Saltar para o conteúdo

Do “longinquamente formal”

24 Janeiro, 2020

Juiz que é sócio e accionista de uma associação desportiva que é parte em processo que vai julgar pede escusa, o que é  recusado pelo seu colega juiz Ataide das Neves, porque:

“a integridade de um magistrado não pode resultar de uma mera aparência epidermica, de superfície,  que apenas num longinquamente formal e puramente teórico e preconceituoso, quiçá amedrontado, pode ter alguma leitura.

14 comentários leave one →
  1. Artista português permalink
    24 Janeiro, 2020 17:05

    Santa ingenuidade! Entretanto, segundo a imprensa, o processo Sócrates estaria prestes a prescrever. Tudo farinha do mesmo saco.

    Gostar

  2. lino permalink
    24 Janeiro, 2020 17:30

    Se a frase está bem transcrita, nem faz sentido. Falta alguma palavra. E mesmo que esteja bem transcrita, é enfatuada a mais e tem bom senso a menos.

    Liked by 1 person

  3. 24 Janeiro, 2020 17:41

    O julgamento em 2ª instância será realizado por TRÊS juízes, o que põe este caso no seu devido lugar e desmistifica a demagogia barata a que, reconheçamos, ele se presta. Para além do mais o juiz deu provas claras de honestidade, e a sua permanência no coletivo só o pode condicionar em sentido inverso.

    Liked by 1 person

    • Gabriel Silva permalink*
      25 Janeiro, 2020 15:05

      Portanto, para o jm como o accionista da entidade apenas assegura um voto na decisão, a mesma ficaria assegurada da sua justiça pela existência de outros 2/3 de juízes não-accionistas.Ora se a justiça da decisão se baseia na existência dos outros 2, então o juiz-accionista nada está lá a fazer. A menos que a sua presença seja configurada para que no casos dos dois juízes não-accionistas divirjam na opinião, será necessário recorrer ao desempate pelo juiz-accionista. Caso em que se terá decisão por maioria, mas não justiça.

      Gostar

      • Mario Figueiredo permalink
        25 Janeiro, 2020 18:07

        Bom, se já tão interessado no clube do Juiz, o Gabriel deveria se preocupar mais com quais serão as preferências dos outros dois Juízes, em vez de se atirar contra aqueles que defendem que o papel de um Juiz não pode descer ao nível das preferências clubisticas. Não o vejo portanto a fazer as perguntas que me pareciam mais acertadas no contexto da sua desconfiança. Já agora quem sugeria para Juiz deste caso?

        Entretanto, no meu caso particular, sinto-me realmente aliviado que ainda há que defenda que ser-se sócio de um clube futebolistico neste país não deve pesar na análise e administração de justiça contra ou a favor desse mesmo clube. Compreendo que o Gabriel se sinta incomodado e desconfiado. Mas a verdade é apenas uma: O Gabriel segue o mesmo caminho de quem trata estes assunto com a mesma leviandade politica e ignorância jornalística que há décadas anda a pretender fazer passar a mensagem que a Justiça é corrupta e não funciona.

        Gostar

  4. MJRB permalink
    24 Janeiro, 2020 18:23

    ?????????? .
    ?????????????? .
    (Ou seja, o FCPorto comece a colocar nas “despesas”, os milhões que terá de depositar na conta do SLBenfica).

    Entretanto, a maravilhante justiça tuga neste encantador Portugal trafulha e vígaro, dá cada vez mais sinais que o Rui Pinto tem de ser condenado e nunca inquirido para colaborar com a mesma — o sistema, os esquemas conluídos, a teia nos negócios, na advocacia, em certo futebol, na política, na banca, não podem ser minimamente beliscados.
    A vasta maioria dos tugas não se importa de ser gozada, “comida de cebolada”.

    Gostar

    • MJRB permalink
      24 Janeiro, 2020 18:29

      Errata: “sistemas conluiados”

      Gostar

      • 24 Janeiro, 2020 19:36

        Uma coisa que me perturba são os empertigados “conluídos” não serem baptizados.
        Mas dizem os dizeres que, presunção e água benta cada um toma a que quer.

        Gostar

  5. 24 Janeiro, 2020 19:55

    “aparência epidermica, de superfície”, isto não será RACISMO?

    Gostar

  6. 24 Janeiro, 2020 21:23

    E eu que na minha ingenuidade pensava que aos magistrados (pelo menos aos juízes), estavam vedados certos “pecados” como ser sócio de … ou pertencer a clubites precisamente para evitar estas situações obtusas !
    Então e se todos os juízes estiverem na mesma situação ? Vão buscar um espanhol ?
    Pensava eu que as tais mordomias de que se fala de quando em vez, visavam compensar essas limitações à sua liberdade, mas afinal vale tudo …

    Gostar

  7. Ausente52 permalink
    25 Janeiro, 2020 09:45

    Por comparação, vamos imaginar um cirurgião que esteja de serviço hospitalar.
    No seu turno de serviço, entra alguem que urge ser operado para salvar a vida.
    Esse “alguem”, é, por exemplo um filho ou mãe do operador que se vê constrangido em “abrir” o corpo. Falta-lhe a coragem.
    E ósdespois…. ? Deixa morrer ou cumpre com a sua missão?

    Gostar

  8. Expatriado permalink
    25 Janeiro, 2020 11:34

    Por falar em justiça, juizes, polícias, etc. alguém sabe como estão as ditas investigações ao caso daqueles 40(?) gajos que se pegaram à facada e ao tiro na Mouraria?

    Gostar

  9. 25 Janeiro, 2020 12:26

    Então e os ciganos de Campo Maior ? Quando não estão a destruir o quartel dos BV, fazem umas “remodelações” nas casas que a CM lhes “emprestou”, e que eles aceitaram de mau grado, porque são muito pequenas e de má qualidade !
    Eles gostam é de tendas de lona, ou roulotes !
    Só não percebo porque não fazem como os tugas (descendentes de Viriato), e constroem ou compram a sua pp casa !

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: