Saltar para o conteúdo

Leitura da Terceira Rectificação ao Código Civil de São Vieira da Silva aos Tessalonicenses

28 Março, 2018

Imaginemos uma esquadra de polícia onde estão sentados uns miúdos que devem ter feito umas asneirolas. Imaginemos que um agente da PSP está em frente a eles, com umas folhas na mão, a explicar-lhes que, de acordo com o artigo x do código civil, em conjunção com o decreto-lei y de 29 de Fevereiro e de acordo com o estipulado em despacho z pelo Senhor Ministro da Tutela datado de 31 de Outubro de 1979, rectificado em Conselho de Ministros do Quinquitetragésimo Governo Constitucional da sua enésima legislatura, estão a cometer desobediência ao estado de direito como consagrado na redacção da Constituição da República Portuguesa alterada em milnovecentosecarqueija. Remetendo-os para o artigo supra, que adita artigo anterior cuja redacção se encontra em livro diferente (sem link directo) e cuja redacção foi alterada por artigos subsequentes que tornam a sua leitura integral num exercício labiríntico para o comum mortal que apenas possui uma estante para dez edições, imaginemos que o polícia adverte tais miúdos para um caminho estatisticamente comprovado de delinquência futura que culminará em penas efectivas de prisão após processo em tribunal com duração aproximada de uma adolescência e meia e vários filhos atirados para o arquipélago de bairros em ilha que lhes sucedam na transgressão jurídico-legal. Não estais a ouvir? Tomai lá bastonada.

Imaginemos agora que o mesmo polícia utiliza uma linguagem decorrente do livro mais difundido de todos os tempos, lendo uma passagem clara, inequívoca e perfeitamente ilustrativa da situação. Sois baptizados? Então sabeis que estais em pecado. Tendes que caminhar para o caminho da Luz.

Qual destas situações indignará os mais-que-pidescos religiosos do eixo Bairro Alto-“uma vez vi um sem-abrigo na Avenida da Liberdade”?

 

Anúncios
28 comentários leave one →
  1. weltenbummler permalink
    28 Março, 2018 09:25

    “Chacun son tour ctêtre mangé.”
    Ubu Rol

    Gostar

  2. weltenbummler permalink
    28 Março, 2018 09:43

    d’être

    Berdiaev não poderia aceitar o regime bolchevista porque seu autoritarismo e a dominação da liberdade pelo Estado, suprimindo as liberdades individuais não coadunavam com suas idéias. No entanto, ele aceitou as dificuldades do período revolucionário, como foi permitido, por enquanto, continuar a ensinar e escrever.
    Sua filosofia fora caracterizada como Cristianismo existencialista. Ele preocupou-se com a criatividade e a liberdade individual como objeto dessa criatividade, onde essa oposição seria uma “coletivização e mecanização da sociedade”.
    Em setembro de 1922, Berdiaev selecionou um grupo de 160 proeminentes escritores e universitários, intelectuais que o governo bolchevique considerava objetáveis, tendo forçado-os ao exílio no chamado ‘philosophers ship’. Em geral, eles não eram partidários nem do Czarismo nem do regime dos bolcheviques, preferindo formas menos autocrático de governo. Foram incluídos os que defendiam a liberdade pessoal, desenvolvimento espiritual, ética cristã, e um caminho informado pela razão e guiada pela fé.
    Exílio na França

    Gostar

  3. Aventino permalink
    28 Março, 2018 10:08

    Ou; prapróxima fodovosofocinho!

    Gostar

  4. Mauritano permalink
    28 Março, 2018 10:09

    Adoro a expressão “Qual destas situações indignará os mais-que-pidescos religiosos do eixo Bairro Alto-“uma vez vi um sem-abrigo na Avenida da Liberdade””.

    O que eu já ri só com esta frase. Muito bom VC.

    Liked by 1 person

  5. José Lopes da Silva permalink
    28 Março, 2018 10:57

    E se eles não forem baptizados?

    Gostar

  6. carlos alberto ilharco permalink
    28 Março, 2018 12:18

    Um smarphone (coisa proibida numa cadeia) filmou uma cena.
    A cena foi colocada nas “redes sociais” e tornou-se “viral”.
    Há ziliões de coisas mais importantes a resolver, entre elas uma greve dos guardas prisionais.
    Assim passou a discutir-se o trivial e o importante vai para o caixote do lixo.
    Só falta vir a saber-se que A Cena tem meses e aparece agora por milagre do autor do tal livro.

    Gostar

  7. Mario Figueiredo permalink
    28 Março, 2018 12:47

    Bom, para ser honesto as duas situações são ridículas e só dão para rir. A hipótese de um polícia simplesmente processar os delinquentes de forma normal e seguir com a sua vidinha parece-me melhor. Mais do que a indignação, eu penso que a reacção foi de gozo. Merecido.

    Gostar

  8. 28 Março, 2018 13:44

    ehehe

    Mas algo me diz que o polícia é evangélico

    Gostar

    • 28 Março, 2018 14:18

      Se for, altera tudo. De opressor passa a minoria oprimida e as cabeças do progresso explodem.

      Liked by 1 person

      • 28 Março, 2018 15:05

        ehehe
        Pode crer. Mas ia jurar que aquele paleio é mais de evangélico que de católico…

        Gostar

  9. 28 Março, 2018 15:08

    ehehe

    Pode crer. Mas algo me diz que aquele paleio é mais de new-born evangélico que de católico

    Liked by 1 person

  10. Procópio permalink
    28 Março, 2018 17:17

    O verdadeiro objetivo das leis vigentes é a gradual extinção da polícia.
    O objetivo é substituí-la por outro tipo de força tipo Tcheka.
    O método vai fazer 100 anos, mas há quem queira ressuscitá-lo.

    Vejamos a descrição pelas fontes “oficiais”

    “Para consolidar o Poder Soviético era necessário desmantelar e destruir o antigo aparelho de Estado burguês e criar no seu lugar o novo aparelho do Estado Soviético. Era necessário abolir os privilégios da igreja, liquidar a imprensa contra-revolucionária e as organizações contra-revolucionárias de todo género, legais e ilegais, e dissolver a Assembleia Constituinte burguesa.
    Os ministérios foram extintos e no seu lugar foram criados aparelhos soviéticos de administração e os correspondentes comissariados do povo. Foi criado o Conselho Superior de Economia Nacional incumbido de dirigir a indústria do país. Foi organizada a Comissão Extraordinária de Toda a Rússia para o combate à contra-revolução e a sabotagem (Tcheka), dirigida por F. Dzerjínski. Foi dissolvida a Assembleia Constituinte,
    Foram nacionalizados os bancos, os caminhos-de-ferro, o comércio externo, a marinha mercante e todas as grandes indústrias nosdiversos ramos,
    Com vista a libertar o país da dependência financeira e da exploração dos capitalistas
    estrangeiros, foram anulados os empréstimos externos da Rússia, contraídos pelo
    Governo Provisório. O povo não desejava pagar as dívidas contraídas”.

    O governo provisório de então correspondia à geringonça. O kosta que se cuide.

    Gostar

  11. licas permalink
    28 Março, 2018 17:37

    ” O governo provisório de então correspondia à geringonça. O kosta que se cuide”

    E 100 anecos não são nada. . . .

    Gostar

  12. Chopin permalink
    28 Março, 2018 17:48

    Parece o ferro da Universal.
    De qualquer forma, pregar moral numa cadeia, parece uma clara violação dos direitos da comunidade criminosa portuguesa. O texto bíblico não é constitucional.

    Gostar

  13. 28 Março, 2018 17:53

    Óptimo, VCunha.

    Gostar

  14. 28 Março, 2018 17:59

    Porra, acabo de ligar uma TV para saber notícias tugas, e levo com a notícia: 1395 MEuros de prejuízo do Novo Banco e…o Estado terá de injectar nas veias do voraz bicharoco mais 700 milhões para se manter de pé..

    Gostar

  15. Procópio permalink
    28 Março, 2018 20:35

    “Novo Banco agrava prejuízos para 1.395 milhões em 2017
    Depois de um resultado líquido negativo de 788 milhões em 2016, o Novo Banco apresentou perdas de 1.395 milhões”.
    O que se tem passado com os bancos no sítio é inenarrável.
    Os responsáveis somos nós e nenhum partido assente na central de negócios está impune.
    As consequências por agora, para o tuga, parecem não ser nenhumas.
    O sem tino em Bruxelas diz que 3% são 0,9%. O escroque moscovici finge acreditar.
    Um dia a casa cai. Não é preciso diabo nenhum, ele já cá está há dois anos pelo menos.
    Por acaso é um tipo bem simpático, quer aumentar o salário e as pensões a quase toda a gente. Há fortes razões para pensarmos: quem não concorda com ele é burro.
    Eu me penitencio.

    Gostar

  16. Adriana Lima permalink
    28 Março, 2018 22:10

    Vitor Cunha, sempre em EXCELENTE forma!

    Gostar

  17. Arlindo da Costa permalink
    28 Março, 2018 22:45

    Quereis transformar as esquadras de polícia em centros de pregação da IURD? ou dos muçulmanos? ou da Igreja Maná?

    A Bíblia dos Estados são as Constituições, meus amigos.

    Gostar

  18. Procópio permalink
    29 Março, 2018 00:23

    De Tsalónica o que eu gosto é de Ladadika, curte-se a noite a dançar e a beber um copo.
    Estive com o Yanes Varoufakis, foi um prazer. Pagou-me a ceia, mesmo sabendo que sou um sem abrigo empedernido. Convidou-me para o diem25. Estou capaz de tudo.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: