Saltar para o conteúdo

O Interrogatório a Sócrates no Ministério Público

22 Abril, 2018

Foi impossível ficar indiferente à Grande Reportagem da SIC sobre o Processo Marquês. Não há dúvida que é preciso muita coragem jornalística para trazer a público detalhes tão importantes sobre o maior caso de corrupção jamais visto em Portugal envolvendo um ex-primeiro ministro. Há quem diga que foi manobra encomendada dos advogados de Sócrates para “mostrar” que não há provas.  Aqui vai minha análise.

Se no primeiro episódio (veja aqui) ficamos com a sensação de que há um propósito para “ilibar” publicamente Sócrates alegando falta de provas de acusação, nos seguintes (veja aqui e também aqui) esse sentimento dissipa-se por completo. A trilogia da reportagem veio demonstrar que, sim, nos primeiros interrogatórios, Sócrates foi interpelado pelo MP sem lhe darem as fontes sobre as quais pesavam as tais acusações mas, mais adiante, à medida que avançavam nos interrogatórios, já o confrontavam com testemunhos que contrariavam afirmações dadas por ele. Foi o caso em que Sócrates, por exemplo,  totalmente irado dizia que não teve qualquer influência nos concursos públicos atribuídos ao grupo Lena e exigia provas, mas quando confrontado no interrogatório seguinte com testemunhos, engasgou-se e teve amnésias. Outra situação foi sobre a amizade que mantinha com Salgado ao qual respondeu peremptoriamente que sempre fora tratado por este por “Senhor Primeiro Ministro”,  que tivera com ele apenas encontros institucionais e raros.  Mas numa escuta ouvimos Salgado dizer “Olá Zé tudo bem?” enquanto combinavam um jantar em casa do banqueiro. Ou ainda que não ordenou a compra de seus próprios livros a Santos Silva quando vemos o amigo a confessar o plano. Sem referir a famosa histeria à volta das férias  de luxo que dizia não se lembrar, todas pagas pelo amigo, afirmando que ele, o “teso provinciano que vivia dos empréstimos” deste, pagava todos os jantares (hilariante!). Tudo isto com os advogados passivamente a ouvir, cabisbaixos, os disparates mal criados de Sócrates dirigidos ao MP.

Ficou claríssimo que não se trata de perseguição política alguma.  As contradições dos testemunhos com os depoimentos de Sócrates são mesmo muitas e as escutas são elucidativas.  Revelam,  que há um novelo de ocorrências que todos os arguidos tentaram branquear para não deixar pontas soltas. Mas deixaram. E é precisamente por essas pontas pequeninas, que o grande novelo se desenrolou.

Começando pela origem duvidosa do dinheiro entre Santos Silva e Sócrates,  NINGUÉM pede emprestado a amigos por códigos.  Transporta depois o dinheiro por correios humanos pagos a peso de ouro, ou põe  motorista a receber 80 000€ desse “empréstimo” por transferência, na conta deste,  para pagar suas despesas pessoais  a menos que esse dinheiro seja ilícito e não se queira deixar rastos. Também, NINGUÉM compra apartamento luxuoso em Paris e formaliza depois um contrato de arrendamento ao amigo,  em 2014,  por um período que já caducou, em 2013,  se não for com o propósito de enganar as autoridades fingindo ser arrendada. NENHUM amigo do mundo financia outro amigo que se diz provinciano sem dinheiro e  a viver da generosidade da mãe para:   viagens em executivo;  para 20 000€ em estadias; para viver no lugar mais luxuoso e caro de Paris;  para gastar uma média de 40 000€ por mês;  para dar guarida à ex-mulher e filho em Paris numa casa por 400€ a noite; para gastar fortunas com amigas; para decorar “seu próprio apartamento”, sem limites de despesa, com tudo do mais caro e requintado que há, ao gosto do amigo, sem ser “tido nem achado” na execução das obras como se não fosse dono dele; para comprar casas para mãe do amigo; para comprar 170 000€ de exemplares de livros  do “amigo pobrezinho”. E como se não bastasse,  ver ainda o amigo a pedir emprestado compulsivamente milhares de euros e não dizer um “não, não posso” uma única vez, continuando a  disponibilizar valores astronómicos sem garantias, sem papeis,  sem nada.  NINGUÉM é tão generoso a menos claro que o dinheiro “emprestado”  não seja do tal amigo “porreiro e generoso”.

Depois vem Vale do Lobo onde Sócrates afirma não conhecer ninguém, não saber de nada mas não consegue responder como aparece de novo seu amigo generoso a receber dinheiro deste empreendimento. Como não soube explicar a existência de pagamentos da Venezuela ao amigo, outra vez, que depois serviram para gastos pessoais de Sócrates. Como não conseguiu explicar como um provinciano com conta a zeros, sem qualquer rendimento, avança com proposta de compra de casa no Algarve por 900 000€ pondo seu amigo a gaguejar no inquérito do MP, quando confrontado. Como também não conseguiu explicar como o dinheiro transferido do saco azul do BES foi parar à conta do primo que depois o fez chegar ao “amigo generoso” que está em todas as negociatas (mas que coincidência!). Como resposta limitou-se a dizer: perguntem ao Santos Silva, perguntem ao meu primo, consciente que não tinha o seu nome nas contas, logo, não se importou de “entregar as cabeças destes dois numa bandeja” ao MP. Muito perverso e revelador.

Ficou claro com este interrogatório que o Processo Marquês é muito mais do que uma acusação a um ex-primeiro ministro. É todo o sistema político que está a ser julgado envolvendo ministros, banqueiros e empresários como nunca se viu em Portugal. Um polvo gigante ao estilo siciliano que parece não ter fim. Como diz Ana Gomes e bem, depois de ver Manuel Pinho juntar-se a Sócrates: PS não pode continuar a ser instrumento de corruptos e criminosos.

Se a divulgação dos interrogatórios foram legais ou não de pouco interessa. Não passa de uma desobediência nos termos do artº 88, nº2 do Código Processo Penal  que ao pé dos 31 crimes de Sócrates, 33 crimes de Santos Silva, 21 de Salgado (sem contar os restantes 25 arguidos) é uma insignificância que não vem alterar qualquer facto que nele vimos e ouvimos. E merece um aplauso aos jornalistas que puseram o interesse público acima dos interesses do sistema.

A Ordem dos Advogados manifestou seu repudio pelo sucedido alegando que a reportagem “instiga a tumulto social  ao revelar apenas partes de interrogatório e escutas acusando os jornalistas de parcialidade. Boa desculpa. Se fossem  EMITIDOS por completo já seria ético, é isso? (algum jornalista da SIC que pense nisso).  E pergunto: fazer vídeos no YouTube, conferências de imprensa, comentários televisivos sobre Processo Marquês, a revelar detalhes em investigação, ANTES do trânsito em julgado, por um arguido, que esteve 9 meses em preventiva, é legal? Não brinquem.

Do interrogatório, ficaram estas dúvidas: como pôde a CGD fazer um empréstimo de 145 000€ a alguém teso, sem rendimentos e sem garantias?  De onde tirou Santos Silva o dinheiro para “emprestar” ao amigo? Com que rendimentos o arguido Sócrates –  que vive actualmente com pensão de pouco mais de 3000€ –  paga 700 000€ aos advogados e vida pouco modesta que ainda faz? De onde vinham os “valores milionários emprestados” pela mãe de Sócrates sem fortuna conhecida? Porque Sócrates ordenou em escutas o pagamento de impostos atrasados, relativo a uma casa em Paris que “não era sua”? Se não há provas na condenação a Sócrates, porque seus advogados queriam inutilizar as escutas sob o pretexto ridículo de vírus?

Termino com um forte aplauso para Passos Coelho, o homem a quem devemos a queda do Império Salgado que deu origem ao Processo Marquês e levará este banqueiro e Sócrates e mais 26 arguidos, à barra do Tribunal. Outro aplauso sonoro ao Juiz Carlos Alexandre e sua equipa pelo grande trabalho de investigação que certamente ficará na História de Portugal. Parabéns à SIC pela excelente reportagem que nos leva a este submundo da corrupção inimaginável ao cidadão comum. Que a Justiça prossiga seu caminho tranquilamente sem obstruções.

 

 

Anúncios
67 comentários leave one →
  1. Mario Figueiredo permalink
    22 Abril, 2018 11:53

    Pela primeira vez em algum tempo discordo por completo. E não, não está em causa o artº 88 que não é mais do que a praxis mediática. Está em causa, isso sim, a fuga de informação judicial que antecede a divulgação das imagens.

    Não posso aceitar que em outros processos condenemos de forma tão veemente (e correctamente) as fugas de informação que são a infeliz e triste imagem de marca do sistema judicial português, para depois — e logo num processo tão importante como este — ignoremos por completo o assunto e o queiramos empurrar para debaixo do tapete, com o argumento de que isso é coisa mínima face à gravidade dos pretensos actos de Sócrates e da teia de corrupção que se começa finalmente a mostrar às pessoas deste triste país. Com que autoridade moral amanhã condenaremos mais uma fuga de informação, desta feita referente a um outro processo qualquer?

    A boa justiça faz-se com boa justiça. E ninguém pode por um momento sentir-se seguro da justiça no seu país e considerar que tem boa justiça, quando assistimos boquiabertos a interrogatórios judiciais sob segredo de justiça durante o prime time televisivo. Não é nem mais nem menos grave para a nossa confiança no sistema judicial do que destruição de escutas e outras formas de condução de processos que temos vindo a assistir ao longo dos anos. É inaceitável, uma vergonha, e tem de uma vez por todas ser tratado como um dos maiores cancros no nosso sistema judicial e que seguramente revela o estado lastimável a que deixámos chegar o nosso sistema judicial. Quem são estas pessoas, porque o fazem, quem os incentivou, existiu troca de dinheiro ou favores que levaram ao crime de divulgação de informação em segredo de justiça?

    O Sócrates é sem dúvida nenhuma um imenso canalha. Mas vou deixar claro uma coisa, mais importante para mim do que prender grandes canalhas é todo um trabalho que é necessário fazer para garantir que temos um sistema judicial capaz de julgar e prender esses grandes canalhas. Nem por um momento acredito que temos esse sistema judicial. E quando vejo uma grande parte dos “opiniadores” deste país perfeitamente alheados dos crimes que estão a ser cometidos dentro do próprio sistema judicial que eles querem que funcione, fico ainda mais preocupado. Porque claramente parece ser mais importante o circo mediático (que queremos acreditar não terá qualquer influência no processo judicial) do que perceber que estamos a pagar um preço muito caro para montar esse circo.

    Liked by 1 person

    • Expatriado permalink
      22 Abril, 2018 12:50

      No caso da divulgação desses vídeos não houve fuga ao segredo de justiça por este já não existir após a constituição de arguidos. Que são de interesse público, são!!!

      Liked by 3 people

      • maria permalink
        22 Abril, 2018 17:48

        Exactamente. Era o que eu ía escrever.
        Maria

        Gostar

    • Carlos Guerreiro permalink
      22 Abril, 2018 14:01

      No Watergate as divulgações feitas pelo Washington Post também eram ilegais…

      Liked by 1 person

      • carlos alberto ilharco permalink
        22 Abril, 2018 17:04

        É na América, outro planeta.
        Também o filme The Post mostra uma coisa semelhante.
        Lá como cá há trafulhas.
        Lá são castigados, cá não.

        Gostar

    • 22 Abril, 2018 14:19

      MFigueiredo,

      Os tugas que se interessam pelo seu destino têm o direito de conhecer a personalidade de quem os desgovernou durante cinco anos e de tudo o mais que está a ser revelado e investigado pela Justiça.
      Não se inquiete, o Sócrates se for preso terá só durante uns meses as habituais carpideiras, passado 1 ano inicia-se o ciclo da aceitação do animal com um vígaro que prejudicou o país — tal como aconteceu e ainda hoje vigora em relação ao Alves dos Reis…

      Liked by 2 people

    • Mario Figueiredo permalink
      22 Abril, 2018 15:28

      MJRB, concordo em absoluto que o estatuto de segredo de justiça é usado e abusado neste país. E sou contra a sua atribuição neste processo tendo em conta a natureza do seu principal arguido. Mas uma vez atribuído tal estatuto…

      Carlos Guerreiro, se existe alguma razão para pensar que este processo estava a ser impropriamente conduzido, o que levou à sua exposição pública, nada nos foi dito. Em vez disso, como bons carneiros obedientes consumimos o espectáculo que nos foi dado a observar para cumprir com os os objectivos de quem quis ver estas imagens divulgadas. Que não sabemos quem foi e quais os seus objectivos.

      Expatriado, as gravações dos interrogatórios durante o processo de inquérito ainda estão em segredo de justiça até pelo menos à data do julgamento. Ser ou não do interesse público é absolutamente irrelevante. Claro que é do interesse público! Trata-se de um ex-primeiro ministro, valha-nos deus! Mas e depois? A sarna é assim tanta que não pode esperar pela fase de julgamento para ter acesso às ditas imagens? O que é que pensa que pode ganhar com este atropelo à lei? Explique-me lá isso bem explicado.

      Gostar

      • Carlos Guerreiro permalink
        22 Abril, 2018 16:03

        Existe sempre alguém e algum interesse que faz com que uns factos sejam divulgados e outros não. Como acho que não devem existir “homens bons” encarregados do bem estar do resto da população, compete a quem assiste à divulgação ou não divulgação de factos tirar as respectivas conclusões. Por algum motivo do Correio da Manhã não noticiou a poluição no Tejo, nem o DN fala do Sócrates…
        Desde a e-Toupeira, toda a gente sabe que a violação do segredo de justiça pode ser de inúmeros agentes, e não só dos magistrados como o trafulha e advogados querem passar a mensagem…

        Gostar

    • colono permalink
      22 Abril, 2018 16:28

      Segundo a SIC:

      O processo já não está em segredo de Justiça.

      Gostar

      • Mario Figueiredo permalink
        22 Abril, 2018 16:58

        É verdade. Fui ver melhor essa história e estou completamente errado. Não há qualquer segredo de justiça em vigor. As minhas sinceras desculpas.

        Gostar

    • bcc permalink
      22 Abril, 2018 18:27

      O “segredo de justiça” já está terminado neste caso.
      O importante, no entanto, é interrogarmo-nos se o “segredo de justiça” é compatível com uma democracia, tanto mais que é totalmente inúti: não existe nenhum “segredo de justiça” que se aproxima do português! A maior parte dos países nórdicos não tem nada de parecido com segredo de justiça, para não falar já da Grã-Bretanha-Bretanha e USA, Canadá, etc…

      Liked by 1 person

      • Artista português permalink
        22 Abril, 2018 21:51

        Eu cá estou-me cagando para o segredo de justiça!

        Liked by 1 person

    • JgMenos permalink
      23 Abril, 2018 11:54

      Falar em circo mediático abranje duas questões bem diferenciadas.
      – O tratamento que é dado à informação
      – a ilegitimidade da informação por ofensa ao segredo de justiça
      Ignorando o primeiro, julgo que o segredo cessa quando é feita a acusação.

      Talvez devesse cessar logo que o investigado faz uma campanha pública em que atribui intenções criminosas ao MP, o acusa de motivações políticas ou por qualquer outro modo não se conforma com os procedimentos legais em execução.

      Liked by 1 person

  2. LTR permalink
    22 Abril, 2018 12:20

    Ana Gomes está a dar corpo à limpeza de fachada. Esperem para ver se ela e os irmãos socialistas incluirão no discurso o caso Montepio e depois tirem conclusões sobre se o objectivo é reconstruir a seita para o futuro ou tentar disfarçar o facto de toda a gente já saber quem era o bicho aquando do caso Freeport e muito antes disso. E se isto é assim na catedral, imagine-se como não será nas capelas pelo país fora.

    Liked by 3 people

    • Expatriado permalink
      22 Abril, 2018 12:52

      …” dar corpo à limpeza de fachada.”…

      Exacto!!!

      Liked by 1 person

    • Chopin permalink
      22 Abril, 2018 19:21

      Nem mais! agora que já não é possível esconder o óbvio, cai bem um simulacro de indignação e de ética de pacotilha para controlar os danos.

      Gostar

  3. Expatriado permalink
    22 Abril, 2018 12:55

    Cristina. O processo é o mesmo em todo o lado onde o socialismo se instala.

    Liked by 3 people

  4. José Domingos permalink
    22 Abril, 2018 13:02

    Acho tudo isto muito estranho. A sic esteve quatro anos a pensar na questão? E agora a Ana Gomes, cá para mim, acho que aqui tem maestro, nada disto acontece por acaso. Agora falta a história, muito mal contada, das dividas á caixa, listadas aqui no Blasfémias, e ao que parece, assobia-se para o lado, o montepio, a santa casa, o assalto ao bcp, o comendador ( terá imigrado) e restantes artistas de circo. E os aventais?
    No albergue espanhol, é confrangedor a iliteracia, daqueles representantes do “povo” que nunca, fizeram nada na vida, não fazem a mínima ideia que é assinar um contracto de trabalho e muito menos o que é o desemprego.
    Somos uma naçãozinha.
    Estamos bem entregues á partidocracia montada no albergue. Tudo por eles, nada contra eles

    Liked by 1 person

    • André Miguel permalink
      22 Abril, 2018 15:49

      Há 44 anos governados por uma máfia de seu nome PS e apadrinhada pelos aventais. Já pensou porque não temos máfias (italiana, russa, etc) em Portugal?

      Liked by 1 person

  5. Manuel permalink
    22 Abril, 2018 13:32

    Excelente!

    Liked by 1 person

  6. 22 Abril, 2018 14:12

    O Sócrates está desesperado. Sente-se só, desprotegido, inclusivé pelo seu partido.
    A divulgação das imagens e os depoimentos não me inquietaram sobre a questão de qualquer “violação”, fugas de informação, desprestígio da Justiça — os tugas que se interessam pelo seu destino (a maioria está-se marimbando) têm o direito de conhecer a personalidade dum animal feroz encurralado, ver, ouvir quem durante cinco anos no cargo de PM corrompeu e deixou-se corromper, influenciou negócios não-estatais e estatais dos quais usufruiu, trafulhou, mentiu, praticou dolo, viveu com dinheiro que não era seu nem por si ganho, e deixou o país numa bancarrota, a terceira provocada por governos “socialistas”.
    Não provocará qualquer incómodo à Justiça, ao Estado e aos cidadãos atentos (mas sim ao P”S”) a exibição pública do carácter dum político que teve nas suas mãos o destino duma nação, que não sabe administrar dinheiro mínimo que seja, incontrolavelmente ambicioso-parolo, sociologicamente desatinado, psicologicamente doente (desde quando ?), que disse ter ido para a política por vaidade e nessa vaidade meteu “todos os que vão para a política” (houve alguma reação de políticos ?).
    Creio que o que já se sabe não é tudo o que aconteceu durante muitos anos. Outros casos houve, mais actuais e ex-políticos não estão impolutos, veja-se o caso do Pinho.
    Está no ADN do P”S” a corrupção. Quantos governantes da geringonça estiveram nos executivos do Sócrates e de nada suspeitaram ?
    Se o Sócrates e não só for condenado, os tugas continuarão a eleger tipos do P”S” para formar governoas ? Não duvido que sim. São burros, têm o que merecem, uma vidinha.

    Liked by 2 people

  7. Manuel Traquina permalink
    22 Abril, 2018 14:19

    Há violação de leis que não interessam nada na medida em que permitem a notícia de um Estado corrupto e denunciam uma roubalheira institucionalizada…

    Liked by 1 person

    • 22 Abril, 2018 14:35

      Isso. Tudo o que for possível, que seja noticiado, divulgado ! Os cidadão têm o direito de conhecer, perceber que raio de políticos, banqueiros e não só, destroem ciclicamente a economia, as finanças, as relações comerciais e sociais, que roubam, mentem, e…têm continuado impunes com aplausos e venerações da populaça-NADA.
      Portugal está armadilhado e definhado por vígaros.

      Liked by 1 person

  8. 22 Abril, 2018 15:10

    Violados foram os portugueses durante anos, pela escumalha socialista corrupta que usou e abusou do estado como se fosse uma prostituta, sendo a conta apresentada aos trouxas do costume, os portugueses . E ainda os ouvimos todos os dias com uma grande arrogância e total impunidade, como se fossem os donos disto tudo.Grandes f.d.p..

    Liked by 1 person

  9. SRG permalink
    22 Abril, 2018 15:33

    A mim não me preocupa nada a divulgação das imagens dos interrogatórios deste canalha.
    A mim preocupa-me mais o modo como o crápula reagiu a determinadas perguntas, como um autêntico alucinado, e lembrar-me que fomos (des)governados por este político vaidoso, causa-me náuseas. Este pobre povo tem que saber aquilo que escolhe para liderar o país, já que em última análise, ignorando em quem vota, sujeita-se a ver o seu futuro hipotecado, como tem acontecido há já vários anos. Não é por acaso que somos o país com a 3ª maior dívida do mundo, o que por si só diz tudo.

    Liked by 1 person

  10. 22 Abril, 2018 15:57

    Ana Gomes diz que o PS não pode continuar a ser “instrumento de corruptos e criminosos”. Diz isto, suponho, por causa das informações que vamos sabendo sobre este processo. Mas Ana Gomes poderia ter dito a mesmíssma coisa há muitos, muitos anos: bastaria ter lido o que o antigo camarada Rui Mateus revelou no seu livro.

    Ana Gomes, consciente ou inconscientemente, faz parte da equipa de limpeza. A narrativa que está a ser construída, com o contributo da SIC de Balsemão, é esta: o PS foi vítima inocente de um grupo de crápulas que o usou para as suas manobras. Permitir que esta narrativa tome foros de verdade oficial será impedir que se sabia que a corrupção e a promiscuidade política/negócios sempre fizeram parte da história do partido – até diria que fazem parte do seu ADN.

    Gostar

    • 22 Abril, 2018 16:06

      Junte à AGomes o JCravinho (tal como outros “socialistas” nem um pio em relação ao seu camarada Sócrates), até há pouco tempo acusador de tanta corrupção mas parece que com telhados de vidro, por exemplo no caso da JAEstradas…

      Se o Sócrates for condenado o P”S” expulsa-o imediatamente de militante ? E como, por quem será reescrita a História do partido ?

      Gostar

    • Chopin permalink
      22 Abril, 2018 19:37

      O caro tirou-me as palavras da boca! O PS nunca foi outra coisa diferente. Em 44 anos de regime corrupto, graças ao domínio da imprensa, não aparece o menino da fábula a gritar que o rei vai nu.
      Não é um partido, é um sindicato do crime. O projecto de poder de um indivíduo que não encontrou espaço no táxi do Barreirinhas.
      Não é estranho andarem a entrevistar a governanta e a criada do dr Salazar e deixarem o dr Rui Mateus morrer de velho sem deixar mais registo? Anti-jornalismo. A imprensa portuguesa é uma fraude.

      Sobre o segredo de justiça, consagrado pelo exmº presidente da AR, ele existe para proteger a investigação e não bandidos.

      Gostar

  11. 22 Abril, 2018 16:00

    Ao ler este óptimo post da Cristina,
    surgiu-me várias vezes isto: o modo como já começou a ser RETIRADA Joana Marques Vidal.
    Prevejo que num dia ou numa noite os processos registados em papel e informatizados da Operação Marquês, do Lex e outros, desaparecem ou ficam parcial e cirurgicamente destruidos.

    Gostar

  12. 22 Abril, 2018 16:12

    Sintomático da actual sociedade tuga: a maioria da comunicação social tem mais cuidado, pudor, recato, censura(!) em relação a casos que envolvem o futebol e “homens do futebol”, se compararmos com a relevância que dá às investigações judiciais sobre políticos, banqueiros, CEO’s, etc. — por que será ?

    Gostar

  13. basto_eu permalink
    22 Abril, 2018 16:14

    O PS tornou-se o instrumento de corruptos e criminosos.
    Como é que se pode mudar uma coisa que está no ADN do PS? Não pode.
    Porque faz parte do ADN do PS o PS ser um instrumento de corruptos e criminosos.
    Logo, a culpa não é só do Sócrates para lá deste ser um pulha e ter uma panca do tamanho da Torre dos Clérigos.
    A culpa é do PS.
    Esperem mais algum tempo e verão mais amigalhaços do Sócrates envolvidos em esquemas semelhantes.
    Isto é como as cerejas…

    Gostar

    • LTR permalink
      22 Abril, 2018 16:25

      No debate para as primárias o José Seguro disse alto e em bom som quem Costa representava no entender dele. Ouviu quem quis. Curioso, que na altura o Costa não teve as mesmas dificuldades de expressar sentimentos que há pouco relatou à revista Cristina e respondeu violentamente.

      Gostar

  14. LTR permalink
    22 Abril, 2018 16:22

    Quando vejo certos comentadores mais do que manhosos na TV a defender a teoria da descredibilização total do processo judicial e da justiça como resultado da divulgação das imagens, apetece-me perguntar assim:

    1º Nesse quadro, a quem serve a divulgação das imagens?
    2º Por que é que no processo Casa Pia, em vez de aparecerem coisas, desapareceram e não houve estes níveis de preocupação?

    Liked by 1 person

  15. colono permalink
    22 Abril, 2018 16:35

    Segundo os entendidos, o julgamento só transitirá em julgado daqui a (melhores das hipóteses) 15 anos…. Obrigado SIC … não preciso saber mais…
    Foi um Figo…

    Gostar

  16. carlos alberto ilharco permalink
    22 Abril, 2018 17:09

    Excelente crónica muito bem documentada.
    Só discordo quando escreve “levará este banqueiro e Sócrates e mais 26 arguidos, à barra do Tribunal.
    Talvez os leve, duvido que sejam condenados e se condenados tenho a certeza que nos próximos 50 anos nenhum vê o Mundo do lado de lá.

    Gostar

  17. weltenbummler permalink
    22 Abril, 2018 17:51

    Sebastian Brandt; Narrenschiff (Stultifera navis, La Nef des fous)

    Gostar

  18. Lucklucky permalink
    22 Abril, 2018 18:08

    E pronto temos a população fixada em casos particulares enquanto a Dívida continua a subir aos mil milhões e a CGD continua o que sempre foi.

    Vão tirar alguma ilação sobre isto? claro que não.

    Gostar

  19. rão arques permalink
    22 Abril, 2018 18:29

    Passos do andar de Massamá meteu-se com os DDT das quintas das marinhas e fizeram-lhe a folha.
    Se tem acedido a injetar dinheiro nosso nas salsicharias Salgados talvez a quadrilha de moinantes que se fartaram de mamar ainda se movimentasse à solta no labirinto dos cantos sombrios.
    Pagou cara fatura, desde a vingança dos nobres até à ingratidão dos pobres.

    Liked by 2 people

  20. Prova Indirecta permalink
    22 Abril, 2018 18:38

    Gostar

  21. Procópio permalink
    22 Abril, 2018 18:47

    Gostei daquela parte em que a Ordem dos Advogados manifestou seu repudio pelo sucedido alegando que a reportagem instiga a tumulto social. Está na hora.
    A questão está em saber se alguém com milhões, a viver à larga no sítio, pode algum dia ser condenado. Se tudo continuar como está, veremos que não pode. Por isso a geringonça vai virar caranguejola junto ao rio das nossas mágoas.
    Não vou listar as diversas formas de obstaculizar este e outros processos que lhe estão ligados. São do conhecimento público as diversas iniciativas ridículas levadas a cabo pelos advogados, um deles já se pirou envergonhado, para conseguir o objetivo à vista.
    Se o rangel não fosse apanhado, mais uma das suas damas, o processo transitaria para o tribunal da relação onde muito provavelmente seria arquivado.
    Quanto ao futuro, não sei se já ouviram falar num ivo rosa.
    A táctica dos corruptos é conhecida. Quem não tem vergonha em toda a pociga se conspurca. Os seus amigos, muitos no governo e na televisão, diariamente se associam ao solidó sem pejo.
    A sucessão de trafulhas e embusteiros vai ser longa. A táctica é sempre a mesma.
    Seleciona-se e filtra-se a informação, bloqueam-se as partes incómodas. Faz-se teatro com a emoção para tapar o discernimento atrofiado dos tugas. Coitadinho!
    Deturpam-se os acontecimentos, inventando diferentes significados de acordo com o momento como é hábito em mentes distorcidas. Perseguição!
    Desviam-se os assuntos com recurso a inocência, simula-se incredulidade, brada-se escândalo, entra-se em no alvoroço do mundo dos ofendidos. Aqui dél Rei!

    Não quero dizer que o desespero não leve a táctica a mudar.

    Gostar

  22. maria permalink
    22 Abril, 2018 19:02

    Brilhante texto, Cristina. Como sempre. Bem haja.
    Maria

    Liked by 1 person

  23. Procópio permalink
    22 Abril, 2018 19:18

    “….simula-se incredulidade, brada-se escândalo, entra-se em alvoroço do mundo dos ofendidos”. Aí está.

    Segundo a Sic Notícias, os advogados de Manuel Pinho estão indignados por saberem das suspeitas do Ministério Público pela comunicação social. A Sic Notícias.
    Um pobretana, quando muito terá recebido uns magros 500000.
    Ainda tem que passar por isto!
    Indignem-se!

    Liked by 1 person

  24. Vitor permalink
    22 Abril, 2018 19:38

    Do meu ponto de vista estes vídeos apenas são relevantes devido ao prolongamento no processo judicial.
    No Brasil, supostamente um país atrasado relativamente a Portugal, já conseguiram colocar vários corruptos na prisão.
    Para quando uma discussão séria, que permita reformular a nossa legislação de forma a permitir que os criminosos que cometem criminalidade económica nos níveis mais elevados da sociedade Portuguesa sejam investigados, julgados, condenados e sirvam as suas penas num prazo razoável?
    Atualmente está provado que Portugal tem um problema com “suspeitas” de corrupção no níveis mais elevados do sistema económico (várias empresas do PSI 20 implicadas), do Estado (primeiro-ministros, vários ministros implicados), militares (corrupção na força aérea) e mesmo do sistema judicial (ex-procurador a ser julgado). Já passámos a fase em que os responsáveis por investigar este tipo de situações negavam de forma contundente sequer a possibilidade de existir grande corrupção em Portugal. Quando é que passaremos à próxima fase da evolução, que na minha opinião passa por se prevenir ativamente a corrupção (com um grande aumento do nível de escrutínio dos líderes dos diversos setores (economia, estado, militares, justiça) e com consequências efetiva e num curto /médio prazo para quem efetivamente comete corrupção?
    Não faria sentido a revisão da legislação no sentido de prevenir os vários recursos que acabam por atrasar indefinidamente estes processos? A revisão da formas de se poder criar prova neste tipo de casos que normalmente são muito difíceis de provar (nomeadamente a questão da delação premiada?)? A criação e alargamento de equipas especializadas de investigação e e processamento judicial deste tipo de criminalidade?

    Liked by 1 person

  25. Chopin permalink
    22 Abril, 2018 20:03

    “Quando é que passaremos à próxima fase da evolução, que na minha opinião passa por se prevenir ativamente a corrupção (com um grande aumento do nível de escrutínio dos líderes dos diversos setores (economia, estado, militares, justiça…”

    Parece ser o que a dra Joana M. Vidal está a procurar fazer, ilustrado pelo caso Centeno e que terá a virtude de fazer sentir a toda a classe corrup… política, que está sob escrutínio das autoridades judiciais.
    Li que há acordo entre o dr Rui Rio e o dr António Costa para a sua remoção pacífica da função.
    A ser verdade, teremos mais 44 anos de paz social.

    Gostar

    • Vitor permalink
      22 Abril, 2018 22:45

      é interessante que com tanta promoção do feminismo a Dra, Joana Vidal não apareça em todas as publicações como a MULHER que mudou a justiça em Portugal. Porque será? Mão tem quase nenhum destaque mediático. E para mim é relevante o facto de ter sido uma mulher que quebrou com décadas de más práticas e/ou inação/incapacidade dos procuradores anteriores.

      Liked by 1 person

  26. Prova Indirecta permalink
    22 Abril, 2018 21:57

    https://goo.gl/images/SDko25

    Gostar

  27. Prova Indirecta permalink
    22 Abril, 2018 22:00

    Gostar

  28. Artista português permalink
    22 Abril, 2018 22:06

    Obrigado Cristina. Bem haja por este artigo. Nada teria a acrescentar para além de uma réstia de esperança que me dá isto: O Lula também não tem a casa em nome dele e já está atrás das grades.

    Liked by 1 person

  29. ANTONIO MANUEL PAIXAO AFONSO permalink
    22 Abril, 2018 23:32

    Também gostaria de parabenizar as pessoas e a TV indicadas pela jornalista.

    Gostar

  30. Procópio permalink
    23 Abril, 2018 00:01

    Obrigado, prova indirecta.

    Gostar

  31. Arlindo da Costa permalink
    23 Abril, 2018 03:42

    «Que a justiça siga o seu caminho tranquilamente sem obstruções» 🙂 . Qual justiça? a do Soviete de Justiça que está em vigor em Portugal? Não me faça rir! 🙂

    Gostar

  32. Procópio permalink
    23 Abril, 2018 10:45

    O que tem a lígia que a câncio não tem se ela escrevinha tão bem?

    Gostar

    • 23 Abril, 2018 13:19

      Outro mistério que só “ambos os dois” sabem, porquê a tal amiga que está na Suíça sustentada pelo “pobre provinciano” ou “provinciano pobre”…

      Gostar

  33. carlos alberto ilharco permalink
    23 Abril, 2018 16:04

    A Câncio, quem mais, arrasa hoje por completo tudo e todos, no que respeita aos vídeos
    Vá lá que não chegaram ao público as fotos sexuais que o parzinho abandonava à curiosidade das empregadas..

    Gostar

  34. Procópio permalink
    23 Abril, 2018 18:02

    As fotos hão-se aparecer quando as empregadas venderem as cópias, nada de original.
    Divertido para o noso povo era ver o 44 com as duas velinhas acesas, a lígia e a sandra, uma emigrante a “trabalhar” na Suiça, sempre muito ocupada.

    https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcT6_l3SIyjOgfOULvCdBgmnplJDf5vJnnIumdyJ8lXnkYa6gtkUMg

    Entre 2006 e 2014, Sandra Santos recebeu 102.300 euros através de transferências bancárias, sem incluir viagens e estadias no Algarve e em Paris, umas férias são sempre merecidas quando se torna necessário descansar de tanta labuta. Riem-se?
    Assim foram saindo euros da sua algibeira e nem sequer provou.

    Gostar

    • Artista português permalink
      23 Abril, 2018 18:47

      Se recebeu é porque é amiga do Carlos Santos Silva. Qual o problema? Seria interessante averiguar se a Sandrinha declarou o dinheiro ao fisco lá na Suiça. Eles não brincam em serviço…

      Gostar

  35. 23 Abril, 2018 18:10

    Entretanto,
    NOTÍCIA MUITO IMPORTANTE PARA TODOS OS PORTUGUESES E PARA TODAS AS PORTUGUESAS ou se preferirem PARA TODAS AS PORTUGUESAS E PORTUGUESES:
    HOJE NASCEU O NOSSO PRINCIPE, FILHO DO WILLIAM E DA KATE !
    Amanhã o PIB tuga vai aumentar e a alegria volta aos rostos.

    Gostar

  36. Procópio permalink
    23 Abril, 2018 18:34

    É pá, não estou a gostar da cara do gajo

    Oiçam o que eu digo, sem o grande, grande lider da Prova Indirecta de 22 Abril, 2018 22:00 e mais nenhum, ainda nos podemos tramar.
    http://blogs.xl.pt/massamonetaria/os-desequilibrios-excessivos-que-podem-tramar-portugal/

    Ainda há quem se atreva a contradizer o sem tino, o melhor MF do mundo excepto o da venezuela.
    “Portugal teve, em 2017, o segundo maior défice orçamental da União Europeia (UE), de 3% do PIB, devido ao impacto da capitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD), confirma o Eurostat”.

    Estou mesmo a ver que nos andam a perseguir. Vamos para a rua que está sol e podemos fazer um grande estardalhaço.

    Gostar

  37. Porreiro Pá permalink
    24 Abril, 2018 09:57

    Deixei de me preocupar com os julgamentos na praça pública. A minha indignição é outra. A não debatida miséria com que milhões de portugueses sofrem na pele. A vida burguesa como certas individualidades brindam com a fraqueza dos que mais contribuem para o desenvolvimento do País. E por que só agora o MP tenta desmembrar a corrupção. Será que no decorrente final do ano tudo isto, deixará de ser noticia e a população adormece?
    Bem ou mal é graças à investigação jornalistica que ainda vamos tomando conhecimento do que de mal se vai passando neste pequeno país, mas grandemente evoluido na corrupção.

    Gostar

  38. cachecol permalink
    24 Abril, 2018 20:35

    Os Portugueses têm memória curta . Depressa se esqueceram de Cavaco ter dito que o BES era o Banco mais sólido.
    O BES era uma complexa história financeira que a generalidade dos portugueses não entendeu nem nunca irá entender . Certo que a dupla Cavaco/Sócrates permitiu o perigoso endividamento do país . Mas a tragédia surge quando Passos Coelho destrói a economia real – um universo de falências e insolvências . Corolário : O Sistema Financeiro ruiu . O BES não foi excepção . E o Povo paga a fatura de Passos Coelho… E só para a banca já lá vão perto de 25 mil milhões de euros !…
    Como é possivel pessoas presumidamente cultas fazerem tais elogios a Passos Coelho ?.
    O povo fala geralmente de uma presumida verdade real . Mas no Tribunal releva apenas a verdade formal que resulta das provas apresentadas . Por exemplo , numa lota de peixe em ambiente escuro , foi cometido um homicídio com arma de fogo . Foi provado que o presumido arguido tinha na mão uma esferográfica e não uma pistola pelo que foi absolvido (e parece que tinha uma pistola) . Note-se que no Direito Penal vigora o principio do “ in dubio pro reo” . Assim , em caso de duvida absolve-se o reu que ora se denomina “arguido” . E o ónus da prova compete ao Estado .
    Segundo Marques Mendes o processo Socrates ainda vai rolar nos proximos 20 anos . Isto não é JUSTIÇA mas sim um perfeita loucura e os portugueses vão pagar muito caro .
    Tudo se passou num universo de centenas de pessoas e só se fala em Socrates e Salgado . Só estes e os outros ?
    Tenham juizo .E acabem com o masoquismo de se queixarem de impostos elevados desta forma desbaratados .

    Gostar

Trackbacks

  1. O Interrogatório a Sócrates no Ministério Público – PortugalGate

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: