Saltar para o conteúdo

O azar de Cristiano Ronaldo

12 Outubro, 2018

Não, não vou fazer como a maioria que se antecipa sobre o processo judicial contra Cristiano Ronaldo. Acompanharei a evolução do caso com expectativa, esperando que a verdade, acima de tudo, se revele. Doa a quem doer.

Sem saber ainda da culpabilidade de cada interveniente, não deixo porém de me preocupar com um fenómeno, cada vez mais evidente, do perigo que é hoje ser homem, principalmente se for bem sucedido, multimilionário, jovem e bonito. Como pode um homem, muito mais nestas circunstâncias, proteger-se das armadilhas sexuais? Sim, porque não podemos negar que elas existem. Será no futuro, com contrato assinado e reconhecido no notário, antes de qualquer demonstração de interesse por uma desconhecida? É que, digam o que disserem, a maldade e ganância humana não tem limites e uma vez lançada a rede sobre a vítima, este crime é tão hediondo que destrói primeiro,  sem qualquer hipótese de ser travado, muito antes de se apurar o que realmente aconteceu. Para depois, muitas vezes, se verificar que era falso. E é exactamente o que estamos a assistir: a vida de Ronaldo já está toda a desmoronar, com cancelamento de patrocínios, queda abrupta das acções do Juventus e  jamais voltará a ser igual, mesmo que seja absolvido. Isto é assustador.

Os danos são irreversíveis numa sociedade que hoje, rapidamente vitimiza a mulher partindo logo  do princípio que ela nunca mente, porque ninguém mente sobre um caso monstruoso destes. Uma sociedade que agora, abomina e bem, a violência sobre as mulheres. Mas pergunto: serão as mulheres sempre vítimas sexuais? Serão os homens sempre os predadores?  A resposta é tão simples: não. E esse é o problema.

No entanto,  a devastação ciclónica, cai agora, em cima da vida dos homens. Porque a dúvida, quando se instala, é corrosiva e se antes pesava sobre a mulher, hoje pesa só sobre o homem. Não era suposto a sociedade evoluir e acabar com estas injustiças? Estamos a fazer aos homens o que os homens fizeram connosco, porquê? É isto a luta pela igualdade de género? Tirem-me deste filme porque sou mãe de um menino, caramba!

Depois vem os conceitos de “violação”. O que ontem não passava de uma mera persistência/desejo entre casal em que um, sugere de forma mais entusiasmada vontade, hoje é tido como uma “violação” no pior sentido da palavra. Agora pergunto novamente: quantos casais, não se “violaram” ao abrigo deste novo  conceito? Saberiam eles que estavam perante uma forma “cruel de violação” e por isso não exigiram seus direitos ou simplesmente não viram de todo nisso uma violação? É claro que um não é sempre um não. Mas há nãos que, durante o acto, são apenas “nims” porque simplesmente acabamos por deixar acontecer, sem nos levantar e sair dali imediatamente. Logo, mesmo não gostando muito do menu, anuímos ao continuar ali. Todas sabemos isto.

Mais: porque razão são sempre homens com muito dinheiro os maiores alvos deste tipo de  processos? Não há carteiros, motoristas, pedreiros ou empregados de mesa abusadores? Que relação tem o poder e o dinheiro nesta equação elevada de denúncias de abuso sexual? É que, sendo os homens remediados  em maioria, não se entende porque não há ocorrências destas todos os dias. E as mentiras que já conhecemos de mulheres desmascaradas anos mais tarde de supostas violações, não deviam obrigar a prudência na hora de acusar? E se fosse proibido revelar a identidade dos acusados até concluir o processo, haveria tantas denúncias sobre famosos?

Não, não estou a desculpar ninguém. Muito pelo contrário. Estou a levantar questões para reflexão porque urge parar para pensar. Serão os nossos filhos amanhã a passar por isto. Serão eles as próximas vítimas. Banalizar a violência sexual é regredir na luta contra estes crimes. Se a forma como se trata estes crimes não for alterada, protegendo a identidade do arguido até provar sua culpabilidade, terei como mãe de ensinar meu filho a proteger-se de um modo que jamais equacionaria num mundo civilizado. Mas infelizmente, esse será o caminho.

Porque quer queiramos admitir ou não, as dúvidas são imensas neste processo de acusação a Ronaldo. E algumas saltam à vista. Não se entende por exemplo:  o que faz uma mulher, casada nesse mesmo mês e ano da violação, completamente descontraída sem complexos, claramente a seduzir um homem, à vista de todos, numa discoteca em Las Vegas; o que a faz subir depois à suite, repito,  sem qualquer problema de ser vista, podendo comprometer seu casamento; como foi possível consumar o dito acto durante 7 minutos consecutivos, se basta que a mulher se recuse veemente e se erga de imediato,  para interromper ou para afastar a possibilidade de penetração  que por si, já não é fácil. Violência física? Mas essa não deixa marcas visíveis? E nessa luta não há objectos partidos ou gritos? Houve? E as três pessoas presentes não deram por essa agressividade? E o tal documento? Foi por via do que foi referido ou depois de consumado o acto consentido, uma chantagem para conseguir dinheiro que resultou num acordo de confidencialidade?

O azar de Ronaldo foi e é, ser o homem mais cobiçado e invejado do Planeta, por homens e mulheres. O suficiente para haver quem lhe queira ver a vida arruinada.

Perante isto, aguardemos que a justiça responda de forma célere a todas estas dúvidas e que sejam punidos os que aqui faltam à verdade pelo bem da credibilidade da  luta contra a violência sexual.

Anúncios
50 comentários leave one →
  1. Artista Português permalink
    12 Outubro, 2018 12:16

    Cristina, muito bem! Isto da perspectiva entre homens e mulheres está a tornar-se uma grande embrulhada. Veja o caso do Malato: deu há poucos meses uma entrevista em que dizia só ter revelado que era gay depois do pai morrer. Agora queixa-se que a mãe não lhe fala por ele ser gay Como é? Talvez o próprio possa explicar – tanto mais que navega nas mesmas águas que a vítima do Ronaldo – porquê uma atitude para com o homem, neste caso o pai, e outra para a mulher, no caso sua extremosa mãe.

    Gostar

  2. 12 Outubro, 2018 12:32

    Não existe nenhum processo judicial contra o Ronaldo

    Existem media e gente que fala e uma que acusou publicamente. Sem nada na justiça

    Liked by 2 people

    • Cristina Miranda permalink
      12 Outubro, 2018 14:00

      Mas eu li algures que sim! A nossa CS é do pior. Seja como for, é preciso dar atenção aos DOIS lados da questão. Qualquer um pode ser inocente. No entanto, os prejuízos só o estão a ser para ele. Não devia. As identidades nunca deveriam ser reveladas até tudo estar esclarecido.

      Liked by 2 people

      • 12 Outubro, 2018 16:41

        Sim, são umas inocências (ambos os dois).
        Eu cá só não entendo como os pansexuais e coisas assim mais a dar para gay, não desataram já a berrar que é preconceito já que sodomia é sexo absolutamente seguro e natural.

        Liked by 2 people

      • Oscar Maximo permalink
        12 Outubro, 2018 19:11

        Não devia, mas disso não tem ela a culpa. … até tudo estar esclarecido… Temos julgamentos á porta fechada ?

        Gostar

  3. 12 Outubro, 2018 12:33

    Como sempre muito bem D. Cristina, partilho das suas ideías. Ás vezes o mulherio parece andar desvairado!

    Liked by 2 people

  4. Luis permalink
    12 Outubro, 2018 12:46

    E o acordo assinado não entra nestas divagações de quem, presumo, não esteve no quarto.

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      12 Outubro, 2018 13:56

      Luis, falei nele no texto. Vá ler. E lembre-se que aqui nem estou a absolver nem condenar nenhum deles. Levanto questões com base no q se sabe mas, digo peremptoriamente q a verdade doa a quem doer, tem de vir ao cimo. Este texto é uma reflexão de alguém q tem um menino a crescer. Que vê os dois lados da questão OS DOIS. Se interpretou outra coisa, é puramente erro seu.

      Gostar

  5. Oscar Maximo permalink
    12 Outubro, 2018 13:10

    Uma coisa boa da justiça americana, entre muitas outras. Apesar de haver prazo para queixa, não há prescrições na aplicação da justiça, e os advogados não conseguem protelá-la até ao infinito.

    Liked by 1 person

    • Rui Henrique Levira permalink
      14 Outubro, 2018 01:00

      O que resta saber, meu prezado Óscar Máximo, é se as “coisas boas” da justiça dos E.U.A. se superiorizam às coisas péssimas de que ela enferma: pena de morte, farta serventia de penas de prisão perpétua, condenações à morte e a prisão perpétua de gente completamente inocente, encarceramento massivo e demograficamente desproporcional de minorias étnicas e a população prisional que é, tão só, a maior do mundo. Sentir-se-ia feliz e tranquilo nas mãos de uma Justiça assim?

      Gostar

  6. Manuel Peleteiro permalink
    12 Outubro, 2018 13:30

    Foca bem o problema de só serem divulgadas notícias de supostos abusos feitos por pessoas com dinheiro e exposição pública nunca ou raramente sobre um anónimo. Estas “Senhoras” sabem que mal divulguem a acusação o mal está feito e de a elas nunca ser exigida qualquer responsabilidade criminal por falsas denúncias. Preparem-se. O reverso da medalha está ao virar da esquina.

    Liked by 3 people

  7. weltenbummler permalink
    12 Outubro, 2018 13:48

    processado à entrada e saída do Real
    simples coincidência

    Liked by 1 person

  8. 12 Outubro, 2018 14:24

    Sem dúvida que os homens estão a levar sova, principalmente os ricos e famosos, e neste caso, jovens. Mesmo por isso deviam contratar para PR quem saiba do assunto e não primos e amigos.
    Cristina Miranda, levanta questões gerais interessantes. E questões mais específicas.
    O que faz uma mulher casada nesse mês numa discoteca? Uma mulher casada não deve ir a discotecas? Ela não trabalhava lá? Não necessáriamente um trabalho desonroso, há clubes VIP que pagam a moças bonitas, e até a celebridades, para estarem presentes e ficarem bem nas fotografias. E apaparicarem as celebridades. Porque deveria a moça estar complexada ou contraída? Estava claramente a seduzi-lo? Isso não é assim tão óbvio. Porque subiu à suite? Posso supôr que lhe tenham dito que havia uma festa privada, e não subiu sozinha, era ela, uma amiga, mais o Ronaldo, o cunhado e um amigo. Talvez sentisse que era uma situação controlável?
    Daí em diante não me vou pronunciar muito, faço só notar que se corre o risco de assumir que as mulheres só são violadas porque deixam. Podiam sempre resistir até à morte. E os números de violações infelizmente não se ficam pela dúzia e meia de casos envolvendo ricos e famosos.
    Talvez nunca saibamos a verdade. É certo que os danos reputacionais afectam sobretudo Ronaldo, pelo menos financeiramente, mas isso é irrelevante para a situação que terá alegadamente acontecido.
    Eu não considero o facto de Ronaldo ter pago uma confissão. Talvez o tenham aconselhado mal – ou não. Quem tem muito dinheiro por vezes tende a pensar que com um cheque resolve tudo, como quem bate com o carro e não se quer incomodar com seguros, autoridades, e maçadas gerais, e acena com o livro de cheques. Ou vai-se simplesmente embora, como fez Soares.

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      12 Outubro, 2018 15:11

      Aconselho a q releia o texto. Pergunto o q leva uma mulher recentemente casada a SEDUZIR e depois SUVIR à suite de um homem, seja ele qual for, e acompanha por quem for, pra SUPOSTAS festas intimas. Devo deduzir q se fosse com sua mulher, numa AINDA lua de mel, estaria a vontade com isso. Deixe de ser hipócrita. O texto é claro, e não condena nem absolve ninguém. Olhe, e excusa de dar esse seu ar bonzinho porque fica lindo debitar essas palavras a pensar q elas gostam disso num homem. Desengane-se. Mulher e homens inteligentes ABOMINAM gente dissimulada. Não se esforce tanto. Dos literalmente a falso.

      Liked by 1 person

      • 12 Outubro, 2018 21:21

        Você podia reler o que você escreveu. Se o artigo não faz muito sentido, esta resposta sua não faz sentido nenhum.

        Gostar

      • Buiça permalink
        13 Outubro, 2018 14:38

        Que disparate, se a sedução é mútua e podemos lançar estigmas sobre ambos os lados, porque é que a Cristina só questiona os supostos motivos da mulher?

        Gostar

      • Cristina Miranda permalink
        13 Outubro, 2018 21:40

        Simples: porque do q veio a público, é do lado dela q mais dúvidas me levanta.

        Gostar

  9. colono permalink
    12 Outubro, 2018 16:06

    “Doa a quem doer”

    Boa pergunta para fazer à p**** doeu?

    Gostar

  10. santos permalink
    12 Outubro, 2018 16:34

    vale a pena ler e copiar …

    Gostar

  11. Luis Lavoura permalink
    12 Outubro, 2018 17:14

    este crime é tão hediondo que destrói primeiro, sem qualquer hipótese de ser travado, muito antes de se apurar o que realmente aconteceu

    É como o crime de corrupção, que destrói o Sócrates mesmo antes de se apurar o que realmente aconteceu.

    Gostar

    • Chopin permalink
      12 Outubro, 2018 17:50

      No caso do seu amigo, é fácil contestar. Basta explicar de onde vem a fortuna.

      Liked by 2 people

    • Cristina Miranda permalink
      13 Outubro, 2018 22:03

      Negativo Luís Lavoura. O Sócrates foi preso. Só com provas sustentáveis isso seria possível. Claro q tem direito a defesa. Mas, ninguém duvida que a acusação está fundamentada. A reportagem da SIC q reconstitui todo o processo Marquês não deixa dúvidas.

      Gostar

  12. Luis permalink
    12 Outubro, 2018 17:55

    Há professores universitários a ser despedidos por causa disto…

    Gostar

    • André Miguel permalink
      13 Outubro, 2018 09:07

      E os adolescentes hoje já não se misturam, há uma segregação de género. Basta sair à noite para ver. É assustador.

      Gostar

      • Rui Henrique Levira permalink
        14 Outubro, 2018 00:44

        À cautela, praticam, como diriam os falantes de Português do outro lado do Atlântico, sexo celular.

        Gostar

    • Rui Henrique Levira permalink
      14 Outubro, 2018 00:49

      E muito bem: quem os mandou afirmar a pés juntos a rematada estupidez sexista e misógina que as mulheres não têm pénis e que têm características físicas e psicológicas diferentes dos homens?

      Liked by 1 person

  13. JgMenos permalink
    12 Outubro, 2018 18:28

    As lutas pela igualdade de género raras vezes não se transformam em transferências de privilégios.

    E se em múltiplas áreas a luta pela igualdade é por razão de inultrapassável diferença uma cretinice, a área da relação sexual é seguramente uma delas.

    E se as sociedades humanas desenvolveram ao longo de milénios uma multiplicidade de estratégias para lidar com essas diferenças, vem agora a cretinice esquerdalha, pós-moderna, progressista da p-q-os-p, resolver o caso pela igualdade!

    O problema será cumulativamente mais perverso, uma vez que os jovens são, destituídos dos padrões de uma experiência ancestral, levados a processos de frustração assegurada.

    Gostar

  14. maria permalink
    12 Outubro, 2018 19:46

    Excelente texto, como sempre. Parabéns Cristina.
    Não sabendo se é o Ronaldo que tem razão ou é a americana, devo ser honesta quando afirmo que, conhecendo bastante bem a personalidade das norte-americanas (conheci em Londres algumas delas de quem me tornei amiga e eram pessoas impecáveis no carácter e no trato) é preciso dizer que a maioria delas tem um defeito que considero execrável, são interesseiras ao máximo e, repito, na sua grande maioria tudo quanto fazem é na mira do retorno em dinheiro, de preferência muio dinheiro e o modo como adquirí-lo é-lhes perfeitamente indiferente.

    É nesta perspectiva que observo as alegações contra Ronaldo da tal Kathryn Mayorga. Esta rapariga trabalhava numa discoteca cuja única missão era angariar clientes para consumirem bebidas e quantas mais, melhor. Ela era na altura uma mulher recém-casada (é o que vem nas notícias) e no entanto tinha um emprego que se traduzia em atrair clientes para uma discoteca… Após horas de sedução de parte a parte na dita, aceitou o convite de Ronaldo para subir à sua suíte e ela, inocentemente, acedeu sem pensar duas vezes…, estaria ela a supor que iria lá sòmente para tomar café e ver um filme na companhia do futebolista e amigos? Talvez. Se fosse uma mulher latina era muito possível que tal pensasse, mas tratando-se de uma norte-americana (ou mesmo uma inglesa, são parecidas no carácter) é de duvidar e muito.

    Havia na suíte familiares de Ronaldo que podem testemunhar (mais ou menos) o que realmente se passou entre ambos. Ela diz que foi violada…, mas estranhamente depois do acto foi na maior das calmas com o Ronaldo e familiares de volta ao jacusi! Após o jacusi ainda voltaram felizes e contentes para a discoteca! Ela, que agora afirma ter ficado revoltada com a ‘violação’, ainda teve a descontracção de concordar com todas as diversões posteriores? Terá ela sido ameaçada ou obrigada a tal? Por favor!, ela que não brinque com a inteligência dos portugueses.

    E por que razão ela só decidiu ir à Polícia participar os ‘graves’ acontecimentos mais de 24 horas após os mesmos terem ocorrido?!? Não isso é estranhíssimo? Eu acho que sim. E as “provas” da ‘violação’ (a propósito a Polícia de Las Vegas não prestou grande interesse quanto à participação nem pediu análises à dita…) não teriam já desaparecido por completo tantas horas depois daquela ter sucedido?? E não terá ela mantido sexo anal com outrem que não Ronaldo (já que este negou peremptòriamente tal ter acontecido) visto que muitas horas se passaram entre a suposta violação de Ronaldo e a ida à Polícia no dia seguinte? Que alguém se quer vingar de Ronaldo à posteriori (presidente do Real Madrid?) disso não há a mais pequena dúvida. É preciso é saber quem. Até pode ser ùnicamente essa Kathryn, que após ter esbanjado os trezentos e tal mil dólares que conseguiu na altura sacar ao Ronaldo, agora quer mais… Nota importante: todas as acusações que ela faz a Ronaldo são uma cópia fiel das que as actrizes abusadas por Whinstein confessaram à Polícia quando este tentou abusá-las nos quartos dos hotéis para os quais as atraía com o pretexto de lhes arranjar emprego em Hollywood. A onda #metoo aproveita a muita gente e de que maneira, sobretudo nos Estados Unidos.

    Há em toda esta trama algo de muito importante a favor de Ronaldo. Das várias namoradas conhecidas que Ronaldo teve, portuguesas e estrangeiras, nenhuma disse (ou diz) mal dele, antes pelo contrário todas asseguram que ele sempre se portou como um cavalheiro e que era uma excelente pessoa.

    Reconheço que Ronaldo possui várias qualidades de salientar: é um grande futedolista; tem levado a sua arte a extremos, tanto no esforço físico como na dedicação à profissão e só por isso merece todos os encómios; além de ser um filho e um irmão de excepção cujo amor e apoio à família nunca vacilou.
    Para mim Ronaldo só tem um defeito que não consigo ultrapassar, foi resolveu ter filhos através de uma barriga de aluguer (e logo nos E,U., vai esperar pela pancada…) sem necessidade para tal (ou se houve, é desconhecida de todos nós). Privar essas duas crianças inocentes de saber quem foi a sua progenitora e, pior, privá-las do amor e aconchego da sua verdadeira mãe, trata-se de um crime gravíssimo de que mais tarde os filhos o irão culpar e jamais perdoar. Eu no lugar deles também não perdoaria.

    Liked by 2 people

    • Buiça permalink
      13 Outubro, 2018 14:49

      Parágrafo1: estas americanas são todas iguais
      Parágrafo2: sedução autoriza violação
      Parágrafo3: uma pessoa em choque é culpada de incoerência, logo merece ser violada
      Parágrafo4: se na hora da verdade um “não” vale alguma coisa, depende das motivações da “rameira”
      Parágrafo5: não reparámos que o rapaz assina acordos por 1 semana de salario para mandar calar mulheres. Nem lemos os jornais desta semana.
      Parágrafo6: é bom rapaz e joga bem à bola, logo está inocente.

      Um monumento ao preconceito.

      Gostar

    • Rui Henrique Levira permalink
      14 Outubro, 2018 00:39

      Pois, minha cara Maria, nessa questão dos filhos, concordo inteiramente consigo. Há, no entanto, que relembrar um facto: quando o Dr. Gentil Martins (se a memória me não trai, creio que foi ele) há uns tempos disse a mesmíssima coisa que a Maria agora afirma caiu-lhe meio Portugal em cima. Mais: não duvido nem um segundo que muitas e muitos que, hoje, crucificam Ronaldo só por aquilo que ele é – um homem e um homem, pelos vistos (horror!!!), heterossexual – na altura rasgaram as vestes ao ouvirem a antiquada crença de que um filho merece conhecer e ser criado pela sua mãe.
      “Progressismo” é haver filhos que não têm mãe; “progressismo” é haver, num curioso e muitíssimo irónico retorno ao passado, filhos com mãe, mas de pai incógnito por expressa vontade da mãe; “progressismo” é haver filhos com dois pais e nenhuma mãe ou com duas mães e nenhum pai. Imperdoável, isso sim, é haver filhos que ainda sejam filhos de uma mãe e de um pai que conheçam.
      Quem diria que o Ronaldo e não poucas #metuas e #meteus (um neologismo que tive a ousadia de tomar de um comentador de um outro blogue) têm, pelo menos, uma coisa em comum? E esta, hein?

      Liked by 1 person

      • maria permalink
        14 Outubro, 2018 13:26

        Rui (permita-me que o trate assim), obrigada pelo apoio. Quanto ao seu comentário: cinco estrelas.

        Gostar

  15. 12 Outubro, 2018 20:09

    Não tomo partido, tanto o pessoal com dinheiro tem a mania que faz o que quer e saca do livro de cheques, como as mulheres fazem o máximo para tentar comer dinheiro.

    Ao contrário, mulher rica e homem pobre é igual, ou mesmo gayzadas e lesbiadas.

    Normal, mas não acredito na violação, não tem lógica, tanto convivio e só depois foi apresentar queixa, desculpe, mas uma mulher violada fica em estado traumático.

    Liked by 1 person

  16. Zé Manel Tonto permalink
    12 Outubro, 2018 20:39

    Esta brincadeira acabava depressa, bastava que a acusadora batesse com os costados na prisão se se provasse que a queixa era falsa.

    Liked by 3 people

    • Chopin permalink
      12 Outubro, 2018 22:16

      Nem mais. Desconheço o que se passou e à priori há que encarar também como possível uma tentativa de extorsão. E acrescentar que este assunto não merece o tempo de antena que lhe dão. Que a Justiça investigue.
      A CM TV nem se pode ver. 24 horas sobre 24 horas a repisar as mesmas tretas, durante duas semanas. Desfilam dezenas de opinadeiros que sabem tanto como eu. É normal?
      Não é jornalismo, é chafurdice.

      Liked by 2 people

  17. mg(quarenta e dois) permalink
    12 Outubro, 2018 22:50

    De tanto gritarem lobo …

    Gostar

  18. Arlindo da Costa permalink
    13 Outubro, 2018 00:03

    A conselho do meu advogado ando sempre com algumas minutas de teor jurídico no bolso do meu casaco… não vá o diabo tecê-las!

    Liked by 1 person

  19. Buiça permalink
    13 Outubro, 2018 15:39

    Cara Cristina, se é difícil ser homem, é fácil ser mulher?
    Nomeadamente naqueles “5 a 7 minutos”.
    Qual dos lados é violado com mais frequência?
    E os ricos e poderosos estão imunes a arrufos de namorados e respectivas peixeiradas, por exemplo? Se a mulher-a-dias do George Clooney o seduzir e se enrolar com ele e ficar com péssima ideia da performance sexual do moço, não aceitar dinheiro para se calar e lhe apetecer contar a sua opinião às amigas do cabeleireiro ou ao CorreioDaManha, não pode? O senhor George que se meta com pessoas em que confie ou que seja homenzinho e assuma quem é e o que faz. Ou se for mesmo muito cretino pode sempre contratar relações públicas para destruir a vida da mulher.

    Voltando ao tema do post, em grande parte dos países civilizados já é possivel manter em segredo o nome das pessoas enquanto algum juiz não decide alguma coisa. Em alguns até se consegue proibir a imprensa de publicar o que quer que seja sobre o caso até ser decidido. Mas como sempre a tecnologia avança bem mais depressa que as leis, por exemplo, antes o “segredo” podia-se espalhar em boatos de twitter e facebook, agora já se consegue também proibir e punir nesses media. Mas contra hackers ainda há pouco que se consiga. E foi o que se passou. Um hacker descobriu o tema, um jornal de um país onde ainda há liberdade de imprensa teve acesso aos documentos, achou que era notícia (e é) e publicou. Como já aconteceu com outros “leaks” e “papers” roubados.

    Quanto ao caso em si, veremos se alguém anula o acordo ou não lá no Nevada. Grande parte vai depender de se admitem ou não os documentos roubados pelo hacker – há lá uns bem comprometedores e que dão a entender houve violação e que o acordo não foi cumprido. Julgo ter lido algures também que o Ronaldo (ou seu assessor) terá dito que não sabe de carta nenhuma, o que não ajuda (seria novamente quebra do acordo).
    Se caír o acordo então vira outra Guerra, a do consensual ou não, a do significado metafísico das palavras “não” e “stop”.
    Até lá haverá um trilião de opiniões para todos os gostos.
    A mim só me fazem urticária, cada vez que um gajo é apanhado a violar ou abusar do seu poder (financeiro ou outro), as que fazem de conta que a esmagadora desproporção no género das vítimas não existe. Com certeza que há excepções, mas a palavra excepção vem no dicionário. Ou vinha antes de a passarem a escrever mal.
    Cumps,
    Buiça

    Gostar

  20. Velho do Restelo permalink
    13 Outubro, 2018 15:55

    Não vale a pena zangarem-se por tão pouco.
    A situação resume-se a um mero fenómeno “pendular” muito bem estudado na Mecânica mas cujos princípios podem ser aplicados a outras áreas menos físicas.
    Se deixamos cair uma bola de ténis ela saltita em vez de ficar quieta no chão. Porquê ?
    Se deslocarmos ligeiramente um objecto suspenso, ele oscila algum tempo antes de se imobilizar no seu ponto de equilíbrio. Porquê ?
    O movimento pró-direita ( designado populismo) que tanto preocupa os “intelectuais” do século 21, era perfeitamente previsível depois dos excessos do movimento pró-esquerda dos finais do século 20 que por sua vez reagiam aos excessos de direita da 1ª metade do século 20 (Hitler & companhia).

    Gostar

  21. Rui Henrique Levira permalink
    13 Outubro, 2018 21:24

    Bem vinda, cara Cristina, ao maravilhoso mundo novo onde reina, incontestado e incontestável, o Supremacismo Feminista. Esse Supremacismo é tanto mais histérico e assanhado quanto há que recuperar terreno recentemente perdido: o movimento LGBTYKZW1845@NAHECAHUMBE100%… (e mais um par de botas de sexo indeterminado) ultrapassou as hodiernas feministas pela esquerda baixa de Luckács e há que voltar ao topo.
    Encontrar diferenças entre esta gente (elas e eles) acicatada pelo #MeToo e os bandos do KuKluxKlan que assassinavam negros ao mínimo apontar de um branco dedo que os acusasse de “violação” (já nessa altura os Estados do Sul dos E.U.A. mostravam ao mundo o caminho do progresso: a palavra da alva donzela dispensava qualquer prova) é tarefa dificílima quando não impossível.

    Liked by 1 person

  22. Cristina Miranda permalink
    13 Outubro, 2018 21:48

    Olha AB foste longe de mais nos adjectivos q escolheste pra me conotar!!! Cretinices escreves tu sempre q vens aqui armado em intelectual dono da verdade absoluta. Escusas de me vir com OPINIÕES DOS OUTROS. cada um tem a sua. Não sou Maria q vai com as outras!! Se eu tenho um neurónio, tu tens oxigénio em vez de cérebro. Armado em defensor de mulheres quando na verdade não passa de um hipócrita. É paleio só pra ficar bonito. Pega nas tuas pseudo fontes e forra o quarto com elas.

    Gostar

  23. Rui Henrique Levira permalink
    14 Outubro, 2018 01:42

    Rara vez li tamanho chorrilho de dislates tão desligado da realidade que hoje é a vida das mulheres neste país.
    Claro que sempre aparecerão umas senhoras e uns senhores (o que eu aprecio as ideias do fabuloso Rui Tavares) a candidatarem-se ao lugar de Grandes Educadores/as do Boçal Macho Português (e das adjacentes Mansas Ovelhinhas que são as mulheres deste país), num demiúrgico esforço para, finalmente, elevarem este país de bestas aos píncaros da praxis feminista da Europa avançada.
    O estádio primeiro desse processo de elevação é o de “internalizar” devidamente a técnica da dissociação cognitiva e operacionalizá-la correctamente: o que se lê na pasquinada do “Der Spiegel” é o contrário da história sem pés nem cabeça que lá encontramos, e as imagens do circuito interno de tv da discoteca mostram-nos o garanhão do Ronaldo a atirar-se despudoradamente a uma freirinha assustada e temerosa (tadinha…). Assim – dizem-nos os nossos mestres/mestras em boas condutas sexuais (a Asia Argento, fez, em tempos mais risonhos, parte de um grupo semelhante dos “States”) – começaremos com o pé direito. Se no futuro teremos alguma coisa que se assemelhe a uma vida civilizada, é coisa que eu jamais garantiria a quem quer que fosse
    Como ainda ninguém operou o milagre de fazer ver o cego que não quer ver, fico-me por aqui.

    Liked by 1 person

  24. mg(quarenta e dois) permalink
    14 Outubro, 2018 22:55

    Tou consigo dona Cristina , apesar de a dona Cristina ainda não se ter livrado totalmente da doutrinação gramsciana…

    Gostar

  25. carolina lobo permalink
    15 Outubro, 2018 09:58

    Passou-se do 8 para o 80.Há tempos a mulher era sempre a culpada a tentadora a demoníaca ,a transviada………..Hoje , os papéis inverteram-se .Para quando o bom senso e o equilíbrio? E assim se estragam vidas e reputações conseguidas a pulso.

    Liked by 1 person

    • Rui Henrique Levira permalink
      15 Outubro, 2018 21:57

      O bom senso e o equilíbrio não dão protagonismo mediático nem enchem a carteira de milhões.
      Por aqueles lados por onde o Ronaldo ingenuamente andou, o cristão “In God We Trust” está gravado naquilo que fazia, faz e fará mover o coração, as mãos e as bocas dos vendilhões do Templo.

      Gostar

  26. Vanessa Roque permalink
    18 Outubro, 2018 03:07

    Como é que é capaz de escrever um texto destes e vender esta ideologia numa sociedade em que as mulheres já têm o pensamento tão reprimido?

    Do que vale ter estudos quando se permanece com um pensamento retrogado e maxista?

    Gostar

Trackbacks

  1. O azar de Cristiano Ronaldo – PortugalGate

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: