Saltar para o conteúdo

o carteiro toca sempre duas vezes

3 Dezembro, 2018
by

A geringonça de António Costa, estusiasticamente reproduzida, em Espanha, por Pedro Sànchez, nasceu de um pecado capital incontornável: partidos democráticos que levam para governos europeus partidos de extrema-esquerda e comunistas, inimigos do modelo liberal de sociedade e da União Europeia. Ao tempo, a coisa foi apresentada como um acto de genialidade política de Costa, que, finalmente!, dera poder a quem tinha expressão popular sufragada em votos, mas que nunca tivera responsabilidades governativas. Ora, esta questão poderá voltar a colocar-se, já em Espanha, nos resultados das eleições da Andaluzia: por que não fazer um governo de coligação PP+C’s+Vox? Estes últimos afirmam-se nacionalistas? Mas não o afirma, também, o PCP? São contra «esta» União Europeia? Mas não é o que diz o Bloco? Querem o regresso da soberania nacional orçamentária? Não o reclamam, em uníssono, Bloco de Esquerda e Partido Comunista Português? São de extrema-direita? Mas não são, o Bloco, o PCP e o Podemos, de extrema-esquerda? Por conseguinte, que legitimidade democrática poderá existir, agora, para impedir que o Vox, ou, no futuro, outro Vox qualquer, sirva de muleta para governos chefiados por partidos democráticos? Pelo contrário, pela lógica que levou à geringonça de Costa, eles deverão ser saudados com entusiasmo por aceitarem as regras do jogo democrático de que anteriormente se afastavam.. O carteiro toca sempre duas vezes. Por vezes, os políticos esquecem-no.

201605_cartaz_8x3_exterior_campanha_basta_submissao

Anúncios
12 comentários leave one →
  1. 3 Dezembro, 2018 11:22

    Em Portugal chega tudo atrasado.
    A dita Extrema-Direita de que a escumalha bem instalada fala, está a crescer por todo o MUNDO!
    Já chegou e em força a Espanha, ontem, na Andaluzia. Viva a Andaluzia!
    Em França já toda a gente diz que a Marine Le Pen vai ganhar, não se sabe é quando.
    Etc., etc., etc..
    Em Portugal, atrasado agora por culpa da Esquerda que governa Portugal desde o 25 de Abril de 1974, porque lhe convém trazer o povo na ignorância para mais facilmente o controlar, só agora os nacionalistas começam a levantar a cabeça. A agitação no PSD, partido em que há Liberdade, é um sinal disso, porque alguns militantes começam a aperceber-se que é preciso cortar radicalmente com estes ciclos de alternância entre o Trabalho em prol de Portugal como o que foi levado a cabo pelo Passos Coelho e a mama do PS e quejandos que vem logo a seguir para se aproveitar do trabalho feito, destruindo todo o esforço feito.
    É preciso demarcação, assumir claramente um programa de que a Nação Portuguesa precisa. Frontalidade! Justiça para quem trabalha! Aceitação do estrangeiro só quando vier por bem (“seja bem-vindo quem vier por bem”, já cantava o Zeca Afonso).
    Haja esperança!
    Neste fim de ano em que a Luz deve vencer as trevas, é preciso que os portugueses amantes da sua terra e dos seus compatriotas, alinhados em partidos políticos ou não, se livrem de complexos e se unam por um Portugal livre da xungaria que o tem abandalhado.

    Liked by 2 people

  2. Velho do Restelo permalink
    3 Dezembro, 2018 11:47

    Com os sectores estratégicos da economia entregues a empresas estrangeiras, a cor da governação perde relevância! Um dia ainda vou votar no PCP só para ter tudo de volta !
    O Xi Xi Ping vem aos saldos, e se não se cuida, o Costa ainda lhe vende o que já é dele …

    Liked by 1 person

  3. procópio permalink
    3 Dezembro, 2018 11:58

    É preciso esclarecer duas posições distintas.
    A dos comunas que querem sair da UE porque lhes facilitaria a tomada do poder à custa de capitães copcons como fizeram no 25A. Eles promoviam-se a generais e os dinossauros tratavam-nos da saúde.
    Só não conseguiram porque….É uma longa história que não cabe aqui.

    Do outro lado, existem cidadãos conscientes do país a que pertencem, entendem o percurso que levou à UE, a urss de roupagens suaves, aspiram a uma verdadeira democracia, respeitam as tradições de um povo massacrado e intrujado sem cessar pelos merdias.
    Estão dispostos a sofrer as consequências da separação de um bloco económica que já foi poderoso e ludibriou os que pensavam que a árvore das patacas nunca mais acabava.
    A mudança passa pela denúncia dos que se têm enchido à custa da iniquidade e por uma separação nítida entre os dois grupos, já que o primeiro tentará por todos os meios sabotar o segundo.

    Curiosamente é no trio kosta, celinho, rio que a situação encalha. São os estabilizadores de consensos por interpostos oligarcas, alguns nem sabem ao certo onde fica o sítio. Lá para o oeste da europa…mais para o sul…há sim, sim, perto de África…É isso mesmo!
    São eles que mandam.
    Os três estão fora dos dois grupos, só lhes interessa o poder, um está a suicidar-se e ninguém vai ter pena, os outros dois fingem amizade para a vida. Entretanto a dicotomia esquerda/direita é o pano de fundo da farsa de actrizes de segundo plano, numa central de negócios em risco de falência acelerada, onde muitos animais têm lugar certo.

    Não tarda muito o carteiro virá à porta. Trará uma mensagem simples:
    “O mundo anda muito buliçoso. Preparem-se”

    Gostar

  4. Luis Lavoura permalink
    3 Dezembro, 2018 14:57

    Mas alguém nega a legitimidade democrática de o Vox fazer parte de um governo? Eu penso que ninguém nega tal legitimidade!

    Gostar

    • rui a. permalink*
      3 Dezembro, 2018 17:23

      Eles que o façam, e vai ver a gritaria…

      Gostar

      • Luis Lavoura permalink
        4 Dezembro, 2018 10:01

        Poderá haver gritaria por ser considerado inapropriado em termos políticos. Não por ser considerado ilegítimo em termos democráticos.

        Gostar

  5. Nuno permalink
    3 Dezembro, 2018 20:24

    A geringonça Grega já fez isso: SYRIZA+ANEL

    Gostar

    • Luis Lavoura permalink
      4 Dezembro, 2018 10:04

      Certo. E na Itália o poder está agora numa coligação que integra a direita anti-imigração. E na Áustria idem.

      Gostar

  6. A. R permalink
    3 Dezembro, 2018 23:18

    O populismo do PSOE está a gerar anticorpos: a ditadura andaluza chavista Podemos+PSOE pode cair com estrondo. O paraíso de mais de 40 anos da corrupção -Grinam+Chaves+muitos-, do controlo total da imprensa, das televisões, dos cargos, do enchufismo socialista, dos contratos a dedo, de 30% de desemprego crónico, pode desabar.

    Gostar

  7. A. R permalink
    3 Dezembro, 2018 23:23

    Castilha-la Mancha e Aragão -outras praças da extrema-esquerda- vão cair também

    Gostar

  8. Arlindo da Costa permalink
    4 Dezembro, 2018 04:15

    Honra lhe seja feita – o PCP é o único partido nacionalista e conservador que existe em Portugal.

    Gostar

    • Luis Lavoura permalink
      4 Dezembro, 2018 10:03

      É verdade.
      E muitas vezes foi também um dos poucos partidos que defendeu a liberdade democrática. Por exemplo quando outros partidos quiseram obrigar todos os partidos a desvendar os nomes dos seus militantes.

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: