Saltar para o conteúdo

a golpada

29 Agosto, 2019
by

15662996484418A gravidade da golpada de Boris Johnson de suspender o parlamento inglês não está no facto de assim precipitar uma saída desordenada do Reino Unido da União Europeia, até porque os ingleses saberão o que lhe fazer se não gostarem das consequências dessa decisão, mas na subversão de um sistema de governo  que perdura desde 1688.

Na verdade, desde a Revolução Gloriosa que a legitimidade do poder político inglês reside no parlamento, que indigita, mantém, substitui e fiscaliza o governo, obrigando o poder executivo a agir dentro de limites impostos pelo common law, que, juntamente com a legitimidade democrática das câmaras parlamentares, representa o primado do direito sobre a força. São esses os dois alicerces fundamentais do rule of law, que fazem desse país aquilo a que chamaríamos, na Europa Continental, um «Estado de Direito» desde os finais do século XVII. Provavelmente, o mais antigo do mundo.

Ora, a golpada de Johnson, vinda do executivo e tendo como consequência a impossibilidade das câmaras parlamentares continuarem a fiscalizar a actuação do governo na questão do Brexit, subverte essa antiga ordem constitucional e, em seu lugar, coloca o executivo a tutelar e a controlar a instituição política onde reside a soberania nacional.

A saída disto só poderá ser, por conseguinte, a demissão de Johnson e o seu definitivo afastamento da política. Porque, se ele julga que a animosidade dos ingleses à União Europeia lhe permitirá pisar regras estruturantes da mais velha democracia do mundo, está muito enganado.

54 comentários leave one →
  1. Weltenbummler permalink
    29 Agosto, 2019 10:23

    o gajo ainda é melhor que o monhé
    que o microcon, psoe e 5 estrelas

    Gostar

  2. 29 Agosto, 2019 10:36

    Olhe que não Rui A. … Olhe que não! O Brexit desordenado não vai ter as consequências que Bruxelas quer fazer crer, mas em muito, precisamente o contrário. Por isso Bruxelas teme violentamente Boris Johnson.

    Liked by 4 people

    • Venderam Portugal permalink
      29 Agosto, 2019 14:43

      O Rui A pensa, escreve e fala pelo filtro do avental e o avental tem muitas lojas precisamente para poder controlar tudo. Podem ir falando umas lojas contra as outras e darem-se, com isso, ares de independência, mas quando estala o chicote a reunir os aventalados obedecem. Foi isso que juraram, em segredo, contra tudo e contra todos.

      Liked by 3 people

      • Luis permalink
        29 Agosto, 2019 18:42

        Tretas. Desculpe mas não sabe do que fala. Parte do Avental quer sair da União e sonha com um Quinto Império que estava preparidinho nos sonhos húmidos de muitos aventaleiros caso o Lula tivesse vencido as eleições. A conversa da livre circulação com a CPLP não é inocente sabia? Quando isto chegar aos ouvidos da França e da Alemanha, que andamos a abrir fronteiras e que Portugal é uma porta giratória de entrada na Europa de gente vinda da CPLP vamos ter sérios problemas diplomáticos.

        Liked by 1 person

      • ven permalink
        31 Agosto, 2019 18:15

        Sei e respondi, mas o Rui A censorou vários comentários, com ligações. Talvez o melhor seja falarmos cara-a-cara. Eu estou disponível.

        Gostar

  3. Buiça permalink
    29 Agosto, 2019 10:39

    Que disparate, todos os anos há um intervalo decretado entre sessoes legislativas, o deste ano é apenas ligeiramente mais longo que o habitual (1 mês) o que é perfeitamente razoável dado que a sessão legislativa se prolonga há bem mais de 1 ano. Talvez estrague alguns planos de “remoaners” conspirativos que insistem em tentar deturpar no parlamento a única vontade clara que saiu do referendo: o povo quer saír da UE.
    O espectáculo degradante e de extrema hipocrisia de uma PM contra o Brexit passar anos a minar o processo enquanto todos os dias declarava estar a cumpri-lo, ou de um parlamento (onde todos os partidos juraram respeitar os resultados do referendo) que em dezenas e dezenas de votações não conseguiu esclarecer absolutamente nada sobre o que quer ou nao quer a respeito do brexit, tudo isto algum dia tem de acabar. Boris propõe isso, parar de borregar e saír da UE.
    Ninguém votou em com acordo ou sem acordo, com backstop ou sem backstop, ou nas outras mil falsas questões que o parlamento insiste em debater sem chegar a conclusao alguma.

    Liked by 6 people

    • 29 Agosto, 2019 10:51

      Strongly agree!

      Liked by 1 person

      • Carlos Rosa permalink
        29 Agosto, 2019 12:49

        Idem!

        Liked by 1 person

      • 29 Agosto, 2019 20:09

        Idem, idem, aspas, aspas. A treta da democracia é que se lixa e prova que a soberania de um povo é muito mais que isso.
        O Boris sempre foi o meu bacano de eleição e continua a ser.

        E nem é pela política- é pelo sentido de humor, misturado com erudição e politicamente correcto.
        E ainda lhe sobra charme para conseguir acordos com bofetada de luva branca, enquanto outros não conseguem mesmo colocando-se a quatro.

        Liked by 3 people

  4. Rocco permalink
    29 Agosto, 2019 11:09

    O Brexit desordenado só assusta os burrocratas da UE… Ahahahah

    Liked by 2 people

    • Luis permalink
      29 Agosto, 2019 18:38

      Tretas. Isto é mau para todos. Vai afectar negativamente regiões turísticas do Sul da Europa, como o Algarve, Andaluzia, Catalunha ou as ilhas gregas. Países que exportam bastante para o Reino Unido, como a Holanda, Dinamarca, Alemanha ou França. Existe o risco do regresso da instabilidade à Irlanda do Norte, muita gente já se esqueceu do que se passava por lá antes do acordo de Paz. Poderá ocorrer um novo referendo na Escócia com resultado imprevisível. A queda da libra afecta negativamente a indústria, pois pagam mais para importar as matérias-primas. A lista de problemas é extensa para ambas as partes. Isto não é bom para ninguém.

      Gostar

      • 30 Agosto, 2019 01:29

        Luis isso são tudo tretas, vê-se que comeu o “pastel de bruxelas” e acredita que sabia mal porque lhe disseram. UK tem o Commonwealth, tem acordo com Portugal, vai ter com o mais eficaz país do mundo: os USA de Trump. Simplesmente podem legislar livremente, continuar a usar a Libra em seu favor sem ties attached e travar as importações de quem quiserem conter politicamente ou comercialmente. Desenganem-se o Império Britânico existe e pode voltar a ser muito mais do que é. Nós nada temos a perder eles ganharam mais continuaram a vir como turistas e como investidores. A Irlanda nada teme, aliás porque está na posição de free raid no competição fiscal como nunca ninguém mais fez da decantada CE. O terrorismo Irlandês é uma faca de dois gumes, mas desta vez o cabo da faca está em Londres. A Escócia perante a separação será só bravata, essa bravata tem 1000 anos e assim continuará. A queda da Libra se acontecer é mera especulação e eles tem dinheiro próprio para a conter, mas não são burros e socos como os Alemães para quererem uma moeda demasiado forte e superavits continuados que sufocam o desenvolvimento. A Lista de Problemas é extensíssima para Bruxelas, apenas e só. Perda de poder desintegração da mentira que é o melhor dos mundos e das soluções, serão apenas os primeiros, depois virá Visegrado, etc.

        Liked by 2 people

    • 29 Agosto, 2019 20:09

      ahahahahaha

      Liked by 1 person

    • 29 Agosto, 2019 22:49

      Queria dizer e politicamente incorrecto, como é óbvio.

      Liked by 1 person

  5. JgMenos permalink
    29 Agosto, 2019 11:11

    Tudo é exemplo de uma democraacia em crise:
    – uma adesão à UE reticente ou falsa
    – um referendo de mentiras e cretinices imperiais
    – uma saída que quer assegurar a destruição da UE
    – uma encenação que quer completar todo o quadro
    Tudo conforme à posição da esquerdalhada que quer o Brexit e o fim da UE.

    Que vão lamber as botas ao Trump…

    Gostar

  6. 29 Agosto, 2019 11:40

    se o parlamento nem coisa nem sai de cima, ao Boris , para cumprir o que o povo ordenou, só lhe resta por-lhe uma chucha até finalizar o processo. suponho que o parlamento lamenta perder umas prateleiras douradas lá prá Bruxelas pagas por nós, temos pena, ´o desemprego toca a todos.

    Liked by 3 people

  7. Andre Miguel permalink
    29 Agosto, 2019 11:44

    A ler José Mendonça da Cruz no Corta-Fitas:

    https://corta-fitas.blogs.sapo.pt/o-esforco-inglorio-dos-nossos-fake-6813289

    Liked by 2 people

  8. JPT permalink
    29 Agosto, 2019 12:52

    Como se diz por lá, o truque do PM “it’s just not cricket”. Ainda assim, este post parece-me uma reacção francamente exagerada (afinal, continua a haver tempo para o parlamento derrubar o governo e/ou impedir o Brexit desordenado, se conseguir). Em especial no dia em que se assiste à aprovação presidencial de um segundo governo Conte, em que a coligação de direita, que ganhou as eleições do ano passado, com 32% é substituída pela coligação de esquerda, que perdeu as eleições do ano passado, com 22%, mantendo-se o PM e o 5 Estrelas (que, pelos vistos, dançam com todos). Tudo para gáudio do Salvini, que vai poder fazer o papel de Calimero “vítima do sistema” e ganhar uma maioria absoluta próximas eleições. PS: são giras, estas as pessoas que se dizem defensoras das decisões dos eleitores, mas são absolutamente contra um referendo confirmatório do Brexit.

    Liked by 2 people

    • Venderam Portugal permalink
      29 Agosto, 2019 14:56

      “Referendo confirmatório do Brexit”… ahahahah. Confirmatório porquê? o outro não valeu? Tinha de dar outo resultado? Podia dar qualquer resultado desde que desse “remain”. Assim como o “sorteio” do boi ivo rosa que deu três vezes erro até dar ivo rosa. Assim como o porco “poucochinho” costa que achou que o resultado das eleições precisava de ser corrigido? Se o ps ganhasse e o psd e o cds juntos tivessem maioria, nas palavras do porco teria de ser o ps a governar (vai ver ao youtube!), mas quando aconteceu o contrário já o ps podia com os outros comunas assaltar o poder. Podia dar qualquer resultado desde que o ps ficasse com a chave do cofre dos impostos para roubar.
      Ahahahah, gatunos!.
      Agoram que roubaram as eleições e roubaram o psd, metendo lá o fantoche bilderberguiano rui rio, roubem os resultados para a comunada ter dois terços e metam na constituição que os referendos quando derem resultados não previstos são à melhor de três (como os putos fazem).
      Já aconteceu com o do aborto e agora queriam o mesmo com o da regionalização. Com o do aborto nem aconteceu isso, 1 a 1 e vale o que se quer e não se pode voltar a falar nisso.

      Liked by 2 people

  9. Maria da Luz Moutinho permalink
    29 Agosto, 2019 14:54

    A descontinuidade da Democracia…
    lembra-me alguém há uns anos com a sugestão, ideia irónica de uma pessoa líder de um partido da oposição MFL de que se para se tomar medidas necessárias para salvar o país , era preciso interromper a democracia por 6 meses…

    Ora, não deixa de ser irónico assistir agora em uníssono neste país a interrupção da democracia …será que foi por esse motivo que o Boris pensou? Será o salvador do reino Unido?
    Um decisão esmagadora que asfixia completamente qualquer veleidade da sociedade… e o povo vive tempos de Shakespeare não vai dar para o povo poder respirar de alívio!!
    Só um povo estranhamente burocrático é capaz de aceitar esta interrupção não sendo capaz de se empenhar para isto!!

    E já agora, faço esta pergunta: estando há tão pouco tempo no poder já está de “Cavalo Cansado” de que não se trata de uma descontinuidade da democracia… o mais verdadeiro … se o objectivo era descontinuar o Brexit sem ou com acordo? Estes partidos estão todos partidos… e ou diluir o debate?

    O Rei vai nu e a Rainha também!!

    Gostar

  10. Luis permalink
    29 Agosto, 2019 18:34

    Este procedimento é normal nesta altura do ano. O que está em causa é a duração, 5 semanas, em vez de 1 ou 2. De qualquer das formas os deputados já tiverem inúmeras oportunidades para votar o acordo existente ou alternativas como a permanência temporária no Espaço Económico Europeu, do qual fazem parte também a Noruega ou a Islândia (e a Suíça tem acesso como se fosse um membro), e desperdiçaram todas as oportunidades. É óbvio que uma saída desorganizada é terrível para toda a gente. O ideal seria um acordo de acesso ao mercado único como tem a Suíça, mas isso para já permanece uma miragem. Não haverá maioria no Parlamento para tal pois o grupo ERG, que congrega mais de 10% dos deputados conservadores, e o DUP, dificilmente aceitarão um acordo, seja ele qual for. Os Liberais só aceitarão acordo com novo referendo e o Labour não sabe o que quer. A não ser que haja uma reviravolta de última hora, tudo se encaminha para uma saída sem acordo, seguida de recessão, eleições com resultado altamente imprevisível, e na pior das hipóteses, um novo referendo na Escócia também de resultados imprevisíveis e outro na Irlanda do Norte. Tudo isto é trágico para Portugal. O Reino Unido é o mercado do Norte que mais turistas envia para o nosso país, é fiel e não há alternativa. Os nossos vinhos, frutas e exportações em geral não terão qualquer hipótese quando competirem em pé de igualdade com vinhos chilenos ou frutas da Califórnia. O Algarve e a Madeira irão sobre certamente uma crise local grave.

    Gostar

    • JPT permalink
      29 Agosto, 2019 19:35

      Um desperdício neste manicómio, essa análise. Faltou incluir o pior de tudo (ou não): o regresso de uma “hard border” entre os seis condados da Irlanda do Norte e o resto da Ilha, também de resultados imprevisíveis, mas que podem ir do regresso do terrorismo nacionalista, àquele que me parece mais provável, que é um número suficiente de protestantes votar com a carteira (como fizeram no referendo do Brexit) e constituir-se uma maioria favorável à unificação da Irlanda.

      Gostar

  11. Mario Figueiredo permalink
    29 Agosto, 2019 20:34

    Ler o Rui A. a chamar de golpada e a acusar de ilegal a acção do Boris — ainda por cima depois de a Rainha ter aprovado — é de fartar de rir. Depois ameaça o homem com o povo que maioritariamente o apoia e exige a sua demissão. Até onde a neo-tontice globalista vai.

    O que nos faz falta é um Boris nosso. Porque tomates na politica portuguesa só em número ímpar.

    Liked by 4 people

    • Luis permalink
      29 Agosto, 2019 21:10

      O Boris ganha uas eleiçõoes. A rejeição ao Corbyn é muito forte e os votos estão a passar para os Liberais e os Verdes. O Boris só perderia as eleições se o Corbyn abandonasse a liderança do partido para esta ser assumida por alguém ao Centro que estivesse disposto a fazer uma aliança eleitoral com os Liberais-Democratas. Duvido que o Corbyn esteja disposto a isso.

      Liked by 2 people

      • 30 Agosto, 2019 12:31

        Por isso é que dantes até se dizia que o Corbyn era uma criação dos conservadores infiltrados nos trabalhistas

        😛

        Liked by 1 person

    • 29 Agosto, 2019 22:52

      Pode crer. Ao tempo que penso isso.
      E gosto do Boris desde mayor, desde o primeiro mandato.

      Liked by 1 person

  12. JCA permalink
    29 Agosto, 2019 21:41


    Ora no Outono parece-me que é ´”vira o disco e toca o mesmo”, mas para bem pior,
    .
    THE DECAY AND DECLINE OF THE WHOLE CAPITALIST SYSTEM
    https://goldswitzerland.com/the-decay-and-decline-of-the-whole-capitalist-system/
    .
    É o principal tema desta campanha eleitoral (que soluções apresentam para este tsunami economico e financeiro ? Ou no pasa nada ? Ou vender em campanha gato por lebre e depois é só desculpas, pretextos, os habituais não sabiammos e outras fake news ?)
    .
    É que convinha a campanha leitoral de todos os Partidos assumirem a realidade e deixarem-se de fantasias. A Democracia agradeceria, salvo se a ideia é abrir a autoestrada para os extremismos e totaliraismos avançarem em Portugal.
    .
    Penso eu de que.
    .

    Gostar

    • Venderam Portugal permalink
      30 Agosto, 2019 16:48

      No fim da II Guerra Mundial os EUA andaram a imprimir dinheiro do nada para se reconstruir a Europa, plano Marshall e afins. Isso destrói a moeda.
      Entretanto o de Gaulle (tinha de ser um francês!), cujo papel na guerra foi garantir que no fim o poder não lhe escapava, quis aproveitar-se disso e quebrar os EUA dizendo ir buscar o ouro, que garantia já só uma parte pequena dos dólares que havia. O Nixon abandonou o padrão ouro para se salvaguardar e desde aí temos notas de monopólio como moeda do mundo (Portugal mantinha-se no padrão ouro ainda nos anos 80).

      Gostar

      • Luis permalink
        30 Agosto, 2019 17:24

        As famílias portuguesas andam a vender-se há décadas para pagar créditos e boa vida. Em 2012 saíram milhões de Portugal em ouro para derreter, as famílias andavam a vender para pagar dívidas de cartões de crédito e afins. Agora vendem as quintas e herdades a espanhóis, e as casas, prédios quarteirões a fundo estrangeiros. Lentamente, vão derretendo o património acumulado por vezes ao longo de séculos. Então e os recheios de casas antigas que têm saído do país, vendidos em leilões de arte? Anda tudo a derreter para pagar as viagens, roupas de marca, festivais de música. O Estado em vez de dar o exemplo, ainda vai incentivando a sangria. Muitas pequenas e médias empresas, quando os velhos donos morrem, e acabam nas mãos dos filhos, são espatifadas em três tempos, ver por exemplo o que aconteceu à Gant em Portugal. É a geração melhor preparada de sempre a funcionar…

        Gostar

      • Venderam Portugal permalink
        30 Agosto, 2019 17:57

        O estado incentivou tudo isso e ainda teve o descaramento de dizer que a dívida privada era maior do que a pública, escondendo que dentro da dívida do “privado” incluíam a dívida daquilo a que chamam sector empresarial do estado, que inclui aquilo em que o estado mexe, desde grande até às empresas municipais e que se se retirasse essa parcela a dívida do estado já era muito maior e mais ainda seria se, tal como deve ser, se adicionasse essa parcela à dívida do estado.
        .
        Muita gente quis viver à grande, sem pensar que era preciso trabalhar e foi na cantiga dos tagarelas corruptos, vendedores de facilidades, mas o estado só fez isso para poder, com todos distraídos, roubar em grande. E hoje continuam. Parques eólicos que são todos de pulhíticos, jornalistas e profes do IST e de grandes empresas estrangeiras e a conta da luz é “compre um e pague mais de dois”. E quem apregoa as aldrabices do co2? o estado. Onde? na escola que é cada vez pior e mais estatal. Quanto nos roubam na energia? Como se desenvolve um país com energia sempre mais cara do que a dos seus concorrentes?
        .
        Já agora, quem tiver acesso que investigue a venda que o Sócrates fez do gás natural no mar do Algarve. Da Marinha garantem-me que é ao nível do que fazem os corruptos dos governantes de países do terceiro mundo. Investiguem.
        .
        Já agora investiguem este:

        https://portadaloja.blogspot.com/2019/07/regras-de-sensatez-na-etica-precisam-se.html
        .
        e o resultado da negociação de que foi incumbido com a PSA para o Porto de Sines (diz-se assim, o triplo por menos do dobro).

        Gostar

  13. A. R permalink
    29 Agosto, 2019 22:15

    O lamentável foi o governo britânico rejeitar os resultados do referendo: um verdadeiro atentado à democracia, um desprezo pela decisão do Povo, uma ofensa inqualificável. São indignos de sentar o rabo no parlamento: traidores e vendidos. Um novo referendo daria ainda um resultado mais dilatado.

    A UE é uma organização pre-estalinista e diabólica: é só imposição de ideologia de género, aborto, abandono dos povos que habitam a Europa em detrimento de gold-diggers, tentativa de imposição de decisões pela força e coação, destruição cultural, ameaças às nações, censura alarmante, perseguição implacável a quem a critica, colaboração ou tolerância com ditaduras ferozes (Irão, Equador, Nicarágua, Venezuela, Cuba, etc.), abandono de aliados de sempre, anti-semitismo viral

    Não deixará saudades: vai desmoronar!

    Liked by 2 people

    • Luis permalink
      29 Agosto, 2019 22:43

      Aquilo pela regras não tinha aplicação obrigatória. E depois você exagera. A UE é o que impede muitos países como Portugal de entrarem em derivas comunistas. Com as elites que temos se não fosse a UE a impôr algum rigor orçamental e alguma concorrência isto estaria pior que a Turquia. O seu comentário está cheio de mentiras e exageros parvos. Eu também não gosto da infiltração de certas modas em Bruxelas, mas a palavra final cabe sempre ao parlamento de cada país, convém não esquecer disso. E não quero de forma nenhuma que a UE acabe, especialmente o que tem de melhor, o mercado único e a únião aduaneira. Para países como Portugal seria a queda numa miséria magrebina, basta ver o que fomos durante a maior parte do tempo desde a independência do Brasil.

      Gostar

      • 29 Agosto, 2019 22:53

        UE para cá não é a UE para lá.

        Não se pode nivelar tudo pela mesma bitola.
        Infelizmente nós só nos aguentamos à boleia.

        Liked by 1 person

      • 29 Agosto, 2019 22:56

        Como é que uma coisa assim tão grande, tão imperial e com tanto país ao molho, acaba apenas por causa de uma ilha não querer fazer parte?

        Liked by 3 people

      • 29 Agosto, 2019 22:57

        Na volta porque nem é uma ilha e alargar e expandir-se para outras bandas, é que assusta o continente.

        Liked by 1 person

      • Luis permalink
        29 Agosto, 2019 23:04

        As Repúblicas pequenas como Portugal não têm mercado interno de jeito nem condições para produzir tudo o que precisam. Precisam de espaços. Já era assim séculos atrás. A força dos EUA está em parte no espaço. Pode ter produção de frutas como o Sul da Europa na Califórnia, áreas turísticas para reformados na Flórida, áreas industriais a Norte perto dos Lagos, etc. Nenhum país europeu tem estas dimensões continentais, precisam todos uns dos outros, e aí surge a importância do mercado único e da união aduaneira. Até Salazar meteu Portugal na EFTA… convém não esquecer.

        Liked by 1 person

      • 30 Agosto, 2019 16:20

        Seriamos muito mais fortes se nos anos 90 as nossas pescas e agricultura não tivessem sido compradas e desmontadas em saldo por Bruxelas. O caminho é duro mas a Independência Nacional ainda é possível. Sobretudo quando Bruxelas colapsar, em breve, depois do Brexit.

        Gostar

      • Venderam Portugal permalink
        30 Agosto, 2019 17:31

        A CEE era um espaço de livre circulação e concorrência e isso faz toda a falta. A ue não o é, é uma deriva autoritária de poder político.
        .
        Os nossos pulhíticos são (quase todos) uns incapazes tagarelas de facilidades para poderem ser uns gatunos dos nossos impostos, estoiram isto num instante, de 1974 a 1977, 1983, 2011 e a próxima já aí está, só falta ter de ser assumida como a de 2011.
        .
        “Curiosamente”, desde a adesão em 1986 (e as pescas e a agricultura foram vendidas nas negociações da adesão em 84 e 85 pelo soares dos cartazes “PS = conseguimos Portugal na CEE” – nos anos 90 implementou-se, e não podia ser doutra maneira, o acordo atingido nas negociações pelo soares, e, mesmo assim, ainda muito foi renegociado) todas as figurinhas da nossa desgraça, guterres do pântano de tanga, barroso que se vendeu para garantir o sócrates e o atolar definitivo no pântano em curso, constâncio que imaginou deficites futuros com precisão às centésimas para permitir reais de mais de dois dígitos a sócrates, que nada viu e nada sabia e nada podia no BdP (mas foi para a supervisão do BCE) e agora o sem tino do Centeno já se anda a fazer ao piso, foram recompensado com cargos chorudos na u.e ou na onu.
        Previsão: o traidor rui rio também receberá uma boa chucha, porque foi para lá para garantir a continuidade do assalto do seu colega de bilderberg antónio costa, à custa da destruição do psd(ois).
        .
        Já agora, o cocainómano balsemão, da bancarrota de 83 e que serviu para garantir que o assassinato do Sá Carneiro foi um “acidente”, deu o seu lugar de representante do bilderberg em Portugal ao barroso (que quando foi para a ue deixou de ser durão) e o freitas do amaral, que também garantiu o acidente, voltou da onu socialista, foi ministro deles, garantiu que o ocidente é que agride os muçulmanos em plena crise das caricaturas dinamarquesas e agora deseja a continuação do actual governo dos 3 partidos comunas. “Curioso”.
        .
        Muitos outros foram comprados para outros cargos na ue. É assim que se faz, compram-se as “élites” corruptas dos bárbaros para se garantir o controlo dos seus países. Passeiem a pé por Lisboa, à noite, e vejam tudo a ser vendido, os pequenos negócios todos a fecharem e as obras por todo o lado e vejam quem compra essas casas e digam lá que isto não é já um país vendido aos bocados e pensem como vai ficar depois da bancarrota centeno/costa.
        .
        A ue não nos defendeu dos nossos tagarelas corruptos, usou-os para nos comprar. Começou com o soares (que coisa tão estranha, logo com um senhor tão, tão sério) na negociação e está mesmo por um fio para acabar.

        Liked by 2 people

      • Luis permalink
        30 Agosto, 2019 17:33

        Isso da culpa ser de Bruxelas é uma valente treta. É mentira. O problema era interno e falo do que sei a minha família teve produção agrícola, exportou frutas e teve barcos de pesca. A verdade é que nós não estávamos preparados para entrar em 1986 mas ninguém nos obrigou a entrar. Ponto. A nossa agricultura era uma anedota ao lado da dos espanhóis. Os nossos vinhos não eram nada de especial e o nosso azeite lá fora era considerado uma porcaria. Portugal tinha perdido 20 anos desde 1974, ano em que o atraso em relação à Espanha de Franco já era notável. A culpa do que se passou na agricultura e nas pescas foi interna, foi nossa e só nossa e de mais ninguém.

        Diga-me uma coisa. Será culpa de Bruxelas que um certo merceeiro português leve mais de 6 meses a pagar quando o espanhol paga na hora? Será culpa de Bruxelas que o armazém português pague 0,10 cêntimos por quilo de laranja e leve 2 anos a pagar quando o armazêm espanhol paga 0.40 cêntimos e paga tudo na hora e ainda poda o pomar?

        Gostar

      • Venderam Portugal permalink
        2 Setembro, 2019 14:22

        Eu respondi, pede ao Rui A que não censure e publique. Disponível para se falar cara-a-cara sempre, sem estes cortes de quem acha que pode.
        Sim a culpa de não tomarmos conta de nós é nossa e foi dos “nossos” traidores que a ue se serviu, mas não deixa de se ter servido, nem de o querer fazer, por isso, para tomarmos conta de nós, temos de nos livrar dos traidores e de quem deles se quer servir para nos acorrentar. E de, acima de tudo, querermos assumir o trabalho e a responsabilidades de sermos livres e de termos um país que nos orgulhe, em vez desta choldra que nos envergonha.

        Liked by 1 person

    • Luis permalink
      29 Agosto, 2019 23:07

      Você sabe donde vieram essas ideologias? Dos EUA. Da indústria de Hollywood, por exemplo. De um lobby cujo nome não digo mas a Zazie sabe quem é. Isto não saiu da Europa. Começou nos EUA nas décadas de 60 e 70. Está tudo a vir de lá, dos EUA e daqueles cujo nome não se diz e a Zazie sabe do que falo.

      Liked by 2 people

      • 29 Agosto, 2019 23:57

        bruxo.

        Gostar

      • 30 Agosto, 2019 11:14

        Vocês estão a falar de M’s ou B?

        Gostar

      • 30 Agosto, 2019 12:00

        Ms ou Bs?

        Essa passou-me ao lado.

        Os acrónimos são muitos e a referência tem também muitas variantes.

        Acho que o Luís usou a mais simples- “aqueles cujo nome não se pode pronunciar”.

        Liked by 1 person

      • 30 Agosto, 2019 16:27

        Zazie “aqueles cujo nome não se pode pronunciar” eram os “fantoches” da aldeia que acreditava viver no séc. XIX e que serviam para ninguém se aproximar dos muros exteriores do rancho …. LOL

        Gostar

  14. 30 Agosto, 2019 12:02

    Sob pena de…

    Nem imagina sob pena de quê… incluindo para algum dos próprios que se atreva a dizer o mesmo que o Luís disse, com todo o cuidado.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: