Skip to content

La Tomatina

7 Maio, 2018

tomat

 

O âmbito de aplicação da “lei do ketchup” está cada vez mais alargado, tendo chegado esta semana à Assembleia da República. Recordemos a experiência: com um prato de batatas fritas à frente, pegamos no frasco do molho, viramo-lo ao contrário e começamos a dar-lhe palmadas no fundo; ao fim de meia dúzia de tapinhas (obrigado, Brasil!) nem uma gota caiu no prato, à sétima ou oitava temos as batatas afogadas em ketchup e o petisco irremediavelmente comprometido.

Tudo começou com o PSD. Depois de meses de sonolência e despertado pela imprensa, exigiu ouvir as explicações do ex-ministro Manuel Pinho no Parlamento sobre as relações com o BES e a EDP entre 2005 e 2009. Logo de seguida, com a mão bem aberta, o Bloco de Esquerda pede a constituição de uma Comissão Parlamentar de Inquérito sobre as rendas no sector energético, alargando a investigação ao intervalo de tempo 2004-2018 e a todos os governos desde Durão Barroso. Entusiasmado com o processo, eis que surge o PCP, propondo que a comissão não se fique pelo ramo da energia e que o inquérito abranja também as privatizações, as concessões, as parcerias público-privadas, as falhas das entidades reguladoras, as relações do Estado com as empresas de transportes, comunicações, banca e seguros, os benefícios concedidos a grandes grupos económicos e os eventuais actos de corrupção de responsáveis administrativos ou titulares de cargos políticos com influência ou poder na definição desses benefícios. O período que será sujeito a análise não é claramente delimitado, mas supõe-se que comece a 19 de Setembro de 1975, dia em que Vasco Gonçalves deixou de ser primeiro-ministro. Entretanto, notícias não confirmadas informam que Oliver Stone já requereu aos serviços da Assembleia que o assassinato de John F. Kennedy seja incluído nos trabalhos de averiguação, e o meu vizinho Berto, filho de pai incógnito, gostaria que os deputados aproveitassem para se debruçar sobre esse angustiante mistério.

O ketchup está já por todo o lado, sujando tudo à sua passagem, da gravata de António Costa às saias da Maria Cachucha. No meio da confusão, quem sabe, até pode haver uma ou outra batata frita que escape, como aqueles curiosos que vão à Tomatina em Espanha mas ficam a assistir a tudo atrás de uma janela, protegidos da grande pândega.

Manuel Pinho, conforme podemos ver na nossa factura de electricidade, é um dos maiores peritos mundiais em energia renovável. Não será de admirar que, com a ajuda do BE e do PCP, tenha competências para conseguir renovar também a sua.

 

Anúncios
9 comentários leave one →
  1. weltenbummler permalink
    7 Maio, 2018 10:48

    parece estória de
    panaleiros com caganeira
    putas menstruadas

    entretanto um chefre de estrado preocupa-se com um futuro orçaminto

    Liked by 1 person

    • LTR permalink
      7 Maio, 2018 10:53

      O chefe de estado faz mais parte do problema do que da solução. Deve julgar que o chefe da seita não o vê como um Seguro.

      Liked by 1 person

  2. LTR permalink
    7 Maio, 2018 10:52

    Realmente, como dizia ontem um tal de Marques Mendes, há uma possibilidade, ainda que remota, de o habilidoso ter uma maioria absoluta no meio desta merdatina. Só não compreendi bem qual será a proveniência dos votos. Deve ser dos radicais de esquerda que deixarão de o ser, ou dos que votaram na direita e estão contentes com este espectáculo de circo em que a união das freguesias vermelhas bloqueia a comissão de Vara (perdão, a comissão da CGD) para no dia seguinte fazer uma declaração em tom sério e até austero contra a corrupção e pela necessidade de a combater, e logo no melhor sítio para o fazer: uma comissão. A tática de Rio os deixar aos três a chafurdar na merda é capaz de não ser tão má quanto isso, na medida em que o sistema desenhado por um habilidoso deste calibre tende a ser quase perfeito nos efeitos boomerang. E ainda por cima, este é do mais experimentado que se arranja.

    Gostar

  3. Manuel permalink
    7 Maio, 2018 11:18

    Todos os partidos vão fazer controlo de danos, mas nunca pensei ver as esganiçadas e o jurássico Jerónimo a criar obstáculos ao rápido esclarecimento de uma coisa simples: enquanto ministro, Pinho recebeu avença? Porquê? Já agora, onde está a lista dos políticos e jornalistas avençados do BES/GES?

    Liked by 1 person

    • LTR permalink
      7 Maio, 2018 11:36

      Já agora, certos jornais estão a favorecer a corrupção com o bloqueio dos Panamá Papers explosivos que há mais de um ano iam sair “para a semana”.

      Já agora, quem foi a fonte bem informada que informou a TVI sobre o Banif.

      Liked by 1 person

      • Artista português permalink
        7 Maio, 2018 12:50

        Já agora – se não for pedir muito – uma auditoriazinha à Fundação Mário Soares era capaz de dar jeito. Mas desde a fundação….

        Gostar

  4. 7 Maio, 2018 13:01

    SBCosta,
    óptimo post !

    Gostar

  5. Manuel Traquina permalink
    7 Maio, 2018 13:52

    Delirante… Apenas substituía ketchup por trampa …

    Gostar

  6. Arlindo da Costa permalink
    7 Maio, 2018 20:59

    Meter o BE e o PCP ao barulho é duma enorme cretinice!

    Meta o Marcello que ele era lá muito de casa e o Barroso que foi «dar aulas» com «bolsa» fina….

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: