one →
  1. Weltenbummler permalink
    6 Novembro, 2017 18:39

    ‘ jornalista social-fascista nunca será um ser humano’

    Gostar

  2. lucklucky permalink
    6 Novembro, 2017 18:42

    Há uns anos uma “notícia” do DN tinha a foto e notícia do protesto de uma dezena de activistas. A foto tinha por trás uma marcha contra o aborto com centenas de pessoas.

    A dezena de activistas foi notícia, a marcha contra o aborto não.

    Censura do DN

    Hoje também foi notícia a Fake News da CNN copiada por toda a gente.

    http://www.breitbart.com/big-journalism/2017/11/06/fake-news-cnn-uses-misleading-video-fabricate-trump-koi-pond-blunder/

    Liked by 1 person

    • maria costa permalink
      7 Novembro, 2017 14:40

      Não eram dezenas, eram sete (7). e milhares apareciam a desfilar em fundo. depois houve quem perguntasse quem eram aqueles -de costas para o protesto anti-direita.

      Liked by 1 person

  3. André Miguel permalink
    6 Novembro, 2017 19:03

    Não me canso de dizer: quando bater mais uma falência não apontem baterias apenas aos políticos, lembrem-se das redações dos jornais. É bom não perder a memória de quem são, do escrevem e quem defendem.

    Liked by 2 people

    • Luis permalink
      6 Novembro, 2017 20:04

      Verdade. Mas nao a todos. A Manuela Moura Guedes limitou-se a enunciar factos e foi “linchada” na praca mediatica.

      Liked by 1 person

  4. carlos alberto ilharco permalink
    6 Novembro, 2017 19:39

    Que novidade.
    A primeira página do Público de hoje desconhece os 46 casos de legionella.
    Já não têm vergonha de fazer as coisas à descarada.

    Liked by 1 person

    • The Mole permalink
      7 Novembro, 2017 11:24

      Claro; são só 46… quando chegar aos 64, talvez mereça uma nota de rodapé – com cuidadinho para não incomodar quem manda.

      Gostar

  5. Luis permalink
    6 Novembro, 2017 19:50

    Portanto o Medina quer aumentar a taxa turistica. A pouco e pouco prepara-se a proxima bancarrota. Este Verao pediram-me 32 euros por um quarto com 10 camas num hostel de Lisboa. Fui para um hotel manhoso de uma ou duas estrelas e paguei 50 euros, o mesmo que se pagava ha uns anos num bom hotel de provincia. Ha dias em Londres paguei 16 pouns por um quarto com 5 camas num hostel. E 12 pounds por um hamburguer mais bebida em Stratford, ora no Porto numa hamburgueria perto do Sao Joao gastei mais ha uns meses (mas diga-se, tinham qualidade). Onde quero chegar? Aqui: Portugal como destino nao vale mais que Chipre, Espanha, Croacia, Grecia ou Italia. Nao temos melhores monumentos, museus ou praias. Estando dentro da zona euro, so podemos concorrer com os outros jogando com precos mais baixos. Ora se o PS for na conversa do BE, com taxas e entraves, regulamentacoes e castracoes, em tres tempos destroi o que se conseguiu a partir das Primaveras Arabes. Dada a nossa situacao geografica o turismo e um sector com enorme futuro e um recurso que nao pode ser desperdicado, ja Salazar compreendia isso.

    Liked by 1 person

    • André Miguel permalink
      6 Novembro, 2017 20:14

      Nem é preciso ir tão longe. Eu sou emigrante, mas sempre que vou a Portugal volto à terra natal onde tenho casa, em Elvas. Adivinha onde passo mais tempo? Isso mesmo, em Badajoz; comer, beber, vestir, é tudo mais barato. Volta e meia dou um pulinho a Cáceres, património mundial, Évora a mesma coisa. Adivinhe onde é mais barato? Pois… daqui a uns anos vamos chorar baba e ranho, que a culpa é da Merkel, do BCE, mais o diabo a quatro… na tuga há dois culpados para isto: o povo que o quer ganhar todo de uma vez, por culpa de um Estado, que quer o mesmo, pois governa para as clientelas.

      Liked by 1 person

      • Luis permalink
        6 Novembro, 2017 20:21

        Tambem sou emigrante e passo mais tempo em Espanha. Alguns produtos chegam a ser 6 vezes mais baratos! Compro livros em espanhol a metade do preco portugues, roupa mais barata, restaurantes “gourmet” mais baratos… conheco Caceres e arredores, Merida, toda a zona. Os espanhois conseguem ter salarios mais altos e precos mais baixos, por que sera?

        Gostar

      • André Miguel permalink
        6 Novembro, 2017 20:44

        Luís, comemos num dois estrelas michelin em Caceres ao preço que muitos ainda sonham com a 1a estrela em Lisboa! Nos mais baratos então é um escândalo, só quem nunca viajou come e cala o que paga em Portugal. É vergonhoso. Há muitas razões para isso, muitos liberais temos apontado as mesmas. Mas enfim, pregamos no deserto…

        Gostar

    • carlos alberto ilharco permalink
      7 Novembro, 2017 00:03

      Provavelmente não ouviu o Sousa Tavares hoje na SIC defender que a taxa deve aumentar e muito para expulsar o turista pobre e Lisboa só receber turistas ricos.
      Uma pena este homem não estar no Governo, com ideias tão boas.

      Gostar

      • Luis permalink
        7 Novembro, 2017 01:53

        Sucede que nao sao so os turistas que usam os hosteis e alojamentos locais. Os estudantes ou os trabalhadores tambem usam e desde que apareceram passaram a poupar muito dinheiro. Alem do mais um pobre nao pode ter o direito a viajar, deve ser apenas um privilegio exclusivo dos ricos? Pelos vistos sim, para os Migueis da vida e para a Esquerda caviar. Esta gente e perigosa pois no fundo do seu snobismo encerram tiques totalitarios. Taxas altas numa cidade de periferia como Lisboa sao uma aberracao.

        Liked by 1 person

  6. Luis permalink
    6 Novembro, 2017 19:54

    Um professor universitario espanhol ha dias dizia isso numa entrevista. A comunicacao social de ha uns anos tem a mania de pegar em meia duzia de “activistas” e trata o assunto como se representassem a maioria da populacao. E uma forma de propaganda que alia jornalismo e extremismos de Esquerda. E tem resultados praticos, pois conseguem com o tempo aliciar parte da populacao.

    Ora veja-se por exemplo quando Passos estava no poder. Todos os dias faltavam coisas no SNS ou nas escolas. E agora com as cativacoes? Nao falta nada? Parece que nao e ningue quer saber.

    Entretanto a malta que reclamava contra as portagens na Via do Infante tambem desapareceu.

    Liked by 2 people

  7. Luis permalink
    6 Novembro, 2017 19:56

    O independentismo catalao em tambem o Brexit sao em parte fruto do jornalismo das minorias das causas. Tal como e tambem a implementacao das politicas “fracturantes” em Portugal. A populacao nao esta preparada para lidar com a propaganda jornalistica e com as agendas obscuras do jornalismo e agora com as redes sociais a situacao piorou.

    Gostar

    • André Miguel permalink
      6 Novembro, 2017 20:16

      Porque são burros e não pensam. Usem a cabeça e já não são manipulados. Assim têm o que merecem.

      Gostar

  8. Luis permalink
    6 Novembro, 2017 19:59

    Dez anos decorridos sobre o referendo do aborto ainda nao vi nada na comunicacao social portuguesa. Se fosse proibido regularmente seriamos bombardeados com noticias sobre mulheres que foram a Espanha ou tiveram problemas de saude porque recorreram a clinicas manhosas.

    Liked by 1 person

    • Kapagrillos permalink
      6 Novembro, 2017 20:38

      Olhe que não, falou-se há pouco tempo.

      Francisco George, “A lei do aborto foi um sucesso”!

      Assim os meninos pinam à vontade e o resto vai pelo cano abaixo.

      Os embriões só têm dignidade quando a mamã lhes dá nome e nos apresenta a foto da ecografia ou o batimento cardíaco – como me aconteceu há dias.

      E os que matam com essa idade? tive a indelicadeza de perguntar.

      A senhora continuou a mostrar o pum-pum-pum a outros. Os filhos abortados dos pobres são ralé.

      Gostar

  9. Luis permalink
    6 Novembro, 2017 20:00

    Tambem ha um silencio tumular sobre os casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Nao se diz quantos casamentos houve, quantos terminaram em divorcio, quantos casais adoptaram, como estao as criancas, como se inserem nas comunidades locais. Nem uma palavra, silencio total.

    Liked by 1 person

  10. Luis permalink
    6 Novembro, 2017 20:02

    Se juntar meia duzia de indignados contra os turistas e for para as ruas com uns cartazes ainda apareco na primeira pagina. Nao interessa que 90% da populacao esteja a favor do crescimento do turismo. As maiorias sao remetidas ao silencio e nao fazem manchetes.

    O Jornalismo esta a tornar-se num cancro que empurra o Ocidente para novas tiranias, tal e qual como antes das duas grandes guerras e da revolucao russa.

    Liked by 1 person

    • lucklucky permalink
      6 Novembro, 2017 20:06

      O jornalismo Marxista “de referência” é o maior problema do Ocidente.

      Liked by 2 people

      • Luis permalink
        6 Novembro, 2017 20:11

        E a populacao nao esta vacinada para as tecnicas que os tipos usam.

        Liked by 1 person

      • Luis permalink
        6 Novembro, 2017 20:13

        O jornalismo marxista esta a abrir o caminho para novos totalitarismos marxistas ou nacional-fascistas. Tal como fizeram ha mais de 100 anos.

        Liked by 2 people

  11. Luis permalink
    6 Novembro, 2017 20:25

    A implementacao da Republica em Portugal tambem comecou assim, com o jornalismo. Falavam em nome do “povo”, diziam que o “povo” estava contra o Rei, ora sabemos que a maioria do pais era monarquico, o dito povo estava com o Rei e a Igreja, especialmente no Norte e Centro, mas tambem no Sul, onde D. Carlos era muito popular. A Republica nao resolveu nenhum dos problemas do pais e acabou por criar outros, tendo o pais perdido duas decadas com enorme instabilidade social e agravamento do atraso economico e tecnologico. Tudo acabou com uma ditadura. Os jornalistas da epoca fora em grande medida culpados.

    Gostar

    • André Miguel permalink
      6 Novembro, 2017 21:05

      A maçonaria. A grande culpada desde há mais de um século.

      Gostar

      • maria costa permalink
        7 Novembro, 2017 14:46

        2 séculos -desde 1834

        Gostar

  12. Kapagrillos permalink
    6 Novembro, 2017 20:27

    Nunca lhe doam os dedos, D. Helena.

    Lembro-me de um post seu há uns tempos que ia no mesmo sentido.

    Triste jornalismo este – e pensar que tantos morreram e morrem pela profissão de reportar aquilo que, imperfeitamente é certo, é a verdade dos factos, com a objectividade possível, e depois temos estes guerrilheiros de redacção a censurar o mundo como lhes convém.

    Gostar

  13. Kapagrillos permalink
    6 Novembro, 2017 20:43

    O trabalho da D. Helena devia ser condensado num dossier e apresentado como reclamação à ERC por negligência jornalística.

    O Sr. Magno falava há dias de “psicopatia” não sei é se era sobre o jornalistas e, se foi, se lhe assentou a carapuça.

    Gostar

  14. José Domingos permalink
    6 Novembro, 2017 21:19

    Os jornalixos cá do burgo, estudam nas universidades cujos professores são de esquerda. nem se dignam ser isentos.
    Saem das universidades, direitos ao subsidio e aos recados.

    Gostar

  15. A. R permalink
    6 Novembro, 2017 21:25

    Os jornalistas não servem para nada!

    Gostar

    • licas permalink
      6 Novembro, 2017 22:34

      Servem, servem, para que os ainda apologistas das
      “ditaduras” fiquem desmascarados . . .

      Gostar

  16. LTR permalink
    6 Novembro, 2017 21:33

    Os jornalistas estão ocupados a ouvir discursos como o que o António Costa fez hoje em inglês da e-escolinha do rato na Web Summit. E foi lido!

    Gostar

    • André Miguel permalink
      6 Novembro, 2017 22:42

      Que vergonha! Nem inglês sabe falar… o homem é mesmo uma nódoa.

      Gostar

  17. Aventino permalink
    6 Novembro, 2017 21:49

    maçonaria & judiaria a induzir o caminho para o curral (açougue)…

    Gostar

    • maria costa permalink
      7 Novembro, 2017 14:49

      Não meta os judeus na coisa.
      Os judeus religiosos são conservadores; fala dos descendentes de judeus que são ateus -esses sim, como outros ateus, só fizeram m**da.

      declaração de interesses: não sou judia, mas sei algo sobre eles

      Gostar

    • Aventino permalink
      8 Novembro, 2017 09:46

      Não sei. Porém eles dominam a finança, a imprensa, e a politica.
      Tente passar pelo “historiamaximosblogue”.

      Gostar

      • maria costa permalink
        9 Novembro, 2017 16:14

        Só faltou citar os «Protocolos dos sábios de Sião»
        Há judeus ricos e poderosos e judeus pobres e indigentes.

        Os judeus tem uma vantagem sobre muitos outros povos: a literacia obrigatória, por dever religioso; e a tradição da disputa de opiniões, que fortalece o raciocínio lógico.

        Vi o blog que recomenda, irei estudá-lo, mas está lá aquilo que eu disse: filhos de judeus, que se tornaram ateus, são, com outros, da mesma ideologia, responsáveis TODOS, por as ‘tropelias’ que nós conhecemos.
        Já agora consulte «Elder of Ziyon» e o que eles dizem de Soros.

        Gostar

  18. Arlindo da Costa permalink
    7 Novembro, 2017 00:52

    O Correio da Manhã não esteve? Não acredito!….

    Gostar

  19. Kapagrillos permalink
    7 Novembro, 2017 09:39

    E então o Bernie Sanders?
    Nem uma palavrinha sobre o que se tem revelado sobre as primárias democratas – e não democráticas, ao que parece?
    Ou os russos dos Clinton?

    Os senhores jornalistas sabem e noticiam quantos quadrados de toilet paper o senhor trump usa, mas para o resto aparentemente não sabem ler inglês…

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: