Skip to content

Fogueira com ele, para o bem comum

29 Janeiro, 2018

Eu sempre fui contra a inclusão no Blasfémias de realistas, pragmáticos e, no geral, de pessoas que passam a vida a antecipar consequências para as coisas. A opinião publicada deve basear-se em dizermos algo que nos faz sentir bem, pela procura do calor humano e da empatia por pessoas que, como nós, sonham com a transformação do mundo num paraíso terrestre sem interferência de reaccionários conformados com a condição humana.

Sou totalmente a favor do RBI, não necessariamente para mim, que o aceito só para não fazer a desfeita a quem sonha o mundo, mas para os meus filhos, que, como estão em idade escolar, escusam de perpetuar a diferenciação do Homem pelo Homem através de “mérito” escolar (entre aspas, já que baseado puramente em critérios economicistas como desempenho em exames e não no potencial de emoção subjectivo que seriam capazes de alcançar sem a opressão destes).

Também sempre quis escrever um poema épico sem rimas sobre a inexistência de assédio homossexual, o que só provará, para as pessoas eruditas que lerem os cinco volumes, que os homens só oprimem mulheres, nunca outros homens, tornando óbvio que o lesbianismo é a única opção viável para qualquer mulher de Bem, e tal só me parece possível, pelo menos a parte de transformar a obra numa opera circense e itinerante por todos os concelhos do país e além-mar, algo que me parece indispensável para a sua divulgação, se não andar a perder tempo com o enriquecimento ilícito de empresários que me escravizam para seu próprio benefício.

Assim sendo, junto-me à Helena na denúncia deste artigo tão despudoradamente insultuoso para a opinião livre de pessoas que sonham com um mundo bom.

 

Anúncios
6 comentários leave one →
  1. 29 Janeiro, 2018 13:31

    O problema da Helena, talvez por causa da idade. É que ainda vive no falso paradigma do muro de berlim.
    Nesta questão. assim como noutras questões e ideias de “progresso” do século passado. As vozes mais sonantes apologistas do Rbi, são os grandes Capitalistas “visionários”.

    Gostar

  2. Artista português permalink
    29 Janeiro, 2018 15:30

    E porque não exportar o RBI para Bruxelas? O Centeno fazia isso com empenho dando-se o caso de o negócio com o LFV lhe ter corrido mal. Ficava lá com um gancho. Tudo seria pago com bitcoins e a Senhora May podia finalmente convencer a GB a desistir do “brexit”. Seria a luz no fundo do túnel….

    Gostar

  3. Arlindo da Costa permalink
    29 Janeiro, 2018 17:04

    Um bom artigo para ser dissecado por um psiquiatra meu vizinho.

    Gostar

Trackbacks

  1. rbi: a minha posição | BLASFÉMIAS

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: