Saltar para o conteúdo

O “plano catástrofe anunciada” para tudo o que belisque a visão socialista do mundo

31 Março, 2019

O “plano catástrofe anunciada” para tudo o que belisque a visão socialista do mundo e a versão “plano ambicioso” para tudo o que a confirme é um dos traços da política portuguesa. Soube-se agora que nos estaleiros de Viana do Castelo estão a trabalhar 1.300 trabalhadores. A mão-de-obra da cidade já é insuficiente para as necessidades dos estaleiros. Recordo que em Dezembro de 2013, o plano catástrofe anunciada que então vigorava nas notícias relatava “Multidão contra a morte dos Estaleiros de Viana” (tal como agora é certo e sabido que a descida do preço dos passes vai diminuir 230 quilómetros de fila de automóveis em Lisboa era à época dado como absolutamente certo que os estaleiros uma vez privatizados iam morrer). Mário Soares, a deputada do PCP, Carla Cruz, Gabriela Canavilhas, Marisa Matias e Ana Gomes gritavam em Viana “A construção naval não pode morrer“. Ana Gomes como de costume acrescentava “Isto é gestão danosa, é contra o interesse nacional e europeu, e nós, os portugueses, não vamos ficar calados e quietos.” O que têm dizer agora aqueles que viram na privatização dos estaleiros a sua morte?

 

Anúncios
3 comentários leave one →
  1. Tiro ao Alvo permalink
    31 Março, 2019 19:14

    O Presidente da Câmara de Viana, que aparece nas suas imagens, foi um dos que andou desesperadamente a vender a ideia de que os Estaleiros iam ser arruinados. O que ele nunca disse é que tinha interesse em que os antigos Estaleiros de Viana continuassem, por que assim via a sua pensão de reforma ser melhorada, sem fazer nada. Espero que os vianenses lhe vejam a careca e o mandem para casa nas próximas eleições.
    Quem não se lembra daquela cena do homem ir entregar uma arregaçada de flores pela morte dos antigos estaleiros? De certeza que não foi ele que pagou a despesa: ele apresentou-se como presidente da Câmara e não como funcionário dos estaleiros.

    Liked by 1 person

  2. Jornaleco permalink
    31 Março, 2019 22:03

    Mais uma prenda do grande 25 de Abril de 1974. Empresas não podem fazer lucros. Ser malandro é bom. Roubar o dinheiro ao outro é bom. Quem está no sindicato a roubar a quem não está.

    Privatizar significa: o trabalho de um ano, tem que ter valido a pena ao fim do mesmo ano. Quem gastou mais do que recebeu para trás, o trabalho desse foi em vão, para as galinhas. Era melhor, ter estado parado e a beber café durante o ano inteiro.

    E os comunistas enganam sempre. Os socialistas na mesma. O Mário Soares não deixou muita riqueza? Donde veio ela? Do trabalho honesto não.

    Ana Gomes? Hahahahahhahahahahaah. Eu nunca obedeci a ela. Nunca.

    Liked by 1 person

  3. Castrol permalink
    1 Abril, 2019 10:24

    O Mário Soares tem uma boa desculpa para não vir a público retratar-se e pedir desculpa!

    Já quanto ao atual presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, socialista, é inadmissível o seu silêncio sobre a posição que tomou relativamente à privatização dos Estaleiros de Viana!
    Seguindo a estratégia do seu grande líder, ainda vai aparecer um destes dias a afirmar que sempre defendeu a privatização e que foi ele que salvou os estaleiros…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: