Saltar para o conteúdo

Tem porta em casa? Então é “xenófobo”!

14 Setembro, 2018

Tem uma porta de entrada na sua casa? Tranca-a todos os dias com chave quer esteja ou não? Protege sua família de invasões de pessoas, sejam elas de que nacionalidade for, não permitindo que usem sua casa, sem seu consentimento, para dormir, comer e usar WiFi de borla?

Então saiba que de acordo com os jornalistas actuais ao serviço da agenda política globalista você é “xenófobo e racista”. Se ainda por cima é daqueles que tem vídeo porteiro e propriedade com muros além de “xenófobo e racista”, é um “neonazi e de “extrema direita”.

Por isso, segundo a ideologia de “nação sem fronteiras”, qualquer pessoa que não viva de porta escancarada para receber tudo e mais alguma coisa em sua propriedade, sem qualquer restrição de acesso, é um “xenófobo” independentemente da sua cor política. Ouviu bem?

Se não se revê nesta definição por ter uma porta de entrada na sua casa, fechada,  é porque percebeu a estupidez e o ridículo em que cai sempre que rotula pessoas que apenas defendem a segurança do seu país, de “xenófobos ou racistas”.

Porque seu país também é sua casa o’ idiota! Pense nisso.

Anúncios
44 comentários leave one →
  1. 14 Setembro, 2018 11:34

    A porta de passagem pode e deve estar aberta- chama-se a isso “livre circulação” que se traduz em mercadorias para comércio e turismo para pessoas.

    O problema é quando deixam de circular e se instalam sem terem sido convidados.

    Liked by 3 people

    • Isabel permalink
      15 Setembro, 2018 11:20

      Esqueceu-se da livre circulação de capitais por todo o mundo. É absurdo pensar que a redistribuição da riqueza, dos mais ricos para os mais pobres, é possível quando é sempre legal fechar uma empresa, vender os seus activos e ir investir onde os custos, impostos incluIdos, são mais baixos.
      É por isso que a classe média está a desaparecer ( é ela que paga a redistribuição ) e um número cada vez menor de super-ricos detém uma parcela cada vez maior da riqueza produzida.
      É muito mais fácil deslocar capital do que mão de obra.

      Gostar

      • 15 Setembro, 2018 16:29

        Mas isso é a globalização e já existiu com colonialismo político. Agora existe com colonialismo empresarial.

        Tem vantagens para uns e desvantagens para outros mas penso irrealista travá-la por via de nacionalismos de porta-fechada.

        Agora proteccionismo todos os fazem.

        Gostar

  2. 14 Setembro, 2018 11:37

    A “porta de passagem” já na Idade Média existia e cobravam imposto pelo uso. Agora a porta de passagem para quem transita é que é diabolizada e a boa é do tráfico e despejo de gente.

    Já se vê casalinhos louros, novos e com ar de turistas, deitados por todo o lado, incluindo Chiado e a pedirem à porta de supermercados.

    É a boa da porta das oportunidades anti-xenófobas.

    Liked by 1 person

  3. 14 Setembro, 2018 11:39

    Não faço a menor ideia se neste caso, pelo facto destes novos drogados serem estrangeiros louros se também se aplica o racismo.

    Gostar

    • Mario Figueiredo permalink
      14 Setembro, 2018 12:24

      Hehe! O branco não pode nunca exigir o seu direito a não ser discriminado. era só o que faltava! Que fique bem claro, são privilegiados os brancos que andam a pedir na rua das sociedades europeias e sempre em maior número que africanos ou muçulmanos.

      Já os jovens louros a história é outra. Estes são as vitimas do actual pensamento politico da desresponsabilização. Se tenho 25 anos e estou desempregado é culpa da sociedade:

      Não é porque tirei um curso da trampa sem expressão no mercado de trabalho porque os outros obrigavam-me a estudar.
      Não é porque os meus pais desculpavam o meu comportamento em festas de fim de curso de partir mobília em hotéis em Ibiza, porque o hotel nos servia mal.
      Não é porque em nome dos direitos dos animais e dos refugiados, defendia a votação em partidos que entretanto destruíam a economia real, reduziam a cinza o sector primário e globalizavam a produção sem criar atractivos para que as empresas ficassem no país.
      Não é porque os meus paizinhos gritam hoje pelos direitos dos trabalhadores de escritório com as mesmas palavras de ordem dos direitos dos trabalhadores da metalurgia de há 100 anos atrás, reduzindo a pó qualquer sonho de liberalizar o mercado de trabalho e torná-lo um mercado livre e aberto.
      E certamente não é porque eu defendo que o trabalho é escravatura, que os patrões são uns animais, que as empresas deviam ser mais taxadas do que já são, que a riqueza é um pecado.

      Nada disso. Se tenho 25 anos e estou desempregado, a culpa é da sociedade. E por isso mesmo, vou viajar pela Europa à boleia, de comboio, ou numa furgoneta com amigos. E vivo de pedir na rua e nas traseiras dos restaurantes. Com o meu cabelo loiro.

      Liked by 1 person

  4. Mario Figueiredo permalink
    14 Setembro, 2018 11:47

    Excluem-se do texto da Cristina toda e qualquer pessoa que defenda a politica relaxada de imigração de refugiados. Ou seja, pessoas que mantêm as suas portas fechadas, que não acolhem refugiados e que não gostam de os ter a viver no seu bairro, não são xenófobas desde que defendam a entrada destes refugiados e o seu direito a viver lá longe nos bairros de outra pessoa qualquer.

    Entre entre grupo de não-xenófobos, humanistas e defensores dos valores europeus, encontram-se além de muitos cidadãos comuns que vão a manifs de apoio aos refugiados e fazem vigílias pelos mortos, os políticos que assinam as medidas de imigração e os que as defendem e, é claro, os grande porta-vozes dos valores da Europa; os media e os famosos como J.K. Rawlings ou Bono que das suas mansões compradas em zonas remotas para viverem no seu sossego protestam a favor do direito de refugiados viverem em Dublin, Manchester, Lisboa, ou Paris.

    Liked by 1 person

  5. 14 Setembro, 2018 12:47

    O Direito à Segurança para Tótós .

    Gostar

  6. 14 Setembro, 2018 12:47

    O Direito à Segurança para Tótós .

    Gostar

  7. Artista Português permalink
    14 Setembro, 2018 13:30

    Cristina, muito bem! Mas olhe que não é só a porta e o muro. É sobretudo quem a/o instala. Por exemplo: nos EUA, o presidente Clinton resolveu construir um muro na fronteira com o México. Ouviu alguém protestar? Bem sabe que foram só 1000 km. Quando o Trump falou em muro, caiu o Carmo e a Trindade! Os muros em Berlim ou barreiras em países de Leste, de triste memória, eram saudáveis porque estavam ali apenas para impedir as pessoas de se rasparem. Caramba! Não havia necessidade pois estavam no paraíso. Esses que os construíram são agora contra os novos. Os primeiros impediam a saída; os segundos impedem a entrada. Viva a hipocrisia!

    Liked by 4 people

  8. mg42 permalink
    14 Setembro, 2018 13:36

    So para dizer à Dona Cristina e à malta conservadora da direita que anda com a cabeça na lua e pensa que isto a “escardalhada” que na ultima votação da parlamento EU, houve uma aprovação do artigo 7 para a punição da Hungria, malta da direita liberal, conservadora e cristã votaram favoravelmente, curiosamente o PCP votou contra. Há e também houve uma aprovação de um artigo 13, que vos passou ao lado relacionado com a “proteção digital de direitos de autores”, que basicamente é atribuição de poder para além já das “leis do ódio”, para eliminarem e bloquearem tudo o que eles entendam conter algum “suposto” uso de conteudo não “autorizado”. Prepare-se Dona Cristina para mais uma razia de bloqueios incluindo esta página. Alex Voss foi o deputado liberal-conservador cristão da CDU que liderou e levou o projecto de lei pra frente. Agradeçam aos vossos camaradas liberais-conservadores e continuem com a cabeça na lua a acreditar que isto é coisa da “escardalhada”.

    breitbart.com/london/2018/09/13/eu-introduces-new-law-forcing-tech-firms-censor-unwanted-speech-24-hours/
    theverge.com/2018/9/12/17849868/eu-internet-copyright-reform-article-11-13-approved

    Gostar

    • Mario Figueiredo permalink
      14 Setembro, 2018 14:10

      Áh! Mas não hajam dúvidas que o mg42 tem razão.

      Mas o que o mg42 não vai conseguir argumentar contra é que o politicamente correcto tomou conta da classe politica dominante europeia de uma ponta à outra dos (chamados) partidos moderados de esquerda e de direita. E que esse politicamente correcto é dominado por discursos e narrativas vindas dos cantos mais obscuros da esquerda radical.

      Talvez o mg42 não perceba que a nossa insurgência contra esta narrativa vem precisamente do sentimento que esses partidos não mais representam o seu eleitorado. Distanciaram-se dele e, precisamente por isso, estão a facilitar a construção de uma nova direita europeia, mais radical no pensamento e potencialmente mais perigosa.

      Naturalmente o politicamente correcto apelida-os de extrema direita e coloca grupos claramente perigosos como o Pegida no mesmo saco de partidos conservadores de direita como a AfD, ou o governo da Hungria. Isto serve o propósito de desacreditar estes partidos. Mas não está a resultar e à medida que a UE continua o seu espectáculo circense como as medidas que enunciou, a tal da “extrema-direita” lá continua a crescer cada vez mais e a retirar eleitorado dos partidos que votam estas palermices.

      Como é que o mg42 acha que isto vai acabar?
      Falando por mim apenas, e não pela Cristina, não me vejo representado por nenhum partido com assentos suficientes para trazer uma mudança. Há medida que vejo os partidos com os quais poderia ter alguma afinidade a afastarem-se cada vez mais dos princípios ideológicos que os guiaram no passado, lá vou sentindo o bichinho de me fazer representar por alguém diferente, mesmo que o preço que tenha de pagar seja um discurso mais radical com o qual não me revejo inteiramente.

      Liked by 4 people

    • Mario Figueiredo permalink
      14 Setembro, 2018 14:13

      Você sabe porque é que o Rentes de Carvalho votou PVV mesmo sem concordar com muita coisa que o partido defende?

      https://observador.pt/especiais/rentes-de-carvalho-vota-geert-wilders-e-explica-porque/

      Liked by 1 person

    • Cristina Miranda permalink
      14 Setembro, 2018 14:23

      A minha cabeça NUNCA esteve na lua. Sei disso e partilhei na minha página. Sei muito bem o que se anda a passar. Sobre eventuais bloqueios, só digo isto: há muitas maneiras de matar moscas

      Gostar

      • 14 Setembro, 2018 15:07

        «A minha cabeça NUNCA esteve na lua.»

        Os astronautas colonizadores da Lua em Portugal partem todos das agências espaciais do Rato, da Soeiro Pereira Gomes, capitaneados pela Grande Agência Espacial do Calhau Canhoto.

        Gostar

    • mg42 permalink
      14 Setembro, 2018 16:56

      Não me parece que a Pegida que surgiu como protesto no caso de abusos sexuais em Colonia, sejam perigosos como o Figueiredo afirma, eles estão alinhados com a Afd.
      O politicamente correcto que em si mesmo é uma expressão “politicamente correta” para definir aquilo que é censura e totalitarismo do pensamento, apesar de fazer parte de uma narrativa politica posmoderna de esquerda, não foi impulsionada nem propagandeada e imposta massivamente desde o Ocidente até à costa da Australia pela gente pé rapada da esquerda que vive em cantos obscuros das Academias universitarias . Isso tem o carimbo do grande Capital, desde as grandes Universidades americanas de que são donos, até todo o complexo dos Média, Corporações económicas, os grandes propangandistas Cinematográficos, os “visionarios” de Sillicon Valley e os grandes Multibilionários, aquilo que Steve Bannon chama o “Partido De Davos”, e olhem como ele é tratado e descrito por essa mesma gente. E isso é algo que os conservadores têm dificuldade de aceitar, porque continuam a acreditar que o Capitalismo está do lado deles, continuam doutrinados no falso paradigma do muro de Berlim. O Capitalismo não está do vosso lado nem nunca esteve, apesar de em alguns períodos da história terem vos procurado refúgio com medo de perderem a cabeça, pelas experiencias politicas que eles próprios financiaram e ajudaram a criar . O Capitalismo sempre foi revolucionario, e foram eles mais do que ninguem que destruiram os valores e as tradições ocidentais.
      Ainda no anterior artigo da Cristina chamei-a a atencão por exemplo que o Observador não é aquilo que pensam, mostrando como eles ao mesmo tempo que denunciam o bolivarianismo da venezuela, colocam-se ao lado do foro de São Paulo que domina o Brasil e demonizam o Bolsonaro com os mesmo epítetos usados pela “esquerda”. Uma senhora dona Maria mandou-me ir viver para Cuba (tipica resposta) e recebeu o like da dona Cristina. E diz a Cristina que não anda com a cabeça na lua, quando depois afirma que o Bolsonaro vai ganhar estando aparentemente a leste de como funciona os sistema electrónico de contagem de votação brasileiro sem possibilidade de recontagem e escrutinio e que está sob controlo das mesmas mãos de quem domina o Brasil . Alguns de vocês podem já não andar na lua, mas a vossa doutrinação no falso paradigma do muro de Berlim, não vos deixa ir mais fundo que a espuma dos acontecimentos.

      Gostar

      • Mario Figueiredo permalink
        15 Setembro, 2018 02:37

        O mg42 gosta muito de elevar lógica circular a estatuto de arte. Adora inverter a realidade e colocar as ideias dos outros contra eles mesmos. Mas não consegue. Todo o seu esforço para inverter a realidade não passa no crivo de qualquer pessoa que esteja disposta a pensar um mínimo que seja para lá da sua lógica superficial. O que são a maioria das pessoas que frequentam este blog (e exactamente a razão porque o frequentam).

        De certa forma você faz-me lembrar um outro inventor que de vez em quando passa por aqui e que dá pelo nome de Aónio. Mas concedo que você ao menos mostra maior lucidez e esconde melhor o vasto leque das falácias típicas em todo o pensamento de sofá de uma pessoa que se julga mais inteligente do que realmente é.Você é também melhor informado, o que lhe dá alguns pontos. Diria, que entre um chimpanzé, o Aónio e o mg42, eu teria mais prazer em debater consigo.
        .
        É o que me apetece dizer em relação a todo os disparates que diz acima, naquele que é talvez o mais pobre de todos os posts que li de si. Parece que o mg42 só se sai bem em pequenas doses. Quando você sente que deve falar mais, tal como os peixes, morre pela boca.

        Mas ainda assim deixo-lhe um pedaço de sabedoria: O capitalismo que você descreve de forma quase antropomórfica o seu… está bem, direi texto… não é uma instituição, organismo ou qualquer outra forma consciente. O capitalismo não está do lado de ninguém porque não tem uma mente ou sequer quem o represente. O capitalismo não é uma ideologia, sequer um pensamento. Como sistema económico o capitalismo é transversal todas essas coisas. E o Capitalismo muito menos é revolucionários (ahaha!) Portanto o Soros não representa a vontade do capitalismo. Da mesma forma quando o Soros toma uma medida contra “nós”, só uma mente brilhante pode achar que isso significa que o capitalismo se pronunciou. Pare lá de fumar essa trampa.

        Liked by 2 people

      • mg42 permalink
        15 Setembro, 2018 21:56

        Deixe lá o o velhote do GeorgeSoros.

        Sergey Brin 38 biliões de dollars, co fundador da google a companhia mais poderosa do mundo. Provavelmente sabem mais sobre o seu comportamento do que você próprio.
        https://www.dailymail.co.uk/news/article-6162889/Leaked-Google-conference-video-shows-founder-comparing-Trump-voters-extremists.html

        Se quiser mais e a lista nunca mais acaba….

        Gostar

    • mg42 permalink
      14 Setembro, 2018 20:07

      Perguntou o Mario como isto vai acabar ?
      Bem se os povos começarem eleger para governos os partidos da suposta “extrema direita” no nosso sistema democrático constantemente durante os próximos 20 ou 30 anos, possivelmente eles consigam parar e inverter em parte a situação e desmantelar ou pôr na ordem o Establishment que o criou, isto é se não se corromperem durante todo esse periodo. Mas se apenas conseguirem formar governos apenas num periodo de 4 ou 8 anos, não vão consegui fazer nada. E o Establishment está a contar com isso, que mesmo que eles sejam eleitos, que rápidamente entrem em exaustão popular e passados 4 ou 8 anos eles voltem novamente a tomar controlo e usar ainda mais votos da emigração para consolidá-los no poder. E mesmo que haja mudanças num país eles vão fazer com que o outro ao lado mude, como aconteceu em Italia e em Espanha. A Itália começou dar ordens para não deixar entrar mais ninguem e logo a seguir houve uma mudança de governo em Espanha que começou a dar seguimento ao acolhimento que a Itália negou. Na França eles não só vão jogar sujo como já começaram a fazê-lo nas ultimas eleições. A França não é pra lhes sair das mãos custe o que custar.
      Além do mais “Eles” sabem que os dados foram lançados e que a possibilidade de inversão é quase impossivel, porque é preciso pelo menos 10 vezes mais do tempo a corrigir a situação do que a criá-la. Corrigir 1 ano de imigrações em massa dentro dos padrões do estado de direito democráticos implica no minimo 8/10 anos de politicas activas que terão que roçar o autoritarismo, ignorarem as diretrizes da Onu dos direitos humanos, e conseguirem aguentar a enorme pressão e isolamento internacional, assim como o interno, para poderem levar o plano adiante . Ou seja se quisermos jogar dentro das regras democráticas do estado de direito dentro dos tratados e cartas internacionais dos direitos do homem, os povos ocidentais vão provavelmente perder e serem literalmente lixados. Esse é o tabuleiro que “Eles” dominam e lhes é favorável. As estátuas dos nossos herois nacionais e da nossa cultura Europeia e Ocidental já estão a ser postas em causa e a começarem a ser derrubadas. As nossas Nações estão endividadas até ao pescoço, as economias anémicas e o emprego alto, graças a desmantelação e traição do capitalismo corporativo industrial, que a assim que china comunista lhes piscou o olho foram logo a correr para eles, e o estado social está a colapsar.
      E portanto ou o ocidente vai continuar a Capitular, cada vez mais até à submissão, subserviência, e assistir ao seu exterminio cultural e étnico, ou… vai haver muito “Sangue e Ferro”, “Sangue e Solo”.

      Liked by 1 person

      • Mario Figueiredo permalink
        15 Setembro, 2018 02:39

        Aqui você está melhor. Gostei de ler.

        Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        15 Setembro, 2018 13:17

        “Corrigir 1 ano de imigrações em massa dentro dos padrões do estado de direito democráticos implica no minimo 8/10 anos de politicas activas que terão que roçar o autoritarismo, ignorarem as diretrizes da Onu dos direitos humanos, e conseguirem aguentar a enorme pressão e isolamento internacional, assim como o interno, para poderem levar o plano adiante .”

        Venham essas políticas.

        Deve-se impedir os ilegais de entrar, nem que seja à lei da bala.

        Quanto ao isolamento internacional, Hungria, Polónia, Eslováquia e República Checa estão-se marimbando, e a Itália e a Áustria estão a juntar-se ao bloco. Enquanto o Trump for Presidente dos EUA, quem quiser por um travão à transformação da Europa em shithole countries terá apoio onde interessa.

        Liked by 1 person

      • mg42 permalink
        15 Setembro, 2018 19:11

        Então talvez leia melhor o que escrevi lá em cima, sem estar na defensiva do maniqueísmo ideológico. A não ser que considere os (C)apitalistas uma vaca sagrada sem pecado.

        Gostar

    • mg42 permalink
      16 Setembro, 2018 22:23

      Uma recordação para a Dona Cristina e o Figueiredo

      Antony C. Sutton studied at the universities of London, Göttingen, and California and received his D.Sc. from the University of Southampton. He was an economics professor at California State University, Los Angeles and a research fellow at Stanford University’s Hoover Institution from 1968 to 1973

      Gostar

    • mg42 permalink
      16 Setembro, 2018 22:27

      Um “comprimido” para a Dona Cristina e o Figueiredo

      “Soviet Union was supported from USA, Bolshevism was financed from Wall Street ”

      Antony C. Sutton studied at the universities of London, Göttingen, and California and received his D.Sc. from the University of Southampton. He was an economics professor at California State University, Los Angeles and a research fellow at Stanford University’s Hoover Institution from 1968 to 1973

      youtube.com/watch?v=UAVAeN0caU8

      Gostar

  9. 14 Setembro, 2018 15:57

    Você considerou que todos os Brasileiros que migraçao para Japão, EUA, Irlanda, Canada, Bogota e etc são invasores.
    Pra mim essa comparação entre invadir sua casa com imigrantes buscando uma vida melhor é de um pensamento muito Raso e fraco.

    Gostar

    • André Silva permalink
      14 Setembro, 2018 16:32

      Convém saber pelo menos interpretar um texto antes de o comentar. Isto para não correr o risco de fazer o que aqui acabou de fazer, para triste espectáculo público: figuro de burro e analfabeto funcional.
      Já nem vou tão longe quanto ambicionar que seja culto e inteligente. Não acredito que lá chegue.

      Liked by 1 person

      • 14 Setembro, 2018 23:21

        O que tem de mais legal na sua resposta é a tentativa de falar bonito e errar toda a concordância ahuehaushauhsuah

        Foi uma tentativa de comentário de Facebook gourmet haha

        Gostar

    • Zé Manel Tonto permalink
      14 Setembro, 2018 22:03

      “Pra mim essa comparação entre invadir sua casa com imigrantes buscando uma vida melhor é de um pensamento muito Raso e fraco.”

      Não é, se estes vierem ilegalmente, não se assimilarem, praticarem crime em números muito superiores à sua proporção na população, e viverem à conta dos impostos e Segurança Social dos nacionais do país.

      Liked by 2 people

      • 14 Setembro, 2018 22:06

        Assim como muitos brasileiros o fazem no exterior. A maioria deles estão correndo da fome e de situações precárias a qual vivem.

        Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        15 Setembro, 2018 13:20

        Os brasileiros, ou outros de qualquer nacionalidade, que venham “ilegalmente, não se assimilarem, praticarem crime em números muito superiores à sua proporção na população, e viverem à conta dos impostos e Segurança Social dos nacionais do país” merecem um bilhete de regresso, e não quero saber quais são as condições dos países onde vivem.

        Eu não vivo onde quero, vivo onde consigo entrar legalmente.

        Liked by 3 people

      • Cristina Miranda permalink
        16 Setembro, 2018 10:17

        Zé Manel, subscrevo integralmente

        Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      14 Setembro, 2018 23:16

      O’ amigo blog não sei das quantas, pelo q vejo não entendeu nadinha do texto.

      Gostar

      • 14 Setembro, 2018 23:22

        Estou aberto a explicações. Posso ter me confundido e interpretado mal

        Gostar

      • Mario Figueiredo permalink
        15 Setembro, 2018 02:46

        Para quem faz um blog sobre literatura, você revela alguma dificuldade de interpretação.

        Por isso, não acredito que seja esse o problema. Para mim é teimosia sua, o que já é uma característica apetecível num escritor. Portanto porque é que não se deixa dessas parvoíces, põe a sua teimosia de lado e admite de uma vez por todas que cometeu um erro de análise, em vez de estar a pedir à autora para escrever outra vez o que se lê claramente acima.

        Liked by 1 person

      • 15 Setembro, 2018 09:29

        Explicar a uma pessoa que entendeu este texto como “comparar invadir a casa com migrantes em busca de uma vida de uma vida melhor” …suponho…será uma tarefa inglória…..pois nem percebeu que nem em causa está a migração, mas o “fássimo do pensamento do politicamente correcto” imposto a qualquer um,

        Gostar

    • 15 Setembro, 2018 16:31

      Dá-me ideia que a sua foi uma tentativa de resposta de tasca.

      Gostar

  10. lucklucky permalink
    15 Setembro, 2018 00:17

    E se há vento a culpa é do aquecimento global mesmo que o vento só ameace derrubar o jornalista do Weather Channel. Os transeuntes andam na boa…

    Liked by 3 people

  11. Arlindo da Costa permalink
    15 Setembro, 2018 06:34

    Tenho porta, portão, alarme e caçadeira! E não gosto de ciganos e portugueses de direita!

    Gostar

    • 15 Setembro, 2018 09:32

      Eu tenho uso e porte de arma e não gosto de arlindos vom porta portão, alarme e caçadeira xenófobos racistas e “ante-fássistas”

      Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      16 Setembro, 2018 10:20

      Faz descriminação positiva. Ora, é exactamente isso que toda a nação tem direito de fazer sem esquerdas impor seja o q for. Está a ver q quando deixa a parvoíce de lado até consegue chegar lá? Bravo.

      Gostar

  12. mape permalink
    15 Setembro, 2018 23:44

    excelente!

    Liked by 1 person

  13. Cristina Miranda permalink
    17 Setembro, 2018 12:07

    Mente quê? Já foste.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: