Saltar para o conteúdo

A propósito de Idai

10 Abril, 2019

 

  • Gabriel Mithá Ribeiro «Quem conhece a cidade da Beira, no centro de Moçambique, dificilmente ficará indiferente à quantidade de madeira exportada a partir do porto local. Sobretudo por causa da parceria com a China, e como outros países africanos, a floresta de Moçambique tem sido dizimada a um ritmo avassalador que não pode ser dissociável das alterações climáticas e demais desequilíbrios ambientais na região. Nisto os governantes locais têm seriíssimas responsabilidades e os custos das suas decisões implicam consequências pesadas a longo prazo para as populações que se começam a manifestar.»

 

Anúncios
27 comentários leave one →
  1. Daniel Ferreira permalink
    10 Abril, 2019 11:10

    então mas agora alterações climáticas é eufemismo para chineses? decidam-se

    Gostar

    • Velho do Restelo permalink
      10 Abril, 2019 11:32

      Também fiquei confuso. Estava para aqui a meditar se as alterações climáticas em África não eram mistificação, ou mesmo sendo deixam de ser quando há xinocas a sacar vantagem.
      Também cheguei a pensar que a Helena tinha sofrido uma regressão, um downgrade ou qualquer coisa do género, mas afinal o artigo foi escrito por outrem ela só o “pescou” para por os Blasfemos a blasfemar, e cá estamos … 🙂

      Gostar

      • 10 Abril, 2019 16:08

        Desflorestação é sinónimo de alterações climáticas?

        Gostar

      • Velho do Restelo permalink
        10 Abril, 2019 16:53

        Não, mas segundo o autor : “…não pode ser dissociável das alterações climáticas…”

        Gostar

      • 10 Abril, 2019 17:21

        Qual a origem dessas alterações climáticas? São produção do Homem? São cíclicas? O autor especificou?

        Gostar

      • 10 Abril, 2019 18:02

        Porque não lês o artigo ? És preguiçoso ? Se queres um criado, contrata-o.
        Se queres só conversa, fala aí com o jornaleco que esse está sempre pronto para a reinação 🙂

        Gostar

      • 11 Abril, 2019 09:47

        Deu para perceber que quando os argumentos te faltam, coiso…

        Gostar

      • Velho do Restelo permalink
        11 Abril, 2019 10:02

        Ahh pois queres argumentos! E tu tens alguns ou é só perguntas ?
        Diz só uma data e o post onde se possa ver um dos teus melhores argumentos!
        Ou será que também és coiso (de nascença) ?

        Gostar

  2. Luís Lavoura permalink
    10 Abril, 2019 11:47

    o controlo da variável demográfica é da responsabilidade direta de cada povo, em especial dos respetivos governantes

    Nenhuns governantes de nenhum país (enfim, a China será talvez uma exceção) conseguem controlar a variável demográfica. Só Estados muito ditatoriais e muito poderosos, tipo China, são capazes de obrigar as pessoas a terem filhos ou, pelo contrário, proibi-las de os ter. Julgo que o Mithá Ribeiro não é a favor de qualquer coisa dessas.

    Gostar

  3. Luís Lavoura permalink
    10 Abril, 2019 11:49

    Portugal também importa bastante madeira de África, sobretudo (creio) do Congo. Ali ao pé da Estrada Nacional 1 na zona de Avelãs do Caminho há uma empresa chamada Madeicentro onde se pode ver da estrada uns belíssimos troncos vindos de lá. Os portugueses também gostam muito de usar madeiras africanas nas suas casas.

    Gostar

    • Duarte de Aviz permalink
      10 Abril, 2019 16:14

      Não vejo o que é que está de errado em gostar de madeiras Africanas, ou de outra proveniência,ou que haja comércio dessa mercadoria.
      Por acaso conheço a empresa que refere e, para crédito deles, etá tudo à vista da estrada… Tanto quanto sei são gente honesta e trabalhadora. Construiram a empresa do zero, desde os finais dos anos 70 e são uma fonte de criação de riqueza local e para o país, pois exportam uma boa parte da sua produção.
      E por sinal… Embora o endereço postal seja de Avelãs de Caminho, o lugar pertençe a Sangalhos.

      Gostar

      • Os corruptos que se cuidem permalink
        11 Abril, 2019 13:58

        Sobretudo se o gosto está a ser cultivado por uma casta de ex-comunistas que já defenderam o uniforme maoísta e uma malga de arroz igual para todos.

        Gostar

  4. caampus permalink
    10 Abril, 2019 11:56

    Essa agora …! Eu a pensar que só o “fascista” Bolsonaro é que queria estragar a floresta á humanidade. Queres ver que os social comunistas da frelimo com os capital comunistas chineses andam nisto há muito tempo ???

    Gostar

  5. Velho do Restelo permalink
    10 Abril, 2019 13:01

    Com todo o respeito pelo GMR, mas mesmo não conhecendo Moçambique, tenho lido sobre o que aconteceu na Beira e atrevo-me a pensar que ele não referiu a questão fundamental : Se é verdade que a Beira se desenvolveu numa zona de aluvião (leito de cheia), que em alguns pontos está ao nível do mar, parece-me óbvio que as alterações climáticas só agravam seriamente um problema que já existia e sem solução fácil.
    Mudar uma cidade não é coisa fácil de propor a um país, sendo pobre pior um pouco!

    Gostar

  6. André Miguel permalink
    10 Abril, 2019 13:29

    Continua-se a não dizer o óbvio: os únicos edifícios que sobreviveram quase incólumes ao Idai são do tempo colonial! Ningué vê este pormenor?! Ciclones sempre existiram naquela região do globo, portanto a tragédia não se deve a alterações climáticas ou exploração abusiva de recursos, como agora escreve Mithá, deve-se simplesmente às incompetentes elites que desgovernam África há décadas.

    Liked by 3 people

    • Duarte de Aviz permalink
      10 Abril, 2019 16:00

      Na mouche!!!
      Nada a acrescentar.

      Gostar

    • Tiradentes permalink
      11 Abril, 2019 07:45

      Ora bem. Isso apenas foi um resumo. Toda a região de Sofala e Chimoio não tendo outros recursos (minerais) para além da floresta, foi devastada pelo neocolonialismo revolucionário marxista maoísta ( antes tinha sido pelo “Stalinista” que entretanto entrou em colapso ) com o apoio local das éleites governativas também elas marxianas. Esta é a história recente da região aliada ao completo abandono das infraestruturas, (desassoreamento, saneamento ordenamento mínimo do território) promovido pelo poder cleptocrata dos marxianos africanos , aliados a uma explosão demográfica que foi ocupando cada vez mais o leito de cheia da região por falta de opção sequer de vida por essa desgovernação do roubo. São nove os furacões que atingiram Moçambique no último século . Já houve dois mais fortes que este. Nada de novo portanto nas “alterações climáticas”, mas imenso nas condições físicas dos seus habitantes. Sobretudo naquela região central de Moçambique que “por azar” é a menos apoiante (sempre foi desde o tempo colonial) do frelimismo marxista que não perdoa (nenhum marxista pode perdoar) o facto daquela gente dar apoio à oposição (Renamo) e por isso, além de a explorar a abandonar na sua governação.

      Liked by 2 people

  7. Maria da Luz Moutinho permalink
    10 Abril, 2019 14:14

    Moçambique é um país onde a guerra civil…os atritos constantes … e a corrupção sempre estiveram na ordem do dia!
    Os pretos não se conseguem entender…a corrupção é uma mina armadilha!
    Moçambique deu largas à sua ambição …agora até já permitem a caça ás focas de uma maneira cruel …outra vez!
    Quem são os maiores consumidores desenfreados dos recursos do planeta …os EUA, a China e a Europa!
    Por ex: na Amazónia aos Indígenas pagam um Euro por cortar uma árvore! Em Moçambique se calhar pagam menos ainda!
    Não será o Idai para alguns que se lembraram de cozer a camada de ozono …mas as florestas …principalmente as tropicais, são importantes …isso são!
    Moçambique neste momento está a sofrer um efeito de Doppler … o efeito de ambulâaaanncia!
    Quando se cortam árvores …amputam-se as florestas … o homem é um aprendiz perante a Natureza …ela vinga-se!!
    O povo não tem senão uns inimigos perigosos…os seus governos…

    Gostar

    • Jornaleco permalink
      10 Abril, 2019 15:02

      @ Maria da Luz Moutinho

      Quem são os maiores consumidores desenfreados dos recursos do planeta?
      Os EUA, a China e a Europa?

      a. Se os outros consumirem menos, é porque são incompetentes ou malandros ou não sabem ou não querem saber.

      b. Quem é que lhe meteu isso na cabeça, que os EUA consomem demais?

      c. E depois? O que é que isso tem a ver com a floresta de Moçambique?

      d. Quem é que lhe meteu na cabeça, que não haja material suficiente para todos?

      Há fartura para todos. E você não consegue provar o contrário.

      e. Sabe onde não há fartura? Em relação aos carros eléctricos, que esses cabrões dessas religiões falsas e corruptas, querem obrigar a todos. São os mesmos, que dizem que não há fartura para todos. Mas no caso dos carros eléctricos dizem já não ser assim. São parvos e perversos.

      É ao contrário. Em muita coisa existe fartura. Mas não no caso do carro eléctrico. E petróleo? Há fartura.

      Gostar

    • Duarte de Aviz permalink
      10 Abril, 2019 15:59

      Arlindo,
      Podes tirar a saia… O efeito surpresa já passou… 😉

      Gostar

  8. Jornaleco permalink
    10 Abril, 2019 14:48

    Estes chineses são do pior que existe no mundo: comunistas e fascistas ao mesmo tempo.

    Quem com eles fazer negócios, que não se venha queixar mais tarde.

    Claro que os culpados vão negar a sua responsabilidade. Enchem os bolsos e os outros pagam a factura. Normal. Os comunistas e as putas socialistas são sempre assim.

    Quem conhece aquela ilha ENORME ao lado de, mesmo em frente de Moçambique, a leste? M(adagáscar). Essa ilha já provou no passado, o que uma política errada, que nada, nadinha tem de ver com o ambiente, como hoje, igualzinho, pode dar cabo da natureza. E sem indústria. Não venham culpabilizar a indústria. Não, não.

    Estes chineses comunistas são do pior que existe no mundo. Do pior.

    Só o capitalismo é que pode aqui ajudar.

    Mas os burros do coustume, não querem e não percebem. Burro é burro. E burro velho já não muda. Diz a ciência falsa do comunismo fascista.

    Liked by 1 person

  9. Jornaleco permalink
    10 Abril, 2019 15:24

    Em Berlim (Alemanha), o partido socialista (fascista) vendeu quinze (15) anos atrás muitos apartamentos por 400 (quatrocentos) milhões de euros. O estado não sabe governar bem.

    Esses apartamentos valem hoje: 7.000 (sete mil) milhões de euros.

    Devida à brutal imigração ilegal de bárbaros que estão cheio de ódio contra a cultura alemã e portuguesa, há falta de apartamentos por todo o lado.

    Agora, os mesmos, que nunca souberam governar falam abertamente de roubar (expropriar) (a)os donos.

    Os mesmos cabrões que agora querem roubar a propriedade ao cidadão, tornaram a construção de apartamentos muito, muito caros, nos últimos anos, sem qualquer necessidade.

    O único (!!!!) argumento é sempre: tudo em nome do cabrão do ambiente, que até hoje nunca se queixou.

    Os mesmos cabrões querem que o cidadão trabalhe mas impedem ao mesmo tempo que o cidadão possa fazer lucros. Quase impossível.

    A carroça anda à frente dos bois. Parabens. Assim é que é. E depois queixam-se da pobreza.

    Liked by 1 person

  10. MJRB permalink
    10 Abril, 2019 18:08

    Não por acaso já tinha reparado na ausência de um post levemente que fosse contra o regime político moçambicano a propósito da tragédia.

    Ora aí está: do eminente cientista do clima GMithá Ribeiro; mas está desculpado, porque não sabe, ainda hoje, que o Idai atingiu também a África do Sul, Malawi e Zimbabue, países (e áreas afectadas ou limítrofes) supostamente também com os pecados que aponta aos moçambicanos. Quem sabe, sem “o ritmo avassalador que dizima” aquela zona, o Idai teria só a intensidade de 20% ou passado ao lado da Beira e dos outros países. E se a madeira vendida fosse por exemplo para os EUA e não para a China, talvez a opinião do GMR não existisse.

    Estou expectante para verificar se ocorrerão mega-ciclones na Amazónia brasileira, essa sim já com desflorestações acentuadas desde há algum tempo e mais grave, desde há dias sob a autorização do jagunço-dos-coronéis para grandes empresas explorarem quantidades e zonas que quiserem. Para tanto, o primata presidente sugeriu que os habitantes (sobretudo os índios) “pensem bem, façam négócio p’rá venda di terra, né !?”. Por o que já se sabe, o outro-que-tal primata seu guru, padrinho político e anfitrião em Washington convenceu-o a uma mega-negociata de importadores americanos de madeira…brasileira.

    GMithá estará embevecido pelo outro grande cientista em Clima DTrump que garante o Clima sem graves alterações (“invenção dos chineses”…), e avisou há dois dias que quem viver perto de turbinas eólicas terá cancro !?

    Notícia de hoje, importante: cientistas revelaram fotos de um Buraco Negro no Universo !
    (Mas se o Trump decidir garantir que as fotos são fotomontagens…).

    Gostar

    • Jornaleco permalink
      10 Abril, 2019 18:37

      a. Eu não o compreendi. Qual a sua mensagem?

      b. Trump tem toda a razão, sim!!
      E se você não gostar, da decisão de Trump, nada percebeu.

      c. Não me venha dizer, que é cientista ou percebe algo da matéria.

      d. Você vive no Restelo?

      e. Os EUA lideram todas as listas ambientais. Sabia?

      f. A Alemanha não o consegue e beija o cu ao ambiente. Está muito longe, donde os EUA debaixo de Trump já estão. Sabia?

      Gostar

    • Jornaleco permalink
      10 Abril, 2019 18:53

      @ MJRB

      a. Em que nome é que anda aqui espalhar o seu veneno?
      b. Quem é que lhe infere esse ódio contra quem não partilha a sua opinião?

      c. É muito claro, que esses canalhas que beijam o cu ao ambiente, e querem constantemente aumentar os impostos para o ambiente poder limpar melhor o cu, proibir isto e aquilo e tudo o que é importante, FAVORECEM OS CABRÕES E FASCISTAS E COMUNISTAS chineses. É mais que lógico.

      Você presida de Trump para ver isso? A sério?

      Já há mais de 60 (sessenta) anos é assim, seu ignorante e incompetente.

      Era bom que o ambiente lhe desse uma bofetada não sei aonde.
      Democracias não foram feitas para pessoas como você.

      Ponhas-se andar para a China. Está à espera de quê?

      Gostar

      • MJRB permalink
        10 Abril, 2019 19:00

        Os discos pedidos terminaram às 18:59.
        Ligue amanhã.

        Gostar

  11. Arlindo da Costa permalink
    11 Abril, 2019 17:03

    O que a vossa amada China está fazendo em África é o que o Bolsonaro – em joint venture com o Trump – quer fazer na Amazónia. Espero que repudiem (também) os projectos do Pato Donald e do Zé Carioca…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: