Saltar para o conteúdo

Os milhões da igualdade de género

22 Agosto, 2019

A actual causa pela igualdade de género (IG) poderá ser neo-fascista, imbecilizar muito boa gente e servir de trampolim a feministas para posições de poder ou influência. Mas, de forma mais prosaica, é também uma indústria instalada para sacar dinheiro aos contribuintes em benefício dos seus propagandistas.

Vejamos:

De forma rápida (e por isso longe de ser exaustiva) são facilmente contabilizados 13 milhões de euros de projectos aprovados no Portugal 2020 que, de forma mais ou menos directa, têm por objectivo a promoção da IG. Tipicamente estas iniciativas têm taxas de apoio de 85%, o que significa que em cada 100€ gastos em fantochada, 85€ são retirados do bolso de contribuintes sem a sua autorização prévia.

Algumas das justificações aduzidas para aplicar estes 13 milhões de euros são coisas como  a “formação de públicos estratégicos”, a “melhoria das competências na área de igualdade de género”; “promover o associativismo e mobilização jovem pela IG”; “participar na transformação da sociedade”; “contribuir para uma Europa mais inteligente”; “celebração de identidades LGBT” ou a “produção do primeiro guião de boas práticas na temática da IG”.

Usam-se também descrições originais com utilização de caracteres próprios de lobotomizados como o “@”: “capacitação de técnic@s de intervenção”; “sensibilização de estudantes universitári@s”; “angariação de voluntári@s”.

Há quem se proponha realizar a “promoção da IG através das artes com crianças e jovens”, o que só por si levanta algumas questões pouco agradáveis de cogitar…

Alguns promotores curiosos são uma associação de municípios com um programa “pelas vítimas de desigualdade de género”, uma associação de “mães e pais” pela “liberdade de identidade de género” ou uma associação de proprietários de uma urbanização que quer “despoletar alterações cognitivas e comportamentais” relativas à temática da IG.

Mas nesta campanha também se encontram diversas Caritas Diocesanas, Santas Casas da Misericórdia e outros Centros de inspiração cristã.

Enfim, de tudo um pouco e quanto mais pateta fôr a amalgama de objectivos e instituições, melhor.

Uma das mais conhecidas do público que se dedica à área da IG é a UMAR-União de Mulheres Alternativa e Resposta. De 2016 até hoje já recebeu mais de 250.000€ de dinheiro dos contribuintes para os seus projectos.

Outra, a MDM – Movimento Democrático de Mulheres tem dezenas de dirigentes e titulares dos seus órgãos sociais que são membros do PCP/CDU e exercem (ou exerceram) funções como deputadas à Assembleia da República, presidentes e vereadoras de Câmaras Municipais, deputadas municipais, dirigentes da CGTP. Funciona, portanto, como se tratasse do grupo das mulheres comunistas do partido.

O MDM é solidário com mulheres venezuelanas e apelou em Maio deste ano à intervenção do Governo de António Costa para desbloquear 1.547.322.175,89 dólares retidos no Novo Banco pertencentes à “República Bolivariana da Venezuela”.

Mas o MDM também é solidário com os membros do seu próprio Conselho Nacional. Uma técnica  da  Câmara  Municipal  de  Santiago  do  Cacém e eleita  na  Assembleia  Municipal  do  Seixal pelo PCP/CDU, naturalmente, foi contratada em 2018 pela Associação em regime de adjudicação directa por 1.400€/mês para execução de serviços de apoio. De igual modo, esta mesma militante do PCP/CDU beneficiou adicionalmente, entre 2017 e 2018, de dois contratos públicos no valor de 61.200€ adjudicados pela ex-atriz e deputada agora presidente da Câmara Municipal de Almada (ex “feudo” comunista), para prestação de “serviços relacionados com a administração pública, a defesa e a segurança social”.

Já a AKTO – Associação para a Promoção dos Direitos Humanos e Democracia foi constituída em Junho de 2015 por duas familiares (suponho que irmãs, dado os mesmos apelidos) e logo em Setembro de 2016 sacou ao Portugal 2020 68.500€ de subsídios e em Outubro de 2017 mais 48.500€. Passados dois meses, em Janeiro de 2018, mais 130.000€ de dinheiro dos contribuintes foi desviado para a Akto. Sem surpresa, pelo menos uma das duas fundadoras da instituição foi candidata pelas listas do Bloco de Esquerda nas últimas eleições legislativas.

E é assim que se fazem as coisas.

São centenas de projectos e iniciativas do género do género e o que está descrito acima apenas uma gota de água no oceano.

Tudo, aparentemente, regular e legal. Quanto à ética e moral, cada um fará a avaliação consoante os padrões por que rege a sua vida.

As causas da igualdade de género e do feminismo de hoje são urbanas, elitistas, podres e cheiram mal.

E desiguais, diga-se, pois percorrendo a muito longa lista de projectos apenas detectei um único cuja preferência do beneficiário incide no género masculino, menos representado. Poderá eventualmente escapar a ser considerado masculinidade tóxica apenas pelo facto de se tratar de uma tarefa para vendedor em loja de produtos agrícolas na Charneca Ribatejana.

*

Nota: todos os dados referidos podem ser consultados em fontes públicas de acesso gratuito e irrestrito, à distância de um click na internet.

Vaca-Boi

 

 

 

 

Anúncios
11 comentários leave one →
  1. Expatriado permalink
    22 Agosto, 2019 17:16

    Que tal as gentes desse “clube” se converterem à “religião da paz” e irem às reuniões das sextas-feiras ali para os lados da Praça de Espanha?

    Liked by 1 person

  2. Artista português permalink
    22 Agosto, 2019 18:14

    Estas vacas do BE poderiam ser tidas por muito atrevida;, mas não! O que elas têm a mais é estarem bem sintonizadas com a IG. Terão frequentado algum destes programas financiados pelo dinheiro dos nossos impostos?

    Liked by 1 person

  3. JgMenos permalink
    22 Agosto, 2019 18:38

    A matilha esquerdalha alimenta-se destas merdas e cria as modas convenientes – que aproveitam a todas as demais instituições profissionalizadas em parasitar o contribuinte.
    Um puteiro progressista sob o rótulo de ‘interesse público’.

    Liked by 1 person

  4. maria permalink
    22 Agosto, 2019 19:16

    O saque vai continuar.

    Liked by 1 person

  5. 22 Agosto, 2019 19:27

    “As causas da igualdade de género e do feminismo de hoje são urbanas, elitistas, podres e cheiram mal”

    Hoje ? Mas houve alguma altura em que não foi assim ?

    Liked by 1 person

  6. gato permalink
    22 Agosto, 2019 20:23

    Excelente foto.
    E para complemento, segundo um dos bons blogs:
    Radical chic: Um departamento da esquerdalhada, a que faltam as ganas para ser radical e a patine para ser chique.

    Liked by 1 person

  7. Carlos Rosa permalink
    22 Agosto, 2019 20:24

    Sugiro aos donos do “BLASFÉMIAS” que abram sucursais em todas as capitais de distrito.
    Estou a sério.
    Por esse país fora é um fartar vilanagem de caciques locais e aldrabões de toda a variedade.
    Muitos presidentes de Câmara são aprendizes do Costa.
    Em véspera de eleições gastam mais uns milhões que lhes pusemos à disposição.
    Os munícipes, em geral idosos, coitados, assistem a obras muitas vezes mal feitas e que lhes afetam as próprias casas. Encolhem os ombros, estão cansados, não podem reagir.
    Dêem voz aos anónimos para denunciar os atropelos e as falcatruas.

    Liked by 1 person

  8. Miguel Santos permalink
    22 Agosto, 2019 20:57

    Usar o carater @ nestes temas adequa-se perfeitamente. Basta pensar que o nome do carater é arroba, por isso a “causa” até podia ter o email: ig@contribuintes.pt

    Gostar

  9. hajapachorra permalink
    22 Agosto, 2019 23:19

    Haha, serviço público. A vaca por cima a ver se voa.

    Gostar

  10. Jorge MRA permalink
    23 Agosto, 2019 22:00

    O pior disto tudo é que isto está para durar pois o tuga está anestesiado com cerveja, futebol e festivais. Aos poucos as ideologias de esquerda e seus comissários infiltram-se no estado e depois vamos ter de prestar vassalagem a tais criaturas. É a vida em tugalândia!!!!

    Liked by 1 person

  11. 24 Agosto, 2019 09:14

    A solução é a Revolta Nacional, entrar no Parlamento silenciador e daí os medi deixam de puder evitar toda a nossa comunicação!!!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: