Saltar para o conteúdo

Alterações climáticas: avizinham-se meses fatais

30 Abril, 2019

Os cientistas reunidos em Wau, Sudão do Sul, para a cimeira anual “Acabou o Inverno, e agora?” advertem para uma mudança acentuada do clima para os próximos 6 meses. Fenómenos incomuns, como semanas seguidas sem chuva, deverão motivar várias pessoas a nível internacional para a interrupção por alguns dias das suas actividades produtivas de forma a enfrentarem estas alterações em ambientes como praias, lagos e jardins, locais onde mulheres poderão usar vestuário proibido por Salazar como o biquíni ou modelos de saia acima do tornozelo. Piqueniques em espaços protegidos habitualmente sem visitantes aumentarão o nível de CO2 no ar, despontando um processo bioquímico que especialistas denominam por “fotossíntese” e que consiste em massivas libertações de oxigénio poluente, uma substância perigosa ausente em vácuo que é responsável, entre outros fenómenos, por processos de oxidação que resultam em ferrugem, um elemento tóxico que não deve ser consumido regularmente por humanos. O mercúrio subirá entre 6 a 12 milímetros, indicando subidas de temperatura na ordem dos 10 a 20 graus, podendo, nos casos extremos, atingir temperaturas superiores a 30º centígrados, acelerando a decomposição de espécies da fauna e da flora que pereceram perante a intempérie. A libertação de metano das fezes da fauna perecida em conjunção com esta decomposição permite que solos adquiram nutrientes necessários para o aparecimento de espécies parasitas como a videira, que, diz-se, permite a produção de vinho.

Portugal é dos países com maior consumo de vinho por habitante do planeta, um consumo muito superior ao de países mais desenvolvidos como o Iraque, Yemen ou Paquistão. Este fenómeno ambiental causado pelas alterações climáticas afectará, assim, países como Portugal de forma mais acentuada, podendo, inclusivamente, gerar situações epidémicas de vindimas.

Os cientistas recomendam, assim, campanhas universais para o combate ao consumo de vinho, sendo de esperar que a União Europeia lance, ainda este mês, pela mão do presidente da comissão Jean-Claude Juncker, as directivas comunitárias de restrição à produção de álcool.

Anúncios
11 comentários leave one →
  1. Velho do Restelo permalink
    30 Abril, 2019 09:26

    E quando a “famiglia” Cesar apresenta um projecto para melhorar o “ambiente” nos cemitérios de Lisboa,
    a assembleia municipal faz-lhe um manguito do Bordalo !
    Depois não se queixem que os cemitérios de Lisboa produzem muito metano …

    Liked by 1 person

  2. CASTANHEIRA permalink
    30 Abril, 2019 10:39

    Já O imperador romano Júlio César no ano 50 AC , lutava contra as alterações climaticas na sua campa da Germania ; Mesma a bíblia fala no celebre Diluvio que obrigou Noé a construir uma Arca para se proteger. AH AH

    Gostar

  3. André Silva permalink
    30 Abril, 2019 11:12

    Vitor Cunha é simplesmente GENIAL!
    Neste tipo de registo, ele e o Alberto Gonçalves são imbatíveis.

    Gostar

  4. licas permalink
    30 Abril, 2019 11:28

    Muito fixe, vitorcunha, mesmo muito fixe…

    Gostar

  5. 30 Abril, 2019 11:46

    Este é o texto de humor mais inteligente que já vi.

    Meus parabéns, Vítor Cunha,

    Gostar

  6. 30 Abril, 2019 12:52

    Combate ao consumo de vinho por Jean-Claude Junker? Acredito mais na ladainha das alterações climáticas do que nessa possibilidade…

    Gostar

  7. 30 Abril, 2019 13:23

    ahahahahaha

    Gostar

  8. tgy permalink
    30 Abril, 2019 14:31

    Não, não sou um saudoso de Salazar – nem tenho sequer idade para o ser, mas tenho saudades do tempo em que se pensava um bocadito antes de escrever. Por exemplo: “e lá fora como era?” É que regras sobre vestuário de praia existiam – e ainda existem . por todo o mundo – e na Europa democrática.
    Quanto ao anterior regime, talvez lembrar que há havia deputadas em Portugal – 1933 -15 anos antes das francesas terem direito de voto.

    Liked by 1 person

  9. Luís Lavoura permalink
    30 Abril, 2019 14:37

    Este post tem tanta graça!

    Gostar

  10. Arlindo da Costa permalink
    1 Maio, 2019 03:25

    Vocês brincam com o ambiente mas qualquer dia a vossa casa e os carros vão abaixo. Previnem-se enquanto em tempo. E não é com garrafas de aguardente velha…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: