Saltar para o conteúdo

“democracia representativa”

10 Novembro, 2019
by

Ontem decorreram as eleições para a Comissão Politica Distrital de Lisboa do PSD

Trata-se de um importantíssimo órgão partidário, porque por ele passa, entre outras coisas importantes, a designação dos candidatos a 11 câmaras municipais do distrito de Lisboa, a composição da lista dos deputados eleitos por esse círculo eleitoral (48), onde o partido elegeu, nas últimas eleições legislativas, em baixo de forma, 12 deputados. Ou seja, boa parte do poder e da influência política do nosso país passa por Lisboa, contribuindo para os definir a importante Comissão Política Distrital do Partido Social-Democrata.

Numa eleição onde se discute e decide tanto poder, seria natural encontrarmos alguns milhares de pessoas a participarem nela. Lida, contudo, esta notícia, ficamos a saber que o número total de votantes foi de 1.888, menos de duas mil pessoas, sendo que a lista vencedora arrecadou a “expressiva” votação de 1.448 eleitores, nem 1.500 dos 10 milhões de portugueses residentes no país.

É este, portanto, o número de pessoas que elege o pequeno grupo que decidirá quem vai candidatar-se àqueles cargos, sendo que muitos dos escolhidos os virão a ocupar. E é a isto que se chama, em Portugal, “democracia representativa”.

12 comentários leave one →
  1. Filipe Bastos permalink
    10 Novembro, 2019 16:12

    Um post esclarecedor. Finalmente falamos do que interessa. Passamos o tempo entretidos com pulhitiquice. Nem sequer politiquice. Não cá política alguma.

    A falta de representatividade começa aqui, nas eleições internas do esgoto partidário. Daí para a frente nunca melhora.

    Cada partido é um clube de chulos, tachistas e trafulhas. Qualquer alma honesta e bem-intencionada que lá entre rapidamente é corrida, ou acaba parte da mesma podridão.

    As famosas “bases” dos partidos são pintaínhos de goela aberta à espera de tacho e mama. As lutas pelo poder são como as de qualquer máfia, apenas menos violentas e mais sujas.

    Uma vez eleitos para o poleiro, todos fazem o que lhes dá na gana. Zero responsabilidade, zero ‘accountability’, zero democracia. Ninguém nos pergunta nada; só cá estamos para pagar. E, claro, para ir botar o botinho de anos a anos, quando nos mandam, para validar a bandalheira e rodar o tacho.

    Liked by 1 person

    • Beirao permalink
      11 Novembro, 2019 09:31

      Desta vez, enfim, concordo com o opinador. Partidos e partidocratica tresandam a bafio que não se aguenta.

      Gostar

  2. Expatriado permalink
    10 Novembro, 2019 16:54

    Nada mais que um S.O.S. (Same Old Shit)…

    Gostar

  3. Anónimo permalink
    10 Novembro, 2019 18:14

    Sim, uma democracia representativa, mas só em nome.
    Sim, democracia representantiva dos interesses do pessoal PSD e PS.
    Democracia representativa de estes escassos “…o número total de votantes foi de 1.888, menos de duas mil pessoas,…” no PSD.
    Mas no PS o fenómeno de gerar a “representatividade” é semelhante.
    Quem introduziu este “representativo” sistema eleitoral foi obviamente o PCP, com a sua acumulada experiência nestes sistema ditos democráticos.
    Ao PS agradou pois sabia que herdaría a faca, o queijo, os bolinhos e as garrafinhas todas. Bastava seguir a receita comunista/socialista: aumentar o número de funcionários do Estado, aos mais variados níveis.
    O PC português, azar, estava no lado errado do continente, da Europa.
    Os constitucionalistas do PSD simplesmenme teveram medo. Já tinham ficado presos na AR. Votaram a favor e fugiram para casa. Antendedo à época têm desculpa. Agora não.
    Só o CDS votou contra, mas nos tempos de um tal de Freitas do, esqueceu-se.
    Pergunta-se: há solução para esta descarada malandrice?.
    Alguma vez se implantará uma Democracia Representativa ao sério em Portugal?.

    Gostar

  4. Carlos Rosa permalink
    10 Novembro, 2019 20:10

    Não resisto a perguntar ao Costa, 1º ministro, se, com respeito às eleições espanholas quer assim ou com mais molho?
    Pois, Costa, tu e o PS vão ouvir dos portugueses que Chega!
    A sentença já está escrita. Os portugueses vão ler-ta. Vais fingir que não é contigo, mas o povo já começou a perceber que o PS é um grupelho de políticos sem competência para o trabalho, que só têm sabido enganar os portugueses para lhes sacar o voto.
    E mais, com a queda do PS vai cair toda a Esquerda portuguesa que tanto mal tem feito a Portugal e a todos os portugueses.
    Já não vale a pena vires com a conversa da Extrema-Direita porque tal como os espanhóis não vão na conversa também os portugueses farão o mesmo.
    Os de Esquerda repetem isso à exaustão para desviar as atenções da incompetência que mostram todos os dias a quem os topa.
    A História não se repete. Salazar morreu e está enterrado.
    O futuro vai ser dos amigos da Terra, do Trabalho, da Justiça e da Cultura. Os chefes dos partidos de Esquerda não sabem o que é isso. Movem-se por poder e por dinheiro. Querem governar-se e não governar Portugal. Espera-os o caixote do lixo da História.
    Ide! Deixem os portugueses em paz.

    Liked by 1 person

  5. José Monteiro permalink
    10 Novembro, 2019 21:25

    Democracia raptada. Sistema blindado. Regime cristalizado. O estado a que chegou este Estado, a pedir a 4ª República. Como?

    Gostar

  6. Expatriado permalink
    10 Novembro, 2019 22:07

    A VOX dos espanhóis está a fazer-se ouvir. Por cá também se começa a ouvir, CHEGA!!!

    Liked by 1 person

  7. Isabel s. permalink
    11 Novembro, 2019 00:34

    A falta que cá fazem entrevistas como esta que deduzo tenha 10 anos e que poderia ter tido lugar hoje se a tv fosse outra, se os entrevistadores fossem outros e se os convidados também fossem outros:

    Liked by 1 person

    • José Monteiro permalink
      11 Novembro, 2019 19:55

      Talvez mal comparado. Uma série com Camilo Loureço. Ia ser bonito.

      Gostar

  8. lucklucky permalink
    11 Novembro, 2019 08:01

    Mais um excelente texto.

    Lugares vazios no parlamento a representarem brancos, nulos e abstenção.

    É também política não querer mais política, não querer mais leis, mais impostos, mais regras, logo devem ser representados. São Portugueses também.

    São os abstencionistas, os nulos e os brancos que combatem o Regime Socialista em Portugal. Não é a direita socialista do PSD e CDS , sempre que o PS o Partido do Regime leva o país ao “pântano” ou a bancarrota e vá lá são autorizados pelo jornalismo Marxista a governarem por momentos aumentam sempre impostos.

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: