Skip to content

greve fiscal

27 Dezembro, 2017
by

Os mesmos partidos e os mesmos sujeitos que aprovam legislação que manda para a cadeia um desgraçado de um empresário que, para pagar salários aos seus trabalhadores, atrase o pagamento das contribuições sociais e impostos sobre o trabalho noventa e um dias consecutivos são os mesmos sujeitos que aprovam legislação fiscal privilegiada para si mesmos. De facto, como se não bastassem já as isenções do IMI e do miserável imposto da menina Mortágua, o parlamento aprovou quase secretamente, com as honrosas excepções do CDS e do PAN, uma lei que confere aos partidos a devolução do IVA e outras regalias fiscais. A isto chamam eles «os custos da democracia», que consideram ser produto caro e de excelência, que nós, pobres mortais, temos que pagar sem chiar. Mas qualquer pessoa normal percebe, sem esforço, que estes são os custos da plutocracia e de um regime velho e anquilosado, que se deixou manchar por quase todos os vícios e, se calhar, por mais alguns ainda, do regime que há mais de quarenta anos depôs.

Com a colecta extorquida a quem trabalha, estes sujeitos gastam em cartolas carnavalescas, festanças de fim de ano, centenas de assessores pagos regiamente e demais prebendas variadas para os amigalhaços, enquanto lacrimejam sobre a falta de recursos para acudir aos incêndios e à segurança das pessoas ditas «comuns».

À falta de melhor maneira para moralizar o regime, só há uma forma de lhe impor alguma decência: uma greve cívica ao pagamento de impostos. Doutro modo, tal como os viciados de casino e em droga, que só deixam de gasto mal gasto quando não têm, estes sujeitos, para nossa desgraça colectiva, nunca aprenderão.

DO2jBbHWkAESLLx.jpg large

Anúncios
67 comentários leave one →
  1. Monti permalink
    27 Dezembro, 2017 10:02

    Uma máfia calabresa em construção.
    Começou aliás cedo, com Valentim Loureiro recuperado por um dos grandes partidos do regime.
    Agora, com a última cartada.

    Liked by 1 person

  2. 27 Dezembro, 2017 10:18

    e á boa maneira lusa, a população nativa não reage por que não lhes mexe no bolso de forma directa.

    Liked by 1 person

  3. licas permalink
    27 Dezembro, 2017 10:30

    Basílio Horta, o actual presidente da Câmara de Sintra e candidato para mais um mandato, diz que cometeu uma “gralha”, comunicando ao Tribunal Constitucional, por duas vezes, que tinha um depósito no Banco de 5.600 euros quando, afinal, era de 5,6 milhões.

    Uma “gralha”, digo antes um avestruz. . .

    (ele não é analfabeto, apenas um grandecíssimo ladrão
    a fugir aos impostos e às “luvas”)

    Gostar

  4. António Maria permalink
    27 Dezembro, 2017 10:32

    Não sei se a “honrosa exceção” do CDS e PAN será assim tão honrosa. Afinal vão beneficiar na mesma da lei e tentam passar para o “povo” que até são bonzinhos.
    Desta gente é de esperar tudo.

    Liked by 1 person

    • SALOIO permalink
      27 Dezembro, 2017 13:44

      O que viola é um malandro violador. O que não viola é um malandro que se quer fazer passar por bonzinho. É isto que nos quer dizer caro Antonio Maria ?

      Liked by 1 person

    • 27 Dezembro, 2017 20:25

      Se todos se tivessem “armado em bonzinhos” a lei não passava.

      Liked by 1 person

    • Euro2cent permalink
      27 Dezembro, 2017 21:40

      Devo ser mauzinho, também pensei o mesmo – olha, os bons ladrões …

      Gostar

    • Tiradentes permalink
      28 Dezembro, 2017 08:56

      Sim até porque se tivessem juntado ao voto contra do CDS, o PSD,o BE e o PCP a lei seria aprovada não é? Inocentes são o BE e o PCP que já disseram que são CONTRA, a lei que votaram A FAVOR. Vão ser obrigados a cumprir a lei coitadinhos

      Liked by 1 person

  5. Aventino permalink
    27 Dezembro, 2017 10:55

    Je Suis
    S A L A Z A R

    Liked by 1 person

  6. licas permalink
    27 Dezembro, 2017 11:04

    Je “suíno”

    Gostar

  7. José Domingos permalink
    27 Dezembro, 2017 12:14

    A famiglia “democrata” a tratar da vidinha. Podiam, também ter umas lições de etiqueta, por exemplo, a diferença entre um cipó-de-cobra água de um de vinho, os talheres de carne e peixe…….
    Estão mais que identificados.

    Liked by 1 person

  8. José Domingos permalink
    27 Dezembro, 2017 12:15

    Copo de agua

    Gostar

  9. JP Ribeiro permalink
    27 Dezembro, 2017 12:27

    O Regime instituído com a revolução de 1974 há muito que acabou.
    Só não vê isso quem
    1. faz parte da Oligarquia que se governa com ele, ou
    2. é um dos Idiotas Uteis que com o seu voto o mantém em coma.
    Não há 3.

    Liked by 1 person

  10. A. R permalink
    27 Dezembro, 2017 12:47

    Ben Shapiro resume aqui o socialismo: https://youtu.be/Yg9tMcKV88k

    Gostar

  11. PiErre permalink
    27 Dezembro, 2017 13:11

    “…que se deixou manchar por quase todos os vícios … do regime que há mais de quarenta anos depôs.”

    Não me lembro que vícios seriam esses, eu que vivi lá boa parte do meu tempo.

    Liked by 2 people

    • ze pagante permalink
      27 Dezembro, 2017 14:58

      Também eu, lá vivi e espero que nunca mais nenhum cidadão em Portugal tenha que conhecer o atraso que foi Portugal antes do 25 de Abril e a triste vida e pobreza que havia. Felizmente e apesar da PIDE e da CENSURA muito está documentado para que as gerações seguintes disso tomem conhecimento. Haja paciência!

      Gostar

      • PiErre permalink
        27 Dezembro, 2017 19:56

        Só os marxistas e os jacobinos é que foram perseguidos. É pá, ó ze pagante, deixa-te de merdas; não sabes o que foi a 1ª república e as últimas décadas da monarquia.

        Liked by 2 people

      • Euro2cent permalink
        27 Dezembro, 2017 22:00

        muito está documentado

        Oh, pois. É uma autêntica indústria hoje em dia, produzir disso.

        Gente que ignora olímpicamente os milhões de mortos do comunismo agarra-se indignadamente a umas dúzias de comunistas que levaram uns tabefes antes que fizessem danos.

        Liked by 2 people

    • Chopin permalink
      27 Dezembro, 2017 16:38

      Tornou-se regra sem excepção. É uma espécie de disclaimer. Quando se critica este regime corrupto, convém sempre fazer a ressalva de que não somos fassistas e dar umas bordoadas no Estado Novo, não vá desagradar aos tais corruptos que se quer criticar ou a algum desses idiotas úteis referidos mais acima que salivam entram de imediato em histeria.
      Com toda esta coragem por parte das pessoas íntegras, o regime tem um belo seguro de vida 🙂

      Liked by 3 people

  12. Procópio permalink
    27 Dezembro, 2017 13:16

    O custo da democracia deles vai sempre aumentar.
    É tempo de começar a organizar uma forma efetiva de oposição a esta ladroagem.

    Liked by 1 person

    • licas permalink
      27 Dezembro, 2017 21:45

      Basta
      Procópio PERMALINK
      27 Dezembro, 2017 13:16
      mantermos a independencia e operatividade do Poder Judicial
      (as simple as that)

      Gostar

      • licas permalink
        27 Dezembro, 2017 22:00

        Fernados Pinto Monteiros NUNCA como PGR´s ISSO NUNCA!

        Gostar

  13. PiErre permalink
    27 Dezembro, 2017 13:24

    A única forma de lhes impor decência é metê-los na sanita e puxar o autoclismo.

    Liked by 1 person

  14. 27 Dezembro, 2017 14:21

    O camarada Jorge Costa do BE, co-autor desta bendita lei, tem no seu curriculum da AR as seguintes edições de sua autoria:

    <Obras Publicadas
    É co-autor dos seguintes livros: – “Grandes Planos – Oposição estudantil à ditadura”, 2000, com Paulo Pena e Gabriela Lourenço. – “A Globalização Armada”, 2004, com Francisco Louçã. – “Os Donos de Portugal, 2010, com L. Fazenda, C. Honório, F. Louçã e F. Rosas. – “Os Burgueses”, 2014, com Francisco Louçã e João Teixeira Lopes – “Donos Angolanos de Portugal”, ed Bertrand 2014, com Francisco Louçã e João Teixeira Lopes – “Privataria”, 2015, com Mariana Mortágua>

    Pode agora gabar-se de ser também autor de um projecto de lei, que bem poderia designar-se por “Pirataria dos eleitos”. Lei essa, de resto que a sua chefe Catarina Martins diz agora com toda a pouca vergonha que pode ser “melhorável”. Imediatamente antes da indignação geral, a lei era, de certeza, óptima, perfeita, sem qualquer mácula.

    Liked by 1 person

    • 27 Dezembro, 2017 23:11

      “Não sei se a “honrosa exceção” do CDS e PAN será assim tão honrosa. Afinal vão beneficiar na mesma da lei e tentam passar para o “povo” que até são bonzinhos.”

      Já a merda do BE veio AGORA dizer que estava contra a devolução do IVA mas votou a favor da Lei em nome da convergência…

      Gostar

      • 28 Dezembro, 2017 13:21

        Rasputine,

        Maldizem os incumbentes, maldizem os oponentes. Quem se opôs à lei afinal é tão ladrão como os outros.

        Aquela malta está a tentar sacudir a água dos ombros.

        Gostar

      • 28 Dezembro, 2017 18:36

        Por clarificação, quem está a sacudir a água dos ombros são os geringôncicos e os do Partido Socialista Dois.

        O CDS fez muito bem em rejeitar a lei. As vezes que o PCP e o BE desdizem e maldizem do que apoiam com o voto faz com que o cheiro a hipocrisia, tal como o do peixe podre, pique nas narinas dos portugueses.

        Gostar

  15. lucklucky permalink
    27 Dezembro, 2017 14:36

    Querem Socialismo, têm Socialismo.

    Liked by 3 people

    • Sérgio Gonçalves permalink
      27 Dezembro, 2017 15:03

      Eu acho que os portugueses querem uma ideia que tem do socialismo e, apesar de viverem nela há 40 anos, ainda não se aperceberam que nunca se vai passar disto nem melhorar.

      Liked by 1 person

  16. ze pagante permalink
    27 Dezembro, 2017 14:51

    Qual é o “miserável imposto da menina Mortágua”?

    Gostar

  17. Os corruptos que se cuidem permalink
    27 Dezembro, 2017 15:37

    É isto que nunca vou entender:
    “…que se deixou manchar por quase todos os vícios e, se calhar, por mais alguns ainda, do regime que há mais de quarenta anos depôs.”
    O regime anterior tinha estes vícios? Sejamos sérios, pf. Ou já ninguém é capaz de falar deste regime e da sua podridão sem referências a um passado pretensamente similar que nunca existiu?

    Liked by 2 people

  18. 7anaz permalink
    27 Dezembro, 2017 16:20

    Parece que afinal o PAN só votou contra porque foi excluído da equipa de feitura da lei e não pela nobre causa de estar liminarmente contra a forma como foi preparada e o seu conteúdo. Assim sendo, parece que só vai restando um justo (de forma genuína ou eleitoralista, não sabemos) que além de ter votado contra, diz que se a lei entrar em vigor, ele, partido, se auto-regulará. Aguardemos para ver no que esta trapalhada toda vai dar.

    Gostar

  19. Procópio permalink
    27 Dezembro, 2017 16:26

    O beijoca vai limpando as mãos como o pilatos. Considera antes, antes de se pronunciar:
    “Uma iniciativa do Parlamento no sentido de pedir a fiscalização preventiva da constitucionalidade do diploma implicaria que 46 deputados (um quinto) se pusesse de acordo nesse sentido”. Sabe-se que o CDS-PP e o PAN não têm número suficiente para avançar.
    No fim é como a legionella. Ao fim de algum tempo os mortos esquecem, os resultados das investigações que emtoava a gracinha de freitas, sumiram. Gato escondido com o rabo dentro do próprio ministério da doença. Mais casos virão…
    Neste caso as algibeiras dos “deputados” enchem, poucos se importam. Como não se trata de nenhum ataque neo liberal, os filósofos do regime metem a viola no saco e assobiam para o lado.

    Um dia, impostos desmedidos e trambiqueirices destas, alguém terá que explicar. Por agora os amanhãs traulitam, mas é nos depois de amanhãs que se ajustam as contas.

    Gostar

  20. Aventino permalink
    27 Dezembro, 2017 16:31

    Muito pior é este regime, pois sendo supostamente democrata, supostamente legitimo e
    supostamente definitivo, não tem conta si qualquer mancha espúria que o possa “legitimamente” derrubar.
    Mesmo que no seu interior fervilhe a lepra do socialismo, este regime segue o seu rumo
    regular, o rumo que levará à inversão da LIBERDADE.

    Gostar

  21. Procópio permalink
    27 Dezembro, 2017 16:40

    Marcelo lembra: PM e deputados podem pedir fiscalização preventiva da lei do financiamento dos partidos.

    Dê a volta que der, quando vislumbrarem um dos tais deputados da central de negócios na rua ao menos cuspam para o chão. Se estiverm longe.
    Se os virem passar por perto fujam e agarrem a carteira.
    Não deixem de continuar a votar neles, ao menos já os conhecem, sabem de quem devem fugir.

    Gostar

    • 27 Dezembro, 2017 23:00

      E eu relembro ao merdas do Celinho que ele próprio pode pedir essa fiscalização ao Tribunal Constitucional.

      Gostar

  22. Arlindo da Costa permalink
    27 Dezembro, 2017 17:04

    O partidos são essenciais à democracia. Quem quer democracia tem que pagar, pois uma ditadura fica sempre muito mais cara.

    Gostar

    • Euro2cent permalink
      27 Dezembro, 2017 21:37

      uma ditadura fica sempre muito mais cara.

      Ah. A “pesada herança”. Claro, claro.

      (Nunca discordar de lunáticos, podem ficar agitados e magoarem-se.)

      Liked by 1 person

    • Tiradentes permalink
      28 Dezembro, 2017 08:59

      Claro que são essenciais à democracia, sobretudo se caminharmos para o socialismo e nos finalmente ficarmos apenas com o PARTIDO. Acaba-se essa coisa dispendiosa da democracia e só se financia um.

      Gostar

  23. LTR permalink
    27 Dezembro, 2017 17:18

    Esses tipos depois acham que 40% de abstenção é muito. A mim parece-me uma coisa bastante parca para o modo como esses bandalhos tratam a sociedade com as suas leis, como se não fosse nada com eles. O que nos vale é que o socialismo vai dar cabo desta merda toda novamente.

    Gostar

  24. 27 Dezembro, 2017 17:36

    Oh ! O CDS-PP “contra” e a apresentar-se como moralista… Foram espertos, os tugas acéfalos acreditam nessa “honestidade e respeito” por “todos nós”…
    Terminada a declaração pública da ACristas, os mandantes PP’s devem rir-se dos contribuintes alarves porque ó c’um carago, novamente surgirão muitos mais, saborosos e abundantes jácintoleitecápelorego…

    Gostar

  25. 27 Dezembro, 2017 17:43

    Eu apoio esta nova lei. Oxalá seja aprovada e promulgada pelo MCThomaz.
    Apoio-a porque finalmente vou sugar os tugas criando um partido político, chamado MEL.

    Gostar

  26. Duarte de Aviz permalink
    27 Dezembro, 2017 17:48

    Alguém me pode dizer onde anda o PPC? Sim, o que foi primeiro ministro?

    Gostar

  27. Procópio permalink
    27 Dezembro, 2017 19:54

    https://www.reuters.com/video/2017/12/27/venezuelans-are-struggling-as-merchants?videoId=376560375&videoChannel=118169&channelName=Editors%27+Picks

    Os deputados amigos do Maduro também não esperam em filas, há muito que captam todos os IVAS da venezuela, exportam pó, não precisam destes estadios intermediários como a geringonça. Muitos dos nossos deputados aspiram ao mesmo.
    Vão dando passo aqui, passo ali, ainda lhe sfalta o impulso. Talvez com a auto-europa…
    Eles são o garante da nossa democracia, né?
    Como podem lutar pela sua nobre causa sem os bolsos cheios e as barrigas túmidas?
    Porra, a vida não está fácil!

    Gostar

  28. 27 Dezembro, 2017 20:19

    Que ternura, o rei mago asiático AC-DC a deixar o presente à porta de Belém, para apreciação e responsabilidade final do MCThomaz…

    Gostar

  29. Artista português permalink
    27 Dezembro, 2017 20:21

    Os meus parabéns ao autor deste comentário. Quase diria que concordo com tudo o que lá está. Apenas uma ressalva: em lugar de “Plutocracia” o termo mais adequado seria “Cleptocracia”, como aliás o texto acaba por demonstrar..

    Gostar

    • 28 Dezembro, 2017 13:25

      A maior parte dos escarralhados e dos que votam neles não sabem o que quer dizer «clepto». Alguns até lêem dislexicamente «Anacleto».

      Estão à procura do Anacleto. Não sabem quem é.

      Gostar

  30. Prova Indirecta permalink
    27 Dezembro, 2017 21:50

    três palavrinhas apenas , sobre este assunto : ” filhos da puta ” .

    Gostar

    • 28 Dezembro, 2017 13:27

      Não desonre a putativa mãe. Esta ao menos oferece a realização um serviço — escabroso ou não, um serviço — numa transacção voluntária.

      A mãe sustenta quem a quer. E se poucos a quiserem ela passa fome.

      Gostar

  31. 27 Dezembro, 2017 22:54

    “…o parlamento aprovou quase secretamente, com as honrosas excepções do CDS e do PAN….”

    Quem seria o mirone que lá estava para que o “quase” não fizesse parte do texto?!

    Gostar

  32. 28 Dezembro, 2017 00:02

    Ao invés de uma greve, a melhor forma de expor esta vergonha é as empresas (a iniciativa privada) irem se transformando em partidos políticos. Assim podem ir se beneficiando das mesmas condições. Isto sim, seria bonito, ver o surgimento do Partido Transportadora da Azinhaga ou a Partido do Restaurante Prato d’Ouro. Seria lindo.

    Gostar

  33. 28 Dezembro, 2017 02:07

    “Greve cívica ao impostos”
    Seria um tipo de greve condenada ao êxito. A imprensa estrangeira faria a ampliação habitual e Portugal estaria nas bocas do mundo. Convinha ser acompanhada de desfile com cartazes coloridos, com as respectivas palavras de ordem e acompanhamento sonoro de batida de tachos e panelas. Não me lembro de alguém por cá ter utilizado estes instrumentos com uma sonoridade muito agradável.
    A AT que se cuide.
    ●O movimento do #Não Nos Calamos será uma ajuda de peso, pois já tem uma estrutura montada.

    Gostar

  34. Juromenha permalink
    28 Dezembro, 2017 11:17

    Repito(me): sucursal da América Latrina na Europa.
    Um regime corrupto, de corruptos e para corruptos – e um gado eleitoral que lhes é directamente proporcional.

    Gostar

  35. 28 Dezembro, 2017 11:48

    E continuam despudoradamente não só os tachos mas também o controle da informação: a Canavilhas,Gabriela ou o Soares,João, na rampa de lançamento para dirigir a Agência Lusa.

    BOM ANO PARA TODOS OS BLOGGERS E COMENTADORES BLASFEMOS.
    (E aguentem como puderem no sítio).

    Gostar

    • Raghnar permalink
      28 Dezembro, 2017 13:46

      E o Santos, Nicolau – aperta o laço. Provavelmente pelos seus eminentes contactos na ONU…

      Gostar

      • 28 Dezembro, 2017 14:01

        “Há que aproveitar a ocasião, esta ou nunca”, carago !

        Gostar

  36. orcs permalink
    28 Dezembro, 2017 17:32

    É só mais uma prova de que somos governados por ladrões…

    Gostar

    • 28 Dezembro, 2017 18:40

      Ladrões esse que foram indigitados aos seus lugares pelos que são roubados.

      A estupidez de as galinhas votarem livremente um lobo para gestor da capoeira.

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: