Saltar para o conteúdo

Quer excedentes orçamentais? Deixe de pagar contas

9 Dezembro, 2019

Mas como é que eu não me lembrei disto? Andei este tempo todo sempre a fazer contas e planificações do meu orçamento doméstico para poder fazer face às despesas, sempre com muito controlo para não falhar com nada em casa; a trabalhar que nem uma “moura” para governar minha vida e eis que Centeno revela a sua fantástica estratégia que fez gerar “excedentes” milionários: cativar toda a despesa e pagamentos enquanto carrega forte nos impostos dos contribuintes que trabalham arduamente para  sustentar a máquina do Estado. Não é genial?

Com esta “brilhante” lição de economia aprendi que, se não pagar luz, água, gás, renda, compras de supermercado, gasóleo, créditos e outras responsabilidades; nem fizer manutenções de nenhuma espécie em casa com electricidade quando há curto-circuitos ou nas canalizações quando rompem  ou no telhado quando voam telhas;  nem  arranjos mecânicos no carro quando há avarias, mudanças de óleos ou pneus quando estão “carecas”;  nem comprar sapatos mesmo que rotos ou roupas mesmo que velhas e gastas, posso abrir conta na Suíça e com os juros pagar uma férias milionárias à família no Mónaco ou comprar um Lamborghini  ou uma mansão à beira mar como o visionário Al Gore!! Sou mesmo idiota.

Eu sempre desconfiei das capacidades de gestão do nosso “Ronaldo das Finanças” e denunciei-o no meu artigo de Março de 2017, “O défice de 2016 é um embuste” onde afirmei: “O défice que nos apresentaram é uma perigosa bomba relógio. Não há mérito nenhum nos 2,1%. Muito menos prova que usando outras políticas se consegue os mesmos objectivos como disse Marcelo. O que há são malabarismos grotescos, diria quase criminosos, de “chico-espertice tuga” que escondem o maior embuste, depois de Sócrates, fundamentado em mentiras, patranhas e ilusões para o iletrado cidadão. Uma falta de respeito por toda uma Nação a quem se pede constantemente sacrifícios fingindo ser pelo bem de todos. Uma mentira abençoada pelo PR que nos deveria fazer corar de vergonha. Infelizmente.”

Repeti-o no meu artigo de 16 Outubro 2017, “O monstro da dívida” quando escrevi:” O OE2018 volta ao ASSALTO habitual ao contribuinte. Faz falta dinheirinho para alimentar os esquemas habituais da governança e suas respectivas clientelas FAMINTAS a quem se promete mundos e fundos sem um chavo no bolso! O monstro da dívida, esse, cada vez mais gigantesco não se mata. Não se diminui. Controla-se, isso sim, o défice, como se o défice não tivesse nenhuma ligação à dívida pública e chama-se a isso “controlo” (sim, é o controlo contabilístico do empurra para debaixo do tapete). É para rir? Isto claro, até ao próximo colapso. Mas alguém acredita que com o tetra em bancarrotas os credores não nos tentem pôr os patins rapidamente? Não brinquem com coisas sérias. Porque só temos tido dinheiro para pagar as despesas do Estado graças à UE. Esqueceram-se?”

Voltei a lembrá-lo no meu texto “Não felicito Centeno“, em Dezembro de 2017,  quando afirmei: “Não, não o felicito porque por causa dele temos 3 Orçamentos de Estado às costas carregados de aumentos de impostos como consequência do seu eterno “amem” às clientelas da geringonça;  temos cativações grotescas que colocaram em risco a saúde, a educação, a segurança e o bem estar dos portugueses, e perspectivas de futuro com mais agravamentos de impostos para impedir um novo colapso das contas.”

Mas dou agora a mão à palmatória. O homem é mesmo um “grande génio”. Conseguiu o que ninguém consegue sem qualquer peso na consciência: défice zero e excedentes orçamentais só com uma brutal asfixia financeira de todas as instituições do Estado e aumento do roubo fiscal às famílias trabalhadoras deste país.

Isto não é para qualquer um. É só para gente muito corajosa ou estúpida. Quem arrisca colocar os serviços públicos de um país inteiro em falência técnica e empobrecer os portugueses que vivem dos seus parcos rendimentos só para agradar à Geringonça em 4 anos de legislatura, com o risco que daí advém para os  mais vulneráveis? Só mesmo um pequeno génio fantoche à espera de uma recompensa como o “Bobby” que faz tudo o que o dono manda por um croquete ou um osso.

Só tenho pena de nós, cidadãos, não podermos seguir a mesma dica – sem irmos presos – e suspendermos todos os nossos pagamentos ao Estado, já! Quem sabe assim, provando do seu próprio veneno, a “pulhítica” acabasse de uma vez no Parlamento por falta das verbas que alimentam esta casta nojenta que nos escraviza e ainda se regozija dos “grandes feitos” contabilísticos como se fôssemos todos parvos.

Com isto podemos então tirar a conclusão que o estado lastimável em que deixaram as escolas, os hospitais, os transportes públicos, as esquadras, a segurança nacional e muito mais,  que matou e ainda mata muita gente, é mesmo de propósito por um “excedente” fictício. “Bravo” Centeno! Ninguém faria pior.

22 comentários leave one →
  1. Expatriado permalink
    9 Dezembro, 2019 12:16

    No pasa nada… não há por aí uma associação de pensionistas a exigir o (habitual) aumento de 10 euritos nas pensões? “Melhor que nada”, dizem.

    Liked by 2 people

  2. Jornaleca permalink
    9 Dezembro, 2019 12:33

    Citação:
    “Eu sempre desconfiei das capacidades de gestão do nosso “Ronaldo das Finanças” e […]”

    a. A cara autora é que merecia ser ministra das finanças.

    b. Eu sabia logo desde o início o que ele valia. O Centeno é um nada, um zero, um incompetente enorme, que subiu de carreira. Agora anda a enganar o resto da Europa.

    b. Não acham estranho, esse asno e vigarista Centeno, não ter pudor nenhum, nenhuma vergonha na cara, por aquilo que faz?

    Liked by 3 people

  3. Andre Miguel permalink
    9 Dezembro, 2019 12:39

    Suspeito que a trafulhice seja ainda maior, senão vejamos:
    Se o OE para 2019 já previa um défice perto de zero, mas este só é atingido na execução recorrendo a cativações, então significa, possivelmente, que a despesa aumentou em alguma das rubricas não cativadas. Ou então este défice zero já era previsto precisamente porque previa cativações de receita orçamentada mas que não iria existir.
    Das duas uma, não me parece que existam outras opções.

    Liked by 2 people

    • Jornaleca permalink
      9 Dezembro, 2019 13:20

      a. Mostre-me um único governo socialista que perceba ou domina um orçamento de Estado, por favor.

      b. Um orçamento de Estado é como um queijo suiço.

      c. Estude, se tiver tempo e querer, o orçamento de Estado alemão e como ele explodiu nos últimos anos. As más línguas dizem, que o parlamento alemão é o segundo maior no mundo, logo a seguir ao chinês. (A China continua a ser governada por comunistas, do pior que se pode imaginar e que matam quem e como lhes apetece.)

      E mesmo assim, os alemães, já não são capazes de governar o país com éxito.

      Liked by 1 person

  4. 9 Dezembro, 2019 17:01

    Como eu sempre disse: o Estado não é uma pessoa de bem! Sendo assim porque havemos de ser Pessoas de Bem para o Estado?
    Coragem e Patriotismo era deixarmos de pagar às Finanças! TODOS!
    Já o fizemos em 1854, quem tem coragem de repetir?

    Liked by 2 people

    • jppch permalink
      9 Dezembro, 2019 17:30

      pois tem razão…. já aconteceu em 1854…. e considera que em 2019 as pessoas façam isso… o contexto é mau de mais, e as pessoas não se apercebem ou pior não se querem aperceber… vou ler e estudar qualquer coisa, jantar qualquer coisa, e amanhã que estou de folga, plantar qualquer coisa… o Estado não tem aposentos para quem se indigna… para quem paga e cala… e nisso somos um povo cobarde…. como lhe disse, amanhã planto, várias espécies e na factura da água vem-me o custo da RTP… é este o contexto que vivemos mas não esteja à espera que as pessoas se indignem… já estão amestradas para comer e calar

      Gostar

      • 10 Dezembro, 2019 00:56

        Pois jppch … talvez a solução seja voltar a 1383 e fazer um golpe palaciano no meio da rua … eliminar os alvos … percebe?

        Gostar

  5. Expatriado permalink
    9 Dezembro, 2019 17:57

    Quero que, quando tiverem de cativar (mais uma vez) os salários e reformas dos funcionários públicos, sejam os socialistas e apêndices que estejam a (fez) governar. Esse tempo vai chegar quer queiram quer não. Nessa altura nem haverá o tal aumento de 10 euritos…

    Já este ano não houve!!!

    Liked by 3 people

  6. Velho do Restelo permalink
    9 Dezembro, 2019 18:11

    Mas apesar de tudo isso, Rui Rio parece muito interessado em “recrutar” o baby face Semtino !

    Liked by 2 people

    • LTR permalink
      9 Dezembro, 2019 20:20

      Enquanto a gente se vai divertindo com o Rio eles governam: “Novo presidente da SATA admite que reestruturação da empresa vai doer”. É que antes não houve dor! Deve ter sido daqueles zeros todos! Um caso a cheirar a torradeira esquecida que não passa no programa da Felgueiras em pleno primado da informação e a que chamam reestruturação.

      Liked by 1 person

  7. maria permalink
    9 Dezembro, 2019 19:14

    Veja-se as pensões que começam em 1 de Janeiro. São de 4500€ a 6900€. Gente que deu muito pouco ao país.
    Dar-se 700€ de aumento aos juízes e dar uns 3 ou 4 Euros ao pensionistas pobres é um atentado à vergonha.
    Votem Costa!

    Liked by 2 people

    • 9 Dezembro, 2019 19:48

      Quanto é que o juíz descontou e quanto é que o pensionista pobre descontou ?
      Convém saber fazer as contas, sobretudo saber quando é a X e quando é a + ,
      senão andamos por aqui armados em vigaristas !
      Agora até a chuva já tarda a cair do céu, quanto mais o dinheiro …
      Mas ainda bem que falou nos juízes!
      Já viu no que dá ter juízes mal pagos ?
      Depois andam por aí a pregar calotes nos ginásios, oficinas automóveis … e para sobreviver (bem) ainda têm de fazer uns biscates mais a ex para safar os filhos dos tubarões vermelhos e os marqueses da Covilhã !

      Liked by 1 person

  8. LTR permalink
    9 Dezembro, 2019 20:04

    Há um país na UE onde se designa por populista um partido que exige o cumprimento das ordens da UE sobre violações das mais fundamentais leis europeias que perduram há décadas:

    “O Chega apresentou esta segunda-feira um projeto de resolução a exigir a “reposição da legalidade inerente ao Imposto sobre veículos (ISV)” cobrado aos carros usados provenientes de outros Estados-membros da Comissão Europeia.”

    Mais uma oportunidade para o dr.Costa escondido atrás do Centeno devolver, repôr, iniciar a devolução ou iniciar a reposição, re-aldrabar, ou mesmo manifestar a intenção de vir a iniciar o processo de início da fase de reposição, que decorrerá de modo faseado, até 2030, como eles gostam de invocar. Não sem antes nomear um grupo de trabalho para estudar o assunto e designar os ilustres membros do observatório que no prazo de um ano analisará a possibilidade de tal trabalho vir a ser desenvolvido. Quando o dr.Costa for embora vamos ver todo o tipo de tampas a saltar e a de lá saírem diabinhos vermelhos com a pressão que já não se aguenta.

    Liked by 3 people

    • André Miguel permalink
      9 Dezembro, 2019 21:05

      O Chega está ser bonzinho, pois os automóveis são duplamente tributados, ISV + IVA, portanto um deles devia desaparecer. Isto já não é inconstitucional…. Já agora a IL tão dada a estas coisas não tem uma palavra a dizer?

      Liked by 2 people

    • Carlos Guerreiro permalink
      10 Dezembro, 2019 16:39

      A expressão a usar será descobrar (como descontruir em vez de demolir…)

      Liked by 1 person

  9. 10 Dezembro, 2019 06:48

    … é preciso corrigir ‘excendentes’ por ‘excedentes’.

    Liked by 2 people

  10. Carlos Oliveira permalink
    10 Dezembro, 2019 10:00

    Inteiramente de acordo com a colunista. No meio disto tudo, onde anda o PR, esse paladino dos afetos e da justiça? Não tem nada a dizer sobre esta trafulhice, ou só pensa na reeleição record? Não merece o apoio da direita, se é que ela ainda existirá nessa época. Já agora, a Comissão Europeia que devia fazer a sua parte, fecha os olhos a tudo isto sem que alguém o conteste. Enfim, estamos entregues à bicharada, como diria o Zé Povo.

    Liked by 1 person

  11. Portuga permalink
    11 Dezembro, 2019 01:10

    Não me quero armar em bom, mas sempre disse que esta estória das “contas certas” era um embuste. O pior é que estava bem à vista como o Centeno geria o orçamento e grande parte da população não entendia nada. Será que agora começam a entender? Eu cheguei a fazer um “desenho. Como aquele que diz, percebes ou queres que faça um desenho” quando trocava impressões com pessoas conhecidas sobre esta matéria. Então eu recebo por mês 100. Se não comprar umas calças, uns sapatos, não mandar reparar o carro, não sair de casa para não gastar, etc., se só gastar 75, eu poupo 25. Dir-me-hão. Mas um país não é uma família. Pois não. Apenas muda a escala e algumas componentes da receita e da despesa, porque a base é esta. Mas o que mais me admira são as pessoas letradas não entenderem este sofisma de não pagar a ninguém para forrar a massa. Ainda hoje ouvi o economista Nicolau Santos a falar sobre as contas do Estado e a mostrar-se preocupado com o controlo ou descontrolo das contas a breve prazo. Ele que sempre tem posto o Centeno na coroa da lua, agora está preocupado? Estamos a falar de economia ou de política? E o povo embasbacado nas “contas certas”, mas sobre as dividas dos hospitais, o investimento zero, as forças de segurança uma miséria, tudo isso nem pio.
    Subscrevo inteiramente o texto da Cristina.

    Liked by 1 person

  12. Arlindo da Costa permalink
    11 Dezembro, 2019 19:46

    Vocês não aceitam a realidade e o facto do Centeno ser o melhor ministro das finanças desde o tempo de Salazar 🙂

    Vocês talvez quisessem a Marilú dos swapps ou a MFL da nacionalização dos fundos de pensões…

    Gostar

    • 12 Dezembro, 2019 00:18

      Eu não!!! Que gente horrroorrrsaaaa!!!!

      Gostar

    • 12 Dezembro, 2019 08:51

      Calma, parem a música … prece-me que o A. da Costa acabou de admitir que o Salazar foi o melhor ministro das finanças que tivemos desde o tempo do estado novo, ficando o Centeno em 2º lugar ! Será que já estou acordado ? Daqui a 1h volto para ler de novo 🙂

      Liked by 1 person

      • 12 Dezembro, 2019 10:46

        Admitiu sim, claramente que o Salazar foi o melhor ministro das finanças. Talvez tenha sido o melhor de todos os tempos … ele sabe …

        Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: