Saltar para o conteúdo

Se for para denunciar a violência sobre os galos de luta já conseguiremos que se fale disto?

10 Outubro, 2019

Tortura em centro de detenção na Venezuela. Luta de galos sobre presos deitados e nus

Anúncios
6 comentários leave one →
  1. LTR permalink
    10 Outubro, 2019 12:18

    Não se passa nada nem há manifs, nem sequer com generais electrocutados até à morte. Mas se fosse o Trump ou o Rui Rio a dizer uns vocábulos em alemão já passava. Há poucos dias Nuno Rogeiro explicou a impossibilidade de emigrantes votarem, nuns termos tais que num país normal a justiça ia já investigar como é que se chegou àquela vergonha. Na Circulatura do Quadrado da semana passada, Lobo Xavier falou da gestão de tachos a partir das mesas do Café Velasquez, e nada. Isto não é um país, é o fundo de uma fossa.

    Liked by 1 person

  2. MJRB permalink
    10 Outubro, 2019 12:45

    A Helena Matos e outros blasfemos obviamente colocarão os temas que quiserem.
    Já não quero por ora saber de Chegas, Livres, PAN’s e tais, mais conversas da treta.
    Não sai um post sobre a manchete do Público de hoje ? “CGDepósitos penaliza reformados e dá bónus de 30% a clientes especiais”.
    Como acima escreve LTR, “isto não é um país, é o fundo de uma fossa”.

    Gostar

  3. André Miguel permalink
    10 Outubro, 2019 14:10

    Off topic (ou nem tanto):

    Alguém quer esmiuçar estas palavras de Katar Moreira:

    “Isto sempre foi uma guerra para pessoas como eu”.

    Atentem na palavra “guerra”… sem comentários.

    https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/joacine-katar-moreira-responde-a-peticao-isto-sempre-foi-uma-guerra-para-pessoas-como-eu-499698

    Liked by 1 person

    • 11 Outubro, 2019 12:27

      Guerra, sempre a guerra quanto a estas pessoas concerne.
      Li algures que a sr.ª terá dado uma entrevista e contou que voltou à Guiné à espera de maravilhas. Ficou tão dececionada que voltou cá para o burgo.
      A guerra será para criar cá o país onde ela nasceu e no qual já não se revê. Como um Ba que aí anda.
      Tão lindos que são a lutar pela emancipação da sua “raça/etnia/etc” no país dos “outros” que os acolheram, mas no seu, no de origem, desse fogem a sete pés.
      De notar que a minha última frase é tão aplicável à realidade lusa como à de outros países, das chamadas democracias ocidentais.
      É tão mau tão mau, que fogem sempre para as democracias, apenas para lhes apontarem as culpas do seu “infortúnio”!

      Gostar

  4. lucklucky permalink
    10 Outubro, 2019 14:11

    Duvido. Só se um animal fofo morrer na Venezuela é que será notícia, e mesmo assim a “notícia” não pode por em causa o regime Socialista.

    Liked by 1 person

  5. Miguel Neto permalink
    10 Outubro, 2019 21:52

    Nos países ricos ocidentais há muitos que se queixam da violência que sofrem dos governos, da escola, da sociedade, da maioria branca, de tudo e mais alguma coisa. Eles sabem lá o que é sofrer ou o que são abusos. Nem se perguntam porque é que tantos arriscam tanto para vir para este Ocidente tão opressor. Porque não tentam a 2ª maior economia do mundo, por exemplo.

    Deviam tentar saber os nomes destes e doutros Homens que passam por coisas ainda piores e fazer com eles um memorial ao que custa a Liberdade

    Liked by 2 people

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: