Saltar para o conteúdo

Comunismo nunca mais!

30 Novembro, 2018

Fiquei, o dia todo de 25 de Novembro, à espera que a Comunicação Social dita de referência lembrasse esta data histórica que em 1975, impediu que Portugal fosse tomado pela ditadura comunista. Nadinha! O silêncio foi absoluto. O que não deixa qualquer dúvida: os tempos são de ditadura vermelha e com eles a fazer parceria no governo de Costa, é proibido lembrar o terrorismo comunista que aconteceu logo a seguir ao 25 de Abril de 1974.

Para começar convém relembrar que o 25 de Abril não foi uma luta pela liberdade de um povo. Não! Foi uma acção levada a cabo por militares descontentes com a guerra no ultramar e carreira militar, que levou à queda do governo. Qualquer outra narrativa é falsa. Que o diga o próprio Otelo. Porém, os movimentos de esquerda não tardaram a reclamar os louros de uma revolução que nem sequer fora encabeçada por nenhum deles, apanhando-os a todos de surpresa.

Sob a bandeira falsa da liberdade, enganou-se o povo fazendo-o acreditar que toda aquela revolução era em seu nome e para o beneficiar. Assim, legitimou-se o assalto aos cofres do país, a expulsão dos patrões das suas empresas, dos proprietários das suas terras e herdades – instaurou-se a “reforma” agrária que não foi mais do que um roubo por decreto às terras produtivas mas não foram ocupados latifúndios incultos ou terras abandonadas porque essas davam trabalho a recuperar – as nacionalizações da indústria, dos serviços (até do teatro), as ocupações dos edifícios e casas, o assalto aos jornais, revistas, rádio e televisão. Muitos trabalhadores da esquerda enriqueceram, um deles bem conhecido, Belmiro Azevedo, e o próprio PCP hoje detentor do maior património imobiliário existente dentro de partidos. Tudo em acções pouco democráticas em nome do povo onde não faltou, nalguns casos, o terror para intimidar e expulsar. Objectivo? Impor uma sociedade socialista. A expropriação violenta era o processo “democrático” escolhido para a pôr em marcha. Vá lá, vá lá, não nos puseram a mirrar à fome como na Ucrânia. Menos mal.

Durante este “magnífico” período revolucionário, outras mudanças aconteceram: os professores passaram a ser colocados por computador; os preços dos bilhetes de comboio e transporte de mercadorias subiram substancialmente com as portarias 404/75 de 30 Junho e 635/75 de 5 Novembro; aumentou-se exponencialmente o selo do carro e impostos sobre produtos petrolíferos depois das vendas de carros terem disparado pós 25 Abril.

Assim, em apenas um ano, começou a sentir-se os efeitos nefastos da revolução na carteira e em consequência, em 77, o país inaugurava já a primeira bancarrota sem sequer ter ainda criado o tal Estado Social que eles tanto reivindicam hoje como sendo uma conquista de Abril, com o peso que já conhecemos nas finanças nacionais. Ou seja, faliram o país ainda antes de fazerem fosse o que fosse, só com a estatização dos meios de produção e serviços e apropriação violenta de propriedade privada.

Durante o PREC, divergências entre a esquerda democrática e a esquerda radical revolucionária na aplicação do conceito de sociedade socialista, levou estes últimos a perspectivar uma aceleração da revolução com vista à tomada total e absoluta do poder à semelhança de Cuba. Neste contexto dá-se o golpe de 25 Novembro de 75 com os bravos Comandos liderados por Jaime Neves e Ramalho Eanes, a frustrar a tentativa de assalto dos comunistas para impor uma ditadura militar. O tiro sai completamente ao lado e nas eleições para a Constituinte, o PCP é arrasado ao eleger apenas 30 deputados junto com seus comparsas do MDP com 5 e UDP com apenas um.

Não satisfeitos com estes resultados, entraram na clandestinidade criando as FP25 com elementos da esquerda radical das antigas Brigadas Revolucionárias, da LUAR e da ARA , dando início a acções terroristas com ataques à bomba, assassinatos e roubos violentos. Esta organização liderada por Otelo opunha-se a um sistema representativo parlamentar de base partidária e a reactivação do sistema económico-social de pendor capitalista. Acusavam serem desvios graves à constituição de 1976, o abandono do socialismo, o abandono da Reforma Agrária e a perda de expressão da vontade popular. Acabaria por ser desmantelada e graças a indultos, amnistias e absolvições por “falta de provas”, não foram condenados.

Ficamos livres da ameaça vermelha dos comunistas? Não! Infiltrados na comunicação social, mesmo sem conseguirem mais do que 7% dos votos dos portugueses têm mais palco que quaisquer outros partidos de direita. É vê-los a toda a hora a sair em notícias por cada comentário que façam por muito insignificante ou parvo que seja. São comentadores de TV, fazedores de opinião nos jornais, estando em toda a parte porque controlam os média desde 74. Estão ainda infiltrados nas escolas e universidades onde doutrinam também desde a revolução, desconstruindo os valores sociais para ser mais fácil tomar o poder, como mandam seus líderes ideológicos.

Não podemos jamais esquecer que o PCP e BE de hoje são os herdeiros revolucionários frustrados de um golpe que correu mal. Que almejam uma ditadura comunista como os factos históricos inegáveis o comprovam. Lutaram por isso mas não vingaram. Ainda. E só por isso estão “subsmissos” e pacientes no Parlamento à espera de nova oportunidade. Uma oportunidade que quase quase está chegando com esta coligação negativa que Costa protagonizou e os levou a sonhar com uma integração no seu Governo.

O comunismo que queria nos impor uma ditadura vermelha e que ainda há pouco tempo aprovou votos de pesar pela morte de Fidel Castro (um ditador sanguinário), está inexplicavelmente ainda vivo no Parlamento, não tendo ainda sido banido, quando nossa Constituição proíbe partidos fascistas em Portugal. Alguém que explique isto.

Anúncios
26 comentários leave one →
  1. Daniel Ferreira permalink
    30 Novembro, 2018 12:42

    SE toda a História Mundial do Séc. XX foi reescrita para se ignorar o Comunismo, acha mesmo que se iria recordar num país pequeno como o nosso?

    Não existiu nenhuma “revolução” em país nenhum que não fosse patrocinada pelos comunas, por isso suspeito grandemente quando dizem que “apanharam os da esquerda de surpresa”. Isso ainda está por acontecer. E convém recordar que das primeiras coisas que o Soares fez quando assaltou o poder foi devolver o património aos amigalhaços da Maçonaria que o Salazar lhes tinha tirado. Para além de que seriam precisos “baldes de tinta” (pun intended) para relatar a promiscuidade entre os “Socialistas” e os movimentos de libertação de Angola. Tanto é que a descendente direta dos que organizaram, patrocinaram e incentivaram o assassinato de inúmeros portugueses por terras de Angola é agora ministra da Justiça. A novela continua está longe de estar acabada.

    O comunismo é uma farsa de Bilionários com o intuito claro de destruir todos os 99,9% que têm menos € que eles. Desde 1840 até hoje que assim é e continuará a ser enquanto houver alguém que não eles com 1€ no bolso. Todos os deputados de partidos de esquerda são patrocinados por eles e bem mais de metade dos de direita tb já o são. “Total corruption, total power”.

    Se me permite o reparo, O título da sua crónica é já não faz sentido: a Teia está de tal maneira aqui (e já nem quero ir pelo lado de que a UE mais não é do que para tornar o comunismo global) que só podem haver agora títulos “Comunismo nunca mais nos livramos”.

    A boa notícia é que com o Global Compact for Migration, a população dita europeia que às vezes se chateia com estas coisas vai ser substituída por malta que não quer saber disso para nada desde que receba subsídios. O nosso tempo de antena está a acabar… para todo o sempre. Tic tac tic tac

    Liked by 1 person

    • Andre Miguel permalink
      30 Novembro, 2018 13:30

      Por cada acção existe uma reacção, pelo que ainda não é o fim da História, ela apenas se repete.

      Liked by 1 person

    • Nuno permalink
      30 Novembro, 2018 20:33

      Livro: Salazar, o Maçon
      Autor: José da Costa Pimenta
      Lançamento: Março de 2009
      Editora: Bertrand

      Não sei se este livro é apenas propaganda contra Salazar, ou se ele a dada altura chegou mesmo a vestir avental.O que eu tinha lido algures era que ele foi sempre contra mas que no fim acabou por ceder.

      Liked by 1 person

      • Daniel Ferreira permalink
        4 Dezembro, 2018 15:54

        Mudaram o nome de uma ponte, tem a casa onde morou a cair de podre (se já não caiu), é-se ensinado a odiá-lo e ai de quem ousar falar bem dele…
        Andam aí muitos livros “recente” a falar da trupe e tudo mais, não fossem eles mestres do engano e da mentira. Até os chefões aparecem nas tv’s todos contentes. Salazar educou os portugueses de uma maneira 100% Cristã e quem sabe minimanente pelo que lutam esses doentes percebe que ele estava no polo oposto.
        Agora, se me disser que já perto de ’74 ele foi informado que a teia já estava montada de tal maneira que ele podia escolher entre reformar-se vivo “or else”, acredito bem que sim.

        Liked by 1 person

      • Daniel Ferreira permalink
        4 Dezembro, 2018 16:02

        E mais lhe informo que a Bertrand é controlada por eles… Mas também já são todos as outras, por isso é um especificação redundante 🙂 Aceitam-se apostas sobre o senhor José da Costa Pimenta 🙂

        Gostar

    • 1 Dezembro, 2018 00:52

      Com a Esquerda a governar, o povo português adora que o tratem mal.
      Não temos bons hospitais, mas temos o Costa, o Jerónimo e a Catarina, que são como nós, trabalhadores.
      Não temos transportes que prestem mas temos a Esquerda a governar, o que supera tudo.
      E temos ainda boas escolas onde quem não passe os alunos leva nos queixos.
      Mai nada!

      Liked by 1 person

  2. lucklucky permalink
    30 Novembro, 2018 15:23

    E depois votam PSD, CDS e Marcelo…

    Marcelo que foi ao beija mão ao Ditador Comunista Fidel Castro responsável por milhares de assassínios e milhões de refugiados.

    E nem um voto de protesto da “direita”.

    Liked by 3 people

  3. 30 Novembro, 2018 15:27

    A Alexandra Lucas Coelho, essa mulher extremamente culta e grande dinamizadora da cultura portuguesa, está a manifestar-se contra o Festival da Eurovisão que se vai realizar em Telavive, Israel. Outros grandes artistas a acompanham.
    É cultura a rodos e Portugal prá-frentex.

    Liked by 1 person

  4. 30 Novembro, 2018 15:59

    “Fiquei, o dia todo de 25 de Novembro, à espera que a Comunicação Social dita de referência relembrasse esta data histórica que em 1975, impediu que Portugal fosse tomado pela ditadura comunista. Nadinha! “———————–O que vale ainda são blogs como este(enquanto a UE e ou a O-nu não os proibirem por “xeno-não sei quê” ou lá o que é) “Neste contexto dá-se o golpe de 25 Novembro de 75 com os bravos Comandos liderados por Jaime Neves e Ramalho Eanes, a frustrar a tentativa de assalto dos comunistas para impor uma ditadura militar.”——————Bom,entretanto parece que já nem essa instituição(comandos) se salva,a ver pelos casos ocorridos desde algum tempo a esta parte.Resta acreditar naquele adágio que diz “às vezes é preciso ir até ao fundo para voltar à tona”(e não me estou a referir ao caso da estrada/pedreiras de Borba,paz aos inocentes).

    Liked by 3 people

  5. The Mole permalink
    30 Novembro, 2018 18:03

    Parabéns! Haja alguém que desmascare a merda que foi o 25/4 e reponha alguma verdade. Não passou de um golpe de militares frustrados que queriam avançar na carreira!
    Depois, claro que havendo confusão, os comunistas aproveitaram e “democraticamente” tomaram conta de tudo – sobretudo na educação e cultura; os outros aproveitam para sacar “algum” enquanto dá… e passado pouco tempo, o resultado estava à vista: um país que deixou de o ser, e um povo que também deixou de o ser, com um estado que passou a central de negociatas e de lavagem cerebral.

    Liked by 2 people

  6. 30 Novembro, 2018 18:41

    Ó D. Cristina, se estivéssemos numa ditadura vermelha a senhora nem tinha sobrevivido ao primeiro parágrafo deste seu texto !

    O nosso problema é que as forças-vivas da direita portuguesa (se ainda existem) não se querem dar ao trabalho de ir a jogo político. É, de facto, uma trabalheira!. Levantar cedo, ir aos comícios, perder horas sem fim a aturar as conversas de chacha na Assembleia da República, estudar as leis que a oposição vem fazendo, contrapor essas leis com outras de direita, ir à televisão aos debates sem fim com esquerdalhos impertinentes, etc.
    É muito mais fácil ir fazendo “trabalho político” com o traseiro sentado frente aos blogs, dizendo mal do governo…

    Mas não chega…

    A Direita perde por falta de comparência…

    Gostar

  7. PiErre permalink
    30 Novembro, 2018 20:49

    Jaime Neves foi um herói.
    Eanes é uma boa trampa.

    Gostar

  8. licas permalink
    30 Novembro, 2018 22:32

    Comunismo, nuncs mais?
    Eu ntrocaria por um sinónimo: ELEIÇÕES LIVRES SEMPRE!

    Gostar

  9. Procópio permalink
    30 Novembro, 2018 22:50

    Por agora ninguém está interessado em explicar isto. A coisa apodrece devagar, vá de apertar o nariz com os dedos, os amigos servem para as ocasiões que são muitas, nos concertos não falta erva para animar, as sarjetas do Cais do Sodré exalam o pó de embalar e os rios de álcool correm para o mar. Rima e é verdade.
    Na central de negócios faz-se um pouco de barulho para entreter, a hora do almoço acaba sempre por chegar e até alguns radicais emborcam brandies caros lá fora, pechincha lá dentro. Os oligarcas gozam com o desatino, furtam-se conforme podem, assaltaram os bancos e a caixa geral de depósitos, sabendo-se impunes. No Panama faz bom tempo.
    O indígena não sabe que os votos valem dinheiro.
    Tipos que nem +ara porteiro serviam, garinas excitadas, ao balcão do super não saberiam fazer o troco, desfazem-se para alcançar votos. E conseguem. Dinheiro não falta em certos círculos, por vezes nem se sabe ao certo de onde vem, No caso do Podemos aqui ao lado lá se vai sabendo.
    O comunismo é uma farra. O meu sobrinho quando for grande quer ser comunista.
    Adora as foices, mais que martelos.
    ” Ó tio, aquilo corta, não corta?”. “Corta”. Segue-se o brilhozinho nos olhos.
    Exulta ao ver as manifs e deita o olho para certos géneros que passam na têvê. Para o ano quer ir à festa do Ávante. Os pais fecham os olhos, encolhem os ombros, fazem parte da grande legião dos idiotas de serviço às utopias com lugar cativo nas universidades.
    O miúdo não tem culpa de ser estúpido.

    Liked by 1 person

    • 1 Dezembro, 2018 10:15

      Completamente,nem Eça diria melhor(pelo menos agora,desde algum tempo aliás, que já não diz nada),isto é uma Choldra,agora muito “moderna” mas choldra.

      Gostar

  10. Procópio permalink
    30 Novembro, 2018 22:53

    Gostar

  11. Procópio permalink
    30 Novembro, 2018 23:09

    Direita/ esquerda a nu.
    Tudo gente porreira, deixemos as discussões para os palradores que precisam de ganhar a vida a enganar os indígenas.

    Gostar

  12. Leunam permalink
    30 Novembro, 2018 23:57

    Cristina
    Fez bem em lembrar os acontecimentos passados e presentes com mais um excelente texto.

    Escreve:

    “Estão ainda infiltrados nas escolas e universidades onde doutrinam também desde a revolução, desconstruindo os valores sociais para ser mais fácil tomar o poder como mandam seus líderes ideológicos.”

    Eu diria que já estão infiltrados nas meninges de muitíssimos cidadãos portugueses que, por isso, se fanatizam e cegam deixando de ter sentido crítico sobre as realidades que os cercam.
    Lembro também aqui a realidade que tem sido a DESTRUIÇÃO ECONÓMICA, na Nação portuguesa, de praticamente toda a INDÚSTRIA E DE MUITO COMÉRCIO, ATRAVÉS DA INFILTRAÇÃO DOS SINDICATOS E COMISSÕES DE TRABALHADORES totalmente manobrados por eles.

    Mas conquistou-se a LIBERDADE!

    Mas conquistou-se a LIBERDADE, a liberdade que hoje temos!

    A que hoje temos permite que sejamos espiados nas Ruas e Praças, nas estradas, nas portagens, nos estabelecimentos comerciais, nos Cinemas, nos Teatros, meios públicos de transportes e não sei se também nas praias.
    Temos um Cartão de Cidadão com um “chip” onde tudo sobre nós pode ser inscrito sem o sabermos.
    Temos um telemóvel permanentemente seguido por antena, por todo o sítio por onde andemos.
    Tudo quanto compramos com o nosso número de contribuinte passível de ser escrutinado pelo fisco.
    Sujeitos a uma pressão burocrática e fiscal como nunca, com a repetição constante de nome, morada, telefone, nº de contribuinte, fotocópias de Cartão de Cidadão com ou sem autorização do próprio.
    O sigilo bancário abolido.
    Ajudar um filho ou um amigo num valor superior a 500 € é taxado fiscalmente com imposto de selo de 10%!!!!.
    Enfim só nos falta mesmo o “Chip” sub-cutâneo e o controlo mental telepático; mas as novas gerações estão a ser preparadas para tal!
    E que dizer da Liberdade de Imprensa de hoje em dia, em que o lápis azul se instalou no cérebro de cada jornalista?

    E TUDO foi DECIDIDO NAS COSTAS DO POVO.

    Chamam a isto a grande conquista de Abril?
    Escravidão subtil, lhe chamo eu!

    Liked by 4 people

  13. JgMenos permalink
    1 Dezembro, 2018 01:08

    O esquerdismo foi a cobertura proporcionada pela comunada que os militares adoptaram para justificar a traição aos povos do Ultramar.
    O 25N saldou-se por dar um fim ao cenário que consumou a traição.
    Mas todos se mantêm cúmplices dessa farsa e não recordar o 25N significa isso mesmo.

    A catarse da traição haveria de livrar-nos desse espirito abrilesco que nos ensombra cada dia.

    Liked by 4 people

  14. JPS permalink
    1 Dezembro, 2018 16:03

    Mas será que o PREC acabou mesmo no 25 de Novembro?.
    O cavalheiro que lidera os grevistas do porto de Setúbal, cheio de autoridade e razão, explica que ele é que tem que escolher os trabalhadores da estiva a serem contratados!.
    Bem. Qual é o problema?. Do que é que está à espera?.
    Basta criar uma empresa de Estiva (na hora). Negoceia com a Autoeuropa, o Porto de Setúbal, demais entidades públicas envolvidos no processo de transporte de viaturas, e negoceia com os privados potencialmente interessados. (Ler: “A arte do negociar, de D. Trump). Ninguém o proíbe.
    Depois claro que poderia escolher o “seu” pessoal de estiva. Simples.
    Até lá semelhante despudorada e ridícula fórmula de reinvidicação é puro PREC.
    PS- Um governo fraco, geringonçado, gera isto. Será que os alemães não irão reformular a sua escolha?.

    Liked by 2 people

  15. vccqa permalink
    2 Dezembro, 2018 02:39

    Lá se sumiu mais um comentário…

    Parabéns Leunam, pelo seu excelente comentário.

    Cristina, mais um brilhante testemunho merecedor dos maiores encómios.

    Cristina, para acrescentar aos magníficos exemplos que aqui deixou sobre o tremendo mal que o comunismo fez (e continua a fazer) aos portugueses e a Portugal, permito-me sugerir-lhe o Blogo de um escritor e investigador irlandês, um patriota à moda antiga e um europeista-activista fervoroso desde há longos anos, tendo nos últimos tempos vindo a vituperar violentamente e sem peias todo o tremendo mal que os mundialistas estão a fazer à Europa com o apoio declarado e fortemente financiado designadamente pelo judeu sionista George Soros, à invasão dos povos do Norte d’África e do Médio Oriente.

    Este patriota corajoso e destemido é autor de dezenas de livros em que aborda esta temática e outras que lhe estão próximas, com o máximo rigor em visitas frequentes a vários países europeus e em entrevistas feitas a personalidades independentes e patriotas desses países que lutam pela mesma causa. No seus livros el denuncia os horrores do que foi o regime soviético introduzido na Rússia por judeus bolcheviques e depois governado pelos mesmos facínoras. Muitos dos seus relatos baseiam-se em testemunhos fidedignos de ex-prisioneiros que viveram o terror dos Gulags e que foram bàrbaramente torturados, tendo sobrevivido sabe Deus como e escapado milagrosamente à morte. Através de inúmeras fotos e gravuras assaz reveladoras – não devendo ser visionadas por pessoas sensíveis dadas as torturas infra-humanas infligidas aos infelizes e reproduzidas em pormenor – pode ter-se uma pálida ideia sobre o sofrimento atroz suportado durante décadas por aquele povo cristão sob o despotismo bolchevique, que se estendeu a todo o país e aos Estados limítrofes sob a sua alçada, traduzindo-se em mais de 160 milhões de cidadãos torturados e brutalmente assassinados.

    Espero ter tempo amanhã para deixar aqui uma descrição longa, (embora reduzida tanto quanto me for possível) das muitas revelações com imagens autênticas verdadeiramente tenebrosas retiradas do citado Blogo, para informação da Cristina mas igualmente para os leitores que não tenham internete ou que não consigam aceder às imagens.

    E ainda há quem diga que não há Inferno nem há Diabo na Terra. Então não? Claro que há. O verdadeiro Inferno residiu na União Soviética, estando patente (para os ainda descrentes) nas muitas fotos e gravuras reproduzidas e nas legendas sublinhadas.
    Maria

    Liked by 1 person

  16. Sem Norte permalink
    2 Dezembro, 2018 10:06

    A primeira bancarrota foi em 1977 e não em 1979

    Liked by 1 person

  17. Eulália permalink
    2 Dezembro, 2018 15:49

    Mais um excelente artigo, Cristina! Parabéns e obrigada pela elucidação. É pena que não seja lido por muito mais portugueses que assim ficariam mais esclarecidos acerca do futuro que os espera.
    Euália

    Liked by 3 people

  18. Manuel permalink
    2 Dezembro, 2018 18:35

    Excelente artigo!

    Liked by 3 people

  19. vccqa permalink
    5 Dezembro, 2018 22:26

    Finalmente querida Cristina – e pedindo-lhe desculpa pelo atrazo – cá venho eu deixar-lhe e aos leitores interessados (e não comunistas) os completos horrores que o pobre povo russo cristão e também arménio, sofreu no corpo e na alma durante o período tenebroso soviético/bolchevique de que lhe falei.

    Observe os corpos esqueléticos de crianças de quatro ou cinco anos ou nem isso, com as barrigas inchadíssimas pela fome extrema que passavam, filmadas em 1921.

    Veja as cabeças e caras disformes de homens após terem sido bàrbaramente torturados cuja legenda diz tudo sem necessiar de mais explicações: “All that is left of a person”.

    Veja corpos a serem transportados em carroças, vítimas da fome em 1921.

    Analise o pentagrama satânico 666.

    Veja escravos a puxarem carroças como cavalos e a serem conduzidos por um judeu fardado e com um chicote na mão.

    Veja quatro gravuras e nelas reproduzida a selvajaria como eram tratados os prisioneiros inocentes, incluíndo uma mulher a que lhe foi puxada a roupa da cintura para baixo, com guardas a torturá-la e simultâneamente a observar o sofrimento extremo que lhe causavam as torturas aplicadas.

    Veja como mataram cruelmente um homem: todo nu e segurado pelos pés e a enfiarem-lhe a cabeça num poço com água; após os facínoras se certificarem de que está morto é colocado numa padiola e atirado para cima de outros quatro desgraçados todos nus, que já tinham sido mortos pelo mesmo processo infra-humano.

    Veja dois homens pendurados por cordas presas ao tecto, numa crê-se que prisão, a serem violentamente torturados.

    Veja na mesma sala, crê-se que na mesma prisão, uma senhora bem vestida com chapéu e tudo(!), a levantar um pouco a saia (não fosse sujá-la com pingos de sangue no acto criminoso…) de pistola em punho a apontar para um desgraçado amarrado e que irá ser por ela assassinado; outros homens também amarrados e pendurados pelas mãos, já teriam sido assassinados (supõe-se que pela mesma senhora de pistola na mão) visto o sangue estar a escorrer-lhes pelo peito e costas abaixo, os mesmos que já teriam sido torturados por um guarda com um chicote na mão e a assistir ao espectáculo infernal junto de várias senhoras bem vestidas, todas de chapéu e com ar bem disposto… A pergunta que se põe é se estas megeras seriam as esposas de dirigentes bolcheviques? De certeza que sim, seguindo o lema dos maridos, caso contrário jamais teriam sido capazes de semelhante crueldade.

    Veja um grupo de mulheres nuas em frente de quatro oficiais, a serem interrogadas. Sobre o quê? A seguir terão sido violadas e assassinadas. Quem souber russo que decifre as legendas para se poder concluir que assim terá sido.

    Veja corpos de executados e espalhados pelo chão numa espécie de terraço ou quintal da CHEKA, onde jaz em primeiro plano e já morto, depois de torturado e assassinado, Ponomarenko.

    Veja um desgraçado pendurado por um único pé num tronco de árvore, a ser brutalmente torturado ao estarem a enfiar-lhe pelo anus um tubo de ferro em braza (o fogareiro está ao lado) e os guardas a rirem-se.

    Veja os judeus bolcheviques (é o que diz a legenda) a pilharem as colheitas e as sementes dos camponeses. Caso estes se recusassem entregá-las eram torturados e mortos. (Isto em Holodomor).

    Veja uma mulher cristã presa pelos pulsos e nua da cintura para baixo, a ser oferecida aos criminosos encarcerados, todos eles a gozarem com a cena. Estas mulheres depois de brutalmente torturadas e abusadas comiam “soîl” para se suicidarem.

    Veja uma mulher sentada numa espécie de balde, nua da cintura para baixo e com a blusa puxada para cima a destapar-lhe o peito, atada de pés e mãos e estas atadas atrás das costas e de um varão, também com uma corda atada à volta dos joelhos e outra corda à volta da cintura e atada ao mesmo varão… e os oficiais ou guardas a gozarem com os gritos da mulher.

    Os judeus do NKVD comandaram as execuções em massa e dirigiram os trabalhos forçados nos Gulags e nos campos de extermínio.

    Em Holodomor os homens eram executados com um tiro na nuca e outros (como na foto pode testemunhar-se pelo aspecto das costas de um deles) eram cruelmente queimados do pescoço à cintura e arrastados pelos cabelos.

    Veja os milhares de mortos espalhados pelo chão em vários locais e campos, assassinados por oficiais e guardas às ordens do déspota-mor.

    Cristina veja as primeiras imagens de homens executados estendidos lado a lado e de outros pendurados em estacas; noutras imagens vêem-se dezenas de mulheres nuas e pregadas pelas mãos em troncos na forma de cruzes; noutras ainda, homens enforcados e pendurados em troncos colocados para o efeito.

    E muito mais imagens existem como estas e muito piores. Mas fica esta pequena amostra que creio que chega.

    E Cristina não perca as primeiras imagens horrendas do deus MOLLOCH a que se submetem e adoram estes seres satânicos que governaram parte da Europa por mais de setenta terríveis anos, provocando para cima de 160 milhões de mortos. E os seus descendentes, se lhes surgisse a oportunidade, fariam exactamente o mesmo ou pior, já que a escola têm-na toda. É bom os povos europeus (e não só) estarem alerta antes que seja tarde demais.
    Maria

    THE ETHNIC-EUROREAN
    “BOLSHEVIKS DEMONIC METHODS OF HUMAN SLAUHTER”

    Liked by 1 person

Trackbacks

  1. Comunismo nunca mais! – PortugalGate

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: