Saltar para o conteúdo

Se fizer um décimo daquilo a que se propõe já será imenso…

3 Janeiro, 2019

 

Anúncios
11 comentários leave one →
  1. CASTANHEIRA permalink
    3 Janeiro, 2019 11:56

    Estas constatações podem fazer-se ipsis-verbis aqui em Portugal , onde os sucessivos governos indiscriminadamente gastaram , hipotecaram e continuam a fazê-lo , afim de garantirem rendas a politicos , banqueiros , algumas corporações proximas do poder e outros oligarcas ligados aos meadia. Tudo isto feito com aumento brutal de impostos sobre o povo e pedidos de emprestimos ao estranjeiro cujos juros escravizam os portugueses.
    Tudo isto feito por uma classe politica corrupta que nem se importa com o facto de o roubo atraves de impostos inconportaveis para manter os parasitas pode matar o hospedeiro (a economia que não pode crescer como deveria devido ao saque despudorado feito pelo estado em beneficio de apenas a oligarquia dominanta).

    Gostar

  2. Vitor permalink
    3 Janeiro, 2019 12:03

    Vale a pena ver até ao fim. Um diagnóstico perfeita da desgraça portuguesa. Tal como o Brasil do PT também o Portugal governado pela aliança social comunista capturou a vida de quem trabalha no setor privado. A última é a aprovação da lei que permite ao Estado apoderar-se das casas vazias. O saque da propriedade privada não se faz só através dos impostos crescentes mas também do roubo de casas particulares por parte das autarquias. Esta lei comunista vai ser aprovada hoje ou segunda pelo PS, BE e PCP.

    Gostar

  3. Vitor permalink
    3 Janeiro, 2019 12:21

    Quando a lei que permite a posse administrativa de casas vazias por parte das autarquias for aprovada, hoje ou segunda-feira, com os votos do PS, BE e PCP, vamos assistir a uma paragem no investimento no imobiliário. Esta será lei mais emblemática da construção do socialismo em curso. Trata-se de um dos maiores atentados à propriedade privada e que vem culminar outros ataques como o congelamento de rendas, o adicional ao IMI e a proibição dos despejos. Do Tribunal Constitucional não se espera nada. Do PR pouco mais há esperar.

    Gostar

    • Pedro permalink
      3 Janeiro, 2019 18:27

      Investimento imobiliário para manter as casas vazias ?

      Então é optimo acabar com esse tipo de investimento – parará a bolha imobiliária e fará as casas ficar a preços acessíveis para serem habitadas.

      Gostar

  4. Vitor permalink
    3 Janeiro, 2019 16:16

    Não tenho noção de como funciona no Brasil mas em Portugal qualquer programa político que proponha abertamente reduzir o peso das pensões na despesa publica está morto à nascença. A taxa de abstenção é extremamente mais reduzida nos beneficiários de reformas/pensões do que nos votantes de idades mais jovens.

    Gostar

    • Rogerio Alves permalink
      3 Janeiro, 2019 16:43

      Tem toda a razão: 20% abstenção nos >65 vs 60% nos <30 ou 35. O voto deveria ser pesado com a esperança de vida.

      Gostar

    • Pedro permalink
      3 Janeiro, 2019 18:31

      Sim, matar á fome os velhos que descontaram toda a vida para as suas pensões é o sonho húmido dos neoliberais.

      Ainda não perceberam porque os vossos chefes não podem dizer ao que andam ?

      Para alcançar os vossos objectivos têm de ir com muito cuidadinho, até para caçar os votos dos totós dos velhotes que vocês querem matar.

      Gostar

      • Vitor permalink
        3 Janeiro, 2019 19:26

        medidas como por exemplo uma reforma máxima. Por exemplo 3 vezes a remuneração de um português médio ou seja cerca de 2400 euros seriam “matar à fome” Pedro? Os “velhos” como lhes chama, com reformas muito inflacionadas em primeiro lugar nunca descontaram para fazer face aos 30-40 anos em que recebem essas reformas. Generais, politicos, banqueiros, Funcionarios publicos têm acesso a pensões acima deste valor quando o numero de horas que efetivamente trabalharam face a outros profissionais com reformas muito inferiores. Além do mais deixaram o país com uma dívida enorme para poder suportar não só os custos com salários inflacionados mas também com as suas pensões desemsuradas. Mas faz algum sentido um país que paga a muitos licenciados menos de 1000€ mês estar a pagar 2000 e 3mil, 4 mil ou mais euros de reformas?

        Gostar

  5. Arlindo da Costa permalink
    3 Janeiro, 2019 17:55

    Um país que desde o tempo do Estado Novo de Getúlio Vargas é um país estatista, esclavagista e anti-liberal, agora é que vai «liberalizar» com aquela turma de doidos varridos que nem um kilombo sabem gerir???? 🙂

    Gostar

  6. Pedro permalink
    3 Janeiro, 2019 18:35

    Estes liberais são o máximo quando tentam fazer passar os empresários , a classe dominante, por tristes vitimas perseguidas.

    Eu choro baba e ranho de cada vez que vejo notícias das sevícias que gajos como o Ricardo Salgado sofreram ás mãos dos “socialistas” .

    Isto é melhor que um filme dos Monty Pyton.

    Gostar

    • Perigoso Neoliberal permalink
      3 Janeiro, 2019 20:58

      Olhó momento National Geographic: dois trolls bostejam em sintonia sobre o mesmo post. Deve ser um ritual de acasalamento qualquer…

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: