Saltar para o conteúdo

A indignação com a violação depende do perfil do agressor e não da solidariedade com a vítima

12 Outubro, 2018

Assim se explica que destes casos não só não se fale como até se tem medo de falar

Calais. 11/10/2018 Une enquête a été ouverte par la police de Calais après le dépôt d’une plainte, il y a quelques jours, au commissariat. Une bénévole active dans une association d’aide aux migrants accuse un autre volontaire de l’avoir violée dans un camping (…)  l’agresseur présumé, «  qui se dit d’origine marocaine  », selon le procureur, aurait quitté Calais

Alemanha, 7 October 2018 A 27-year-old asylum seeker in Bückeburg in Germany, admits to forcing a 13-year-old girl to have sex with him, news outlet Unser Tirol reports. The young girl and the migrant met at the local refugee relief centre and they met several times. The migrant said he wanted to learn the German language.

Anúncios
15 comentários leave one →
  1. Procópio permalink
    12 Outubro, 2018 15:45

    “Swedish authorities are covering up widespread sexual assaults by immigrant gangs on teenage girls at a Stockholm music festival, and possibly other incidents too”. Guardian

    A 2017 report by SÄPO estimated the number of violent extremists in the Scandinavian country of 10 million at some 3,000, two thirds of them allegedly driven by Islamist motives. By contrast, a similar SÄPO report from 2010, that is less than a decade ago, estimated the number of Islamist extremists at only 200, a tenth their estimated current number.
    Recently, reports of an increasing Salafist presence and the activity of radical Islamist networks’ such as the Muslim Brotherhood* have also emerged. Since 2015, the peak year of Europe’s migrant crisis, Sweden has taken in over 200,000 asylum seekers, predominantly from Islamic countries.

    “We felt that we need our own voice. During the election movement, everybody kept talking about people who look like us,” Miriam Negash told Sydsvenskan. “We are many here in Malmö, over 30 percent. We will not have to walk the streets in fear”

    Os presstitutos tugas vão continuar a esconder este tipo de notícias. Para isso são pagos.
    Por quem?

    Liked by 2 people

  2. 12 Outubro, 2018 16:10

    “Bruxelas” caro Procópio

    Liked by 1 person

  3. santos permalink
    12 Outubro, 2018 16:14

    A indignação com a violação não depende da solidariedade com a sempre presumida vitima que tantas vezes não é vitima-utilizem um detector de mentiras — ou é causa de ser vitima – hoje , por exemplo, uma idosa(o) tem direito a queixa por roubo de um colar de ouro posto ao pescoço durante uma manifestação ? Mas já depende um pouco do perfil do agressor(a) , sem prejuizo também da sua sujeição ao detector de mentiras , e para ambos , atestado de sanidade mental .
    A verdadeira violação deveria indignar e ser severamente punida mas o nosso Direito Penal não o permite .
    Mas não me venham falar de violação de uma menina de programa , onde um NÃO Não Não só serve para justificar um aumento de preço. Sexo + Dinheiro = Prostituição

    Gostar

  4. Luis Lavoura permalink
    12 Outubro, 2018 17:10

    A Helena encontra estas notícias em jornais mas depois queixa-se de que não se fala delas. Como não se fala delas, Helena? Se até estão plantadas em jornais…

    Gostar

    • 13 Outubro, 2018 10:02

      Não sejas burro. Sabes bem que estas noticias não abrem telejornais nem fazem capas de jornais, porque os jornalistas e os directores de informação são na sua maioria correntes de transmissão do poder dominante a quem obedecem por convicção ou por medo. Do mesmo modo que os incidentes provocados por muçulmanos extremistas qdo estes matam, ou atropelam alguém deixaram de ser reportados nos media ou se reportados, imediatamente desculpados com uma doença mental.

      Liked by 2 people

    • 14 Outubro, 2018 08:46

      Não é burrice, é mesmo má fé. Ele sabe tão bem quanto todos nós que para se encontrar as notícias deste tipo tem de se recorrer aos “rodapés” dos grandes orgãos de informação, quandonão são omitidas deliberadamente ou mesmo com medo de represálias legais com acusações de xenofobia (entre outras) Um exemplo recente foi o de 4 dias de tumultos em Estocolmo que não passou sequer em nenhuma TV. E…pegando neste exemplo diria que a má fé não anda sozinha mas acompanhada com aquilo que esta gente anda a fumar.

      Gostar

  5. Luis permalink
    12 Outubro, 2018 17:54

    A crua realidade é que os verdadeiros refugiados são os cristãos, que têm valores radicalmente diferentes, são perseguidos há mais de um séculos e estão a desaparecer. Existem ainda outras religiões minoritárias muito fechadas como os Druzos que também são perseguidas. Os cristãos fazem parte de igrejas antiquíssimas e estavam em maioria no Norte do Iraque, parte do Norte da Síria e algumas regiões do Egipto. Ninguém fala disto em Portugal.

    Liked by 1 person

    • Rui Henrique Levira permalink
      14 Outubro, 2018 03:06

      Não, meu caro amigo, elas não eram perseguidas: elas passaram a ser perseguidas quando a inteligente, muito humanitária e muitíssimo legal Guerra do Iraque deu origem ao Estado Islâmico.
      Na Síria, encontrava-se uma significativa comunidade cristã que, nas suas missas, utilizava o Aramaico, a língua que Jesus de Nazaré tinha como sua. Essa comunidade prosperou na Síria – um Estado laico onde todas as confissões eram respeitadas – até que os E.U.A, o Reino Unido, a França, a Turquia e as indescritíveis Monarquias do Golfo Pérsico lançaram os seus cães de fila jihadistas à jugular do povo sírio.
      No Ocidente, a sorte dos últimos cristãos falantes de Aramaico, protegidos pelo Governo de Bashar al Assad, tenha feito levantar um único sobrolho ou tenha feito verter uma única lágrima. No tal Ocidente que se não cansa de reclamar a sua raiz cristã, note-se, para que possamos avaliar a obscena hipocrisia dos senhores da guerra ocidentais.

      Gostar

      • Rui Henrique Levira permalink
        14 Outubro, 2018 03:47

        “No Ocidente, não consta que sorte dos últimos cristãos falantes de Aramaico,”
        Assim é que deveria estar escrito…Acontece aos melhores (e ainda mais aos piores como eu).

        Gostar

      • 14 Outubro, 2018 08:48

        Iraque—-Bush Síria—-Obama Primavera Árabe—Obama Yemem—Obama Ucrania —Obama

        Gostar

  6. Arlindo da Costa permalink
    12 Outubro, 2018 23:58

    Nunca em Portugal houve tantos especialistas em penetração anal. Só na CMTV ontem contei meia dúzia.

    Ao k Portugal chegou!

    Volta Otelo e põe esta arruaça na linha!

    Gostar

    • alex.soares permalink
      13 Outubro, 2018 09:08

      E o lindinho bosta é mais especialista em br(i)oches venezuelanos.
      Volta António Oliveira que estes tiranetes nem para isso servem.

      Gostar

    • 13 Outubro, 2018 10:03

      Só lá faltas para contares a tua experiencia, mentecapto.

      Gostar

      • alex.soares permalink
        13 Outubro, 2018 20:07

        Estás bravo. Não me digas que te doeu? E viste quem foi ou estavas de costas?
        Faz cuidado meu caro, pois se te apanho, capto.
        Ah! Valente. Tiranete de bolso.

        Gostar

    • 14 Outubro, 2018 08:50

      Nada…. este homofóbico esconde o seu desejo em ser penetrado recalcado e…apela a um facínora que ponha cobro aos seus mais íntimos desejos.

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: