Saltar para o conteúdo

Os meninos à roda da propaganda

18 Março, 2019

Sempre que uma nova causa nos é apresentada lá está ele: o jornalismo activista. (Obviamente também está Catarina Martins enquadrando a “nova luta” “num dia histórico” mas isso não é propriamente um assunto que valha a pena ser comentado, é mais o nosso fado.)  Em 2012 eram os tempos dos meninos da lágrima porque não havia dinheiro para bolachas, chorados em textos como “O menino que Gaspar não conhece”, publicado pelo Expresso em Novembro de 2012. Lembrei-me do “menino que Gaspar não conhece” quando esta semana li por essa imprensa fora os textos que noticiavam a dita greve climática, nomeadamente no mesmo Expresso uma espécie de panfleto intitulado “Trazem flores nos olhos para mudar o planeta“. Comecei a ler aquelas linhas que redimem José Jorge Letria daquela prosa em verso que levou muita gente a desistir do PREC e constatei que os meninos que não podiam comer bolachas em 2012 cresceram e agora querem salvar o planeta mesmo que para tal tenham de fechar fábricas, as de bolachas incluídas.

Anúncios
4 comentários leave one →
  1. ricardo permalink
    18 Março, 2019 10:46

    Os meninos agora já não comem bolachas, que têm açucar, glúten e cenas processadas.
    Agora é só sementes de papoila, stevia e algas, que os pápás estão a vigiar com câmaras e apps de localização.
    Também já não fazem gazeta – a greve é para salvar o planeta do “carbónio”, da carne de vaca, e das avós que lhes querem dar chocolates.

    Liked by 1 person

  2. Jornaleco permalink
    18 Março, 2019 11:12

    O abuso com os nossos menores é um crime. As fábricas de bolacha teriam que ser fechadas. Correcto. Assim corre pelo menos o pensamento desses cretinos do ambiente. A isso levaria a lógica perversa desses aderentes do culto da morte. E a RTP no passado a dar espaço caro (de borla?????) a esses cretinos, que não são pobres em dinheiro, mas muito em juízo e batem os recordes da decadência e os pais não os souberam educar.

    Quem se lembra de Trump?

    Um dia destes, Trump ou a equipa dele, republicou um Tweet de Patrick Moore, um co-fundador da Greenpeace, uma das organizações mais criminosas e estúpidas deste mundo. Eles encontravam-se debaixo de uma igreja, vejam lá. No início ou antes da fundação, esses cretinos. Contrariando o pensamento da vida e da alegria.

    Um dia no passado, Patrick Moore não quis ser mais um cretino, e começou a perceber o jogo diabólico.

    Um Tweet recente ou mais velho de Patrick Moore diz assim, citação:

    “The whole climate crisis is not only Fake News, it’s Fake Science. There is no climate crisis, there’s weather and climate all around the world, and in fact carbon dioxide is the main building block of all life.
    @foxandfriends Wow!” [Fim da citação.]

    Qual foi a reacção dos cabrões (o termo cabrão não é nenhuma ofensa, longe disso, não para esta organização altamente criminosa) da dita Greenpeace? É que eles, quando o Patrick os deixou e teceu duras críticas aos antigos colegas, começaram a adaptar as técnicas de Estaline. A fingir, que Patrick nunca ocupou um lugar de qualquer importância na mesma organização. Que cretinos!! E esconderam tudo e apagaram tudo, para ocultar este mesmo facto: Patrick Moore foi um co-fundador da Greenpeace, sem a mínima dúvida. Isto já foi uns anos atrás. E os antigos colegar a destruir tudo, que lembrasse ao Patrick.

    A Internet não esquece.

    A reacção da dita Greenpeace não deixou de esperar. Segundo a minha fonte, a resposta foi mais ou menos assim, citação:

    “Patrick Moore não foi co-fundador da Greenpeace. Ele não representa Greenpeace. Ele é um ‘Lobbyist’, e nenhuma fonte independente. As suas afirmações sobre @AOC, o #Green New Deal nada têm de haver com as nossas posições.” [Fim da citação.]

    A Internet não esquece e prova, que tudo o que os cretinos actuais da Greenpeace acabaram de dizer a Patrick Moore, é pura mentira.

    E para quem não saber o que é que o “#Green New Deal” iria significar para qualquer país: pobreza total. Seria mais barato comprar um Ferrari a todos elementos de qualquer país, seja bebé ou reformado, do que pôr esse plano diabólico socialista na prática. De-industrialização total. Fim a todas as fábricas, andar a pé, e assim.

    A oposição nos EUA só exige esse plano para países industrializados, que nunca foram comunistas. A eles o ambiente nada interessa, mas muito o comunismo e a destruição de todas as sociedades não-comunistas.

    É por isso também, que o Jerónimo do PCP merecia a prisão, até à morte.

    Trump chama com toda a razão e inteligência aos adeptos deste culto da morte do ambiente, idiotas.

    Num Tweet recente, Trump chama a atenção: “[…] the United States has gone to the top of all lists on the Environment.”

    Isto é perverso, não é?
    Trump protege o ser humano, contra a falsa acusação, de ele ter a culpa pelo putativo aquecimento global. Que assim nem sequer está provado, como os cretinos o querem dizer, porque eles falsificam muita coisa e nem deviam ter qualquer credibilidade. De ciência nada percebem. Nadinha!!

    Ao mesmo tempo Trump lidera todas as listas (importantes) sobre o ambiente. Trump é aquele que faz melhor ao ambiente.

    Em contraste: a líder comunista, traidora e burra Merkel, está prestes a destruir toda a indústria importante alemã, que cria toda a riqueza, para alimentar os nossos chulos socialistas, através de transferências da EU, em nome do ambiente, mas não (!) lidera as listas. Pelo contrário, cada vez o tão amado ambiente, está pior e pior: na Alemanha!!

    E o FdP do Macron quer seguir, arrogante e parvo como ele é, o caminho da Merkel, e não do inteligente Trump.

    Afinal, abusar as crianças e os menores, é muito bom, quando favorece os interesses do culto da morte, o dito socialismo e Estaline.

    Os Zorrinhos portugueses, que empregam familiares (ver nepotismo) também querem de-industrializar Portugal. Hahahahahahahahaaha. O “Zorro português” é contra e odeia Trump. Não querem energia barata, o mais barato possível. Não, ele agora tem que ser o mais caro possível, por causa de aqueles, que beijam o cu ao ambiente. Eles beijam o cu a todos aqueles, que lhes dêem dinheiro e não queiram pôr perguntas agudas, inteligentes, teimosas e muito inquietantes. Estes FdP são assim e não vão mudar.

    Liked by 1 person

  3. SRG permalink
    18 Março, 2019 17:53

    Isto é sem sombra de dúvida, a demagogia em todo o seu esplendor.

    Gostar

  4. Arlindo da Costa permalink
    18 Março, 2019 23:09

    Jornalismo activista, panfletário e nefasto para a sociedade é aquele que se pratica no Observador e noutros pasquins da direita socialista portuguesa. Isso sim, é mesmo asqueroso.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: